Os nervos entre Serena e a história
Por José Nilton Dalcim
11 de julho de 2019 às 13:55

Serena Williams chegou um tanto desacreditada em Wimbledon. Sua apresentação em Roland Garros, tão fora de forma, se somou à ausência nos torneios preparatórios na grama. Para complicar, fez uma estreia enferrujada. Mas Serena é Serena, ainda mais na grama. Subiu de produção a cada jogo e deu um show na semifinal desta quinta-feira.

Coloca-se assim pela terceira vez em 12 meses na condição de alcançar o tão sonhado 24º troféu de Grand Slam, o que a igualaria à recordista amadora-profissional Margaret Court. Seu imenso retrospecto positivo sobre a adversária de sábado, a romena Simona Halep, que fará sua primeira final em Wimbledon, é o bastante para lhe dar todo o favoritismo: 9 vitórias em 10, sendo 5 consecutivas.

No entanto, isso não basta. Sua maior adversária será ela mesma. Serena também era ampla favorita sobre Angelique Kerber na final de Wimbledon de 2018, com 6-2 nos confrontos, e foi barrada pela qualidade defensiva da alemã. Chance ainda maior veio no US Open dois meses depois em cima da inexperiente e fã Naomi Osaka, e aí mostrou um destempero emocional chocante.

A exibição diante de Barbora Strycova resgatou aquela jogadora agressiva, tranquila e consciente de sua superioridade técnica. Disparou 27 winners diante de 8 da tcheca, a mais velha tenista a chegar a sua primeira semi de Slam na fase profissional. E com apenas 10 erros, tirou a marca de Martina Navratilova de 25 anos e agora é a mais velha a decidir um Slam, aos 37 anos e 291 dias.

Halep no entanto não é uma principiante em grandes decisões. E foi prazeroso ver como tomou a iniciativa para cima de Elina Svitolina, com uma aplicação tática ferrenha na busca constante pelas paralelas, algo nada fácil de se fazer numa quadra de grama e num jogo de tal importância. Deixou a ucraniana num papel que já vimos seu namorado Gael Monfils fazer tantas vezes, limitada às defesas excessivas.

A romena sabe que tem uma fraqueza, o segundo serviço, que sempre foi explorada por Serena. Assim, terá de se precaver disso e novamente investir nas paralelas e deixadinhas que funcionaram tão bem contra Svitolina. A tarefa é dura, mas jamais impossível.

Um olhar nas semis masculinas
Wimbledon verá nesta sexta-feira o mais velho quadro de semifinalista da Era Aberta: somam 134 anos, 23 a mais que a marca anterior, a de Roland Garros de 1968. Também é o segundo ano seguido que o torneio tem apenas ‘trintões’ na semi (a soma de 2018 foi de 128 anos).

Djokovic x Bautista
Sérvio lidera por 7 a 3, mas perdeu três dos cinco mais recentes, dois nesta temporada. Nos três que fizeram em melhor de cinco sets, Djoko venceu mas Bautista sempre tirou ao menos um set.

Com vitória em cinco de oito semis desde 2007, sérvio tenta sexta final no torneio, o que igualaria Borg, Connors e Laver, e sua 25ª em Slam.

Espanhol bate reto na bola sem afastar da linha de base, busca índice alto de primeiro saque e tem voleado com mais frequência nesta campanha. Atual 22º, pode ser tenista de mais baixo na final de Wimbledon desde Mark Philippoussis em 2003. A vitória vale lugar no top 10 como 9º colocado.

Nadal x Federer
Espanhol tem 24-15 no geral, 10-3 nos Slam mas 1-2 em Wimbledon. E venceu todas as quatro semis de Slam que disputaram. Os dois são os maiores vitoriosos da temporada, com 37.

Nadal encara o primeiro cabeça na campanha e tenta sexta final, o que também igualaria Borg, Connors e Laver. Em seis semis em Wimbledon, perdeu a primeira no ano passado para Djokovic.

Federer busca 31ª final de Slam e 12ª em Wimbledon. Aos 37 anos e 340, pode ser mais velho finalista de Slam desde Ken Rosewall, que tinha 39 anos e 310 no US Open de 1974. Mesmo tendo perdido dois sets, é o que menos gastou tempo na campanha. Em 12 semis em Wimbledon, só perdeu uma vez, em 2016.

O jogo é uma reedição da histórica final de 2008, uma das melhores partidas do tênis moderno. Hoje, Federer vai menos à rede e depende mais do primeiro saque, enquanto Nadal ficou muito mais agressivo com mudanças no backhand e no serviço.

E mais
– Se der a lógica, será a 22ª vez que o Big dominará uma final de Slam e a 7ª em Wimbledon.
– Esta pode ser a quinta final masculina de Slam totalmente espanhola.
– Dois tenistas de um mesmo país não decidem o torneio desde Sampras-Agassi de 1999.
– Nadal garante o número 2 se vencer. Federer precisará do título para recuperar a vice-liderança.
– Rodada de sexta abre às 9h, com Djoko x Bautista, e em seguida o ‘Fedal’.
– Bruno Soares se despediu das duplas mistas com derrota nas quartas de final ao lado de Nicole Melichar e o Brasil dá adeus a Wimbledon.
– Nota no TenisBrasil mostra os preços absurdos dos poucos ingressos que ainda existiam para as semifinais masculinas: veja aqui.


Comentários
  1. Maria izabel

    Serena me decepcionou,não a vi com vontade de vencer,aquele olhar que ela tem,ou tinha .Perdeu pontos bobos,não lutou como sempre faz,ou fazia.Halep que nada teve a ver com a indolência da Serena ,jogou grande partida e venceu com autoridade.Está muito segura e seu mental é muito mais forte agora.Parabéns!!

    Responder
  2. Eduardo

    Serena não era favoritíssima contra a Kerber no ano passado como também não era contra a Halep, tanto que perdeu fácil. O que ocorre são prognósticos equivocados, análises peremptórias onde se leva em conta apenas o nome, não o desempenho recente. Supresa zero a vitória da romena.

    Responder
  3. Maurício

    Boa noite Dalcim e Amigos.

    Há tempos não posto.

    Passei para agradecer ao Federer por não ouvir quem não joga tennis e não ter parado quando as coisas não estavam aparentemente boas. Pois para alguém mandar ou desejar ver Federer parar de jogar é porque nunca jogou 1 misero Game para saber como ele ,Federer, é de outro planeta.

    Espero que hoje essas pessoas se desculpem.

    Há uma distância ente estar número 1 do Ranking ATP e ser NÚMERO 1 DO TENNIS.

    Abraços

    Responder
  4. Tiago Castro

    Dalcim, venho comentar pq ainda estou boquiaberto com o nível de tênis jogado por Rafa e Roger.
    Deveriam durar para sempre.
    Quem sabe até 2030 eles consigam chegar às finais dos GS.
    Ótimo cobertura. Parabéns

    Responder
  5. Jonas

    Não assisti o Fedal, estava no trabalho. Mas ao que parece o Federer foi macho e venceu com autoridade o Nadal, assim como havia feito no 5° set do Australian Open 2017. Parabéns aos dois tenistas. O Nadal sem dúvidas valorizou o resultado.

    Pro domingo espero que o Djoko vença. Dou leve favoritismo ao sérvio.

    Responder
  6. Miguel BsB

    Jamais duvidem de Roger Federer!
    E, por favor, chega dessa conversa fiada de saibro verde…tá ridículo e é passar recibo de medo da derrota.
    O Maestro é foda e não precisa desse tipo de argumento.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Permita-me discordar , caro Miguel. O Rei da Grama não precisa de desculpas. Entrou nas trocas absurdas ( Novak chegou a 45 com Bautista ) , pois a Grama está lenta mesmo. Usou sua enorme habilidade para baixar a altura da bolinha , que teimava em ficar a feição do Rei do Saibro. Foi muito menos a rede do que gostaria na Grama. Se “ Saibro Verde “ é exagero , pior é esse papinho de “ desculpa “ que rola nos grupinhos da Whats. Até algumas meninas reclamaram da lentidão ( inclusive ex-campeãs) . Não seria o maior Especialista que iria “ inventar “ . Abs!

      Responder
  7. Renato Toniol

    Difícil um amante do tênis ou de qualquer esporte se emocionar sem uma imagem do jogo, ou ao menos sem uma narração audível.
    E foi isso que senti hoje. Acompanhando o jogo pelo placar, me tremia todo, e me emocionei demais ao ver o placar com 6×4 no quarto set e partida finalizada.
    Era um jogo super aguardado, e como torcedor de Federer, eu respeitava demais o Nadal, e até lhe dava o favoritismo devido a facilidade com a qual despachava os seus oponenetes até então.
    Já cacei no youtube, mas o máximo que consegui assistir foi ao match point. Espero que postem os melhores momentos do jogo.
    Aos torcedores Nadalistas, respeito demais vocês, já que torcem para um monstro do esporte. Espero que Nadal nunca bata o recorde de Slam de Federer, mas se o fizer, estará em boas mãos, e vida que segue.
    Agora, para uma galerinha que além de torcer para o Nadal, gosta de cantar vitória antes da hora, meus sentimentos. Aprendam a respeitar um rival do calibre de Roger Federer. São cada adjetivos que vocês deram para o cara, o menosprezaram e disseram que a vitória de Nadal era garantida. Engulam essa. Só lamento por vocês.
    Agora que venha Djokovic. Será outro páreo duríssimo, mas a vitória de hoje dá imensa confiança ao maestro.
    Go, Roger!

    Responder
  8. Paulo Almeida

    O GOAT Djokovic finalmente tirou aquela inhaca do Agut da garganta em um jogo muito duro.

    Impecável nos smashes, ao contrário daquela coisa bisonha que o rei da entressafra fez no match point, kkkkkkkkkk.

    Deu zebra na outra semifinal, já que o Capivara jogou bem abaixo e não esmagou o suíço depois do 6-1. Bom para o rei do tênis Djoker ficar um pouco mais tranquilo quanto aos recordes. Mais tarde posto no novo tópico outras impressões e fatos.

    Responder
  9. José Eduardo Pessanha

    Faltam algumas semanas para Roger Federer assumir a liderança do ranking e, depois de um certo tempo, entregá-la a um de seus inúmeros pupilos da Next Gen.
    Abs

    Responder
  10. Ulisses Gutierrez

    Dalcim,

    Que jogaço, que jogão. Olha que o Federer poderia nos ter poupado desse último game, tendo em vista que ele fez aquela lambança desafiando o saque do Nadal e ele tinha ganho o ponto com uma grande devolução, depois ganhou dois pontos seguidos com devoluções agressivas. Esse suíço gosta de uma emoção.
    E para domingo mestre qual o seu palpite, eu aposto em Federer. No entanto, em porcentagem o Djoko leva vantagem pequena, digamos 55 a 45% para o Djoko. O que acha mestre?

    Responder
  11. Daniel

    A agradável surpresa veio: que jogo!

    Por incrível que pareça, no 04º set parecia até que o Nadal estava mais cansado.

    A repórter perguntou sobre o jogo contra o Djoko e o Federer respondeu: não sei, agora estou muito cansado, rs.

    Vamos ver, quem sabe?

    Responder
  12. Rodrigo S. Cruz

    kkkkk

    Seguinte.

    Um certo jornalista chamado Marco Antônio Villa apelidou três ministros do STF, que sempre gostam de soltar bandidos, de ” TRIO DEMONÍACO”.

    Os três seriam: Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowiski, e Dias Toffoli.

    Bem, aqui no blog, temos também um trio demoníaco anti-federer que é composto por:

    Paulo F., Jonas e Paulo Almeida.

    Mas hoje, pelo menos hoje, vocês três foram VOTO VENCIDO.

    Abs.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Boa , Rodrigo. E ainda tentam disfarçar que não são pupilos de Chatonik , Robson e do glorioso “ sábio “ , Léo Gavião kkkkkkk Abs! Ps. O tal de Valmir foi colocado de stand by dentro da Kombi kkkkkkk Abs!

      Responder
  13. CLEUTON

    Boa tarde Dalcim.
    Que partida emocionante para se assistir. Realmente o último game já valeu o ingresso.
    A final de 2008 é considerada por muitos o melhor jogo de tênis das últimas décadas, mas apesar do jogo de hoje não ter sido tão longo, achei que o nível técnico apresentado por ambos foi superior. Você concorda ou estou supervalorizando o atual nível do FEDAL??
    Forte abraço.

    Responder
    1. Angela B.

      Nem me fale, Denis………………to tao feliz que cheguei a postar coisa repetida e com comentarios no lugar do meu nome!!! kkkkkkkkkkk Espero que ele entenda…kk

      Responder
  14. Evaldo Moreira

    “Poxa vida, quando o começo do jogo, e vendo a serenidade de Roger, pensei, é hoje???
    Sim, é hoje, fiquei mais aflito, quando os meus dados móveis acabaram, o sofrimento, kkkkkkkkkkkkkk, tive que acompanhar com a análise expetacular do Dalcim: olha só esse comentário do mestre: Só o último game já valeria o caríssimo ingresso em Wimbledon. Pontos incrivelmente bem disputados sob enorme tensão. Nadal conseguiu incríveis contragolpes para salvar mais três match-points e Federer precisou do máximo de sua capacidade emocional e técnica para completar uma vitória simplesmente incrível.
    (Precisa dizer mais, imagino o jogaço então, fiquei emocionado demais, e mesmo que Djokovic, seja o favorito, creio que o Federer jogar o que jogou hoje, acho que ganha, e ai Mestre Dalcim!?. Concordas???
    Parabéns pela cobertura, mestre, show, e domingo tem mais………….

    Responder
  15. Viana

    Grande jogo! Torço pro Nadal, mas o saque hj o deixou na mão. Ele tb não conseguiu imprimir o ritmo q ele queria! Mérito do Federer!
    Federer jogou muito!!! Mereceu demais!!!
    Os 2 são gênios! O game final foi à altura dos 2.
    Sempre um prazer vê-los!
    Repito, Sou Nadal, mas Federer jogou mais e mereceu ganhar!!! VIva o BIG 3!!!

    Responder
  16. quenos "palavroes

    Uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!!!!!!
    Me perdoe, Dalcim…mas tenho que extravasar e soltar uns pequenos, mas inofensivos “palavroes”!!!!!!!kkkkkk
    PQP!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! OMG!!!!!!
    E nao eh que o GOAT tirou o coelho da cartola???!!!!!!!!!!
    Federer falou c/ o Buda interno…… e trouxe (de volta) p/ 2019 ..o Roger de 2006!!!!!!!!!!!!!!!
    Puta que o pariuuuuuuuuuuuuuu!
    Ahhhhhhhhhhhhhhhh….VCS TINHAM RAZAO…….Vcs tinham!!! Todos os queridos federetes tinham razao!!!😂😂🤣🤣🤣
    E OMG!!! Como estou feliz por isso!!!!!!!! Nunca estive tao FELIZ por ter errado meu palpite!!!! NUNCAAAAA!!!!!!!!!!!!😂😂
    Ps – “Nunca subestimem o Federer” – nao foi o que vc disse, Dalcim??? Vc eh terrivel, Dalcim…Terrible! 😅🤙
    E eu o subestimei!! Agora em Wimbledom, como tb havia feito no AUSOpen, na final de 2017!!!!!!!!!!!!!!!!!
    E PQP (again kkkk) !!!!!! Como foi gostoso ter errado…….Como eh gostoso errar nessas circunstancias!!!! kkkkkk
    Obrigada Deuses do tenis – como diz o fantastico, LOGICO!!!!!!!!!!
    E claro – Muito…muito obrigada, Federer!!!! Ps – E desculpa aih, ok???…………kkkkkkkkkkkkk
    Que jogo lindoooooooooooooooooooo!!!
    Ps2 – Aos que torceram o nariz p/ as minhas apostas, onde achei que a Drama Queen iria massacrar o Federer…..Por favor, sintam-se a vontade – podem me zoar ou me chamar de chata pessimista. SIM, EU MERECO!!! Yessssss!!!Eu mereco!!! kkkkk
    Ps3 – Eu mereco e recebo com muuuuita humildade as gozacoes. Mas acima de tudo…as receberei…..COM MUITA ALEGRIA!!!!!!🤣🤣🤣
    Ps4 – minha mae (fan do Federer) tem 78 anos…e dormiu o dia inteiro p/ poder assistir este jogo (sao 4.30 am aqui na Australia) – E ela tah tao feliz AGORA, tao feliz…que tah tomando uma cerveja!!!! hehehehe
    Abs a todos!!!!! E na boa, estou muuuito feliz por estar de volta ao blog do Dalcim e rever antigos amigos (e emocoes)!!
    😅🤙🤙🤙😍😍✌️🤙❤️❤️❤️

    Responder
    1. Angela B.

      E me perdoem a repeticao de palavras no meu comentario..especialmente pelo “muito”: mas isso aconteceu, pq estou realmente muuuuuito feliz! :)))))))))))))))))))))

      Responder
    2. lEvI sIlvA

      Esquenta não, Angela! Quem deve estar “feliz da vida” é nosso caro MC que deve estar rico no momento, com o que ganhou nas apostas. Até o caro Dalcim fugiu da raia na hora de apostar com ele…! rsrsrs

      Responder
      1. Angela B.

        kkkkkkkkk
        Foi um jogaco, hein, Levi??? Procurando aqui na web pra ver se consigo assisti-lo de novo na integra.
        Espero que vc tenha conseguido assistir, conseguiu?

        Responder
        1. lEvI sIlvA

          Nada feito, minha cara! Correndo aqui com treinamento pra assumir nova colocação e sem chance. Mas dei uma olhadela no Placar Uol comentado da Dalcim vez ou outra.

          Responder
  17. Bruno

    Infelizmente um ilustre participante do fórum deve ter perdido um bom dinheiro hj.
    Segundo ele Bautista e Nadal ganhariam e o espanhol ,segundo ele tinha 75% de ser campeão.
    Vamos aguarda lo.

    Responder
  18. Igor Bueno

    Nossa mano !!!
    Quase tive um infarte vendo esse jogo !!
    Meu Deus !!! O coração parecia que ia sair pela boca !!!
    Obrigado maestro Federer !!!! O maior de todos os tempos !!!

    Responder
  19. Gildokson

    Que vitória do gênio!!!! Contra seu maior rival.
    E ainda tem gente que diz que esse jogo não é clássico kkkkkkkk
    Ahhhh e que o Federer não tem cunhões kkkkkk
    Eu to vendo….

    Responder
  20. Jonatas Bruno

    Nada como uma década após a outra, onze anos depois, Federer obteve o seu direito de revanche e o valorizou com extrema destreza e aptidão. De Nadal só elogios, cumpriu exemplarmente e dignamente o que dele se esperava: Bravo, um leão! Os pontos em que salvou os match points resume bem a questão!
    Deixo maiores análises do desenrolar do jogo para a nossa referência no Blog.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Continuará no mesmo lugar.

      Só pra você ter uma ideia, o Djokovic teve uma troca de 45 bolas com Bautista-Agut.

      Você já viu isso alguma vez, antes, na história de Wimbledon?

      Eu nunca vi.

      Nem em outros Grand Slams, eu me lembro de ter visto.

      O Federer só venceu porque anulou esse jogo, porque conseguiu ganhar alguns rallies longos.

      Ou seja, porque se superou.

      Responder
  21. Sônia

    Total saibro verde… só TU, meu Lindinho, só TU. Se irá vencer esse WB, sei lá, mas o que importa é que limpou a grama sagrada. Beijos.

    Obs: As caras e bocas da “coisa”… da equipe dela… NÃO TEM PREÇO!
    Obs 1: Família do Lindinho… clap clap clap, haja coração.

    Responder
  22. Paulo F.

    Parabéns, Federer.
    Para ficar um pouco menos feio o teu ridículo retrospecto contra o Nadal.
    Mas imagina se não daria uma fraquejada para fechar o jogo contra o papi!
    Hahahahahahaha!

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Cara , tu és um mane’ convicto rs . Depois das babaquices de papi , doutrinador , e outras que meus sobrinhos nem repetem mais ( já ficaram velhas na TV ) , você volta depois de uma obra prima que foi essa partida , com esse discursinho ridículo ? Na , boa. Pede licença ao chefe Chatonik e tira umas férias. Chega de passar recibo e pagar mico kkkkkkkk Abs! Ps. E o guri estava certo . O jogo do Sérvio não se “ encaixa” com o do glorioso Bautista. Sabe muito … kkkkkkkk Abs!

      Responder
  23. Rodrigo S. Cruz

    Nadal com extrema COMPETÊNCIA no saque, salva dois matchpoints!

    Porém, Federer tem agora a chance de sacar para fazer outra final contra Novak Djokovic.

    Mas aquela estória:

    No tênis, sós e vence depois do último ponto.

    E não será moleza!

    Go, Roger!

    Responder
  24. Jônatas

    Match Point Federer. Estou esperando o massacre. Neste ponto até pode perder a partida mas como eu disse anteriormente: Em WB antes de começar o jogo a vitória é do Federer, o adversário tem que ir lá em ARRANCÁ-LA.

    Responder
  25. Rodrigo S. Cruz

    Nesse momento, Nadal vai mostrando clara dificuldade de conter o grande VOLUME de jogo do suíço.

    Após a perda do terceiro set, em que Federer sacou com autoridade, o espanhol agora perde o saque na quarta parcial.

    Basta somente agora ao Federer confirmar os seus serviços, para vencer o seu arquirrival…

    Não será tarefa fácil, pois Nadal continua muito firme e não desistirá até o último suspiro.

    Responder
  26. felipe

    Que jogo senhoras e senhores !!!! Que jogo !!!!!!
    Deveria servir para os pentelhos de plantão pararem com essas brigas totalmente sem sentido…. Desfrutem, simplesmente…. história sendo feita diante dos nossos olhos…

    Responder
  27. Jonatas Bruno

    Recarga de adrenalina no clássico das multidões!
    Estupenda a capacidade do genial suíço de sustentar a intensidade na base! Haja vitamina e efeitos especiais!
    Combate de tirar o fôlego! Independente do resultado final, jogaço para ninguém botar defeito!

    Responder
  28. Rodrigo S. Cruz

    Após perder facilmente o segundo set, o suíço volta a jogar bem no terceiro.

    Nadal também segue insuportável, chegando em todas as bolas…

    E com notável resiliência, Federer consegue confirmar a quebra e fazer 4/1.

    E isso depois do Nadal dar muito trabalho!

    Federer segue anulando o “maratênis” nesse terceiro set, e vence dois rallies longos:

    Um de 23 rebatidos, e o seguinte de 25!

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Ridículo foi o teu comentário.

      E nem esperou o desenlace do jogo, pra vir criticar e falar merda.

      Federer tem menos físico. Está se poupando…

      E agora ganhou o terceiro set de 6/3.

      Foi ridículo também?

      Claro que se eu for agressivo o Dalcim vai chamar a minha atenção.

      O que eu também compreendo, perfeitamente.

      Mas quem é que tem SANGUE DE BARATA de aturar um anti-federismo tão asqueroso ?

      Responder
    2. Gildokson

      Também acho ridículo, esse GÊNIO chegar na final Wimbledon pela 12° vez kkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Hoje vai ser difícil para vocês digerirem hein? kkkkkk
      Sem poder escrever o tanto de asneiras que escrevem por aqui kkkkkkkkk

      Responder
    1. Carlos Reis

      US Open nunca jogaram… O Federer é um pangaré véio que NUNCA jogou nada, tá bom assim!? Você vai parar de falar mal do cara!? Preferes o Djoko ou o Nadal, ok, siga com a sua vida e nos poupe da sua birra com o suiço…

      Responder
    2. Fernando Pauli

      É Paulo. É bom o seu Djoko colocar suas barbas de molho, pois irá tomar uma aula de tênis do mestre, nessa final. Essa aula para o Nadal hoje foi de graça, pois são amigos, agora para o Djoko, ELE vai cobrar, KKKKK.

      Responder
    3. Rodrigo S. Cruz

      Todavia acaba de vencer o Ogro de novo, em mais uma batalha ÉPICA!

      E informe-se melhor.

      Nunca perdeu do Nadal no Us Open, até porque nunca se enfrentaram ali.

      Estude um pouco mais, big mouth…

      Responder
    4. Bartolomeu

      Salvo engano, e o Dalcim pode confirmar melhor do que eu, mas salvo engano Federer e Nadal nunca se enfrentaram no US OPEN.

      Não vá se perder nas suas contas aí.

      Responder
  29. Rodrigo S. Cruz

    Bastou o Federer perder um pouco só a intensidade que o Nadal, com seu físico superior, aproveitou.

    Federer é quebrado de zero, e Nadal confirma.

    4/1.

    Acho que esse segundo set já era.

    Responder
  30. Rodrigo S. Cruz

    Muito disputado.

    Nível técnico altíssimo.

    Mas até o 2 x 1 do segundo set, o Federer é um pouco superior.

    E acho que só não tomou conta do jogo porque o Nadal continua salvando todos os break-points, com muita firmeza.

    Responder
  31. Rodrigo S. Cruz

    Olha, primeiro set IMPECÁVEL dos dois jogadores.

    Com o Federer prevalecendo no detalhe do detalhe…

    do DETALHE!

    Quero ver qualquer crítico do Federer vir chiar ou falar alguma besteira.

    Federer começou o jogo como deveria, detendo a IMENSA confiança do espanhol…

    Responder
  32. lili

    Prezado Dalcin!
    Como sou fã de clássicos, inevitável não ser uma “federete”, sem nenhum desprezo pelo jogo de Nadal e Djoko, já que são expoentes do melhor do tênis!
    Contudo, minha impressão particular é que hoje Federer está na ante-sala de um luxuosíssimo Scala de Milão para protagonizar o seu papel nesta arte do mais puro talento: “SWAN”! Estão a acompanhá-lo um virtuose num centenário Stradivarius, e um piano de cauda, negro, como convém aos melhores em espetáculos de grande gala!
    Não importa o resultado deste Wimblendon! Os três magistrais fazem história!
    Não vou poder assistir à partida, hoje tenho avaliação cardíaca! Deseje-me sorte!
    Espero por um veredito favorável para continuar apreciando teus excelentes posts!
    E vida que segue!
    Felicidades a todos!

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Pois para mim, o pior é lentidão mesmo!

      Um absurdo isso.

      Um quase desrespeito à própria história de Wimbledon…

      Tudo devidamente construído para favorecer o maratênis de Rafael Nadal e Novak Djokovic.

      E mesmo assim, o Federer prevaleceu heroicamente contra o espanhol.

      Entretanto eu já vislumbro uma tranquila vitória do sérvio, no domingo.

      Ganhar dos dois maiores expoentes do maratênis, em sequência, e numa quadra lenta assim?

      Acho que simplesmente não dá!

      Responder
  33. Rodrigo S. Cruz

    Quarenta e cinco!

    45 trocas de bola, um dos rallies vencidos pelo Djokovic contra o Bautista-Yogurt!

    Nem no saibro de Roland Garros neste ano, eu me lembro de ver um rally tão longo.

    Depois ainda tem um que diz que a grama não está lenta, que isso é desculpa…

    Lenta é pouco. Uma TARTARUGA, isso sim!

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Caramba, porque sempre você precisa colocar uma ofensa nos seus comentários, Rodrigo? Eu editei desta vez, mas vou passar simplesmente a deletar daqui para a frente. Contenha a agressividade, por favor.

      Responder
  34. Castilho

    Bom dia Dalcim,

    Olhando o vídeo da final de 2008 reparei que os times de Federer e Nadal estavam juntos na área reservada da Central…
    Isso foi normal? Já aconteceu outras vezes?

    Obrigado, Abraços!

    Responder
  35. Roger Fedeiros - O Finalista!

    “… pode ser o tenista de mais baixo ranking na final de Wimbledon desde Mark Philippoussis em 2003.”

    Pois é… e adivinhem quem ganhou aquela final dificílima?… kkkkkkkkkkkkk…

    O fato é que depois dessa nunca mais apareceu uma geração tão “forte”… kkkkkkkkkkkkkkkk

    A propósito, falem de qualquer geração. Dos “babies”, dos “bonecos de Olinda” dos “nutelinhas e danoninhos” mas, nunca, jamais, em tempo algum falem daquela geração de ouro…

    .. Michelin… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
  36. Leonardo

    Com todo respeito mestre Dalcim
    Isso não é grama, é uma vergonha o que wimbledon fez com seu sagrado piso.
    Agora no jogo do djoko, muitos ralis, 45 trocas de bolas, os jogadores só passando a bola, velocidade 0, nunca vi tantos ralis na grama.
    O que acha Dalcim ?

    Responder
  37. Miguel BsB

    Dalcim, não tenho visto o Pardal nas transmissões do Sportv. Sabe se aconteceu alguma coisa? Só falta o canal “campeão” ter dispensado ele tb…

    Responder
  38. Caio Cesar

    Amanhã vc terá uma grande participação na queda da minha produtividade no trabalho, Dalcim kkkk
    Brincadeiras à parte, parabéns pelo Placar Comentado, que tanto nos ajuda a saber o andamento das partidas enquanto estamos na labuta (não que eu não o acompanhe quando assisto os jogos ao vivo, diga-se de passagem).
    Abraço!

    Responder
  39. Maurício Luís *

    Dalcim, a Cori Gauff vai receber a premiação referente à campanha que fez… ou por ter 15 anos não é considerada profissional, e fica sem receber?
    Aproveito pra parabenizar pela dinâmica do seu blog. Você deve ser tipo um “polvo” pra dar conta de tudo…

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Acredito que irá receber, sim. A menos que ela faça questão de permanecer na condição de ‘amadora’, o que lhe dá alguns direitos nos EUA.

      Responder
  40. Rodrigo S. Cruz

    [Bruno]

    11 de julho de 2019 às 21:18

    “Paulo Almeida vai dizer que Nadal virou serverbot”.

    Não não vai…

    Já que é o Nadal, ele não vai dizer nada.

    É bem capaz até de dizer que isso PROVA que Nadal é mais sacador do que Federer.

    kkkkkkkk

    Ou seja, se o Federer tem um atributo bom. O doente mental vai lá e transforma o atributo em defeito. (diz que é serve-bot)

    Mas se é o Nadal ou Djoko que possui o atributo, aí ele eleva e explora ao máximo.

    Essa ala fanática nunca se importou com o Nadal, porque eles não enxergam o Nadal como ameaça ao Djoko.

    O ÓDIO deles é canalizado para quem realmente incomoda!

    Ou seja, para aquele que 90% dos especialistas em tênis consideram como o GOAT.

    Seu nome?

    Roger Federer.

    Responder
    1. Paulo Almeida

      Conseguiu errar tudo, incrível!

      O saque do Nadal sempre foi e será pífio, assim como a esquerda do Fregueser. Logo, nenhum dos dois pode ser considerado mais completo do que o Djokovic, pois não são excelentes nos 4 fundamentos principais.

      O espanhol na verdade é a única ameaça real para tomar o posto de GOAT do Djokovic nesses últimos anos de carreira de ambos, já que possui vários títulos de peso e não precisou de entressafra para colecionar taças. Frauderer está bem atrás.

      Eu e torcedores do sérvio em geral secamos o suíço (sem ódio algum) justamente por causa dos torcedores sem noção, que forçam como GOAT um cara que fez seu nome em cima de tenistas medíocres e que apanhou a vida inteira dos maiores rivais. Por títulos, até o Wawrinka fez mais mal ao Djoko do que o Federer.

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Nós não forçamos ele como GOAT, pois não engolimos esse chororô de ” entressafra”.

        Não, não.

        Isso é um equívoco grande do senhor…

        A maioria dos experts colocam o cara em primeiro.

        E sabe o que é mais interessante?

        Entre eles, até o PRÓPRIO Djokovic, que você admira e torce tanto, e o Nadal também colocam.

        Acho que o pior cego é aquele que não quer ver…

        Abs.

        Responder
  41. Márcio

    Federer e Nadal deuses do esporte, qual o limite pra essas lendas, enfrentaram quilômetros de pedreiras na década passada e nessa década perdida mesmo estando de bengalas comparado há antigamente ainda conseguem fazer parte da ponta do ranking. Impressionante, principalmente com relação ao Federer que ainda é absurdos cinco anos mais velho que o espanhol. Devemos desfrutar de cada lance, que joguem!!!!

    Responder
  42. Sérgio Ribeiro

    Como é possível o maior vencedor da Era Profissional em Wimbledon e de partidas e Torneios na Grama ( disparado ) , não ser o favorito contra o Rei do Saibro ( sendo ele o Rei da Grama ) , amanhã ? Os ajustes feitos em seu jogo chegaram ao ápice em 2017 , aos 36 , em que surpreendeu o mundo com seu Backhand batido. Também pra surpresa da maioria , Rafa Nadal fez ajustes aos 32/33 , em seu Serviço, agora com um espetacular Backhand cruzado ( e até na paralela ) , com direito a encurtar os pontos como nunca, atingindo seu ápice agora em 2019. Daí um favoritismo incontestável do Espanhol. Um Federer altamente inspirado no Serviço e esperto nas devoluções pode vencer ? Claro que sim. Mas não acredito. ABS !

    Responder
  43. Renato

    Federer fez o melhor ano da história de um tenista profossional, em 2006. Federer fez a maior partida da história, em 2008, contra Nadal. Roger tem a maior rivalidade da história, também com o espanhol.
    Realmente tudo que é grande e fez história no esporte, muitas coisas positivas e outras negativas, envolvem o suíço abençoado. Claro, Nadal faz parte também. São os dois tenistas de maior popularidade e de maior importância na história do tênis.

    Responder
  44. Nando

    Mestre, vejo mta gente falando sobre a lentidão a grama em WB, comparando-a até a um “saibro verde”…pra mim ela tá tipo uma “hard lenta”, como IW ou Miami por exemplo.
    Acha q ela está mais pra “hard lenta” ou saibro verde? Kkkkk

    Responder
    1. Efraim Oliveira

      As pessoas criam argumentos tolos e os tomam como verdade.

      Ficar chamando Wimbledom de saibro é totalmente descabivel… enfim, pra defender seu tenista preferido, muitos repetem bobagens até elas parecerem soar como um fato.

      Responder
  45. Túlio Oliveira

    O mais difícil dos desafios no circuito feminino é enfrentar Serena Williams. Contudo, Simona sabe como equilibrar os jogos com Serena. Os últimos jogos que vi entre elas foram sempre muito bons e disputados. A romena vai ter que jogar ao máximo com o primeiro saque e abusar das paralelas. A conquista da americana seria histórica, mas eu vou torcer para a Halep.

    Responder
  46. Deby

    Dalcim, Vc considera nole favorito contra o Agut? Apesar de ter perdido p o espanhol este ano nole está jogando muito mais do que naquele período.

    Responder
  47. Jonatas Bruno

    Wimbledon gosta de um flashback hein, no caso da Serena, essa já produzia efeitos desde os anos 90. Em 1999, já dava mostras do que ia se tornar, vencendo Steffi Graf, na final de Indian Wells.
    Será que chega a quarta década jogando e chegando em finais? Com esse foguete; saque/devolução, precisa mais? A idade e lenta mobilidade pouco tem pesado na balança. Especulações á parte, tudo pode acontecer.
    Haleo me surpreendendo, numa campanha superior a de Roland Garros, o seu hábitat natural.
    Gostando de ver uma postura mais energética e consciente sem sair de jogo. Espero que mantenha, ficarei na torcida.

    Responder
  48. Paulo F.

    03 x 10 em Grand Slams para Nadal.
    Que freguesia ridícula!
    E ainda ousam chamar de “grande rivalidade” essa patacoada.
    Dá pra confiar no Federer amanhã sim!
    #sqn

    Responder
    1. Nando

      9 vitórias a menos (24×15) é freguesia “ridícula” desde qnd?
      Outra coisa: vc não sabe fazer mais nada além de repetir as mesmas ladainhas (junto com o resto da trupe fake)? Imagino q qnd djokovic se aposentar, vc vai junto né? Pq aparentemente vc não gosta do esporte, e sim do djokovic.

      Responder
    2. Jonas

      Essa freguesia seria ainda maior caso tivessem se enfrentado no US Open. Imagina um embate entre eles em 2010, 2013 ou 2017…eu apostaria no Nadal tranquilamente.

      E antes que venham com o mimimi de saibro, o retrospecto no Australian Open está aí pra provar que não é só no saibro que o Nadal é superior.

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Faz-nos rir!

        O cara fala como se fosse coisa do outro mundo pro Federer ganhar do Nadal… kkkkk

        O Federer não perde set do Nadal em quadra sintética, desde Indian Wells 2017!

        E o US Open tem um piso mais rápido do que o Australian Open.

        Quem te disse que Nadal teria vida fácil?

        Pode apostar o que você quiser. Você vai só perder dinheiro, Hater…

        Responder
  49. Paulo F.

    Pior que Nadal cada vez mais é favorito a levar o seu terceiro Wimbledon.
    Enquanto Djokovic poderá ter dificuldades contra um cara que engrossa e seu jogo menos encaixa, o espanhol cumprirá apenas carnê, terá um treino de luxo em plena semi-final, contra o seu pato, sua fase de bônus.
    Paciência.

    Responder
    1. Gildokson

      Tem que forçar muito pra dizer que alguém que vai enfrentar o todo poderoso Bautista August vai ter mais dificuldade do que alguém que vai enfrentar o maior vencedor que o torneio ja teve.
      Tu força tanto que perde a mão…

      Responder
    2. Sérgio Ribeiro

      O Sr Paulinho tem noção do que posta ? Ao menos lê? Agora somente repete o papinho do seu grupinho de jogo “ encaixa ou não encaixa “ rsrsrs E o que menos “ encaixa “ com Novak é o de Batista Agut . Vou te mostrar o tamanho da asneira . Em DEZ o Sérvio venceu SETE. Todas as de SLAM ( TRES ) , foram vencidas por Novak , ou seja , em 5 Sets , ZERO para o Espanhol. Bem diferente de Federer x Nadal. Pede pra sair , moleque kkkkkkk Abs!

      Responder
    3. Paulo Almeida

      Discordo, cara.

      Mesmo que Djokovic precise de 5 sets, ele está totalmente descansado até o momento e ainda terá dia livre e mais tempo do que o outro finalista. Sem desculpa de tempo pra recuperação, diferentemente de alguns Masters 1000 que ele andou perdendo por aí.

      Responder
  50. André MEXICO

    Boa noite Dalcin,

    Já estou ansioso desde ontem – vai ser dificil dormir. Nao tenho duvidas que será um jogo espetacular decidido em alguns pontos-chave.

    Acho que será chave para Federer ganhar o primero set, ainda que nao descarto a possibilidade dele ganhar o jogo perdendo o primeiro set (mas com certeza a tarefa ficará muito dificil). O que vc acha ?

    Torco muito para Federer ganhar, mas acho que as chances estao rigorosamente 50/50. Concorda ?

    Amanha o tempo em Londres na hora do jogo estará relativamente quente, sem muuuita umidade, o que poderia beneficiar levemente o suico, nao é ?

    Sobre Djokovic, certamente é favorito, mas acho perfeitamente possivel (ainda que nao o mais provavel) Bautista levar.

    Amanha terei que fazer “home office” pela manha. Ja fiz toda a minha agenda do dia em funcao do jogo !

    Abs

    Responder
  51. Jmsa

    Dalcim,vc acredita que se a serena fosse mais focada no início de carreira,em que ela sempre aparecia fora de forma ou jogava de forma displicente,poderia ter ganhado mais Slams ?
    Eu reparei uma coisa interessante entre Nadal e Federer,geralmente nos grandes slams,quem ganha o primeiro set,geralmente ganha o jogo ,torço pro Federer ,mas algo me diz que vai dar Nadal .
    Excelente blog como sempre.

    Responder
  52. Pedro

    Dalcim,

    Seria muito bom se o Federer conquistasse Wimbledon de novo, e este ano, mas pelo o que os outros estão jogando é muito difícil. Só não coloco o Nadal como favorito ao título porque o Nole consegue administrar bem as partidas contra ele. Acredito que vai ser 3×0 para o Nole e 3×0 para o Nadal amanhã. Mas, como jogo é jogo vamos esperar.

    Responder
  53. Vítor Barsotti

    Dalcim, esse será o FeDal mais tenso desde a final do AO17?

    Acho a situação completamente diferente de um mês atrás em RG, quando Federer entrou pra fazer o que deu mas de certa forma já “conformado” com a superioridade do espanhol no saibro. Agora, onde seria “responsabilidade” do suíço impor seu jogo, vejo Nadal voando, aliado a sua inigualável competitividade.

    Sou Federer, mas fã do Nadal também (pra mim, o tenista mais inteligente que já vi jogar), e vença quem for, desde 2017 não podemos cobrar mais dos deuses do tênis em termos de FeDal. Quem imaginaria que teríamos ainda tantos capítulos desse confronto…

    Responder
  54. Jônatas

    Coincidência ler sobre a motivação da Serena. Realmente só números à frente dela e não rivais. Isso empobrece a competitividade e interesse no tênis feminino. Lembro que rebati uma argumentação da Nicole Gibbs nas redes sociais sobre a era de ouro do tênis masculino. Ela tentou comparar os dois circuitos mas retruquei colocando os recordes de cada um dos BIG 3 e como o momento atual é INCOMPARÁVEL em relação ao circuito feminino.

    O momento que mais acompanhei foi no início de carreira das Williams com Davenport, Seles, Hings, Henin, etc. Infelizmente a Graf já tinha se aposentado. Mas enfim, ali tinha rivalidade, vejam a decisão entre a Venus e Davenport em WB 2005. Fora alguns raros jogos de técnica e garra o circuito feminino está meio murcho. Não há rivalidade, se houvesse poderia motivar ainda mais a Serena e as outras mas o nível não sobe e não têm estabilidade infelizmente. Medo de acontecer o mesmo com o masculino depois da aposentadoria do BIG 3 e dos outros mais próximos como Wawrinka e Del Potro.

    Ainda é cedo para avaliar a Naomi mas espero que não siga o mesmo caminho das outras e desejo um enorme sucesso para a Halep. Quem sabe desponta de uma vez pois o tempo está passando. Logo pode querer casar e ter filhos e aí deixar o circuito mais pobre outra vez.

    Espero ter uma final digna de GS.

    Vou de Simona desta vez.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Somente números , caro Jonatas ? Não entendi nada. Steffi Graf resolveu se aposentar precocemente aos 30 , depois de perder a Final de Indian Wells 99 para Serena ( aos 18 ) e a seguir a de Wimbledon para Davenport . Serena viria a vencer o USOPEN deste ano pra cima de Mônica Seles ( sem mais a presença de Graf) . Esta ( por mais 4 anos ) , Davenport , Kim Clijsters , Vênus , Justine Henin ( terrível) , Sharapova , Li Na ( única não N 1) , Azarenka , Hallep e CIA. Varias gerações de rivais. Agora aos 38 , pensa em bater uma de suas maiores críticas , Margareth Court , em SLAM e se aposentar . A Austráliana venceu 9 em casa quando ninguém ia. Incrível o preconceito contra a Rainha. Uma bad Girl , que ao contrário de um Kyrgios da vida , sempre foi extremamente competitiva. Mas fica frio que não é somente o amigo não. Abs!

      Responder
      1. Jônatas

        Realmente não entendeu nada pois não critiquei a Serena e sim a falta de rivais o que, pelo texto, considera rival, qualquer vencedora de Slam. Não há no circuito hoje alguém que brigue cabeça-a-cabeça com a Serena. É disso que estou falando. Alguém pára para ver Serena vs quem quer que seja ? Não. Todo mundo aposta na Serena e pronto. Imagine um circuito masculino onde só tenha o Federer, ou só Nadal ou só Djokovic. É isso.

        Responder
        1. Sérgio Ribeiro

          Tá de brincadeira, né parceiro. As citadas foram grande rivais de Serena. Entenda você o texto. E inclusive apenas Li Na não foi N 1. Ela e Justine foi um apertado 8 x 6 para Serena. Ela sim teve varias GERAÇÕES de rivais. Se a WTA está fraca , não dá pro profundo conhecedor botar a culpa nela. Mais claro impossível. Abs!

          Responder
  55. Eu

    RF e Serena ganharam o Spys award 2019 da ESPN de melhores tenistas

    Mas não foram buscar o prêmio porque estão em Londres para pegar o troféu de Wimbledon

    Responder
  56. Marcelo-Jacacity

    Infelizmente não poderei ver as semis do conforto de casa, mas acompanharei como sempre pelo placar ao vivo com os comentários precisos do Dalcim.
    Bautista é muito perigoso, tomara que o Djokovic entre muito focado e não dê brechas ao espanhol.
    Quanto a Federer x Nadal, realmente é difícil palpitar. Muita gente dizendo que Nadal é favorito amanhã. Talvez.

    Responder
  57. Eduardo

    Não entendi uma coisa Dalcim….ali no texto não está certo aqueles 23 anos a mais em rolanga de 1968 neh? Até porque tu diz que em 2018, Wimbledon teve a soma de 128, então seria esse o recorde anterior e não o de RG De 1968 né?

    Responder
    1. Paulo Almeida

      O maior clássico/rivalidade é Djokovic X Nadal e o segundo Djokovic X Frauderer. Fedal disputa a terceira colocação com Djokovic X Murray, sendo na verdade uma paternidade.

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Djokovic x Nadal é muito é CHATO de assistir!

        E dessa vez, nem provocando eu estou.

        Os dois jogam igualzinho. Parece que estão batendo bola com a própria sombra!

        Um tênis modorrento, aborrecido.

        Salvo, uma ou outra exceção…

        Responder
    2. Rodrigo Leite

      Muhammad Ali versus George Foreman é o maior confronto da história do esporte.
      Luta realizada em na África, arrecadou 100 milhões de dólares há 55 anos (hoje, seria 500 milhões de dólares).
      A luta ocorreu no ano de 1974.
      Para ter uma ideia do abismo em relação ao Geral, o prêmio ao campeão de Wimbledon será aproximadamente três milhões de dólares.
      Se você somar o que foi arrecadado nos 40 jogos entre Federer e Nadal é inferior a renda obtida naquela superluta.

      Rodrigo Leite

      Responder
  58. Luiz Fernando

    Dalcim li algo inacreditável em um site: dos 4 semis masculinos de W Nadal é tem mais aces no torneio, 47; Federer teria 42. Vc sabe se isso é verídico? Se for, será q decorreu do comentado novo estilo de serviço q Moya tentou implementar no início do ano q e q seria abandonado na temporada de saibro?

    Responder
  59. Paulo F.

    Torcer para que Djokovic ganhe em sets diretos contra o Agut.
    Quanto mais inteiro estiver, melhor será para enfrentar o caprinocultor espanhol no domingo.

    Responder
  60. Alexandre Maciel

    Serena em mais uma final de Grand Slam, simplesmente incível… merece !!

    Já tô com frio na barriga por causa do Fedal de amanhã !!!

    Responder
  61. Joaquim

    Serena só não tem mais títulos nos grandes torneios (Austrália Open, Roland Garros, Wimbledon e USOpen) porque sempre foi uma tenista bastante preguiçosa, fica a partida toda ali cozinhado o galo. Sabe que é superior, muito superior a todas e ganha de todas a qualquer momento. Mas é devido a essa preguiça toda que ela relaxa nas partidas, fazendo com que as adversárias se aproveitem dessa malemolência.

    Responder
  62. Rodolfo Costa Sousa

    Olá Dalcim
    Vc acha que dessa vez a chance da serena tá maior de ganhar ?
    E não me lembro mas alguém perguntou o preço das bolinhas usadas no jogo.
    Ano passado fui na final masculina e tinha a venda por 10 dólares usadas em jogos passados. Tenho até a foto pena que não da pra postar aki.

    Responder
  63. Eu

    Quem é fanático pelo RF comenta:
    – Xi Dalcim, agora deu pra passar pano?

    Quem é fanático pelo Djoko/Nadal comenta:
    – Vai Dalcim. Aceita que dói menos.

    Quem é de centro comenta:
    – Nossa, Dalcim,, você anda muito mal humorado…gostava mais dos textos engraçadinhos.

    Quem lê texto engraçadinho comenta:
    – O país em frangalhos e você fazendo piada.

    Quem é bloqueado comenta:
    – Esse Dalcim é um ditadorzinho.

    Mas o que importa mesmo é o que comenta aquela minoria brilhante, inteligente, charmosa e com profundo bom senso:
    – É isso mesmo, Dalcim! Concordo.

    Responder
      1. Gabi

        …Ou a gente se muda lá para a terra da Angela rsrsr, que vai madrugada à dentro!!

        Ainda bem que temos o placar muito bem comentado do Dalcim, já que não nos organizamos como o Miguel BsB e, falo por mim, ainda não posso viver de assistir tênis -então tb tenho de ir trabalhar.

        Responder
        1. lEvI sIlvA

          Esquenta não, Gabi. Acho que vou fazer uma proposta irrecusável a Angela e acabamos saindo no lucro, lá e cá… Quem sabe ela aceita , né?!? rsrsrs

          Responder
          1. Angela B.

            Eu que so fan do filme “O Poderoso Chefao”, fiquei com medo dessa tal “proposta irrecusavel” kkkkkkkkkk
            Serah que vou acordar com a cabeca do meu cachorro sangrando na cama??? kkkk
            Anyway kkkkk …qdo der na telha.. e quiserem ver o AUSOpen de perto…facam, entao, suas malas..meus queridos Levi e Gabi!! Vcs serao muito bem vindos!!! 😉🤙

  64. Igor Henrique

    Dalcim, boa tarde!

    Não seria “Hoje, Federer vai MAIS à rede e depende mais do primeiro saque, enquanto Nadal ficou muito mais agressivo com mudanças no backhand e no serviço.”

    Atualmente o suíço não é mais agressivo que no passado? Não voleia melhor? Na verdade, os fundamentos técnicos do suíço hoje não são melhores que em 2008 ?

    Aliás, se o Nadal melhorou seu jogo/qualidade técnica de 2008 para 2019, o mesmo não podemos dizer do suíço, especialmente no tocante às suas devoluções e backhand de 2008 para 2019? Não estou comparando o jogo de 2017 para 2019, mas sim de 2008 para 2019?

    Por fim, uma última pergunta: na campanha de WIMBLEDON em 2017, o Federer não empolgou (pelo mesmo a mim) tanto assim… Acho, até, que nesse ano está melhor. Hoje você considera o espanhol levemente favorito em virtude do nível de jogo dele, ou de uma queda do Federer?

    Obrigado!

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Eu acho que hoje o Federer vai menos à rede do que antes, entendendo que o tênis se mudou para o fundo de quadra. Claro que ele tenta isso em algumas superfícies mais velozes ou em situações específicas, mas não faz mais o autêntico jogo de grama, em que faz parte o risco de subir o tempo inteiro à rede. Sim, vejo Nadal ligeiramente favorito porque ele vem confiante, mostra evoluções em seus golpes e ainda tem uma grama um pouco mais lenta a seu favor.

      Responder
  65. Benhamin Alves Goveia

    Se vier a conquista de Wimbledon, igualando o recorde de 24 conquistas de simples em Slam da australiana Margaret Court, Serena poderá se aposentar em casa, no Aberto dos Estados Unidos, se conquistar esse torneio também. Pois, com 25 conquistas de Grand Slam e o recorde absoluto desses torneios, acrédito que ela não terá mais motivação para jogar.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *