Está chegando a hora
Por José Nilton Dalcim
1 de novembro de 2019 às 20:07

 Passo a passo, Novak Djokovic e Rafael Nadal se aproximam do esperado duelo na final de Paris. Estão sobrando em quadra. Extremamente sólido e eficiente tanto no saque como nas devoluções, o sérvio ainda contou com uma tarde tenebrosa de Stefanos Tsitsipas, que se perdeu muito cedo na partida e jamais se recuperou. O espanhol teve um primeiro set exigente, em que não permitiu aventuras mas também não segurou o saque forçado de Jo-Wilfried Tsonga, porém a partir do tiebreak dominou amplamente e ainda fez um lance de cinema.

Não dá para esperar outra coisa do que uma decisão entre os líderes do ranking, que pode valer o número 1 ao final de 2019 de forma antecipada em caso de título inédito de Nadal. Os dois também lutam pelo quinto troféu da temporada e estão empatados com 51 vitórias. Ao longo de 2019, o espanhol tem 22 triunfos de Masters, mas Djoko pode empatar.

Grigor Dimitrov, é bem verdade, só ganhou um dos nove duelos que fez contra Djokovic, mas não deixa de ser curioso que reencontrará o sérvio tendo agora as orientações do mesmo dueto que trabalhou com Nole há pouco tempo, Andre Agassi e Radek Stepanek. Será que eles conseguem montar um plano tático eficiente? Ou, mais importante ainda, que o búlgaro consiga executá-lo?

Dimi está numa bela semana, jogando com confiança e solidez, com direito a lances espetaculares e plásticos. Ainda assim correu risco de perder o segundo set para o chileno Cristian Garin mesmo num piso que tanto o favorece. Me parece que a chance de equilibrar contra Djokovic é um índice muito alto de primeiro saque e a tentativa de evitar pontos mais longos.

Inegável que Gael Monfils foi uma grande decepção no duelo contra Denis Shapovalov, porque jogou muito abaixo do que vinha fazendo e foi totalmente dominado pelo tênis agressivo do garoto. Não faltava motivação para Monfils, já que a vitória valia a vaga (inesperada) no Finals de Londres. Ao menos, comemora a volta ao top 10 depois de quase três anos.

Porém, não se pode tirar os méritos de Shapovalov. A recente parceria com o experiente Mikhail Youzhny está pouco a pouco dando resultados. Não que o russo tenha sido um exemplo de frieza em quadra. O canadense tem grandes golpes e arrojo, falta lhe dar um apuro tático e emocional para conter a força e executar de forma correta os essenciais pontos importantes, onde geralmente ele falha muito.

Este será já o terceiro duelo contra Nadal, com uma vitória para cada lado. Shapovalov venceu em 2017 no Masters caseiro, campanha que o colocou na vitrine do tênis, e foi facilmente dominado no saibro de Roma quatro meses atrás. Como é um atacante por natureza, não se pode esperar outra coisa senão um jogo de alto risco neste sábado, buscando definir em poucas bolas. Tarefa difícil.

E mais
– Tsonga dará o maior salto da temporada entre os que terminam no top 50. Sairá do 259º posto para o 29º. Bem atrás está Daniel Evans (128 postos) e Alexander Bublik (121). O destaque entre os top 30 é Felix Aliassime (109 para 19).
– Nadal venceu todas as 11 quartas de final que disputou nesta temporada. Só tem uma semi a menos que Medvedev.
– Shapovalov abriu mão da vaga no NextGen Finals – não teria muito mesmo o que fazer lá – e no seu lugar entrou Alejandro Fokina.
– Quatro franceses aparecem na lista dos sete tenistas com mais vitórias porém sem títulos de Msters na carreira: Gasquet lidera, Simon é terceiro à frente de Santoro e Monfils está em sétimo.
– As líderes do ranking Ash Barty e Karolina Pliskova duelam numa das semis do Finals de Shenzhen. Isso não acontecia desde a final do Australian Open do ano passado, entre Halep e Wozniacki.
– Halep ficou de fora ao perder jogo maluco para Pliskova. Levou ‘pneu’, reagiu e fez 2/0 no terceiro set, mas não sustentou.
– Atual campeã, Elina Svitolina encerrou a fase de grupos de forma invicta e terá pela frente a estreante em Finals Belinda Bencic. As duas jogaram duas vezes neste ano, com uma vitória para cada lado. Quem vencer, será 6ª do ranking, um posto que Bencic nunca alcançou.
– Thiago Wild vive grande momento no saibro de Guayaquil e atinge sua primeira semi de nível challenger. Deixou no caminho até Thiago Monteiro, o top 90 brasileiro que ganhou Lima no domingo. Mais uma vitória e ele se aproxima do top 250 e de uma vaga no quali do Australian Open.


Comentários
  1. MARIA RITA MENDES

    GOST”O MUITO DE LER OS ‘blogs de tenis”, mas nos últimos tempos fico triste ao deparar com comentários ofensivos por parte de várias pessoas. Infelizmente o papel aceita tudo, hoje leio apenas o editorial do Dalcim , pois a pobreza de certos comentários me deixam indginada; o melhor é ignora-los, não trazem nada de positivo.Acho que as cr´ticas feitas com tanta arrogancia , devem partir de pessoas que nunca competiram em alto nivel um jogo de tênis. Já participei de pequenos torneios e pude sentir como é dificil competir e ganhar um simples torneio. SERÁ QUE DÁ PARA MELHORAR AS CRÍTICAS SOBRE OS JOGADORES PROFISSIONAIS E DEIXAR DE LADO AS OFENSAS GROSSEIRAS FEITAS AOS COLEGAS QUE PARTICIPAM DOS COMENTÁRIOS.?Apesar de estar com 80 anos ainda jogo duplas.

    Responder
  2. Maria izabel

    Lamentável a desistência por contusão de Nadal.Pelo Marca,já está em Barcelona onde passa por criteriosos exames.Foi uma distenção abdominal.Segundo seu médico na entrevista o normal,é uma semana para cada centímetro da distenção. Torcerei para que jogue o Finals etc,junto com todos os outros jogadores saudáveis.

    Responder
  3. Vitor Hugo

    Dimitrov tem muito mais habilidade que Lixovice. Os slices, drops e voleios do búlgaro são um espetáculo. Mas o lixo servio está evoluindo. Antes seus golpes de habilidade eram uma b…., agora pelo menos são medíocres.

    Roddick, papai de Novak, teve azar de enfrentar o GOAT, no auge, na grama sagrada. Azar que Bagrevice não teve.

    Quando digo “Lixovice”, me refiro ao tênis horroroso de assistir que o servio joga. Fora de quadra não posso falar nada de Novak, a não ser dá paixão do rapaz em trepar em árvores.

    Melhor deixar tudo claro pras meninas não choramingarem.

    Abraços

    Responder
  4. Miguel BsB

    Um reclama do outro que reclama do um que recrimina ou não recrimina quem fala mal do Federer, do Nadal e do Djokovic…
    Então, vou falar pra todos vcs: PAREM de querer diminuir e ridicularizar qualquer um desses MONSTROS do esporte! Federer, Nadal e Djokovic não merecem esses termos depreciativos que vcs os qualificam…são os melhores de todos os tempos e se bobear, no fim das contas, ninguém vai conseguir afirmar com ctz quem foi o maior de todos…
    Usem esses termos depreciativos somente para o Zé Verev, e por enquanto, pois vai ser número 1 e campeão de Slam em algum momento…rs
    Abs Sérgio Ribeiro

    Responder
  5. DANILO AFONSO

    Dalcim, seria possível “eliminar” do site Tênis Brasil os leitores ATALIBA (torcedor do Novak) e EVANILDO (torcedor do Nadal) ?

    Ambos estão poluindo o site com postagens extremamente ofensivas e xulas.
    Tais postagens foram inseridas na matéria “Nadal se machuca no treino e abandona semifinal”.

    Responder
  6. DANILO AFONSO

    Dalcim, seria possível “eliminar” do site Tênis Brasil os leitores ATALIBA (torcedor do Novak) e EVANILDO (torcedor do Nadal), ambos estão poluindo o site com postagens extremamente ofensivas e xulas.
    Tais postagens foram inseridas na matéria “Nadal se machuca no treino e abandona semifinal”.

    Responder
  7. Sérgio Ribeiro

    Grigor Dimitrov depois que largou essa babaquice de ” baby Federer ” , resolveu amadurecer aos 28 , a lá STANIMAL. Duas partidas lindas contra o Craque e contra o N 2 . O segundo , nos detalhes , mostrou porque vai junto com o Espanhol , quebrar a marca de 20 SLAM. Pra quem gosta do Esporte , não existe a possibilidade de não admirar esse verdadeiro Espetáculo. Venceu o melhor e muito mais experiente. ABS !

    Responder
    1. DANILO AFONSO

      Caracas mano !!

      Roubaram o celular do homem…kkkk

      Sérgio Ribeiro não falaria isso do NOVAK.

      Você que está do “outro lado da linha”, devolva o celular do Sérgio.

      Responder
  8. Valmir

    Nadal fugiu da final.
    Quando já sabia que iria enfrentar Djoko na final… em um terreiro mais propício a este… decidiu não arriscar .
    Perder para Djoko aumenta o h2h e a moral do adversário.

    Federer já fez isso várias vezes contra Djokovic.

    Djokovic fez isso em Xangai… para não enfrentar Medvedev.

    Cada um tem suas visões do que é melhor não enfrentar.

    Responder
    1. DANILO AFONSO

      Poh VALMIR ! Também.sou torcedor do NOVAK, mas não concordo com sua conclusão.

      Tu fala isso para zoar ou está falando sério ??

      Os atletas passam horas treinando, fazem viagens cansativas, são “obrigados” a seguir uma alimentação regrada e principalmente deixam o convívio com a família para disputar os torneio.
      Você realmente acha que qualquer um dos citados acima desistem de entrar em quadra por causa do adversário na próxima rodada ??

      Esses tenistas são multicampeão, “vacinados” e já se enfrentaram tantas vezes que nem cogitam isso. Se jogar e perder, vida que segue. Terão outras oportunidades vencer.

      Responder
  9. Marcelo F

    Dalcim, boa tarde.

    Eu fiquei chateado com a desistência do Nadal, já que torço pra ele. Não sei o que ele vai alegar. Confio na versão dele. Até porque quem joga é ele é só ele pra saber se dava ou não pra jogar.
    Sei que aqui vai ter gente dizendo que é desculpa, que ele amarelou, etc. Infelizmente.
    Já disseram o mesmo de Djokovic no US Open.
    Já disseram o mesmo de Federer antes.
    Hoje em dia os caras tem que agradar a todos. Incrível isso.
    Recentemente até teve gente séria aqui reclamando (e questionando o caráter dele) que o Nadal não convidou o Federer para o seu casamento. Tenha dó!

    Dito isso, gostaria de fazer uma colocação.

    Não sei se é da sua alçada (ou se você é dono, além do blog, do site), mas alguém precisa moderar os comentários das notícias que saem no Tênis Brasil.
    À parte a escrita errada do português (com a conveniente desculpa que é o corretor, que o importante é se comunicar, etc.), agora o nível baixou inacreditavelmente.
    Não sou nenhum puritano, mas é incrível a quantidade de palavrões que constam nesses comentários.
    Alguém pode dizer que é só eu não ler, mas é muito desagradável o que estão escrevendo lá hoje.

    Não sei se você pode, ou quer, fazer algo, mas fica aqui registrado o meu “protesto”.

    Responder
  10. Rodrigo S. Cruz

    E Nadal infelizmente fora de Paris.

    Só faço muitos votos de que ele não acabe desistindo do Finals também.

    Ainda mais agora que tem chances de pegar o Federer, já na fase round-robin.

    E o Fedal para mim é um dos confrontos mais excitantes e espetaculares do tênis atual, e de todos os tempos.

    Uma antítese de estilos, em que cada partida vale MUUUUUITO para quem a vence.

    Algo como Brasil x Argentina, no futebol (rs)

    Responder
  11. Enoque

    Mesmo com a desistência, as chances do Djoko terminar o ano em primeiro é mínima:
    Nadal sai de Paris com 9.585 pontos;
    Djoko sai com 8.545 ou 8.945, ou seja, com 1.040 ou 640 a menos;
    Mesmo se Nadal não participar devido a contusão, estes 40 pontos podem fazer a diferença.
    Se o Djoko ganhar as 3 primeiras partidas, no Finals, faz 600 pontos e necessitará ganhar também a semi para chegar a 1000 pontos, que poderia, também, não ser suficiente se não ganhar o ATP de Paris.
    Só vejo um caminho favorável:
    Djoko campeão em Paris;
    Nadal não participa do Finals;
    Djoko ganha 2 partidas na primeira fase fazendo 400 pontos e ganha a semi fazendo mais 400.

    Responder
  12. Chetnik

    Alguém viu o Zumbi-Rei jogando essa semana…opa, pesquisei aqui. Parece que ele preferiu disputar um ATP 500 e largou mão de Paris. Patético. O cara é um urubu mesmo. Mas tá certo, ele sabe que o nível dele é para torneio 250 e 500. Deixa os MS para os jogadores grandes. Aliás, o Frauderer fez o Frauderer Slam esse ano? Kkkk.

    PS: Quando o Nadal desistiu do Canadá depois da chave montada, a gente ouviu as acusações odiosas de sempre, mas quando o arregão faz o mesmo, os zumbis se calam.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Sempre acaba se entregando , não é mesmo caríssimo Chat. Desde 2013 rs . Desta vez de cara limpa , que bom. Saberia dizer qual foi a Semi de WIMBLEDON 2019 ? E qual foi a Final ? Alguém resolveu mandar 96 WINNERS pra cima do sem ” furos ” em seu jogo rs Esperou o Craque passar de 1500 partidas pra discutir quantas ele desistiu ? Sem fakes pra te ajudar , que tal perguntar ao blogueiro ? Se não ,pode vir de Léo Gavião , Robson , Paulo Almeida, Valmir ,Paullo , Jonas e CIA , que vai dar no mesmo kkkkkkk Abs!

      Responder
    2. Gildokson

      E eu achando que o Federer ja tinha ganho um Master 1000 esse ano e ficou a um ponto de ganhar um Slam. Mas se vc diz que o nível dele é só para 500 e 250 vamos concordar neh.
      Afinal vc é o gênio dos comentários kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Fiquei puto também, cara.

      Teria sido uma partidaça contra o El Shapo!

      Agora é orar e torcer muito para que isso não comprometa a participação dele no Finals.

      “Monfils-cabeça fraca” no lugar de Rafael Nadal seria dose!

      Responder
  13. Michael

    Esse povo que fala que a geração Dimitrov/Raonic/Goffin/Nishikori é uma entressafra vive numa realidade paralela.
    Qualquer um desses é mais talentoso que Safin/Roddick/Philipoussis e cia, só não venceram slams porque o Big4 é muito forte e não dava qualquer chance.
    Fazer final e semifinal de slam com Baghdatis é o mesmo que fazer final com o Jack Sock hoje, apesar do Sock ser ainda superior ao Baghdatis.

    Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Puta que o pariu.

        Comparar Safin com qualquer dos citados é quase um insulto…

        PS> Foi esse nick aí que o Ando disse que era eu? kkkk

        Responder
    1. Paulo Almeida

      Falou asneira de fato.

      Safin está acima desses caras, mas não importa quem é o “menos pior” de Roddick, Hewitt, Philippoussis, Raonic, Goffin, Nishikori etc. O fato, como já explanei antes, é que o Djoko nunca esteve sozinho no circuito batendo em bêbado, ao contrário do seu rival suíço. Sempre teve que enfrentar ao menos dois em boa fase de Nadal, Federer, Murray, Wawrinka e Del Potro.

      Responder
  14. Sandra

    Dalcim, dai me forças Nadal não vai jogar? Quem vai ser o número 1, para Londres? É esperto Nadal cabeça de chave 2sempre pega chave mais fácil

    Responder
  15. Sandra

    Dalcim, quem vc acha que sente menos pressão Nadal ou Djokovic, particularmente acho que é o Djoko, pois quando Nadal se sente pressionado se machuca

    Responder
  16. Rodrigo S. Cruz

    Luiz Fernando,

    Você assistiu hoje Dimitrov x Djokovic?

    O búlgaro mostrou hoje que quando joga o seu melhor tênis é capaz de fazer frente até ao número 1…

    Perdeu o tie-break ali no detalhe, e depois sofreu apenas uma quebra no segundo set.

    Em momento nenhum eu vi um grande domínio.

    Realmente, o Dimitrov é um tenista diferenciado,e é muito bom vê-lo jogar nesse nível de novo…

    Responder
  17. Luiz Fernando

    Que partida do Djoko, que regularidade, que (alto) nível. Claro q torço pra Rafa e sempre acharei q ele poderá vencer, mas q o sérvio será favorito contra qualquer adversário amanhã não ha como questionar…

    Responder
  18. Luiz Fernando

    Dimitrov vai fazendo uma grande partida contra Djoko, q igualmente joga em alto nível. O búlgaro perdeu um primeiro set q poderia ter vencido e vai mantendo um excelente nível no segundo; pessoalmente, achei q ele desabaria como Tsonga ontem. Isso só demonstra q trata-se de outro ado de talento desperdiçado, seja p q razão for!

    Responder
  19. Babidi

    Verdade, mano! E pra mim o Almeidão tem todo o direito de continuar passando vergonha aqui nesse blog. Aprendi a me divertir com as bobagens dele. Ódio gratuito, declarações infelizes e várias pérolas. É tão infantil quanto os outros que ele critica

    Responder
  20. Efraim Oliveira

    Ainda bem que o Monfils não se classificou pro Finals. Iria fazer o que lá? Mais um show de firulas? O Finals não merece isso.

    Tomara que as semis sejam com os quatros primeiro colocados do raking. Isso já aconteceu alguma vez?

    Responder
        1. João ando

          Nao queria falar mas eu ganhei o melhor prêmio até agora do desafio Wimbledon uma raquete yonex. ..Vc que está chegando de paraquedas agora…..kkkkk

          Responder
        2. Rodrigo S. Cruz

          Dalcim,

          Peço que você não bloqueie o meu comentário só desta vez , ok?

          Ando,

          Eu não uso fakes, coisa que você sabe muito bem.

          Porque acredito que homem que é homem deve assinar embaixo de qualquer coisa que escreve.

          Eu estava quietinho aqui na minha, e você do nada vem me provocar.

          Já não bastasse aturar seus comentários você ainda me surpreende com molecagens…

          Então, pela última vez:

          Veja se me esquece, ok?

          Responder
          1. João ando

            Eu nao sei que vc não usa fakes e esquecido ja está ha muito tempo pois como disse so converso de tênis com quem acompanha tênis e não um novato….

  21. João ando

    Dalcim.dei a notícia de primeira mao que o coric vinha ao riopen…antes da Transbrasil. ..se souber de mais algum tenista famoso eu falo…tenho Tb minhas fontes rs

    Responder
  22. Antônio Luiz Júnior

    Pensar numa final diferente e com tanto valor para ambos, como Nadal x Djokovic, seria apostar numa zebra, com todo respeito e merecimento a Shapovalov e Dimitrov. O sérvio fez uma partida quase perfeita contra o errático e destemperado Tsitsipas. Ganharia dele da mesma forma de o grego tivesse feito a melhor partida da sua vida. Nadal conseguiu com muita consistência frear o embalo do excelente tenista francês Tsonga, que fez um primeiro set muito sólido e sucumbiu a impressionante intensidade do jogo do espanhol no segundo. Shapovalov vem jogando muito bem, será um jogo bastante interessante contra Nadal. Dimitrov sempre será uma incógnita, difícil apostar as fichas no seu belo jogo dado a sua fraqueza mental contra um cara que devolve muito e está sacando muito bem. Torço por uma grande final entre Nadal e Djokovic, e que possam nós presentear com um tênis de altíssimo nível.

    Responder
  23. Nelson Maciel Filho

    Torço para uma final entre Nadal x Djokovic. Se os dois forem a final vejo um jogo sem favoritos. Os dois melhores tenistas da década, estão jogando em altíssimo nível.

    Responder
  24. JAN DIAS

    Não consigo acreditar no DIMITROV contra o DJOKO, mesmo que o búlgaro tenha um dia iluminado. Além
    disso o sérvio tá se mostrando consistente..

    Já o SHAPO, se repetir a performance de hoje, pode
    engrossar pro NADAL..

    Responder
  25. Miguel BsB

    Dalcim, primeiramente, parabéns pelo trabalho da lista das quadras públicas espalhadas pelo Brasil. Tão poucas, e grande parte sem condições de jogo…
    Dimitrov tá jogando muito e como é bom assistir seus jogos quando está nesse nível, certeza de belos lances! E como eu gosto de ver seu BH em ação, batendo, e,principalmente, fatiando a bola como poucos, só Federer msm faz melhor. Tá sacando muito tb.
    E como bate na bola o Shapovalov…vi uma parte do jogo dele contra o Zverev, numa quadra menor em que a câmera fica quase ao nível dos jogadores, e ali vc percebe bem que não tem alívio de nenhum dos seus lados. É 8 ou 80, Winner ou ENF. Por enquanto, a balança tá mais pros Winners. Vai precisar ainda mais deles contra o Nadal…

    Responder
  26. Paulo Almeida

    Djokovic jogou no GOD MODE e Tsitsipas jogou bem abaixo, foram as duas coisas. Ivanisevic disse que o sérvio ganha 8 de 10 partidas se jogar assim contra Nadal e Federer. E eu tenho certeza absoluta que ele ganha 10 de 10 contra Medvedev, Tsitsipas, Zverev, Thiem, Khachanov, Kyrgios e qualquer outro desses caras que já o derrotou em outras ocasiões.

    O mais impressionante foi a evolução desse MONSTRO em apenas 48 horas: partida tenebrosa contra o Moutet, mediana pra boa contra o Edmund e esplêndida contra o Tsitsipas. Vamos ver amanhã contra o Dimitrov, que vem jogando bem. Tirando as jaguatiretes, todo mundo quer ver os dois melhores tenistas da história na final.

    Quanto aos meus haters, por que não falam do chatíssimo Renato/Johnny/Vitor Hugo? Sou apenas a nêmesis dele, só que mais inteligente e sagaz (sem falsa modéstia). Precisam parar de chorar e levar as coisas menos a sério!

    Responder
    1. Babidi

      Kkkkk, seria uma pena se as jaguatiretes correspondessem a basicamente mais de 60% dos fãs de tênis. Infelizmente seu cotonete não é nem sombra do jagua em termos de popularidade, caríssimo

      Responder
    2. Sérgio Ribeiro

      Só uma pergunta . Quem é Ivasinevic ? Pesquise se o cara teve retrospecto positivo contra Hewitt , Roddick ou Safin , que o sabichão chama de “ pangarés “ . Todos os seus Posts , sem exceção, são comédias rsrsrs Abs!

      Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        E outra , pare de inventar. Domingos Venâncio foi o professor de todos nós aqui em Cabo Frio e meu grande parceiro. Depois de Pete Sampras x Roger Federer na Grama Sagrada em 2001 , ele previu o surgimento do maior jogador de todos os tempos. E JAMAIS mudou de opinião. Tenha coragem e passe uma ao vivo que ele responde . Que figura ! Abs!

        Responder
          1. Sérgio Ribeiro

            Freguês de um bebê como você.? Cresça e apareça. Ele está no ar Mane’ . Pergunte , ou melhor , peça autorização ao “ sábio “ Léo Gavião e seu mentor Chatonik rsrsrs Abs!

    3. Ronildo

      Eu concordo, ninguém precisa ler os comentários de um desafeto intelectual. Tem comentários para todos os gostos aqui. Pedir para que o moderador retire certos comentários por não concordar com os gostos ou pontos de vista cheira à intolerância.
      Mas claro, acho que todos nós devemos nos policiar para não sermos cansativamente repetitivos. Existem muitas coisas para se falar sobre o tênis. Poucos aqui comentam sobre o tênis feminino que igualmente ao masculino tem partidas memoráveis. Ainda hoje me lembro de detalhes da final entre Kvitova e Osaka no AO.
      Tem também o tênis brasileiro, no seu grau, ou degrau, que podemos apreciar também. Focar os comentários em apenas um jogador passa uma imagem concreta de bitolamento, dependência psicológica etc. E nós sabemos que você não é assim. Recentemente você citou artista que eu nem sabia que existia! kkkkk
      Como eu já disse anteriormente: tentar fazer comentários qualitativos é uma maneira de colaborar com o Dalcim que gratuitamente nos proporciona um hobby.

      Responder
      1. Luiz Fernando

        Se pensa dessa forma pq também não repreende o Marquinhos/Renato/Vitor Hugo, caras/fakes que só postam coisas repetidas? Se pensa assim não pode fazer comentários seletivos, tem q valer pra todos os lados…

        Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          Do mesmo jeito quer você também tem sido seletivo.

          E nunca reclamou de qualquer post de algum Fake anti-Federer.

          Portanto, deveria dar o exemplo…

          E se você notar bem o Marquinhos, Victor/ Renato tem escrito com menos frequência.

          Já o Almeida está aí todos dias, fazendo sempre as mesmas provocações…

          Responder
  27. Sérgio Ribeiro

    Rafa Nadal aos 33 e Novak Djokovic aos 32 , enfim de Temporada , apresentando um Tênis de um nível tão alto que não deixa margem de dúvidas que a Next Gen ainda vai ter que esperar muito mais. Confesso que tirei o meu chapéu pra ambos. Estão sobrando na turma. Acho que MEDVEDEV ao participar do treino dos caras , resolveu picar a mula rsrsrs . Brincadeiras à parte , treinando duro e com um calendário tão enxuto quanto o do Craque , nunca os vi ao mesmo tempo jogando tanto em Novembro, como em 2019. Não vejo nenhuma chance para Dimi e Shapo. A não ser que os Deuses deste espetacular Esporte aprontem das suas rs Abs!

    Responder
    1. JAN DIAS

      Concordo com você Sérgio! Aliás eu achava que estava meio doida, pois, desde junho até agora, eu venho achando a NEXT GEN bem mais cansada do que o BIG 3.
      COMO É QUE PODE?
      Não consigo entender isso..

      Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        Estão cometendo o mesmo erro que Nadal , Thiem e CIA em início de carreira. Todos em média com 25 Torneios já disputados até Paris. Rafa e Novak já a algum tempo copiam o Craque e chegaram com 15 em Bercy , meu anjo. Dominic tirou 5 e já chegou melhor nas duras . MEDVEDEV que estava também abusando , não jogou semana passada e caiu cedo no Torneio. Passa a ser um perigo no FINALS , a meu ver . A conferir. Abs!

        Responder
        1. JAN DIAS

          É, faz todo sentido. É que sendo bem mais jovens achei que eles aguentariam melhor o tranco, mas o nível do top 20 masculino é muito forte/pesado…
          Também acho que MEDVEDEV descansado no Finals é um perigo, mas achei que ele deu uma caidinha técnica agora no final do ano.. como vc disse, a conferir!
          Um abraço,

          Responder
        2. Luiz Fernando

          Concordo em parte com vc, sem duvida essa turma jovem é ávida por dólares e joga em excesso, mas veja q atuações pífias como a de ontem ocorreram no decorrer do no todo, com todos da nextgen. Tem algo a mais…

          Responder
    2. Luiz Fabriciano

      Você disse aqui, em outras palavras, o mesmo que disse à você no post passado.
      E desde já, antecipo meus agradecimentos por sua gentileza e seus elogios à mim.

      Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        Não é que o espertíssimo L . Fa, resolveu “ entender “ pela primeira vez meu comentário. E sem aquele discurso repetitivo de que é muito confuso ? E olha que o Português ruim continua… rsrsrs Abs!

        Responder
  28. Wilson Roxha

    Djoko jogará antes de Nadal, caso vença (amplo favorito), acho que Nadal vai dá um migué e perder o jogo para Shapovalov, pois sabe que pode tomar outro chocolate de Djoko, tendo em vista que fora do saibro faz seis anos que não sabe o que é ganhar (14 a 2). Dalcim, nesse cenário, faltam bem mais que dois passos para Nadal ser campeão.

    Responder
  29. Roberto Rocha

    Dificilmente Nadal passa por Shapovalov. O canadense está agressivo e tirando o tempo de reação dos adversários. Nadal não vai resistir. Caminho aberto para Djokovic.

    Responder
      1. Rubem Corveto

        Quantos erros numa única frase! Marat Safin o russo, pergunta pro Gustavo Kuertem. Talento e maluco, não se cuidava.
        Não existe essa história de entressafra, basta ver a lista dos Top 30 tem muitos grandes jogadores que não ganharam Torneio Mil, mas são ótimos de se ver jogar.

        Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *