Cabeças rolam para alegria de Nadal
Por José Nilton Dalcim
28 de agosto de 2019 às 00:51

O setor de Rafael Nadal na chave do US Open já parecia muito promissor, mas logo na primeira rodada todos os quatro top 10 que poderiam lhe dar algum trabalho se despediram: Dominic Thiem, Stefanos Tsitisipas, Karen Khachanov e Roberto Bautista. Poucas vezes vi um desastre tão maciço num Slam logo de cara.

É verdade que não se poderia esperar muito de Thiem, que confessou ainda sofrer os efeitos da virose contraída em Montréal e ainda pegou o guerreiro Thomas Fabbiano. Além das cãibras já no quarto set, Tsitsipas encarou o embalado Andrey Rublev. O russo também de 21 anos vem numa crescente e já havia feito quartas no US Open de 2017.

Khachanov e Bautista venceram o set inicial e foram perder lá no quinto. O russo jogou de forma um tanto passiva, talvez acreditando que Vasek Pospisil iria se enterrar em seus 61 erros não forçados. Os dois jogaram de forma medrosa o quinto set, com 40% apenas de primeiro saque para o cabeça 9. Algo parecido ocorreu com Bautista, ao permitir que Mikhail Kukushkin tomasse a iniciativa em todo o set decisivo.

O dia só não foi mais trágico porque Alexander Zverev sobreviveu. Claro, num quinto set. Ao menos, ele está com o saldo positivo de quatro vitórias nesse quesito, tendo também vencido 12 dos 18 jogos em que chegou tão longe. Pega agora Frances Tiafoe, que costuma exigir muito do físico dos adversários.

E com tudo isso, Rafa deve ter ido dormir dando risada. Fez uma estreia tranquila, forçou os golpes na clara tentativa de agir de forma ofensiva. Isso lhe custou 30 erros, mas foi um luxo que pôde se permitir diante de um John Millman acuado no fundo de quadra e sem potência para incomodá-lo. Seu adversário será o ex-prodígio Thanasi Kokkinakis, grande sacador de mobilidade frágil.

Estreias tensas
O feminino também viveu emoções e uma surpresa. Toda atenção para o retorno de Naomi Osaka a seu palco maior e ela sentiu a tensão, muito natural. Quando soltou seu jogo pesadíssimo, ao melhor estilo Serena Williams, mostrou que é forte candidata ao bi.

Outra que entrou nervosa foi Simona Halep, mas a explicação era justificável: duas derrotas seguidas na estreia do torneio. Agora, a tendência é se soltar. Ela aliás se inscreveu na chave de mistas ao lado de Horia Tecau.

A noite terminou mal para a torcida da casa, ao ver Sloane Stephens, campeã dois anos atrás, dominada com autoridade assustadora pela russa de 20 anos Anna Kalinskaya, vinda do qualificatório.

Resumo do dia 2
– Nada menos que 10 dos 32 jogos masculinos foram ao quinto set nesta terça-feira. Na véspera, somaram 7. Curiosamente, apenas dois desses quintos sets foram decididos no tiebreak, regra que o US Open utiliza desde 1970.
– Além dos quatro top 10, caíram também os cabeças 18 (Aliassime) e 30 (Edmund). O duelo canadense diante de Shapovalov foi novamente frustrante, já que Felix não jogou nada.
– A mais amarga derrota coube a Tsonga, que venceu os dois primeiros sets e levou a virada de Sandgren em duelo de 4h.
– Chung, hoje apenas 170 do mundo, encarou o quali e voltou a disputar um Slam. É seu quarto US Open e ele jamais perdeu na estreia. A chave é dura: Verdasco agora e quem sabe Nadal na sequência.
– Sabalenka e Azarenka fizeram um animado encontro bielorrusso. Vika venceu o primeiro set, mas a cabeça 9 reagiu, apesar das 13 duplas altas, e mostrou que hoje é muito mais agressiva: 42 a 17 nos winners.
– Muguruza deu azar ao pegar Riske logo de cara – a americana foi quartas em Wimbledon onde tirou até Barty -, mas o fato é que a confiança da espanhola está lá embaixo. Segundo Slam seguido que nem passa da estreia.
– Vale investigação sobre Carla Suárez, que abandonou após oito games jogados com problema no ombro. Tomic perdeu todo seu prêmio em Wimbledon, e olha que terminou a partida.

Destaques
– Italiano de 30 anos e ‘apenas’ 1,73m, Fabbiano consegue segunda vitória sobre top 10 em Slam consecutivos, tendo superado Tsitsipas em Wimbledon. Atual 87º do ranking, ele venceu todas as 5 partidas que chegaram ao quinto set na carreira, 3 delas em 2019.
– Cercada de enorme expectativa e objeto de discussão nas mídias sociais sobre qual quadra deveria estrear, Coco Gauff superou um primeiro set nervoso e conseguiu notável virada em cima da também talentosa Anastasia Potapova. Se passar por Babos, tem grande chance de desafiar Osaka.

Para a história
– Na segunda-feira pós-US Open, Nadal somará a 750ª semana consecutiva dentro do top 10. Estará então 39 atrás do recordista Jimmy Connors.


Comentários
  1. Luiz Fernando

    Olha o favoritismo do Djoko em cheque, não na partida de hj, q ele deve levar, mas p o restante do torneio jogar com dor não é o melhor cenário…

    Responder
  2. Luiz Fernando

    E o cafajeste mor continua aprontando das suas e a atp, corrupta ou conivente ou seja la o q for, assiste a tudo isso como se esse tipo de comportamento fosse natural. Até quando teremos q aturar esse imbecil aprontando nas quadras????????

    Responder
  3. Paulo Almeida

    Calma, freguesada desesperada. Ainda faltam 10 Slams pra gente dar muita risada juntos. Lá vai mais uma rodada:

    US Open 2004

    R1: Costa???
    R2: Baghdatis kkkkkk
    R3: Santoro (seria o Rodrigo?) kkkkkkk
    R4: Pavel??? (w/o ainda)
    QF: Agassi (34 anos e bem longe do auge, mas até que deu trabalho em 5 sets)
    SF: Henman kkkkkk
    F: Hewitt (TOMOU UMA BICICLETA EM FINAL DE SLAM, QUE COISA PATÉTICA!)

    Wimbledon 2005

    R1: Mathieu???
    R2: Minar???
    R3: Kiefer???
    R4: Ferrero kkkkkk
    QF: González kkkkkk
    SF: Hewitt kkkkkk
    F: Roddick kkkkkkk

    US Open 2005

    R1: Minar???
    R2: Santoro (o ator de novo??)
    R3: Rochus???
    R4: Kiefer???
    QF: Nalbandian kkkkkk
    SF: Hewitt kkkkkk
    F: Agassi (já de fraldão, semiaposentado e nem ofereceu resistência)

    Responder
    1. Gildokson

      Que falta de respeito com o Agassi, um cara que ganhou os 4 Grand Slans com verdadeira diferença de pisos, e não vou nem falar sobre Hewitt, Roddick, Nalbadian…
      Tu é o famoso modinha que desrespeita a história do esporte. E tudo isso para tentar sem sucesso desmerecer o MAIOR TENISTA DE TODOS OS TEMPOS? Não adianta cara, o Rublev chorando ao ganhar um simples jogo de master 1000 e o indiano dizendo que iria enfrentar o Deus do tênis ja provam que nenhuma teoria maluca vai mudar oq o mundo enxerga em Federer

      Responder
  4. Dimas S. Schünemann

    Dalcim, somado a este fato citado por você da queda dos cabeças de chave do lado do espanhol , a declaração do Federer, ontem ou hoje que a quadra está tão lenta que parece saibro, o cenário para o Nadal fica perfeito. Ontem , ele já mostrou que está chegando em todas as bolas e ganhou com facilidade. Velocidade menor de bola, Nadal torna-se quase imbatível.

    Responder
  5. Rodrigo S. Cruz

    E a intempestividade do Kyrgios continua como uma corda para o seu pescoço.

    Depois de receber uma punição considerada branda, ele chama a ATP de corrupta?

    Será que ele BEBE, antes de fazer essas coisas?

    kkkkkk

    Agora é tarde demais para ele ir nas redes sociais tentar se desdizer.

    A ATP já anunciou que estuda uma nova punição para o australiano…

    Responder
  6. Rafael

    Curiosamente, achei que o melhor tênis da 1a rodada coube a Kyrgios. Que partida na madrugada. Fez de tudo, jogou focado como poucas vezes vi e até as tretas com arbitragem foram reduzidas. Monstruoso.

    Responder
  7. Edi

    Dalcin,por incrível que pareça,agora que notei que RF usa tênis da Nike,a patrocinadora japonesa não fábrica tênis?e em meio a essa disputa pela marca RF,acho no mínimo estranho ele usar o tênis da Nike.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Isso foi noticiado assim que ele acertou com a Uniqlo. Ele acertou para continuar com o calçado Nike. Se preferisse, ele poderia usar e tirar o símbolo da marca do calçado, aliás.

      Responder
  8. Sônia

    Que grosseria desse nanico com a “juíza”, inacreditável como esses seres só viram machos alfa contra mulheres, argh argh. Federer se voce perder para esse ser vou ficar muito brava. Beijos.

    Responder
  9. Valdir

    Dalcim, não é injusto que um jogador que fez QF ano passado enfrente na primeira rodada um que fez SF?

    Como o Millman perdeu, ninguém se importa, mas se ele tira o Nadal pode apostar que teríamos uma discussão sobre os cabeça de chave de novo…

    Responder
  10. JAN DIAS

    O NADAL deve fazer macumba com paella de lagosta, não é possível!… vai ter sorte assim lá na Lua…kkk

    Além do sorteio moleza, seus adversários mais fortes caem antes de chegar nele…

    Responder
  11. Sônia

    Rsrsrs… acorda Lindinho, bora, acredita, rsrsrs, VOCE está parecendo a minha light gun do dreamcast, totalmente descalibrado rsrsrs. Vai no options e dá um restart rsrsrs, bora. Beijos.

    Responder
  12. Jonas

    Não é pedir muito Nadal x Kyrgios nesse torneio, já que o espanhol está praticamente na final.

    Seria um bom jogo na teoria, mas aposto que o Nadal atropela.

    Se bem que depois do que o Kyrgios falou, deve pegar uma suspensão pesada…

    Responder
  13. Rodrigo S. Cruz

    Olha, sei que os nadalistas não vão gostar nada do que vou dizer, mas…

    No início do segundo set contra o Millman , durante uma troca de bolas do fundo, eu me lembro de ter dito:

    ” Uau! Mas que BALÃO sinistro que o Nadal deu agora, para voltar no ponto”.

    Juro por Deus, que 5 segundos depois, os comentaristas da Sportv que vivem puxando o saco dele também falaram:

    ” O Nadal não está nem aí. Se for pra ganhar o ponto valeu tudo até dar um BALÃO, como esse”.

    kkkkkkkkk

    Realmente, senhores…Podem achar ruim, se quiserem.

    O cara é grande jogador sim, mas a FAMA de baloeiro ele não adquiriu sem ter feito jus.

    (rs)

    Responder
  14. Sônia

    Puxa vida, agora que diz a verdade, será punido. Te entendo Kyrgios, esses “bastidores” do tênis causam ojeriza. Coloca no ventilador, coloca. Beijos.

    Responder
  15. Sandra

    Dalcim, acabei de ver que o Kyrgios xingou a ATP de corrupta, se nem assim ele é suspenso , você por acaso tem ideia se a ATP tem rabo preso com ele ou alguém perto dele, ?

    Responder
    1. Paullo

      Então vc tb concorda com a prisão daquele brasileiro que estava no mesmo avião que um membro do STF (que é uma vergonha!!) e o chamou de corrupto

      Responder
  16. Jaime

    Nadal é um monstro, disso não há dúvida. Mas sempre teve muita sorte nos sorteios, não dá pra negar. Quando o sorteio é ruim, fica bem difícil pra ele se não for no saibro.

    Responder
  17. Roberto Rocha

    Parece que a zebra amazônica galopou para longe das chamas da floresta e atropelou um monte de tenistas top 10…
    Em relação ao Big 3, nenhuma novidade…seguem em velocidade de cruzeiro…esse USO está com uma tremenda cara de mais do mesmo…

    Responder
  18. Renan Masculino Vincius

    No saibro Nadal amassou o Federer, enquanto na grama o jogo foi duríssimo. Então numa eventual final entre FEd x Nadal, pelas condições de NY, acho que o espanhol tem muito mais chances do que o suiço. Agora contra djokovic seria bem mais dificil mesmo para o espanhol, mas o jogo é jogado….isso se o sérvio passar por medvedev.

    Responder
    1. Mauro

      É mesmo? Os últimos cinco jogos nas hards, em condições lentas ou rápidas, Roger atropelou Nadal em Miami em Indian Wells, que são quadras lentas e em Shanguai, que é rápida.

      Sobre Nadal ter amassado Roger em Roland Garros, os dois primeiros sets do jogo poderiam ter ido pra qualquer lado, o terceiro sim Nadal atropelou.

      Em Wimbledon não achei um jogo tão duro assim. 3 x 1 com alguma dificuldade, mas nem tanto.

      Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      Olha…

      Só se o suíço continuar nesse ritmo desleixado aí.

      Tendo perdido a primeira parcial para pangarés como aquele indiano e o bósnio…

      Do contrário, o favoritismo é todo dele nessa quadra.

      O Nadal que não arranca set do suíço nesse tipo de superfície, desde o Australian Open 2017.

      Responder
  19. ANTONIO GABRIEL

    Tai mais um motivo do BIG 3 reinar por tanto tempo, além da competência incomparável, eles ainda contam com a incompetência inigualável da nova/media geração, como essa turma é instável e demora horrores para se estabilizar. Nadal só não chega a final se fizer alguma besteira…

    Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        LF,

        Mas ele deu um balão GIGANTE ontem mesmo, contra o Millman.

        Não sei se você notou:

        Em um certo momento, ele jogou a bola pra cima de uma forma descarada, sem qualquer cerimônia.

        Até aqueles caras da Sportv que o defendem sempre, comentaram o lance…

        Abs.

        Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Mas também não precisava mais , caro Mauro. O Australiano estava se borrando. E o Espanhol aproveitou pra mostrar que está inteiro fisicamente. Em 5 Sets , difícil imaginar uma derrota do Touro que não seja pros outros do Big 3. A garotada está decepcionando novamente em SLAM . Abs!

      Responder
  20. Mauro

    A única derrota que pode ser perdoada é a do Tsitsipas, pois enfrentou um adversário promissor e que está se reencontrando.
    Esperava um pouco mais do Aliassime, mas…

    Sobre Nadal, vai atropelar todo mundo e não perder sets até a final, mas quando encontrar Federer e principalmente Djokovic, sem qualquer chance.

    Responder
  21. Luiz Fabriciano

    Mestre Dalcim, já tinha visto voadora de backhand de duas mãos, mas de uma só, foi a primeira vez. Lindo golpe!
    Será que “el Shapo” adquiriu uma gotinha a mais de sangue nos olhos?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Eu nunca desisti dele… rsrs… Acho que tem um tremendo potencial, mas precisa de alguém que coloque sua cabeça em ordem. Ele joga num grau de risco muito alto, precisa equilibrar melhor isso.

      Responder
  22. Leandro

    Zverev já se matou em quadra….thiemshikori já era,e o batista,ah o batista simboliza tb a década das trevas do tenis com master mil no SporTV três… adivinha quem vai ganhar, três chances,ou duas??

    Responder
  23. Everton Weslley

    Dalcim, sobre os possíveis adversários do Nadal…

    Sei que é difícil fazer uma previsão, tendo em vista a oscilação do circuito nos Slams, mas:

    Você acredita que o desafio maior do Nadal para chegar a final, mesmo estando bem, é mais com seu condicionamento físico do que com os possíveis rivais?

    Temos:

    Cilic ou Isner na 4th rd

    Zverev ou Schwartzman nas QF

    Kyrgios, Rublev e dificilmente Shapovalov ou Monfils na SF

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Com certeza absoluta seria o Kyrgios, mas é muito difícil acreditar que o australiano terá cabeça para ir tão longe. Seria muito bom, mas…

      Responder
  24. Nando

    Lendo os coments do post anterior, vi q a Vovó Mafalda postou os adversários do Federer nas campanhas de WB2003, A02004 e WB2004…mas ela se esqueceu de postar um detalhe: Federer tinha 21 anos em WB2003, e 22 anos nos outros 2 Slams citados. E em WB2003 ele era o cabeça 4 ainda.
    Olha, tá osso ler esses coments no blog…só merda q sai desses caras.

    Sobre os jogos de ontem:

    Imagine o circuito sem o Big3? Então, foi tipo o q aconteceu ontem…é bom irem se acostumando kkkkkkkkkkk.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Se fosse só isso tava ótimo!

      Mil vezes pior é NEGAR tenistas do “pedigree” de:

      Nalbandian, Hewitt, Safin, Ferrero…

      O cara é masoquista mesmo.

      Adora o vexame…

      Responder
      1. Paulo Almeida

        Perto do Andy Murray (que você insiste em diminuir sempre) esses caras não têm nenhum pedigree, mas não vou usar o termo “vira-lata”. Esse fica pra você como entendedor de tênis.

        Responder
  25. Rodrigo S. Cruz

    Rapaz, como o Pessanha já escreveu aqui:

    Top 10 forte era JUSTAMENTE o que tinha pelo menos três dos citados pelo doente:

    Philipoussis, Hewitt, Safin, Roddick e Nalbandian…

    Eles sim que era tenistas de “responsa”.

    Vai ver até hoje pensa que forte é a chamada “geração perdida” integrada por:

    Dimitrov, Berdych, Monfils, etc…

    Quá quá, quá.

    Sabe nada de tênis, coitado…

    Responder
    1. Jônatas

      Concordo. Eu acho que o top 10 da época do Federer era mais competitivo que o atual. O que falta no circuito é ter Delpo, Murray e Wawrinka bem, aí sim ficaria sempre interessante. Berdych, Tsonga, Cilic e Nishikori por exemplo são jogadores de despontar em um torneio aleatório infelizmente, o Ferrer era constante mas não competitivo para tirar um título do top 3. O resto é resto. São eternamente os jogadores do futuro.

      Responder
    2. Mauro

      Duvido que Novak venceria Phillipoussis, na grama rápida de 2003, e muito menos Roddick, de quem é freguês. Lembrando que Novak tem dificuldades contra sacadores. Não à toa tem h2h desfavorável contra Ivo, Roddick e Kyrgios.
      Imagine o servio com 21/22 anos enfrentando Mark, grande sacador, na grama de antes?

      Responder
      1. Paulo Almeida

        Dificuldade com servebots toscos tendo a melhor devolução da história? Não me faça rir!

        Freguesia não se define com uma quantidade ínfima de confrontos. Tenho certeza de que Novak teria uns 20×7 contra o Roddick se este estivesse na ativa até hoje. Mal enfrentou o sérvio de 2011 pra cá.

        Mais uma vez passando vergonha.

        Responder
    3. Paulo Almeida

      Não interessa o resto do top 10. Interessa é o Big Four, Wawrinka no modo animal e Del Potro bem. Todos muito acima de qualquer um desses bagres.

      Frauderer jogava contra ninguém na entressafra.

      Responder
  26. Maria izabel

    Primeiro jogo é sempre complicado,Nadal venceu e jogou muito bem.
    Ai Dalcin, dar risada? Muito cedo para isso.
    Tem muitos jogos ainda.Zverev acordou!!!E o Rublev está muito marrento, vai dar trabalho.Cada dia um passo.

    Responder
  27. Nelson Maciel Filho

    Dos três gênios do tênis, o que jogou abaixo do seu potencial foi o Federer.
    Todavia, isso não quer dizer nada, é apenas a primeira partida.
    Djokovic, Nadal e Federer continuam favoritos.
    Creio que na primeira semana eles avançam sem grandes problemas.
    A nova geração ainda não aprendeu a jogar grande slan.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *