O sonho continua
Por José Nilton Dalcim
6 de julho de 2019 às 18:21

Os três maiores vencedores de Grand Slam da Era Profissional do tênis continuam sonhando em Wimbledon. Em sets diretos, Serena Williams, Roger Federer e Rafael Nadal completaram o quadro de oitavas de final neste sábado sem dar chances às zebras que atormentam os favoritos no torneio.

Serena jogou sua melhor partida da semana, num constante crescimento desde a estreia enferrujada. E Julia Goerges é uma adversária de respeito sobre a grama. Vai cruzar agora com Carla Suárez, mas sua chave continua muito dura, já que Ash Barty atravessa excepcional momento e Petra Kvitova espancou a bola, dando recado de que está totalmente recuperada. A reta final desse setor da chave promete ser eletrizante.

Rafa foi impiedoso com Jo-Wilfried Tsonga, e ratificou seu favoritismo com uma atuação de encher os olhos. É verdade que o francês está um tanto longe de seu melhor tênis, porém isso não diminui os elogios para a firmeza do espanhol no saque e sua requintada cobertura da quadra. Quando Tsonga se aventurou à rede, o espanhol achou espaços milimétricos para realizar a passada. Se mantido esse conjunto, João Sousa terá de fazer outra mágica. Primeiro português nas oitavas de Wimbledon, ele já tirou Marin Cilic e sobreviveu a um emocionante duelo com Daniel Evans neste sábado em que esteve várias vezes atrás.

Federer demorou para calibrar o backhand e viu Lucas Pouille ousado nas devoluções. Quando o semifinalista do Australian Open rendeu-se à pressão do final de primeiro set, o suíço se soltou e deu exibição na Central, alcançando bolas extremamente difíceis com soluções geniais. Federer ainda não jogou seu máximo em Wimbledon, mas nem precisou. O embalado Matteo Berrettini, uma das grandes surpresas da temporada, talvez exija isso. Ele salvou três match-points no quarto set do duríssimo duelo contra Diego Schwartzman, que se esticou por 4h19 e 374 pontos. O italiano cravou 75 winners, sendo 22 aces.

E mais
– Momento histórico na Central com a parceria de Serena e Andy Murray. Eliminado pouco antes na dupla com Pierre Herbert, o escocês jogou determinado e viu empenho da parceira, que se divertiu muito.
– Mais um recorde para Federer: 17 oitavas em Wimbledon, superando Connors. Somou também a 350ª vitória em Slam.
– Nadal chegou a 51 triunfos no Club, igualando Borg, e a 35 na temporada, dividindo a liderança com Federer.
– Uma espectadora de 60 anos sofreu uma parada cardíaca e precisou ser reanimada na arquibancada, o que causou longa interrupção do jogo em que Mikhail Kukushkin tirou Jan-Lennard Struff e avançou para as oitavas de um Slam pela segunda vez, sete anos depois do AusOpen. O cazaque tirou também John Isner. Enfrentará agora um descansado Kei Nishikori.
– Sam Querrey se irritou com torcedor antes de fechar a vitória sobre John Millman e o chamou de ‘idiota’. Semifinalista do torneio há dois anos, faz duelo nacional contra Tennys Sandgren, que prevaleceu sobre um cansado Fabio Fognini.
– Há quatro tchecas nas oitavas. As Karolinas Pliskova e Muchova fazem duelo direto e Kvitova pode cruzar com Barbora Strycova nas quartas.
– Jo Konta é última esperança britânica nas chaves de simples. Semi de Roland Garros no mês passado, ela só fez uma grande campanha na grama sagrada, há dois anos, quando atingiu a penúltima rodada. A caminhada é difícil: agora pega Kvitova, contra quem tem 1-1 sobre o piso.


Comentários
  1. Rildo

    Apesar de alguns quererem enaltecer a tal da nova geração, os top 3 continuam dominando.

    Ainda não vejo ninguém da nova geração com condições de ameaçar os top 3. Apenas boas campanhas, alguns títulos de Masters 1000. Mas falta consistência.

    Creio que os 3 continuarão dominando o tênis ainda por um bom tempo. A única coisa que pode atrapalhá-los são as contusões. Fora isto…

    Responder
  2. Barocos

    Caramba, o Nadal abriu o dia na base do “Vou mostrar como é que se faz e porque eu sou considerado um dos maiores da história!”. Djokovic não quis ficar para trás, mas seu recado foi menos dramático. Por fim, o mais velho, o tiozão Federer, superou os outros dois: “Calma crianças, vocês ainda tem muito o que aprender!”.

    Nos últimos anos tem sido raros os períodos quando os três estão saudáveis e, para desespero dos outros tenistas, este é justamente um destes momentos. Como consolação para os oponentes, nada nunca é tão ruim que não possa ser ainda pior, o Murray poderia também estar nos cascos!

    Responder
  3. Roberval Lofeu Júnior

    Caro Dalcim, excelente seu blog e seus dizeres! Parabéns!! Poderia fazer um tira-teima das oitavas masculinas? Seria um ótimo texto, boas chances de Fedal na semi hein! Forte Abraço

    Responder
  4. André Barcellos

    Sobre as discussões intermináveis entre o H2H do GOAT da última semana, é só raciocinar que Roddick, que era pato total do suíço, tem H2H um pouco superior contra ele.
    E o americano mais novo que Federer.
    Ou seja, na verdade o normal seria que Federer já estivesse aposentado, aos 33, 34 anos, digamos. É a idade com que tenistas Contemporâneos dele alcançaram um nível pífio e postergaram sua retirada. Vide Ferrer, Hewitt, o próprio Roddick, Davydenko, Gonzales, Lopez.
    Quando na história se viu um cara se manter tão competitivo (top 3) depois de 35, 36, 37, 38? Nunca
    Uma conta fácil de fazer seria contabilizar as derrotas contra o sérvio até os 33, 34. Ele manteria o H2H positivo contra o bom jogador sérvio com 6 anos de idade a menos.
    Perdeu muito no começo? Sim. E o suíço perdeu muito no final.
    Coisas da vida.
    Outra: Djokovic alcançou um excelente jogo já desde 2008, ou mesmo em 2011. E isso não impediu o suíço de fechar o Grand Slam em cima dele.
    Exceto em 2007, no AO.
    Se Nole só vale a partir de 2011, temos que tirar o título dele em cima de Tsonga também. E se ele teve problema com glúten, temos de retirar o ano de 2013 do suíço também, assim como 2016, quando ele teve problemas nas costas e com mudança de raquete e lesão, não necessariamente nessa ordem.
    São muitas desculpas e argumentos pra relativizar esse H2H
    A verdade é que Djoko e Nadal alcançaram uma consistência muito grande desde muito novos no circuito. Federer demorou mais a alcançar seu maior nível. E demora mais a decair totalmente. Creio que isso tenha ocorrido em 2004, e manteve-se no auge até 2009.
    O resto é uma suavessissima decadência de um gênio sem precedentes da história do tênis.
    Há 10 anos decaindo, mas tentando compensar sua falta de velocidade com outros aprimoramentos.
    Contra Nadal ele realmente sempre perdeu, muitas vezes por bobeira e nos detalhes, mas a discrepância se deve ao saibro, obviamente.
    Mas é um adversário que realmente sempre intimidou e dificultou pra Federer, por n fatores, a maioria méritos do espanhol.
    É minha opinião

    Responder
  5. Leandro

    Djokovic, Federer e Nadal absolutos em todos os grandes torneios.

    A esperança para derrubar o big 3 consiste em jogadores com menos de 22 anos, porque thiem e kigrios já eram pois um já acostumou a perder e o outro é louco.

    Pergunto pra q serviu a geração entre thiem e djokovic???
    Salvo raras exceções.

    Responder
  6. Jonatas Bruno

    Fica a sensação que o trio dourado tende a manter a hegemonia em Wimbledon do quarteto fantástico que vigora desde 2003. Do Big 3 o que mais tem me surpreendido é o Nadal, uma confiança absurda contra o Kyrgios e o predomínio tático e técnico contra o Tsonga! Torcerei muito pelo que fala a nossa língua, mas terá que tirar leite de pedra para ao menos ficar no jogo.
    Particularmente gostaria de ver um campeão inédito, mas o trio de ouro é o que no fundo,faz aguçar o apetite, seja pelo entusiasmo, seja por uma nova expectativa.
    Semifinal com 3/4 a todo vapor,é o que se tem no horizonte. Fica a perspectiva maior da quarta parte, podendo pintar qualquer um dos quatro.

    No feminino, gostando de ver a Kvitova retomando o seu padrão de jogo, e a sensação do torneio, essa menina de 15 anos que demostra ser muito forte mentalmente para tão pouca idade. Curioso como será a postura dela com a Halep,que joga de forma aplicada e inteligente. Jogo imperdível!

    Responder
  7. Angela B.

    Gente…nao aguento os comentarios esdruxulos do Nadal. Parece o Sergio “Conje” Moro tentando argumentar…..
    Eh uma contradicao atras da outra kkkkkk

    Nadal – “Para quem está jogando muito bem, pode sentir que as coisas estão perfeitas”, pontuou o jogador de 33 anos. “Para quem não está jogando tão bem, pode achar que a quadra está lenta ou muito rápida porque é difícil encontrar um ritmo”.

    Ps – Ahammm…e assim falou a Drama Queen (MOR) do circuito e que sempre pressionou a ATP pra mudar o piso do Finals …kkkkkk

    Responder
    1. Angela B.

      Ate o o fofo do Guga (que sempre preferiu o saibro) ganhou o Finals…..Ate o Guga!!!!!
      E eh exatamente esse.. o calcanhar de aquiles das nadaletes qdo tentam defender (junto ao seu idolo) a troca de piso no Finals p/ beneficiar a vida do baloeiro, que nunca conseguiu chegar lah – sofrem de uma (conveniente) amnesia coletiva qdo ignoram a vitoria MONUMENTAL do Guga no Finals.. e jogando contra lendas do tenis…kkkk
      Ps – Oleeeee, Gugaaaaaa! Oleeeeee..Gugaaaaaaaa!!!!!! #FinalsChampion….😁

      Responder
      1. Mário Cesar Rodrigues

        Garota se é que é garota mesmo sou brasileiro torço pelo Guga.Mas temos que saber diferenciar épocas. RAFA NADAL É UM CARA IMPRESSIONANTE A MÍDIA AS VEZES FAZEM O PAPEL PARA DAR IBOPE. SENDO QUE RAFA NEM PRECISA MA8S DISTO JOGA POR AMOR SÓ A TÍTULO DE INFORMAÇÃO A NIKE ABAIXOU A MAIORIA DOS J9GADIRES EM NÚMEROS Rafa vai anunculiar depois de WB o maior contrato de roupas com a mesma.

        Responder
    2. Luiz Fernando

      Talvez vc prefira os argumentos sólidos dos advogados do Lula, a começar pelo fato de alguns se dizerem não remunerados kkk…

      Responder
      1. Angela B.

        KKKKKKKKKKKKKKKKKK
        Claro que o Mário Cesar Rodrigues viria no meu comentario falar asneira…..de noooooovo. Ele sempre vem!!!
        Ps – deve ser Karma…..kkk
        E ainda tenta usar o Guga como subterfugio ….e numa lingua que so ele entende…..(hehehe)
        Amigo, eu tenho teclado gringo e me expresso melhor que vc!!!! Entao, please dah um jeito de melhorar isso aih, porque tah dficil de entender, TALKEI?😅
        PS – Como os fans da Drama Queen nao cansam de passar vergonha!!!
        Ps2 – Mas nao deixa de ser louvavel tanta perseverança!!! Chego a lacrimejar de tanta emocao. kkk

        E qto ao Luiz fernando…sem surpresas!!! Alem de ser fan da “drama queen’….ja demonstrou ser igualmente “cheer leader” do juiz que NUNCA foi juiz…mas o CONJE do palhaco universal do Bozo.. ne, non???!!!!! kkkkkk. E ainda ‘tentou’ argumentar (outro cara perseverante!!!) sobre um tal do ‘advogado do Lula”???
        WTF?? kk
        Hellllooooo? Cara, se suas sinapses sao limitadas….fica calado. Porque na boa….eu nao tenho paciencia com gente que acredita em terra plana. Serio… nao eh a minha praia…
        Ps- Mas de qualquer forma, vcs dois estao de parabens ——conseguiram animar meu comeco de semana. Obrigada!😊

        Responder
        1. Angela B.

          By the way…Mario Cesar, sera que eu sou uma garota messssmo?
          Os anos passam e vc nao aprende??
          Deixa de ser chauvinista, amigo…….se continuar assim, sua mae vai passar vergonha por ter te parido, mate!
          #JustATip

          Responder
          1. lEvI sIlvA

            Rsrsrs É a mais pura “verdade”, MC! Guga foi um cara que ganhou tudo por “pura sorte”, mesmo. E digo mais, nosso manezinho ia tomar um vareio do Nadal até no Finals, onde ele levou a melhor na “PRIMEIRA” vez que foi. Creio que foi a ATP que deu uma forcinha a ele, não acha?!? Abraço!

          1. Angela B.

            lEvI sIlvA …legal te ver contra-argumentando (com bom humor!) esses caras q continuam defendendo o non-sense. Parece “deja vu”… a gente revivendo os velhos tempos! Ne non? kkk – Grande Levi!!! :))))))))))

            Paullo? Quem eh vc, afinal? Nao eh do meu tempo….
            Ps – De qualquer forma, nem precisa responder kkk

  8. Túlio Oliveira

    Stephens mais uma vez perde pra Konta. 4-0 pra britânica, todos os duelos nesse ano. Que freguesia! Tem tudo pra ser um jogão Kvitova x Konta, as duas jogam bem parecido. Acho que quem cometer menos erros não forçados leva.
    Serena passou com autoridade sobre a alemã, que apesar de ter um bom saque e ser agressiva, erra demais. O saque da americana está melhorando a cada rodada. Creio que passe por cima da Suarez Navarro. Olho nela!

    Nadal jogou de maneira assombrosa contra Tsonga. Não deu brechas pro francês fazer nada. É bem verdade que Tsonga foi decepcionante, mas isso não tira os méritos da vitória do espanhol.
    Pouille até que foi bem no primeiro set, mas não aproveitou suas chances e aí foi engolido.

    Responder
  9. Sandra

    Dalcim, que saia justa do sporttv!,, o horário do jogo do Federer e o mesmo do Djokovic !, eles vão transmitir o Federer porque está na quadra central? Ou se quisessem poderiam transmitir o do Djokovic?

    Responder
    1. Sandra

      Obs: a única coisa boa de não trasmxitir o jogo do Djokovic e que seus torcedores não sofrem, pois toda hora ele tem o saque ameacado, Federer e Nadal, ninguém ameaça quebrar saque, você acha que Federer e Nadal devolvem melhor?

      Responder
    2. Enoque

      Tudo indica que o jogo do Djoko vai começar bem mais cedo do que o de Federer.
      O Sportv deve começar transmitindo o Djoko, depois passa para Federer, volta no final do jogo do Doko e finalmente transmite o final do Federer. Vamos conferir.

      Responder
  10. Luiz Fernando

    Esse maldito Querrey pode ser o Giles Muller edição 2019, engraçado q p o americano a velocidade da quadra deve estar bem razoável kkk. Sou Sandgren desde criancinha, mas acho difícil a tarefa desse rapaz. No entanto, se Rafa vencer amanha e passar pelo Querrey, sei não…

    Responder
    1. Mário Cesar Rodrigues

      Cara domingo tomando uma cerveja uma carne dois pelos vou abrir o blog e me deparo com suas palavras cara torce para i RAFA..duvido.voce não tem personalidade não assume.,você é como um andarilho não sabe onde vai então qualquer lugar serve.

      Responder
  11. Angela B.

    “Rafa foi impiedoso com Jo-Wilfried Tsonga, e ratificou seu favoritismo com uma atuação de encher os olhos”
    Vc quis dizer .. encher os olhos de LAGRIMAS.. ne, Dalcim?? kkkkk

    Responder
  12. Angela B.

    Sobre o jogo do KYRGIOS VS NADAL, uma coisa que havia esquecido de dizer e que muitos aih no Brasil nao ficaram sabendo:
    Logo apos a partida (nos corredores a caminho dos vestiarios) Nadal deu uma rapida entrevista sobre a partida, onde a reporter perguntou sobre a perda do 2o set, e o espanhol respondeu que isso havia acontecido “porque ele havia se desconcentrado c/ a discussao do Kyrgios com o juiz” – desmerecendo totalmente o set impecavel do australiano. ——-Aih, logo em seguida, o John McEnroe falou em tom ironico que o comentario go Nadal foi totalmente “sem sentido”…pois ficou claro que Kyrgios havia ganhado o 2o set porque simplesmente foi superior….e ainda cutucou o espanhol dizendo que ele deveria comecar a valorizar mais a qualidade de seus adversarios. kkkkkkkkkk
    Preciso dizer mais???

    Responder
    1. Luiz Fernando

      Nadal fez isso? Quanta injustiça, ainda mais em cima de uma alma pura como Kyrgios, um atleta de Cristo, inocente, puro, que acima de tudo respeita os árbitros, o adversário e sobretudo o público…

      Responder
      1. Angela B.

        ohhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
        Ficou “dodoi” de novo, Luiz fernando?? De novo???
        Dificil encarar as criticas ao seu idolo “drama queen” e que eh reconhecido (por tenistas e imprensa) por nao saber perder ou valorizar a qualidade dos seus adversarios, ne???
        Ohhhhhhhh…..que peninha de vc…………. chato peitar os fatos..ne, non??? —Sniff…sniff:
        – “Mamae, Kyrgios eh um homem mau…muito mau…..” – Reclamou Luiz Fernando – “Ele eh mau e o meu idolo, Nadal, eh muuuuito legal” – Buahhhh…..Buahhhhhh —–e haja chororo!!!
        Ps – Toma vergonha, Luiz Fernando……!

        Responder
  13. Miguel BsB

    Dalcim, vou fazer-lhe uma pergunta sobre essa interminável conversa de quadra rápida/lenta…
    Quais são as quadras mais rápidas do circuito entre os grandes torneios? Slams e Masters? Imagino que Wimbledon, msm mais lenta, ainda seja uma das mais rápidas…talvez Shangai, Cincinatti…

    Responder
  14. Nando

    Ao contrário do q mta gente disse hoje (pra mim), achei q Federer jogou bem, só o bh q esteve abaixo dos últimos jogos…agora vamos pra 2° semana, onde pega um adversário q vem bem no ano e nessa gira da grama (ganhou Stuttgart e fez semi em Halle), é elevar o nível e pensar jogo a jogo.
    O Pantera foi engolido pelo Pouca Telha hein…o espanhol não foi ameaçado no jogo.
    E eu esperava ao menos 2 nomes “badalados” na nextgen nas oitavas, mas nenhum se classificou…quem foi, não é tão falado assim (Humbert).

    Responder
    1. José Eduardo Pessanha

      Perdi o início do jogo, mas também achei um bom jogo do Craque. Segue poupando as energias e certamente chegará à reta final em condições de derrotar os maratenistas.
      Abs

      Responder
  15. Kennys

    Sou torcedor do Federer, mas temos que admitir que dos 3 foi o que jogou pior, temos que considerar a idade, já não tem mais a consistência de antes. Nadal e Djoko estão voando, fizeram uma ótimo primeira semana, mas temos que considerar que Federer poupou energia física e mental. Vamos aguardar a segunda e decisiva semana.
    Numa eventual final entre Nadal e Djoko o Nole é favorito em piso rápido, não vamos esquerda do AO.
    Federer, infelizmente, corre por fora. Vai encontrar já um desafio nas oitavas, caso não tenha cuidado pode aconteceu como ano passado. Federer tem que evoluir bastante nas devoluções, BH, além de melhorar um pouco na base e no saque. São muitas coisas para evoluir em uma semana. Mas nunca duvidei de Roger Federer.

    O que acho mais cômico são os fanáticos do Djokovic dizerem que o Federer é freguês do Nole. Sendo que o Djokovic só tem 3 vitórias a mais e 6 anos a menos, além do fato que o Djokovic só passou recentemente, quando o Federer tinha mais de 34 anos, e ele 6 anos a menos. O grande problema do Federer foi pegar os 2 monstros, Nadal e Djoko, com 5 e 6 anos a mais.

    Mas não quero ficar nessa discussão, vamos aguardar. O Djoko é o favorito ao título, mas nunca duvido de Roger Federer.

    Responder
    1. Paulo Almeida

      De novo esse mimimi de idade? Isso sim é cômico ou trágico, sei lá.

      Deixa eu te falar uma coisa: Djokovic 19×9 de 2011 pra cá e 8×2 em GS de 2010 pra cá. Percebeu como Fregueser é vassalo do GOAT há muito tempo? Desde que ele descobriu sua intolerância ao glúten e elevou seu nível de jogo? O mesmo vale para o Nadal.

      E outra: essa versão atual do sérvio com 31/32 anos bateria qualquer versão do rei da entressafra. Idade é desculpa do nível de saibro verde.

      Abraço.

      Responder
    2. Barocos

      De novo este tipo de argumento? Federer tanto está em desvantagem neste final de carreira quanto esteve em vantagem no início das carreiras do Nadal e do Djokovic. E só para lembrar, até 2013 o Federer tinha o H2H desfavorável contra o Murray, onde fica esta linha de raciocínio então?

      A única coisa que pode ser dita é que todos os quatro, Federer, Nadal, Djokovic e Murray tiveram um baita azar em ter que se enfrentar, o quê, para quem gosta realmente de tênis e não deixa o sectarismo embotar suas ilações, de fato deveria ser visto como contraposto, pois elevou o nível das competições, nos proporcionou batalhas épicas e exigiu que todos os tenistas aprimorassem as suas qualidades e arsenais.

      Só para lembrar, é justamente a existência de desafiantes perigosos e final imprevisível, o que torna o desafio memorável. Este negócio de recordes sem oponentes à altura só pode ter uma classificação: chato pacas!

      Responder
    3. Jonas

      Federer estar jogando “mal” até aqui não tem relação com a idade dele. É uma questão técnica. Ele pode perfeitamente se encontrar durante o torneio assim como fez em 2012. De resto, só li desculpas.

      Responder
  16. Sandra

    Dalcim, não me leve a mal, mas a australiana que é número um, ela é da Austrália mesmo , ou e falsificada, quis dizer se outro país e se naturalizou australiana, tipo do Paraguai, rsssos

    Responder
      1. Angela B.

        Eu entendi – Sandra quer saber se Barty nasceu mesmo na Australia ou nasceu em outro pais e depois migrou pra cah, como por exemplo a Daria Gavrilova (Russa) ou Ajla Tomljanovic (Croata). ———————Ps – Apesar de achar que todas as pessoas tem direito de escolher sua propria nacionalidade qdo migra p/ um pais, ou nao (eu por exemplo, nao me considero nem brasileira e nem aussie)…….a imprensa australiana adora (de forma oportunista) valorizar grandes esportistas imigrantes como sendo UNICAMENTE “aussies”…desconsiderando o background dos mesmos. O que (na minha visao) eh um certo desrespeito ao esportista ou ate o seu pais de origem.

        Responder
        1. Angela B.

          Ou seja, o certo seria a imprensa dizer: a tenista franco/brasileira ou russian/australian…. e etc e tal. Mas nao o fazem! ——Ou ate perguntarem p/ o esportista como ele quer ser “rotulado”‘ …ou que ‘bandeirinha’ de pais ele gostaria de ver ao lado do seu nome…sabe? Eu por exemplo, se fosse tenista, causaria muuuitos problemas….pois iria querer uma bandeira de “cidada do mundo”…e sei que teria problemas burocraticos c/ isso kkkkk

          Responder
          1. Angela B.

            De qualquer forma, Dalcim…ha muitos esportistas aborigenes que sofrem com essa situacao – muitos deles nao gostam de ver seus nomes relacionados a bandeira australiana. Eles querem ver seus nomes ao lado da bandeira Aborigene. Ps – um direito que eles tem (por lei!) que eh extremamente justo….porem a corrupta imprensa de massa, faz de tudo p/ criticar esses esportistas p/ virar a opiniao publica (majoritariamente branca) contra eles. ———Anyway, essa eh uma situacao extremamente grave e sensivel aqui em OZ.. …pois fere nao soh os direitos dos aborigenes, mas a sua historia. Afinal…sao eles o genuino povo de down under..Nao os imigrantes anglo-saxoes que os chacinaram desde da descoberta da Terra-australis. —–Ps – desculpe se fui muito prolixa..e emendei um assunto no outro kkkkk. Mas na minha experiencia como ‘australiana’, eh muito dificil nao mencionar esses issues sobre nacionalidade, sem lembrar dos aborigenes.

  17. Rodrigo Bravin

    Parece que a final se encaminha para ter os dois robôs. Ano após ano destroem a essência da grama e os dois robôs deitam e rolam. Para que ser agressivo se você pode jogar na grama como se fosse no saibro? Espero que o Querrey de um lado e o Federer do outro eliminem os robôs de jogo feio, muito feio….

    Responder
  18. Jonas

    Torcendo mto pra ocorrer o agora possível encontro entre Federer x Nadal nas semis. Pra mim o Nadal passa tranquilamente. No entanto, prefiro que o Federer enfrente o Djoko na final e perca. Imaginem só, um aproveitamento de 3 finais e 3 vitórias em cima do “rei da grama” kkkk.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Verdade…

      Só reza muito para ele não surpreender e acabar ganhando dos dois na sequência.

      Já imaginou?

      Todo acúmulo de postagens escrotas que você acumulou em meses (“Federer pato do Nadal, e da farsa sérvia”) descendo ralo abaixo?

      kkkk

      Responder
      1. Jonas

        Eu só citei fatos aqui. Na maioria das vezes mostrando os números.

        Qualquer Federer x Nadal em Grand Slam, estarei apostando no Nadal tranquilamente.

        Agora, não é impossível um octacampeão vencer novamente.

        Responder
  19. José Alves

    Nadal está jogando tão bem aqui quanto em Roland Garros.Vejo ele cravando 35 Winners e 12 unforced erros,bem em Roland Garros ele estava com uma porcentagem tão baixa de erros? Por que não cravá-lo como candidato natural ao título se os números dele estão tão bons quanto em Roland Garros?

    Responder
  20. Roger Fedeiros - O Excluído!

    “Os três maiores vencedores de Grand Slam da Era Profissional do tênis… Serena Williams, Roger Federer e Rafael Nadal…”

    Xiiiiiiiiiii…. isso não vai dar certo… alguém vai xiar dizendo que tá faltando alguém…. kkkkkkkkk

    Responder
  21. Maria izabel

    Sensacional esse Big Three!São super,impossível não admirá-los.
    Essa história de quadra 1ou central, para quem quer ser campeão ,não pode escolher esse tipo de coisa.Assim como as chaves,o que aparecer, é enfrentar e mostrar para que veio.
    Gostei da maturidade do Aliassime, admitindo que se envergonha do jogo que fez.Será que essa mea culpa, não faria bem aos outros Next Gens?Dá-se a impressão que eles perdem e saem sem sequer avaliar seus desempenhos,penso que isso os faria melhor.
    Agora vem a segunda semana.Torcer para ver jogos bacanas.

    Responder
  22. Roger Fedeiros - O Entrevistado I!

    – Roginho (eles sempre me chamam assim… kkkkk)… Porque vc acha que só WB exige o ranking da grama?
    – Porque senão ninguém vai jogar os outros torneios, que até outro dia eram 250tinha. É sabido que a maioria do circuito não gosta do pasto, mesmo lento… kkkkk

    – E qto aos sorteios de chave? Sempre dizem lá no Brasil, no blog do JND, que tem maracutaia pra favorecer um dos Big 3, especialmente em RG. Vc acha que rola uma graninha nisso aí?
    – Euzinha não sabe de nada né? Agora, se tiver isso aí né? Tem que investigar isso aí né?. Apesar de que já ouvi dizer que pode até haver uma rachadinha… kkkkkkk..

    – Quem ganha WB?
    – Ah, deve ser um dos caras que tem o cara na caderneta… kkkkkkkkkk

    Responder
  23. Ricardo - DF

    Caraca, o Tsonga esteve abaixo da crítica hoje. Pensei que ia ser um grande jogo, pois ele jogou muito bem contra Federer em Halle. Mas, isso parece um dos grandes males dos tenistas franceses. Parece que o mental fraqueja em determinadas circunstâncias. Contra o Federer, e mesmo contra o Djokovic, sempre aparecem brechas, mas contra os superpoderes de Nadal, alguns jogadores desanimam rapidamente. Também, o cara corre que nem um louco, o tempo todo, e espanca a bola com uma potência enorme, sem demonstrar sinais de cansaço. Aí é difícil. Nunca vou engolir esses superpoderes do espanhol.

    E Federer anda bem abaixo de Nadal e Djoko.

    Dalcim, dá para apostar já numa vitória sem sustos do espanhol ou o suiço ainda pode surpreender num FEDAL ? Parece difícil…

    Responder
  24. Roger Fedeiros - O Entrevistado!

    Um reporter do IntercePITI me reconheceu e, nestes tempos de WB, sabendo o tanto que euzinha entende de tênis kkkkk, me pediu uma entrevista exclusiva. Abaixo, deixo vazar…. kkkkkkķ…. alguns trechos:

    Reporter: Roginho (eles sempre me chamam assim… kkkk), Qual o GS mais difícil de ganhar?
    Euzinha: Nenhum, no final tem sempre um que ganha… kkkkk

    – Não Robinho, falando sério, dizem os entendidos que é WB, o que vc acha disso?
    – Uma bobagem, primeiro que euzinha sou um dos entendidos…kkkkkkkkk…. e não disse isso. Segundo que se houvesse um GS mais difícil pra ganhar hoje, este seria RG.

    – Sério?… porque?
    – WB é muito aberto, qualquer um pode chegar lá e ganhar. Já RG tem dono, o que tá acontecendo lá é algo impensável, inacreditável… e contando… kkkkkkkk. Pra algum outro ganhar lá, parece que vai ter que desenterrar a cabeça de um touro… Não.. um touro inteiro… kkkkkkk. É só ver que o grande sonho de qualquer jogador hoje é ganhar RG em cima do Ogro.

    – E quem é melhor? O rei da Grama ou o rei do Saibro?
    – O Achocolatado suíço é melhor… e o Nadal bate nele… kkkkk… (com permissão da lenda que disse isso)… kkkkkķkkk

    – Porque vc usa tanto esse kkkkk?
    – kkķkkkkkkkkk… vc jura que não sabe?… kkkkkkkkkkķ

    Responder
  25. Ricardo - DF

    Outra indicação de piso mais lento é o desgaste da grama. Antigamente, o desgaste tinha a forma de um cone, devido às frequentes subidas à rede. Hoje, está virado um jogo de fundo, de fato.
    Existem medidas objetivas também, como a velocidade e a altura com que a bola chega, depois de quicar, e o ângulo de subida.
    Outro critério que vi sendo considerado pela internet é o número de aces. Mas, aí, não me parece consistente. Depende de muitos fatores.
    O curioso é que Nadal é sempre reticente em admitir que o piso está mais lento. Aliás, ele nunca admite. Diz que o piso sempre foi o mesmo desde que ele joga lá, em 2003. Mas, ele afirma que as bolas tornam o jogo mais lento, e isso é verdade. Um dos fatores que reduz a velocidade do jogo – propositalmente – são as bolas, que são levemente maiores e mais pesadas. Isso já tinha sido comentado por Nadal e Murray em 2010. Nadal ainda ironizou, naquela entrevista (recém tinha ganho o torneio), dizendo que falam que é mais lenta por que ele ganhou duas vezes.
    Mas alguns jogadores acharam que este ano a bola está muito lenta em Wimbledon.

    Dalcim, como foi tomada esta decisão de mudar a velocidade das quadras e bolas ??? A ATP decide consultando os tenistas ou os organizadores do torneio fazem como bem entendem ?

    abs

    Responder
    1. Luiz Fernando

      Um é reticente em falar sobre o piso, o outro sobre o casuísmo do ranking da grama, tudo empatado kkk. Agora os bobos de sempre preferem insinuar doping do q admitir méritos dos adversários do suíço…

      Responder
  26. Nattan Lobatto

    Comentário sensato do Touro Miúra, segue abaixo:

    “Para quem está jogando muito bem, pode sentir que as coisas estão perfeitas”, pontuou o jogador de 33 anos. “Para quem não está jogando tão bem, pode achar que a quadra está lenta ou muito rápida porque é difícil encontrar um ritmo”. (NADAL, Rafael)

    É por ai mesmo, fugindo disso é mera desculpa e/ou carta na manga para justificar uma eminente derrota. Mas os deuses do tênis irão nos abrilhantar com um Fedal na semi e uma final de Novakiller com quem vencer na ala de baixo… Torcendo muiiiiito.

    Diferente da grande maioria, sempre torço por jogos assim, pois se Nole perder ou ganhar a final, q seja para ou sobre os maiores de todos os tempos.

    Abs

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Na boa , caro Natan. Não acredito neste comentário. Ou a quadra está rápida ou não está. Sem essa de desculpas. Não sei a quanto tempo você acompanha o Esporte. Mas Rafa Nadal e’ o Rei de reclamar quando as coisas não estão a seu favor. Quis até fazer campanha para trocar o piso do FINALS . E continua Zerado. O Suíço está quase cravando 100 Vitórias em Wimbledon ( o quintal de sua casa ) . Além de possuir 19 Títulos na Relva ( quase o dobro do segundo colocado) . Se ele diz , junto com outros Tenistas, que a quadra está lenta , vou acreditar no Espanhol ou em grupinhos da Whats que repetem a mesma ladainha ? Perdeu feio em RG e não reclamou nem do Pântano e muito menos do Vendaval . Apenas cumprimentou o rival. Na coletiva : “ Não sei qual Canhoto eu chamo mais pra treinar . Contra Rafa nada parece funcionar rsrsrs “ . Abs!

      Responder
      1. Nattan Lobatto

        Tens razão, Sérgio. Nadal é o q + reclama do big 3, mas o q eu apoio na fala do touro é q todos os anos dizem q Wimbledon tá lento, logo, ñ é novidade.

        Responder
    2. José Eduardo Pessanha

      Acho que você queria falar IMINENTE, ao invés de eminente. Eminente é o tênis do Craque, muito acima dos demais. Iminente é o nono título do Craque daqui a 8 dias.
      Abs

      Responder
      1. Nattan Lobatto

        Rss
        Nobre Pessanha, “sempre” digito meus coments pelo cel, muitas vezes sou traído pelo corretor, confesso q ñ tenho o hábito de analisar antes de publicar haha…

        Quanto ao título, torço fervorosamente para ND, isso colocará uma pressão maior na corrida pelo recorde de Slam, porém, se o caneco for para o suíço, tb estará em boas mãos.

        Responder
    3. Paulo Almeida

      Exatamente. O “saibro verde” continua sendo uma das quadras mais rápidas do circuito. O tenista tem que ser extremamente limitado para reclamar disso.

      Ainda bem que o GOAT Djokovic joga bem em qualquer piso, afinal é o mais versátil de todos os tempos.

      Responder
  27. Nattan Lobatto

    Paulo Almeida, + um detalhe, Djokiller é n 1 no ranking da grama tb. Enfim, ñ importa a quadra e sim que venha apresentar um tênis sólido, consistente e hábil.

    Abs, a partir da semana q vêm só faltarão 53 (Entendedores)

    Responder
    1. Marcelo Baiano

      Que bobagem você falou agora, meu amigo!!

      Vou te falar 5 suposições muito mais coerentes e certas do que a que você disse:

      1 – Se Federer tivesse o mental do Nadal, teria muito mais Slams e H2H favorável contra o espanhol, independentemente do ano que ele tivesse nascido.
      2 – Se Nadal não fosse canhoto, Federer teria provavelmente muito mais Slams e H2H favorável contra o espanhol, independentemente do ano que ele tivesse nascido.
      3 – Se Federer não primasse tanto pela plástica perfeita nas jogadas e usasse o backhand com duas mãos,, teria provavelmente muito mais Slams e H2H favorável contra o espanhol, independentemente do ano que ele tivesse nascido.
      4 – Se a velocidade das quadras não tivesse sido reduzida, Federer teria muito mais Slams e H2H favorável contra o espanhol, independentemente do ano que ele tivesse nascido.
      5 – Se Nadal não apelasse tanto para o antijogo (“balões”), Federer teria provavelmente muito mais Slams e H2H favorável contra o espanhol, independentemente do ano que ele tivesse nascido.

      Responder
      1. Michael

        1 – Se Federer tivesse o mental do Nadal, ele passaria 2 horas trocando bola até finalizar o ponto e já teria se aposentado com 30 anos porque os cambitos dele não têm a mesma resistência do espanhol.
        2 – Se Nadal não fosse canhoto, não faria a menor diferença, porque o Djokovic também não é canhoto e sempre surra o Fregueser.
        3 – Se Federer não primasse tanto pela plástica perfeita nas jogadas e usasse o backhand com duas mãos, ele seria o Berdych.
        4 – Se a velocidade das quadras não tivesse sido reduzida, o Djokovic e o Nadal teriam se adaptado a velocidade mais rápida e surrado o suíço de qualquer forma.
        5 – Azar do suíço que não encontrou uma solução pra neutralizar os balões kkkkkkkkk

        Responder
    2. Paulo Almeida

      13??? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Você está sendo generoso demais.

      Teria uns 6 ou 7 no máximo, que já é o número de Slams válidos da enganação suíça.

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        [Paulo Almeida]
        6 de julho de 2019 às 22:02

        “13??? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        Você está sendo generoso demais.
        Teria uns 6 ou 7 no máximo, que já é o número de Slams válidos da enganação suíça”

        Concordo!

        E no caso em tela, eu acho que o Djokovic teria ZERO.

        Porque se desse pra juntar:

        A técnica do suíço+ a medicina esportiva dos tempos atuais + juventude, a farsa sérvia não veria nem a cor da bolinha…

        Abs.

        Responder
  28. Fernando Pauli

    Nessa segunda se Federer não melhorar a porcentagem de primeiro serviço, calibrar a esquerda e a devolução terá sérios problemas com o Berrettini. E se chegar na SF, terá que estar voando, se não, o baile que tomou em RG do Nadal se repetirá.

    Responder
  29. Roberto Rocha

    Nadal passou o trator em cima do Tsonga…simplesmente foi uma surra de vara.
    Vamos ver como o espanhol se comporta na seqüência.

    Responder
    1. Fernando Pauli

      O próximo jogo do Nadal também será outra surra de vara, já que vai jogar contra um Souza desgastado. Nadal chegará nas quartas sobrando e provavelmente pegará o Querrey, e com essa lentidão da grama, será outra presa fácil.

      Responder
  30. marcilio aguiar

    Vi o jogo do Federer X Pouille a partir do 4 x 4 do primeiro Set. O Suiço ganhou com autoridade, mas não me passou confiança que possa encarrar o Nadal ou Djoko com a intensidade que esses jogam. Achei em muitos momentos a devoluções do Federer muito curtas e o frances não perdoava. Apesar de ter feito um jogo normal, sem atingir o seu melhor nível, o suíço ainda nos brinda com jogadas geniais, como uma curta cruzada de esquerda, devolvendo outra curtinha do Pouille , no segundo set e outra que ele pegou no ar uma bola na linha de base entrando na quadra e fez um winner (3º set). Esta segunda jogada tirou um comentário do Eusébio Resende mais ou menos nessas palavras: ” Nós transmitimos jogos do Federer há mais de 20 anos e achamos que já vimos tudo que ele é capaz de fazer, mas ele ainda nos surpreende com jogadas totalmente imprevisíveis”. Não precisa dizer mais nada. É por isso que o Federer é admirado no mundo inteiro. Quando ele parar o tenis não vai acabar, porque continuarão a existir ótimos tenistas mas, para quem gosta do espetáculo além da eficiência, vai ficar uma grande lacuna.

    Responder
  31. Raul Patti

    Dalcim
    Só eu que acho o Goffin uma verdadeira ameaça ao Djokovic, mesclando bom tênis e experiência pra não se intimidar ?

    Por outro lado acho a única expressiva até a final

    Responder
  32. Paulo Almeida

    Estava demorando pra acontecer o primeiro assalto: colocaram o jogo do atual campeão e número 1 do mundo DE NOVO na Quadra 1. É um absurdo o quanto favorecem os dois bibelôs fregueses!

    Responder
    1. Jônatas

      Nadal e Federer já jogaram na 1. Djokovic já jogou na central. Todos os torcedores do Djokovic são assim ou só o Paulo?

      Que ciuminho hein! Cuidado pois se passar um anjinho enquanto faz birra a careta fica para sempre.

      Responder
    2. Matheus Lago

      Quem é bom joga em qualquer quadra, dizer que é injusto jogar na quadra x ou y é um absurdo, Federer que é o maior campeão da História de Wimbledon jogou na quadra 1, por que Djokovic não pode? Não compreendo por que seria um assalto, para mim o nome disso é frescura

      Responder
    3. Fernando Pauli

      Caro Almeida, aí não é questão de ser número um, ou ser o melhor. A questão é de público, e nesse quesito, Federer e Nadal estão muito na frente do esforçado em ser cativante Djoko.

      Responder
    4. José Eduardo Pessanha

      A Quadra Central é o habitat de Rogério. Quase todos estão lá para vê-lo. Nada mais natural do que atender ao clamor da massa. Certamente querem assistir a um espetáculo que o Maratênis não tem condições de proporcionar.
      Abs

      Responder
    5. Bruno

      Normal…… berretini e sousa são mais conhecidos que Humbert, assim como federer e Nadal tb são mais populares que o seu tenista kkkkkkk

      Responder
  33. José Eduardo Pessanha

    Nando,

    Momento Nelson Rubens: dei uma checada aqui. Essa menina que vive no box do Craque durante os jogos é filha da ex-tenista Mary Joe Fernandéz. O pai, como você havia dito, é o agente do Federer.
    Abs

    Responder
  34. Gustavo

    Mestre, boa noite!

    Se for possível, por gentileza, dê sua opinião, cravando quem você acredita que, daqui a 8 dias, levantará o troféu de Wimbledon! Eu cravo Nadal, mesmo que tenha que passar pelos 2 maiores rivais. E você?

    Obrigado!

    Grande abraço

    Responder
  35. Paulo F.

    [Gildokson

    Com o tênis que ele vem jogando não é só o Federer que ele vai pegar não viu… kkkkk]

    Já cedo começou a torcida pro pai do suíço numa hipotética final contra o sérvio?
    Tanto cansaram de ver a bailarina apanhando do espanhol que já viraram torcedores dele.
    Mesmo que seja contra o sérvio – justo aquele que impede(iu) de o espanhol já ter ultrapassado seu freguês dos Alpes.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Na , boa rapaz. Você consegue se superar a cada dia. Sabe nada de um Esporte que está muita acima de seus caricatos comentários. Se , liga ! Abs!

      Responder
      1. Nando

        Sérgio, esses “sujeitos” q apareceram no blog nos últimos tempos, agregaram ABSOLUTAMENTE NADA aqui. Nada. Só falam asneiras…muda o post, mas as asneiras são as mesmas.

        Responder
      2. Paulo F.

        Falando em se ligar, o senhor poderia se ligar, diante de tanta prepotência, em começar a usar melhor a pontuação do idioma português.

        Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      Que decadência a desse Paulo F.

      O cara se reduziu a um mero haterzinho do Federer, pouca coisa abaixo de um Paulo Almeida da vida.

      Uma tristeza…

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *