Recomeço
Por José Nilton Dalcim
14 de agosto de 2019 às 02:18

Ainda que sejam dois dos maiores tenistas da história, imagino não ser fácil para Novak Djokovic e Roger Federer retornarem à dureza do circuito depois de tudo o que aconteceu em Wimbledon. O campeão tem o compromisso de jogar bem e de vencer, o vice carrega o fardo de buscar reação e enterrar o passado. Seus adversários ao longo da semana, podem apostar, jogarão sempre de franco atiradores.

Nole começou mal os dois sets, mas persistiu. No primeiro, conseguiu recuperar-se da quebra e pouco a pouco mandou nas trocas de bola diante de um Sam Querrey que não foi além de um tenista bem intencionado. Na outra série, o sérvio permitiu dois 15-40 seguidos e o norte-americano não foi capaz de aproveitar o momento instável e pagou caro, porque Djokovic despertou e atropelou.

Evidente que Djokovic precisará sacar melhor e ser um pouco mais agressivo nessa quadra veloz. A boa notícia é que o próximo adversário será o espanhol Pablo Carreño, que contou com 50 erros de John Isner para vencer duelo no tiebreak do terceiro set. Ex-top 10 que ainda tenta recuperar-se após longo período de lesões, Carreño pode dar a Djokovic justamente o lubrificante para a ferrugem, já que dificilmente sai do fundo de quadra.

Federer fez o que se esperava, com um plano de jogo para sufocar o saibrista Juan Ignacio Londero. Foi muito bem sucedido com o saque, sem qualquer game exigente, e fez maravilhas na transição à rede e nos voleios, verdadeira aula. Mas lá atrás também se mostrou sem ritmo, com backhand batido muito falho e devoluções de saque apressadas e descalibradas. Aguarda o velho freguês Stan Wawrinka ou duelo inédito com o garoto Andrey Rublev. Gostaria bem mais de vê-lo encarar o russo, ainda mais depois de sua bela virada em cima de Nikoloz Basilashvili.

Murray recusa convite para US Open
Nem de longe foi a reestreia que Andy Murray sonhou. A derrota em si para Richard Gasquet não surpreendeu, mas o escocês jogou abaixo do que eu imaginava, muito defensivo num piso tão veloz, usando bolas bem altas várias vezes. “Minhas pernas pesavam no final do jogo e não sei como será meu dia seguinte. Assim, achei mais prudente recusar o convite para o US Open”, afirmou ele, que no entanto jogará duplas ao lado de Feliciano López. O britânico acredita que conseguirá estar totalmente em ritmo para as simples no Australian Open.

Cabeças em Nova York
Cincinnati definirá os 32 cabeças do US Open, mas há pouca chance de novidade. Shapovalov, Struff e De Minaur precisam de mais duas vitórias para chegar ao 33º e tirar Verdasco. Isso quer dizer que Kyrgios está garantido. Federer não pode tirar Nadal do 2 e Thiem – que se retirou do torneio – só não será o 4 se Zverev ou Nishikori forem campeões. Com mais uma atuação fraca, Cilic deve ser apenas o cabeça 21.

A briga continua
Mais uma semana em que o número 1 feminino está em jogo. Osaka retomou a liderança e tem vantagem de 237 pontos sobre Pliskova, que está meros 28 à frente de Barty após a primeira rodada. Se der a lógica, Barty e Pliskova se cruzarão na semi. Embora eu acredite na vitória em dois sets da australiana, o jogo desta quarta-feira contra Sharapova é uma bela atração.

Façanha de Venus
Aos 39 anos e hoje apenas 65ª do ranking, Venus Williams não perdeu a sede por vitória. Entrou em quadra com uma série de quatro derrotas seguidas e se empenhou ao máximo para tirar a atual campeã Kiki Bertens, obtendo seu segundo triunfo na temporada sobre uma top 5 (a outra foi Kvitova, em Indian Wells). Pode fazer agora um interessantíssimo duelo contra Azarenka, caso a bielorrussa passe por Vekic.

Serena, só em NY
Era mais do que óbvio que Serena Williams não entraria em quadra nesta terça-feira em Cincinnati, mas ela jura que ainda tentou. De qualquer forma, dificilmente deixará de ser a cabeça 8 no US Open.


Comentários
  1. Oswaldo E. Aranha

    O Carreño Busta fez o melhor jogo da vida dele, mas não foi suficiente para ganhar do Djoković, que também está sacando muito bem e até fez 9 aces.

    Responder
  2. Sônia

    Inacreditável como a Keys não alivia, só bate, bate, bate… e a facilidade em bater de swing volley uau uau uau, mas creio que deveria treinar mais bolas nas zonas de segurança pois ela erra demais, muitos ENFs. Que forehand matador, teve momentos que nem vi a bolinha rsrs, cada torpedo, como disseram… “unbelievable”, caramba. Halep até tentou, lutou muito, foi guerreira (incrível a facilidade em conseguir chegar em bolas super difíceis), mas prevaleceu a agressividade da americana. 2h2min de um tremendo jogaaaaaaaaaço! Beijos.

    Responder
  3. Enoque

    Eu sempre destaco a influência do horário escalado para os jogos das estrelas.
    Ontem o Djoko entrou de cara amarrada e pouco motivado em ter que jogar no fim da tarde com sol na cara na hora de sacar, calor e incômodo de sol e sombra na quadra, tendo cometido muitas duplas falta no início do jogo.
    Já Federer passeou no jogo do início da noite.
    Hj foi o contrário, o Federer se sentiu desmotivado por jogar neste horário desagradável e para demostrar seu descontentamento com a organização, não se esforçou para ganhar, mandando um recado: da próxima vez não me escalem mais neste horário.
    Já com o Djoko foi o contrário, entrou todo contente e saltitante, brincando com o garotinho. Já dava pra ver que estava motivado por jogar no horário nobre e não deu outra, passeou em quadra. Com o Nadal é um pouco diferente, ele pode até não gostar deste horários complicados, mas é casca grossa e vai brigar de qualquer maneira sem entregar o osso.

    Responder
  4. Luiz Fernando

    E pensar q a ausência do Rafa do torneio iria impedir a final Federer e Djoko, parece q foi um russo e não um espanhol q atrapalhou…

    Responder
  5. Sandra

    Dalcim, quem você acha mais encardido para derrotar Nadal, Djokovic ou Federer? Eu particularmente acho o Nadal, outra pergunta , o Djokovic não conseguia ganhar do Andy Roddick? O jogo dele era parecido com o do Kyrgios? Para nós torcedores do Djokovic temos graças que Kyrgios caiu

    Responder
    1. João ando

      Agora o Bellucci perder para um francês chamado tak khun wang e o omonteiro perder para o go soeda que deve estar com 39 anos e phod….

      Responder
  6. João Brayner

    Dalcim, você acredita que depois de tantas derrotas, a maioria onde Federer na verdade deixou de ganhar, o suíço se desmotiva a jogar quando vê o sérvio no caminho?
    Tipo, com certeza ele teria jogado aquele Finals de 2014, porém com era Nole na final ele desistiu, visto que nos momentos finais praticamente entrou os jogos para o sérvio tanto na final de IW quanto na final de Wimbledon.

    Responder
  7. Neuton Costa Batista

    Dalcim,
    Sou pai de atleta infanto juvenil e gostaria de sua ajuda para chegar aos ouvidos da CBT a seguinte sugestão:
    Pessoal,
    Vocês amantes do tênis ajudem a difundir a seguinte ideia:
    Os torneios infanto juvenis no Brasil deveriam ter outro formato, ou seja, deveriam ser por grupos, de maneira que na primeira fase cada atleta jogue pelo menos 3 jogos.
    No formato atual pelo menos metade dos atletas de cada chave fazem apenas um jogo no torneio. Gasta-se muito dinheiro e falta-se a escola para levar um atleta a um torneio para um só jogo.
    Sei que isso precisaria de disponibilidade de quadras e locais para jogos, mas daria um enorme salto de qualidade nos atletas.
    Vamos tentar fazer a CBT ouvir essa sugestão, por favor ajudem!
    Obrigado.

    Responder
  8. Paulo F.

    Dalcim:
    Tirando a zoeira de lado, esta eliminação precoce e surpreendente de Federer pode ainda ser alguma consequência da dura derrota em Wimbledon?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      É sempre difícil imaginar o que passa na cabeça de um tenista desse porte, mas eu acredito que possa ter a ver, sim. Federer parecia não estar sentindo a bola, errou até voleios bobos, e isso o apressava ainda mais.

      Responder
      1. Mário Cesar Rodrigues

        Dalcim não discordando de tu mas eu cantei que Rublev está jogando bem e maltrata a bolinha e Federer com dificuldades de se mexer no fundo da quadra uma Vitória sem essa de zebra.Rublev ano passado confundiu demais começou jogando Challanger era 50 depois vem melhorando méritos dele.

        Responder
  9. Paulo F.

    Ué, o quê houve com o suíço em Cincinatti?
    aiiiiiii uiiiiiiii quadra de Cincinatti é mais rápida que a luz e Roger é invencíveeeelll lá.

    Responder
  10. Maria izabel

    Infelizmente,novamente Federer me decepcionou.Não apresentou nada em quadra contra Rublev, cansado, impaciente,sem timing,sem a mínima vontade.Penso que por gostarmos do Federer,vemos coisas nele que não as tem.
    Hoje faltou tudo!Mas sua motivação também,não existiu.Sinceramente,hoje penso que Federer joga por obrigação de contratos e não por prazer.Há dias que entra em quadra faz algumas jogadas bonitas,vence,dá entrevistas dizendo estar bem.Mas,não o vejo tão feliz assim.. Tomara esteja errada.Se for para jogar como hoje,prefiro que jogue exibições que qualquer torneio.Pois vejo derrota certa.Uma pena.

    Responder
  11. Paulo Almeida

    “Rodrigo S. Cruz
    14 de agosto de 2019 às 22:53

    Não acha um pouco tarde para tentar inverter as coisas?

    Todo mundo já te conhece, Vovó.

    Eu já citei aqui pelo menos uns 5 tenistas que de quem gosto muito e torço, além do Federer:

    Stan, Fognini, Kyrgios, Gulbis (em sua boa época), Dogopolov, enfim VÁRIOS!

    Inclusive você veio me provocar em uma dessas ocasiões.

    Claro, né.

    Porque além de fanático, você é unidimensional.

    E só entra aqui para fazer duas coisas:

    Uma é apelidar o Federer de forma pejorativa e recorrente.

    A outra é venerar e “super-inflar” as conquistas “meia-boca” do sérvio chiliquento…

    kkkk”

    Não, não acho. Com o tempo, vou te sacando melhor e assim fica mais fácil ainda te colocar no bolso.

    Um cidadão que não gosta do jogo de Djokovic, Nadal e Murray não gosta de tênis. Você gosta do estilo do Fregueser e de outros que tentam imitá-lo.
    Não estou dizendo que sou o melhor exemplo, mas um verdadeiro amante do esporte aprecia todos os estilos, sem exceção. Não inventa desculpas recalcadas de “maratênis” porque o seu jogador preferido apanha dos maiores rivais. Para mim o jogo de fundo é o mais atraente e também por isso sou fã do sérvio, o melhor da história nesse estilo.

    Eu não venero os títulos meia-boca do GOAT (cerca de 20% no máximo), apenas os parrudos. Rolanga 2016 faz parte deles, gostando você ou não. Pode continuar dando chilique ou piti que isso não muda, meninão de 42 anos.

    Já os 80% de títulos fajutos/peso pena do Frauderer eu detono mesmo. É meu dever ao menos tentar acordar os zumbis.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      É uma excelente oportunidade para a ATP colocar ordem na casa. Cuspir em direção ao árbitro e ofendê-lo em quadra não podem ser admitidos.

      Responder
  12. Paulo Almeida

    “Mauro
    14 de agosto de 2019 às 08:59

    Federer disse que treinou pouco depois de Wimbledon, e ficou evidente com o back descalibrado. Mas movimentou-se muito bem, além de ter sido quase perfeito na rede.
    Tenho certeza que vai ganhar o masters.”

    CONTINUA COM CERTEZA???

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    CHUPA, FREGUÊS ETERNO TRIVICE!!!

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Responder
  13. Paullo

    Caixa9 ganha do kyrgios e perde para o pouille
    Que saco
    Claro, o kyrgios passou do limite ontem e perdeu tb porque o russo jogou muito bem, mas queria ve-lo jogar contra o djoko

    Responder
  14. Paullo

    Piso veloz, calor deixando a quadra ainda melhor para o fed e… perdeuuuuuu
    Kkkkkkkkk
    Federetes… o ídolo de vcs viverá do passado, assim como vcs!!
    Kkkkkkk

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Quem construiu essa noção maluca de que o Federer não tem direito de perder foram vocês, e não nós.

      Perdeu, está perdido, uai…

      Parabéns ao Salsicha porque ele jogou muito.

      E o Federer também atuou abaixo, mas não posso tirar os méritos do russo.

      Responder
    1. Mário Cesar Rodrigues

      Olha eu vi este cara treinar com Thiem fiquei impressionado e digo mais ele contundiu ficou sem confiança aí caiu o ranking agora ele tá indo bem é só manter.passar longe das declarações do Grego e outros da sua idade e está malhando treina duro.

      Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Falarei mais tarde sobre isso, mas basicamente o Rublev jogou de forma impecável no fundo de quadra e o Federer foi muito instável no saque e até nos voleios.

      Responder
  15. JAN DIAS

    Pra mim o que o KYRGIOS tem é um problema psicológico chamado TRANSTORNO OPOSITIVO DESAFIADOR.
    A pessoa com esse problema tem acessos frequentes de raiva, não aceita regras,ordens ou críticas, discute com os outros sempre e demonstra muito rancor e hostilidade.
    As causas desse problema são, em geral, abuso físico ou negligência na infância..

    Vai ser difícil ele construir uma carreira sólida com esse problema…

    Responder
  16. Nando

    Com td respeito, não dá pra perder desse Rublev, não dá. Tá certo q o russo (ainda não acho nada demais nele) acertou td com o fh, mas Federer entrou com uma inhaca desgraçada hein…hoje parecia q ele não queria estar ali. Bh ridículo.
    Vamos ao USO, vai ter q treinar…

    Responder
  17. Luiz Fernando

    Vamos citar alguns comentários ouvidos na semana:
    – nessa quadra o Djoko não vence o mestre, só q se a quadra estiver empastelada. Se até o magistral e genial Rublev venceu, quanto mais o sérvio kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk;
    – nessa quadra rápida o mestre é imbatível: acho q não kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk;
    – o mestre está recuperado depois de W: acho que não kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk;
    – uma derrotazinha como essa de W nunca afetaria o mestre, mesmo tendo o Dalcim, há um tempo, ter exposto q poderia afeta-lo. Acho q afetou kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk;

    Vamos agora as provaveis desculpas q virão:
    – esse saibro azul de Cincy prejudicou o mestre kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk;
    – Rublev venceu Wawrinka, esse era o adversário do mestre kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk;
    – surto de mononuclose em Cincy prejudicou o psicológico do mestre kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

    Responder
  18. Rodrigo S. Cruz

    [Paulo Almeida]
    15 de agosto de 2019 às 01:44

    “Não frequentou escola nenhuma pelo visto. Deixe eu lhe contar uma notícia: a trema foi abolida da língua portuguesa faz tempo”.

    Na boa,

    Qual a desonra do Mauro ter escrito com trema?

    Obediência cega a um simples acordo ortográfico?

    Inexiste qualquer erro grosseiro aí.

    Poderia ser até uma questão de estilo, de preferência.

    Mas a tua predisposição em tentar diminuir as pessoas é de uma natureza tão GRANDE que faz caso até de um detalhe.

    Nunca conheci alguém tão asqueroso.

    Never…

    Esse ambiente virtual, definitivamente não te faz bem.

    Viva mais a vida, moço.

    Saia de casa mais, tente arrumar uma namorada.

    Que tal?

    Só aviso que se comporte com ela de forma oposta ao que você faz aqui. Do contrário, esqueça.

    Ela vai sair correndo.

    Ninguém te suporta desse jeito não…

    Responder
    1. Victor

      O Paulo Almeida refuta os teus argumentos, simples

      Aliás, não só os teus.

      Isso faz com que ele seja essa abominação que vc e outros falam aqui? Negativo.

      Tenho certeza de que ele sai de casa, trabalha, tem relacionamento saudável com outras pessoas, incluindo namorada/esposa, tem família e é muito amado e respeitado.

      Pensar diferente de vc e de outros e argumentar muito bem desfazendo teorias ou pensamentos é ótimo.

      Vc é advogado, acho.
      Eu tb sou.
      Aqui em ctba, por ex, na área trabalhista, temos o glomb e o hasson. Os dois são brilhantes. Se equivalem. Se estiverem defendendo teses opostas, um vai dizer que o outro é uma abominação, a pior pessoa que já conheci etc do porque não concorda com a tese sendo defendida? Não. É tão brilhante Qto eu.

      Responder
    2. Paulo Almeida

      Não se intrometa em post que não foi direcionado a você. Adora tomar as dores dos outros, impressionante.

      De qualquer forma, o resto do post não merece resposta.

      Responder
  19. Rodrigo S. Cruz

    [Paulo Almeida]
    15 de agosto de 2019 às 02:12

    “O jogo dele é feio, buááááá
    Bate nele, mamãe”.

    Dessa vez, eu preciso te tratar pelo nome de Paulo mesmo.

    Vem cá, um homão barbado feito você não sente vergonha de fazer um papelão desses, não?

    Lembrou minha priminha de 5 anos agora.

    Bizarro…

    Responder
  20. Rodrigo S. Cruz

    [Vovó Mafalda]
    15 de agosto de 2019 às 01:48

    “Pra quem disse que tinha visto o Zico jogar (pelo menos com algum entendimento), você deveria ter uns 50 pelo menos. Então não viu coisa nenhuma.
    Bom, mas não importa: 42 anos não minimiza em nada sua mentalidade infantiloide, Papai Papudo”.

    A primeira Copa que eu assisti na íntegra foi a de 1986.

    E os campeonatos brasileiros já existiam de há muito, você sabia?

    Aliás, desculpa aí… Eu esqueci que TUDO pra você começou em 2011, independente do esporte. kkkk

    Mas mudando de assunto, que diabos você quer com a minha idade e quem eu vi jogar futebol ?

    Vai cuidar da TUA VIDA, seu Fake ridículo!

    Eu hein…

    Responder
    1. Paulo Almeida

      O que eu queria com sua idade cronológica era apenas constatar que ela não condiz com seu comportamento aqui no blog. Não quero mais nada não, fique tranquilo.

      Responder
  21. Lola

    Ontem estava por acaso sem nada pra ver, depois do jogo do Grêmio, assisntindo 2° set e3° set partida do kyrgios. O que fica claro pra mim é que o juiz amarelou legal e a ATP passa a mão na cabeça, por isso ele faz o que faz. Cuspir no bundão foi a gota d’água.

    E quanto ao tênis dele, é só saque, se não fosse o saque ele não seria nada, somente baderneiro.
    A estratégia dele é a seguinte: se o Jogo endurece, ele começa a procurar um inimigo pra tentar desconcentrar o adversário e pra ver se ganha mais fácil. Como o Kachanov (homem de gelo)não entrou na dele, perdeu o jogo.

    Responder
    1. Gabi

      Achei que vc tivesse ido à arena ver o tricolor ehehehe
      Tá certo, se der grenal na final, vc vai e ainda leva um cartaz dando oi para noisss!!

      Responder
  22. Pedro

    Dalcim,

    Embora o tenista australiano tenha muitas qualidades que vendem ingresso, não se pode perder as rédeas do esporte. É um dos tenistas que eu mais gosto de ver jogar (quando realmente joga), porém, é imprevisível. Sendo assim, a ATP deveria ser mais rígida, e talvez suspendê-lo, pela imensa sequencia de bizarrices nestes anos todos. Crianças assistem os jogos. O esporte é também educativo. Sendo assim, o australiano deverá realmente pensar se quer continuar no esporte ou sair das quadras. Aliás, parece que a situação na Austrália é maior do que nos outros países. Lembra do Tomic? Culpa da federação? Pois ambos têm idades parecidas, não?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Acho que a culpa começa na família, depois a seus primeiros treinadores e certamente recai sobre os dirigentes também, embora eu não tenha certeza absoluta de que Tomic e Kyrgios agissem dessa forma bizarra como juvenis.

      Responder
  23. Paullo

    nao fosse pela presença de Djoko e Federer, nessa ordem kkkkkkkkkk, o master 1000 de cincinatti a partir desta quinta-feira virou quase um atp 500
    kkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
  24. Sandra

    Dalcim , não me leve a mal , mas tudo com as suas devidas importâncias , qual a diferença do Kyrgios com essas posturas para Bia Hadaad que foi pega em um pequeno dopping , ela pode ficar até dois anos sem jogar e o Kyrgios já pode jogar semana que vem ? Vc acha isso justo?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Não podemos colocar essas coisas no campo de justiça, mas obviamente o Kyrgios precisa ser punido com maior severidade porque é inadmissível seu comportamento perante o árbitro. Continuo a defender a antiga regra da ATP em que um tenista era automaticamente suspenso quando atingia um volume de multas (US$ 10 mil era suspensão automática, que atingiu John McEnroe). Não entendi até hoje porque a ATP retirou isso.

      Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Olha, tem sim, Mauro. Difícil dizer o quão longe, porque uma coisa é você jogar totalmente livre de pressão, outra é quando começa a chamar a atenção do circuito e o pessoal passa a examinar a fundo o seu jogo e suas fraquezas. Mas eu o vi até agora bem completo e com boa atitude em quadra.

      Responder
  25. Valmir

    Kyrgios mais uma vez provou que o seu teto é um ATP500.

    Tem um saque forte e bem colocado… e só!

    Em trocas de bolas ele tem as mesmas dificuldades dos tenistas grandões… depois de alguns shots ele se perde sozinho.
    Quem quer ganhar do Kyrgios e dos grandões é só mandar um monte de slices baixos.

    Acho que as reclamações constantes dele é de certa forma… pra mascarar a dificuldade que ele tem com o jogo quando não resolve o ponto em duas ou três jogadas.

    Responder
  26. Miguel BsB

    Prick Kyrgios é um marginal! É o único tenista que torço contra…se não pegar uma bela punição agora, essa ATP não vale de nada.

    Responder
      1. Miguel BsB

        Assisti o jogo inteiro. Ressalte-se a calma e tranquilidade que o Caixa9 manteve durante o turbilhão causado pelo Prick…comportamento exemplar e o completo oposto do australiano.

        Responder
  27. Luiz Fernando

    Começo a acreditar que o problema de Kyrgios não é o comprometimento, ou melhor, a falta dele, com a carreira, mas sim uma completa falta de educação e alguma psicopatia, necessitando apoio psicológico e psiquiátrico. Pior, caras com esse perfil negam q sejam problemáticos, retardando o tratamento, pois se acham “normais”. Péssimo exemplo de esportista, péssimo exemplo de ser humano, coisas q a meu ver, comprometem sua imagem de forma perene, independentemente de sua habilidade para jogar tênis.

    Responder
  28. Sandra

    Dalcim , você sabe se Kyrgios e filho único? Ele só que parece foi criado sem limites ! Não há jogo bonito com esse caráter, e ainda disse que o russo e jogador mediano , com certeza e o que deve achar do big 3 também e pelo visto sobrou até para o Nadal

    Responder
  29. PIETER

    Dalcim, se tudo ocorrer como todos esperamos e uma zebra não aparecer, teremos mais um confronto Djoko e Federer nas semifinais de Cincinnati.
    Como a última vitória Suíça deu-se no já longínquo ano de 2015 e o sérvio está em grande forma e cheio de confiança após a conquista de Wimbledon, preocupa-me que o Federer possa vir a encerrar a carreira (o que, infelizmente, já não deve estar tão longe de acontecer) com uma decepcionante sequência de derrotas para o sérvio. Será que isso pode mesmo vir a ocorrer?

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Pois é , Caro Pieter . Quando o parceiro fala no longíquo 2015 , foram exatas 5 partidas. Idêntico ao mesmo longíquo 2015 , e com as mesmas 5 partidas , que o Espanhol não batia o Suíço. Acabou com a estória em RG 2019 por 3 x 0 . E voltou a perder no AOPEN 2019 por 3 x 1 . O amigo tem ideia dos grandes rivais Lendl x Connors, Lendl x Big Mac. Lendl venceu as últimas DEZESSETE na primeira. E o Big Mac perdeu DEZ das últimas 11 . Portanto, o Suíço ainda está no lucro rsrsrs Abs!

      Responder
    1. Mauro

      Qual a diferença entre um marginal ou alguém que se refere aos outros como retardados, chama tenistas de fraude ou cria fakes? Tudo que citei são passíveis de ações penais na justiça.

      Responder
      1. eu

        mas a nossa justiça penal é uma piada. Se for condenado por crimes contra a honra, fará uma doação para alguma instituição de caridade e fica por isso mesmo.

        Responder
      2. Paulo Almeida

        Qual a diferença entre um marginal e alguém que chama outra pessoa de professor da escola dos patéticos? Será que cabe processo aí por injúria?

        Baixe a bolinha aí, cara. Nem te provoquei para você ter esse ataque aí sim patético.

        Responder
  30. Rodrigo S. Cruz

    Assisti a Kyrgios x Caixa 9.

    E olha…

    Acho que dessa vez o Kyrgios se ferrou, viu.

    Depois do jogo, e tendo já aprontado muito, ele ainda cuspiu em direção ao juiz de cadeira.

    Acho que dificilmente escapa de um ” gancho” de alguns meses.

    Responder
    1. Luiz Fabriciano

      Pois é Rodrigo. E ainda tem gente que tenta achar isso em Djokovic.
      Vi agora em Tenisbrasil: O que ele fez às raquetes “em off”, deveria ser mais considerado do que realmente foi.

      Responder
  31. Sônia

    Bolinhas pro alto, caras e bocas, dorzinhas… sei, sei. Adversário difícil é sempre assim, engana ninguém. Apesar de voce ser fã DELE, se comporta como os outros, argh argh argh argh. Se um dia decidir agir como ELE, total certeza que será um tremendo vencedor. Beijos.

    Responder
  32. Rodrigo S. Cruz

    [Luiz Fabriciano]
    14 de agosto de 2019 às 17:34

    “Ver você elogiando o sérvio é como o Master Card: não tem preço, rsss”.

    Nunca deixei de ser pragmático, Fabriciano…

    Se você me vê com muito mais frequência atacando o Novak, é por causa dos Fakes da seita insuportável dele.

    Mas é lógico que o cara é foda.

    Se não fosse, não ganharia tanto…

    Responder
  33. Luiz Fernando

    Esses pseudo-craques da nextgen vivem decepcionando, quando se espera q esses caras tenham alguma sequencia vem derrota atras de derrota. Será q o grego também esta com problemas com a namorada, o empresario etc? Ele e Zé Verev podem dar a mão e sair pro mundo…

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      A metade dos Top 10 é Next Gen : TOP 4 Thiem , TOP 6 Zverev, TOP 7 Tisitsipas, TOP 8 Medvedev, TOP 9 Khachanov. É óbvio que o SuperEstimado já está com 25 , mas classificado pela quarta vez consecutiva para o FINALS , portanto desde os 22 . E mesmo Zé Verev em péssima fase (. 20 duplas faltas hoje ) , se mantém entre os TOP 10 da Temporada na frente de muito Marmanjo Talentoso. Abs!

      Responder
        1. Sérgio Ribeiro

          Você entendeu o Texto , “ confuso “ guri ? Todos são TOP 10. E Dimitrov foi TOP 3 , vencedor de MASTERS 1000 e de FINALS. Parece que um certo Quinto SLAM , ainda não foi vencido por um certo ESPANHOL. Não precisa nem de Pai quanto mais de Padrasto. O Guri é fraquinho mesmo. Sabe nada rsrsrs Abs!

          Responder
  34. O LÓGICO

    A questão da entressafra é bastante instigante pelas dificuldades que levanta. Em síntese, se afirma que aqueles tenistas sobre os quais Roger Angel se sobrepôs são inferiores aos das gerações subsequentes, e essa sendo a razão pela qual ele tem mais títulos de slams, principalmente. Todavia, pergunto eu, qual tenista das gerações subsequentes foi páreo para Ele? NENHUM. E, portanto, não fossem o robozinho dos TOCs kkkkk e o Djokão, Roger continuaria soberano e ganhando títulos a rodo, e perdendo uma em mil para os adversários, como foi o caso com o Del Poltro.

    Comparando os tenistas, independentemente de terem enfrentado Roger, ou seja, analisando apenas seus dotes técnicos, pode-se até afirmar que um ou outro tenista das gerações subsequentes seja superior a qualquer um da geração Dele, mas se pegarmos todos os adversários que ele enfrentou e compararmos com as safras que se seguiram, a geração que ele enfrentou leva vantagem técnica. Até mesmo porque naquela época as quadras eram de fato mais rápidas, e quadra rápida exige sem dúvida maior habilidade e técnica. O caráter instintivo da resposta das jogadas exige maior rapidez e aprumo técnico, sem falar na intuição que é mais exigida justamente pelo tempo de resposta ser menor que nas quadras lentas. Não é à toa que quando o UNIDIMENSIONAL joga em quadra rápida ele vira um pária do circuito kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Então, me parece que essa noção de entressafra é uma falácia, porque ela é pensada não a partir dos adversários enquanto tais, mas com base nos títulos que Roger perdeu para o primogênito e para Djokoloucão kkkkkk. Numa palavra: se não fossem tantas derrotas a questão da entressafra não seria posta. Seria a mesmíssima coisa, caso Roger aparecesse no circuito cinco, seis anos após os dois já terem conquistado vários títulos e passasse a ganhar títulos encima dos dois. E uma vez que a esmagadora maioria dos tenistas do circuito não se ombreia aos dois, salvo Stan em relação ao djokão em slams, estaríamos falando de entressafra, nadalzetes e djokovetes?

    Então, pensemos a questão colocando no seu bojo os dois titãs, que os tirei para fins didáticos. Há que se reconhecer três fatos:

    1) Na mesma época em que Roger era supremo, dois outros dois tenistas, que também viriam a e tornar supremo cada um a seu modo, já existiam no circuito, o que não ocorre nos tempos atuais.
    2) A padronização das quadras, bem como a diferença de idade fazem bastante diferença, sim. Não vejo que o Roger atual seja mais competitivo que o daquela época, pode ser mais técnico. Ele era bem mais ágil e rápido, além de bem mais instintivo.
    3) Roger logo cedo foi batizado como o melhor de todos os tempos, e carrega essa cruz até os tempos atuais, enquanto os dois titãs nunca tiveram esse peso sobre os ombros.

    ROGER FOREVER kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Pois é, Lógico.

      E se a gente for parar pra pensar:

      Tem que bancar é muito do retardado, para se sentir no direito de exigir um CÔVADO a mais, da trajetória que o suíço percorreu…

      É o único jogador que consegue aliar:

      ESPETÁCULO+ RECORDES.

      Os outros dois são caçadores de recordes sim, mas nunca foram tenistas espetaculares…

      E o Federer ainda consegue jogar em alto nível, até hoje. Incrível, como a qualidade não cai.

      Não era para cair, era para DESPENCAR.

      Mas o que despencou foi o nível da discussão!

      Graças a esse fanatismo de quem confunde tênis com: ” Gaviões da Fiel vs Mancha Verde”.

      Ver um cretino fazendo pouco caso de um só título de ATP 500, já seria considerado babaquice.

      Imagine fazer pouco caso de 100 títulos, sendo 28 de Masters e 20 de Grand Slam?

      Ah, na boa:

      Vão passar bosta no pão de 50 gramas, e comer.

      Tanta gente boa aí, e que vai terminar a carreira sem ganhar um título Major sequer.

      Jogadores de extrema qualidade técnica.

      Como o Fabio Fognini, por exemplo…

      Ou alguém é tão débil mental a ponto de supor que o Djokovic vai conseguir reunir 100 títulos, apenas de nível Master e de nível Slam?

      Aí o Federer vem e ganha 20, e… não presta?

      Ai, ai, por isso que eu não posto com seriedade, a maior parte do tempo mesmo.

      Pra quê?

      Para jogarem lavagem de porco em cima? (rs)

      Melhor é ficar na esculhambação mesmo…

      É a única linguagem que esses debiloides entendem? Certo.

      Então é a que terão.

      Quem quiser achar ruim comigo, pode ir pro inferno…

      Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        Como você não sabe interpretar mesmo um texto, e acha que possui um grande Português rsrsrs , não percebeu que Sampras cometeu dois grandes equívocos na entrevista. Borg ser o Cara na geração de Lendl ( não foram da mesma ) , e esquecer que o Espanhol já era TOP 2 em 2005. Mas é pedir demais para um comentarista alienado … rsrsrs Abs!

        Responder
    2. Paulo Almeida

      Claro que não perdi meu tempo lendo esse tijolo inútil, mas a conclusão é a mesma de sempre: Frauderer é o rei da entressafra e tem 80% dos seus títulos em cima de bagraços.

      Responder
  35. Sandra

    Dalcim, não sei a sua opinião mas me parece que Djokovic fez muito mais forças para chegar onde chegou do que Federer e Nadal, claro sem desmerece los

    Responder
    1. Sandra

      E muito interessante na biografia de Djokovic e que ele perdeu no juvenil varias vezes para o Monfils , o único que ele não perdia era o Stan , talvez por isso tenha perdido, que o Stan se vingou nas finais de grand slam rsssss,

      Responder
  36. Nando

    Zverev e Tsitsipas (esse em outra estréia) eliminados…q faaaaaase.
    O grego nos últimos 5 torneios, fez no máximo semi (em Washington) e rodou em 3 estréias (WB, Montreal e Cincinatti).
    Já Zverev vem mal faz tempo…um cara de quase 2m de altura não pode cometer 20 dfs hein.

    Responder
  37. Ronildo

    O tênis é um esporte totalmente fora de padrões. Que jogão entre o Struff é o Tsitsipas!

    Não entendo como o Tsitsipas pôde perder 2 seguidas para o Aliassime neste atual estágio da carreira dele. Tsitsipas venceu ou deu sufoco nos principais tenistas do circuito, coisa que o Aliassime não aparenta ter nível para fazer de maneira regular como o Tsitsipas tem feito.

    Responder
  38. Lucas Duarte Parra

    Dalcim,parece que estamos vivendo um momento horroroso do tenis,exceçao do big three…todos os outros concorrentes,sejam jovens(zverev,tsitsipas,thiem) ou experientes(nishikori,raonic,cilic,anderson,wawinka) vivem momentos muito ruins e irregulares…ao que parece o us.open sera igual rg e wimbledon com os 3 chegando facil nas semis…resumindo,qual voce acha o motivo para o nivel fraco do circuito no momento?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Olha, não acho que o nível esteja tão ruim. Struff jogou muito bem contra o Tsitsipas e o Kermanovic, diante do Zverev, apenas para citar alguns exemplos. Acho que está havendo maior equilíbrio na faixa mediana, não há um tenista dominante fora do Big 3, como aliás era um tanto previsível.

      Responder
  39. Rafael

    Mestre,

    Surpreendente essa queda de qualidade do Tsisipas. Mais um da next gen que parece fogo de palha! O que houve com ele? Até quando vamos assistir o Big 4 ganhando os principais torneios?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Não está com qualquer problema físico, portanto só pode ser mesmo uma queda de confiança. Porque jogar ele sabe, e joga bonito.

      Responder
  40. Adriano Souza

    Sei não hein! O Djokovic ganhou o AOPEN e ficou 1 mes sem jogar. Quando voltou foi eliminado em Indian Wells e Miami. Ganhou Wimbledom, e pegou mais 1 mes de férias. Espero que não seja eliminado novamente. Ficar 1 mes sem jogar é muito tempo pra um atleta de alto nivel

    Responder
    1. Jonas

      Por isso acho que o auge dele já foi, há um bom tempo. Está jogando bem, mas quem acompanha sabe que o sérvio já foi muito mais jogador. Hoje ele é mais irregular.

      Responder
  41. Barocos

    Dalcim,

    Seria ótimo se você fizesse um artigo para desacreditar esta tese de “entressafra” (ou ratificá-la, caso assim lhe pareça). Acho que fica cada vez mais claro que o que existe é um período excepcional, o qual estamos vivenciando, onde 4 jogadores espetaculares, por diversas razões, tiveram parte de suas carreiras sobrepostas. Ainda mais interessante é que os três principais possuam características de jogo tão diferentes. Esta última observação, aliás, me parece explicar o porquê dos outros jogadores terem tanta dificuldade em adaptar seus padrões de jogo para enfrentar os tenistas dominantes.

    No mais, parabéns pelos artigos e, mais ainda, pela paciência, esta última verdadeiramente hercúlea.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Imagine ter de ganhar de pelo menos dois dos Big 4 num mesmo torneio e em rodadas finais. É uma adaptação realmente muito difícil e um tremendo desafio. E obrigado pela sugestão e elogio, André!

      Responder
  42. PIETER

    Caro Dalcim, será possível que o recurso de defesa da Bia seja capaz de livrá-la de uma suspensão e ficando, talvez, apenas com uma advertência? Podemos ter alguma esperança?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Esperança eu tenho, e muita, Pieter. A argumentação que ela está tentando é interessante e o fato de o julgamento estar demorado pode ser um sinal bem positivo. Pena que não vai dar tempo de ela jogar o US Open.

      Responder
      1. PIETER

        Que bom e tranquilizador saber que você está muito esperançoso.
        Nossa melhor tenista (e diria, também, das mais promissoras) não merece mesmo um rude golpe desses.
        Vamos torcer e aguardar.

        Responder
  43. Mateus Mello

    Novak mostrou mais uma vez que mesmo jogando mal, ninguém ganha dele, o Federer deve entregar o jogo pro Stan pra que o suíço mais corajoso tire o goat da final.

    Responder
    1. Adriano Souza

      Cara, eu sou Djokovence de Coração, mas se ele der esses vacilos contra o Kyrgios, estamos ligados que ele vai voltar a jogar video game com o Djokinho de novo. E namorar muito tambem, claro! kkkk

      Responder
  44. Paulo Almeida

    Surpreendente essa derrota do Isner. Achei que o GOAT iria fazer mais um jogo perigoso de devolução de saque.

    O senhor super maduro de mais de 50 anos que fica chamando os outros de Vovó Mafalda e Gleisi não entendeu minha colocação. Eu não disse que o RG 2016 valeu mais do que todos os 80 títulos peso pena do Federer JUNTOS. Ele vale bem mais do que cada um deles de forma SEPARADA ou até o mesmo que a soma de alguns deles.

    Exemplo: RG 16 vale uns 3 GS em cima do Roddick ou os 4 em cima de Philippoussis, Baghdatis, González e Soderling. Sacou?

    O resto do post é um piti de menino mimado que me causou algumas gargalhadas.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Por favor, responda sempre em cima do comentário da pessoa. Você sempre coloca solto e fica difícil saber a quem ou a o que você se refere. Grato!

      Responder
      1. Paulo Almeida

        Pra quem disse que tinha visto o Zico jogar (pelo menos com algum entendimento), você deveria ter uns 50 pelo menos. Então não viu coisa nenhuma.

        Bom, mas não importa: 42 anos não minimiza em nada sua mentalidade infantiloide, Papai Papudo.

        Responder
        1. Sérgio Ribeiro

          Zico joga todo o final de ano no Maraca, caro Paulo. E quem aparecer na Gávea ( nem precisa de YouTube) , além de Estátua verá as incríveis jogadas do melhor que eu vi jogar depois de Pele’ e Messi. Paramos por aqui se não o Dalcim aplica um vermelho rs Abs!

          Responder
        2. José Eduardo Pessanha

          Bom, eu acabei de fazer 43 anos e vi o Zico jogar no Maracanã muitas vezes antes dele ser vendido pra Itália, embora não lembre de praticamente nada desse tempo. Depois que ele voltou da Itália, vi dezenas de vezes o Galinho jogar ao vivo, dessa vez com total entendimento. Uma coisa é certa: uma pessoa com menos de 55 anos não viu a carreira do Zico COMPLETA com pleno entendimento. O que eu vi – e o Rodrigo também deve ter visto – foram trechos da carreira dele.
          Abs

          Responder
          1. Rodrigo S. Cruz

            Pois é, Pessanha.

            Mas deixa quieto.

            Já sabemos que o problema do “Fakezin” é cognitivo mesmo…

  45. rafael

    Mestre, como é difícil mesmo para esses gênios retomar os torneios. Mas, aos poucos eles vão tirando a ferrugem. Agora, me impressiona, que mesmo sem ritmo, o Djoko consegue devolver como ninguém e o Federer está muito rápido de pernas e voleando demais. Torço para que eles sigam vencendo para se encontrarem nas semis.

    Responder
  46. Mauro

    Novak está sacando melhor, fazendo mais aces, é o “fator Ivanisevic”, que foi um dos melhores sacadores da sua epoca, é um dos melhores serviços da história e está contribuindo para a melhora do saque do sérvio.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Droga.

      O meu comentário sobre o saque do Djokovic era pra ter sido postado aqui.

      Acabei escrevendo mais abaixo.

      Realmente, Mauro.

      15 aces é muito pra um tenista como ele.

      Isso deve ter o dedo do Ivanisevic mesmo…

      Se isso se confirmar será ainda mais foda ganhar do “encosto”.

      Responder
      1. Paulo Almeida

        Djokovic tem um saque espetacular há muitos anos, mas como você não gosta de tênis, apenas do Frauderer, não conseguiu perceber ainda.

        Um mês do TRIVICE hoje. Chora mais, Papai Papudo.

        Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          Não acha um pouco tarde para tentar inverter as coisas?

          Todo mundo já te conhece, Vovó.

          Eu já citei aqui pelo menos uns 5 tenistas que de quem gosto muito e torço, além do Federer:

          Stan, Fognini, Kyrgios, Gulbis (em sua boa época), Dogopolov, enfim VÁRIOS!

          Inclusive você veio me provocar em uma dessas ocasiões.

          Claro, né.

          Porque além de fanático, você é unidimensional.

          E só entra aqui para fazer duas coisas:

          Uma é apelidar o Federer de forma pejorativa e recorrente.

          A outra é venerar e “super-inflar” as conquistas “meia-boca” do sérvio chiliquento…

          kkkk

          Responder
          1. Paulo Almeida

            Não, não acho. Com o tempo, vou te sacando melhor e assim fica mais fácil ainda te colocar no bolso.

            Um cidadão que não gosta do jogo de Djokovic, Nadal e Murray não gosta de tênis. Você gosta do estilo do Fregueser e de outros que tentam imitá-lo.
            Não estou dizendo que sou o melhor exemplo, mas um verdadeiro amante do esporte aprecia todos os estilos, sem exceção. Não inventa desculpas recalcadas de “maratênis” porque o seu jogador preferido apanha dos maiores rivais.

            Eu não venero os títulos meia-boca do GOAT (cerca de 20% no máximo), apenas os parrudos. Rolanga 2016 faz parte deles, gostando você ou não. Pode continuar dando chilique ou piti que isso não muda, meninão de 42 anos.

            Já os 80% de títulos fajutos/peso pena do Frauderer eu detono mesmo. É meu dever ao menos tentar acordar os zumbis.

      2. Sérgio Ribeiro

        Novak já fez essa marca várias vezes , Rodrigo. Na rápida Cincy , a grande maioria está por aí. Os grandes Sacadores estão na faixa dos 30 , como Isner fez ontem. Aproveite e veja um jogo do até o momento TOP 8 , MEDVEDEV rsrsrs Abs!

        Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          De jeito nenhum, Sérgio!

          Já assisti a incontáveis partidas de simples do Djokovic.

          E não é normal ele cravar tantos aces, não… Muito menos em melhor de 3 sets.

          Até na final de Wimbledon, que teve 5 horas, e terminou com 13 x 12 no quinto set, o sérvio cravou apenas 10.

          Responder
  47. Sandra

    Dalcim, me desculpe, mas vou ser obrigado tirar umas dúvidas com você! Como um menino de 12 anos podem ir mora sozinho, foi quando Djokovic foi para a academia de Niko Pilic, ? Só treina ? Não estuda? Desculpe a minha ignorância , mas é tipo colégio interno? E o mesmo tipo de academia do técnico da Serena Na Franca? Quem se responsabiliza por eles ? E não tem problemas com pedofelia?muito novo!!!!

    Responder
  48. Mauro

    Federer disse que treinou pouco depois de Wimbledon, e ficou evidente com o back descalibrado. Mas movimentou-se muito bem, além de ter sido quase perfeito na rede.
    Tenho certeza que vai ganhar o masters.

    Responder
        1. Paulo Almeida

          Não frequentou escola nenhuma pelo visto. Deixe eu lhe contar uma notícia: a trema foi abolida da língua portuguesa faz tempo.

          No mais, siga entalado com o TRIVICE em Wimbledon do JaGUATirica para o GOAT Djokovic.

          Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Achei grande esse número de aces pro Djokovic.

      Fiquei assustado!

      Isso pode deixá-lo mais indigesto do que já é, por lhe permitir salvar break-points com mais facilidade, ou seja, com o saque….

      É, senhores…

      Tá ficando russo encontrar “brecha” no jogo dele.

      Qualquer tenista que queira vencê-lo, precisa aproveitar ao MÁXIMO as poucas oportunidades que surgirem.

      E esse tem sido o calcanhar de Aquiles do Federer, em muitos confrontos contra ele:

      O suíço não tem conseguido aproveitar bem as oportunidades.

      Verdade seja dita:

      O cara é encardido demais.

      Tem um jogo feinho é verdade… mas que funciona a contento.

      Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          Então cita algum outro “juvenil” com 20 slams, e fazendo finais em Wimbledon aos 38 anos.

          Você é tão ridículo que chia igual uma mulher, mesmo diante de um elogio ao sérvio.

          Tem um jogo feio mesmo. Isso é fato.

          Eficiente, mas feio.

          E contra fatos não há argumentos…

          Responder
          1. Adriano Souza

            O Sérvio é um jogador completo. O proprio Federer disse que o sérvio tem todos os elementos do jogo, então o seu argumento de que o sérvio só sabe ficar trocando golpes no fundo da quadra, não é valido. Alias, o servio mostrou variações de jogadas em Wimbledom. Na final o servio foi bem meia boca e mesmo assim ganhou do incompetente fregues kkkk

  49. Nattan Lobatto

    Com a volta do Regicída, Novak Djokovic, os comentários sobem em qualidade e quantidade rs..

    Ontem ficou nítida a sua falta de ritmo e mesmo assim passeou no 2° Set… Caminhando para o 3° embate com o falastrão Nick Kyrgios, tomara pai, tomara!

    Federer tb passeou com sua genialidade e a diferença acachapante do seu nível em relação ao argentino.

    Abs, faltam 46 💪😎

    Responder
  50. Everton Weslley

    Dalcim, em um possível confronto de Nole x Kyrgios nas quartas. E supondo que Kyrgios esteja em um daqueles poucos dias de inspiração e constância… Que pontos Nole deva explorar para conseguir a vitória?

    Responder
  51. Luiz Fernando

    Nadal dá muita sorte nas chaves, será q não tem o dedo da Nike nisso? Tenho cá minhas dúvidas. Já Federer sempre é prejudicado, primeiro o saibrista (rotulado assim pelo Dalcim acima) Londero, agora ou o fregues (rotulado assim pelo Dalcim acima) ou o moleque medíocre, que cara sem sorte kkk…

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Quando e’ que a criança vai esquecer Federer e falar na sorte de Djokovic ? O Cara que previa um Goat em 2013 , já viu que não dá mais. Resolveu se unir a turminha do Sérvio apenas por saber que este vai bater todos os recordes do Espanhol ( exceto RG ) . Mas não é Roger Federer ( este tem que ficar atrás de todos rs ) .. O recalque fica somente enrustido . Até torce para que Novak passe logo Nadal . Aí vai soltar a franga de uma vez por todas kkkkkkk Abs!

      Responder
      1. Luiz Fernando

        Meu caro, sei que vc tem dificuldades de compreender os textos, mas se ler o q o Dalcim postou acerca de Cincy verá q a previsão de maior dificuldade é justamente na chave do Djoko. Claro q alguns caras de mentalidade e cabecinha tacanhas julgaram q o magistral Londero traria mais dificuldades do q o grande sacador Querey, mas aqui podemos ler de tudo. Por fim, eu posto o que bem entender e sobre quem quiser, desde q liberado pelo Dalcim, e o q vc pensa ou deixa de pensar é indiferente p mim. Portanto fica na sua, com suas previsões furadas e seus textos confusos. Grande abraço.

        Responder
        1. Sérgio Ribeiro

          Você compreende texto mesmo, criança ? O meu Português é péssimo , mas o teu é horrível . Estamos num Blog de Tênis , e não num Aeroporto mané ( onde assistes os jogos ). Quem foi que disse que Querrey é pior que o hermano , guri ? Você leu isso onde ? O Coringa é muito menor que Andy Roddick. Isso foi o que Postei. Sei que o ” confuso ” se acha. Mas não sabe nada mesmo kkkkkkk Abs!

          Responder
          1. Luiz Fernando

            Qual será a sua mais nova previsão precisa? Não acerta uma kkkkkkkkk. De fato ver os jogos é fundamental kkkkkk. Grande abraço.

    2. Maria izabel

      Desculpe-me,mas ,pelo menos imaginou quantos tenistas são patrocinados pela Nike?Há pouco, tanto Federer quanto Nadal eram Nike.Vamos assistir o tênis sem pensar em tanta bobagem.

      Responder
      1. Gabi

        O Luiz Fernando estava sendo irônico qdo mencionou a Nike…já que de vez em quando alguns colegas aqui trazem teorias conspiratórias envolvendo a marca

        Responder
        1. lEvI sIlvA

          No tênis eu não sei, mas no futebol o que a Nike fez com a seleção brasileira foi um verdadeiro esculhambo. Desde que eles se tornaram patrocinadores da seleção, escalam quem desejam (em geral jogadores que estão sob sua tutela) e a seleção se tornou uma verdadeira piada!

          Responder
  52. Ronildo

    Ontem no SporTV fiquei com a impressão que estava lendo os comentários aqui do blog:

    Narrador: – É impressionante o quanto Federer foi campeão aqui neste torneio!
    Comentarista: – É! Montreal (Toronto) e Cincinnati são em semanas seguidas e muito próximos do US Open. De modo que quem quer ganhar o US Open às vezes se poupa em um destes torneios. De modo que estes torneios costumam não contar com todos os melhores em ação! (Foi mais ou menos este o comentário).
    Meus pensamentos: – Que eu saiba, esta história de se poupar em Cincinnati é bem recente. E só lembro de Rafael Nadal fazer isto. Porém Montreal e Toronto tem um histórico bem maior de não contar com o campeão de Wimbledom. Mas posso estar errado.

    Depois o narrador lê um comentário de um espectador que elogia a capacidade de Federer vencer uma partida sem aparentar estar suando.
    Daí:
    Narrador: – É, mas às vezes o bicho pega! Vai jogar naquele calor infernal da Austrália!
    Comentarista: – Só que lá o Federer só joga na sessão noturna!
    Meus pensamentos: Gente, foi só eu que ouvi isto? Ou ele falou que na Austrália a maioria dos jogos do Federer são na sessão noturna? Porque dizer que o Federer SÓ JOGA NA SESSÃO NOTURNA na Austrália, para mim, é uma forma muito exagerada de se expressar e revela até um certo preconceito com este tema. Eu já vi em anos mais recentes o Federer jogar lá na sessão diurna.

    Bom, tomara que eu esteja errado e tenha interpretado mal o que ouvi.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Na boa, caro Ronildo. Interpretou sim , a meu ver. Esses dois formam há décadas , a melhor dupla da TV . Mesmo Narck às vezes exagerando com Nadal ( melhorou muito ) . Eusébio falou que como é raro o Suíço suar , chamou a atenção para a umidade relativa do ar. E o Big 3 , começando pelo mais velho, resolveu pular um dos dois MASTERS desde 2016. Todos os grandes Campeões desde Laver e Borg , já fizeram FINAL num ou noutro. Cincy sempre foi o predileto do Suíço. E a um tempo passou a ser do Sérvio também. Venceu pela primeira vez ano passado , e duvido que algum deles largue , pensando no Espanhol papando direto o Canadá. Mas é somente a minha opinião. Abs!

      Responder
      1. Ronildo

        Certo Sérgio. Eu concordei com os comentários do Eusébio. Mas achei exagerado os pontos de vista do Narck. Achei que ele tentou desqualificar os feitos do Federer nos dois comentários.

        De qualquer modo, obrigado Sérgio.

        Responder
    2. Marco

      Mas o suíço quase sempre joga na parte noturna mesmo, mesmo Djoko e Nadal estando em ranking acima.
      E isso acontece mtas vezes seguidas ao longo do torneio.

      Responder
      1. Ronildo

        Deve ser porque os organizadores colocam os jogos que o público mais deseja ver neste horário. E daí cobram ingressos mais caros. Cada um observa o torneio de um ponto de vista. E tem 3 pontos de vista básicos: dos organizadores, do público e dos jogadores.

        Responder
  53. Nando

    Vitória tranquila do Federer, 1 mês após seu último jogo…não foi ameaçado e se tivesse acelerado mais no 2° set, poderia ter liquidado o jogo em 40 minutos.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Sinceramente Nando , não vejo nenhum dos dois sentindo algo diferente do que estão bastante acostumados. Wimbledon foi uma grande Final. Mas não consegue abalar nenhum dos dois multi-Campeoes a nível de ansiedade em Cincy. Acredito que mesmo o Espanhol tendo tirado um Sarro e impedido uma possível FINAL, teremos uma Semi ( caso a Zebra permita ) , do mais alto nível novamente. Abs!

      Responder
  54. DANILO AFONSO

    Faltam 47 semanas para NOVAK torna-se recordista de semanas na liderança do ranking e 3 semanas para superar as 266 semanas de Jimmy Connors.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *