Bia derruba campeã. E pode mais.
Por José Nilton Dalcim
2 de julho de 2019 às 20:04

Vencer Sloane Stephens na quadra dura foi um grande resultado, superar a experiência da top 20 Samantha Stosur quando ainda embalava no circuito valeu demais. Porém, nada se compara ao que Bia Haddad Maia fez nesta terça-feira num dos grandes estádios de Wimbledon, diante de uma adversária de currículo nobre e apenas dois anos mais velha do que ela própria.

Com controle emocional e fidelidade tática, Bia parou uma campeã de Grand Slam dentro do seu território, onde Muguruza fez final em 2015 e levantou o troféu duas temporadas depois. Encarar adversárias de tamanho gabarito geralmente é um processo. A canhota paulista já pegou Venus WIlliams em Miami, Simona Halep em Wimbledon, Karolina Pliskova e Angelique Kerber em Melbourne. Sofreu derrotas duras, ameaçou outras vezes. Aprendeu sempre.

Há de se salientar ainda que a grama é um desafio para todo mundo, quem dirá então para os sul-americanos. Vale lembrar que Bia conseguiu uma quadra emprestada em São José dos Campos para a difícil preparação. Graças a seu talento, fez ótimas partidas em Ilkley e no quali de Wimbledon, entrando assim na terceira semana de sucesso sobre o piso natural do tênis. Novamente, não é acaso. Desde o ano passado, tenho chamado a atenção para o crescimento do seu tênis sobre a quadra sintética e mais velozes do circuito.

Com o volume de jogo que mostrou, onde se destacam o saque afiado na hora certa e paciência para achar os buracos no lado adversário, Bia entra como favorita diante da britânica Harriet Dart, 22 anos e 182ª do ranking, e assim tem uma chance real de desafiar a número 1 do mundo na terceira rodada, a habilidosa Ashleigh Barty, uma das grandes candidatas ao título. Quem sabe, lá na mágica Quadra Central. Bia merece.

Thiem e Shapovalov engrossam a lista
A dificuldade de adaptação e o currículo de Sam Querrey foram demais para Dominic Thiem, e o vice de Roland Garros passou em branco pela fase de grama. Nenhuma surpresa. Pior mesmo foi a queda em sets diretos de Denis Shapovalov para Ricardas Berankis, que um dia foi revelação e nunca embalou. Mal acabou a primeira rodada e a nova geração não para de decepcionar, embora restem ainda esperanças como Felix Aliassime, Karen Khachanov ou Alex de Minaur.

Roger Federer deu um susto ao perder o primeiro set para o desconhecido Lloyd Harris, e culpou a lentidão da quadra por seu início ruim, sem tempo ideal de bola (ninguém treina na Central). Aos poucos, se achou e aí dominou totalmente. Vai pegar agora Jay Clarke, 20 anos e queridinho local.

Rafa Nadal também preocupou quando permitiu que o baixinho Yuichi Sugita tivesse 0-40 para 0/3. Assim que achou o ritmo, atropelou, mesmo com índice apenas razoável de primeiro saque. Agora, começam seus desafios: o desafeto Nick Kyrgios, que foi tratado do quadril e jogou cinco sets, e provavelmente Jo-Wilfried Tsonga antes de Marin Cilic.

Thiago Monteiro fez um jogo bem decente contra Kei Nishikori e quase arrancou um set, deixando escapar 3-1 no tiebreak. O cearense precisou jogar bem fora de suas características e não decepcionou. Ainda não foi desta vez que voltou ao top 100, mas ficou grudado e provavelmente mais confiante.

Altos e baixos
Bia foi a grande surpresa da rodada feminina, que viu vitórias tranquilas de Barty, Kiki Bertens e Petra Kvitova, um jogo tenebroso de Angie Kerber e uma Serena Williams sofrível. Aos menos, 13 das 16 principais cabeças superaram a rodada de estreia.

Operada do ombro direito em fevereiro, Maria Sharapova disputou apenas seu terceiro jogo desde janeiro. Sacou para o que deveria ser uma vitória tranquila com 5/3, mas não conseguiu. Por fim abandonou quando já perdia por 0/5 no set final para Pauline Parmentier. Deverá continuar no amargo 80º posto do ranking.

Dupla do barulho
Andy Murray achou a parceira perfeita para sua aventura na chave de mistas: nada menos que Serena. Mais uma atração garantida para o torneio. Os campeões olímpicos também venceram Wimbledon na mesma edição de 2016. Serena afirmou que admira demais o escocês e lembrou que ele tem historicamente se mostrado solidário ao esforço de crescimento do tênis feminino.


Comentários
  1. Euro Oscar

    Muitos bons os seus comentários, como sempre. Pequena observação: Escreveu digitou errado o nome de Minaur. Aliás, ele é de origem espanhola e a pronúncia do seu nome é incomum: “Minhôr”. Também quanto ao John Isner, a pronúncia é “Isner” mesmo. Alguns pensam que é “Àisner”.
    Quanto à Bia é uma rara alegria, atualmente, nos torneios top. Quanto ao Thiago Monteiro, pela segunda vez passa incólume pela maratona dos 3 jogos do quali (R. Garros e Wimbledon) para sucumbir na 1ª rodada. Gostei de ver o seu espírito de luta contra o Nishikori (4/6 6/7 [3/7] e 4/6. Quanto aos demais, vamos aguardar!

    Responder
  2. José Eduardo Pessanha

    Dalcim,

    O que você projeta pro futuro do tênis feminino? Andreescu, Anisimova, Grauff e Osaka dominando o circuito?
    Abs

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      É muito difícil prever o circuito feminino, Pessanha. Veja a Osaka, de repente desabou. Mas ela tem tudo para dominar o circuito.

      Responder
  3. Rodrigo S. Cruz

    [Chetnik]
    3 de julho de 2019 às 01:54

    “É, quanto mais completo e talentoso, mais difícil é se adaptar a situações adversas e distintas…faz todo o sentido”.

    Completo e mais talentoso, eu acho que o Wawrinka é mesmo.

    Em se tratando apenas de técnica, óbvio…

    Só que ele tem muitos furos na parte tática e na parte mental.

    Enquanto o Djoko é um MONSTRO nesses dois últimos quesitos.

    Dá raiva sim. Mas tenho que admitir (rs).

    Agora, tem uma coisa que acho difícil até você discordar de mim:

    O Stan sempre será um jogador muito mais espetacular do que o Djokovic…

    Abs.

    Responder
  4. Renato

    A grama de Wimbledon está lenta não é de hj, faz tempo. O próprio Brown reclamou há dois anos atras, assim como a Ostapenko, que tinha acabado de vencer RG e disse que as condições eram iguais. Permite que jogadores com recursos medíocres que a grama pede – slice, voleio e etc – e com características extremamente defensiva, com a bunda plantada na base e passando bolinha pro outro lado, cujo maior expoente é o número 1 fake, vençam ou façam boas campanhas no maior torneio que existe. Porém, apesar dos pesares, algumas características do jogo na grama ainda são preservados, como o quique mais baixo(não muito mas menos que as outras quadras) e irregular.

    Responder
  5. Renato

    Sem dúvidas Federer jogou muito mal as finais de Wimbledon em 2014 e 2015, mas durante o torneio fez ótimos jogos. Na final do u.s open/15 também jogou muito mal, desperdiçou um caminhão de breaks…. Se Federer jogar seu melhor, god mode, ninguém pode supera-lo, pois simplesmente é o tenista com mais recursos. Mas faz tempo que não joga 100%, físico não permite.

    Responder
  6. Paulo Almeida

    Vitória tranquila do maior vencedor de Wimbledons de peso da história. E pensar que esse Kudla amassou a farsa suíça no torneiozinho de Hall’s do ano passado, kkkkkkkkkk.

    Responder
  7. Angela B.

    Wow….mais um JOGACO!!!! Agora eh Azarenka vs Halep…..
    Ps – E tem um uns losers (que comentam por aqui) que adoram dizer que tenis feminino eh “bobagem”‘…
    Eh claro….tudo que fazem na vida eh perder tempo discutindo (pelos blogs da vida) se Nadal, Nole ou Federer sao os “melhores”.
    Mas assistir TENIS (de verdade)….nada. Soh focam nos jogos principais que envolvevem o Big 3. Pois essa eh a bolha que eles vivem…
    Ajuda aih, Dionisio e santa Navratilova! Ajuda nois!

    Responder
    1. Maurício Luís *

      Concordo plenamente. O tênis feminino é bonito de se ver, e mais sujeito a zebras. As meninas não tem tanta força, mas tem uma graciosidade e plasticidade só delas. Mas noto pelos comentários que há uma polarização entre Federer e Nadal. Djoko corre por fora.

      Responder
  8. Maurício Luís *

    A Bia Maia, que sempre foi uma tenista grande, agora caminha também para ser uma grande tenista. Parabéns e bons ares a levem muito adiante.
    Diferentemente de um certo baloeiro ibérico que anda por aí, que se tornou um grande tenista, mas com um jogo feio que dói, um jogo ANÃO em termos de estética. A ele, desejo que um tornado acometa o seu lado da quadra, fazendo com que a bolinha não pare quieta nem na hora de fazer o TOP. Que caia já na primeira semana e desinfete o pedaço.
    Inclusive… a feiúra do jogo dele é diretamente proporcional à aparência da cara, que é tipo olha no espelho e ele quebra na mesma hora.

    Responder
  9. Luiz Fernando

    Aliassime venceu mais uma, boa menino, nada de fazer papel ridículo como alguns bundoes da nextgen, se perder tem q ser lutando, bora p próxima!

    Responder
  10. Ricardo - DF

    Dalcim,
    é impressão apenas ou a Ozaka começou a despencar justamente depois de demitir, sem maiores explicações, o seu técnico ?

    Responder
  11. Renatinho

    Dalcim, Bia pode surpreender e ir longe no torneio ( oitavas para frente) ? Eu acho que isso é possível ( não certeza óbvio) porque o tênis feminino proporciona muitas situações imprevisíveis. Qualquer tenista com um tênis no mínimo bom se tiver num torneio inspirado tem chance de ir longe.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      O problema é o eventual duelo já na terceira rodada com a Barty. Tomara que aconteça e aí acho que será um jogo bem duro para a Bia.

      Responder
          1. lEvI sIlvA

            Rsrsrs Bem por aí, Dalcim! Na verdade, nem mesmo proibido de perder. Mas o legal mesmo, seria que a Bia levasse a melhor contra a Barty…!

  12. Rubens Leme

    Para quem gosta de efemérides, dia 3 de julho é cheia delas. Há 50 anos (1969), morria Brian Jones, dos Rolling Stones. Em 1971, foi a vez de Jim Morrison, dos Doors. Brian foi homenageado pelos Stones, dois dias depois da sua morte, com um show ao ar live no Hyde Park, para 500 mil pessoas e coube a uma banda iniciante (que virá ao Rock in Rio), abrir dia: King Crimson.

    No tênis, morreram o australiano Lew Hoad (1994) e o lendário Pancho Gonzalez (1995).

    A todos eles, meu muito obrigado.

    Responder
  13. Angela B.

    Ha muitas transmissoes online e free e com qualidade HD. E aproveitem brasileiros, porque depois da maioria ter votado no cara que faz “arminha” com o braco, isso vai durar pouco. A nao ser que vcs usem VPN!! ——————-Anyway, for now, vao no https://duckduckgo.com/ (esquecam do google search, pois eh roubada) e vcs encontrarao varios links. Vaaaaarios!!!! Entre eles, o que Tenisbrasil posta: https://live-stream365.com/
    Ps – a dica foi dada. Abs

    Responder
    1. Angela B.

      Ahhhhhhhhhhhhhhh..antes de me acusarem de ser “petralha” como ja fizeram uns posts atras – nao sou!!!
      Pra mim, petralhas e bolsominions sao espelho. Dois grupos ignorantes (de pseudo-esquerda e direita esquizoide) que se alimentam um do outro p/ acabar com o Brasil. E conseguiram – diga-se de passagem. Parabens!

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Qualquer coisa era melhor que F. Haddad, Ângela.

        O Brasil estaria sendo governado hoje, por um presidiário condenado por corrupção em 3 instâncias da Justiça…

        Responder
        1. Rodrigo

          Um presidiário que foi condenado sem crime em una vedadeira perseguição judicial. Mas pra que pensar se a televisão pensa por alguns ?

          Responder
        2. Miguel BsB

          É, agora tá sendo governado pelo “qualquer coisa” mesmo, a coisa mais bizarra que já passou pela presidência da república.
          Uma família de milicianos cercada por malucos, larápios e laranjas…

          Responder
          1. Angela B.

            Sim, Miguel BsB…vc disse tudo…o Bozo eh realmente a coisa mais bizarra que aconteceu. Parece episodio do Black Mirror kkk

        3. Angela B.

          Nem Andrade, nem Bozo…Rodrigo S. Cruz. Mas que o Poste do PT era menos pior do que o miliciano ahhh isso ele era.. Minha opiniao…anyway..
          E apesar de detestar o Lula, concordo com o Rodrigo abaixo – o cara foi julgado de forma obscura e parcial pelo Moro..E isso sao fatos, ne?
          Mas..nao vamos perder tempo discutindo politica, ne amigo? Com o tenis a gente pelo menos se distrai e se diverte. 😊🤙

          Responder
      2. HeitorD

        Kkkkk…esses ptralhas são demais…o negócio parece que agora é negar a afiliação… kkk…Vai durar pouco nada, ptralha. Tá só começando…”pseudo-esquerda”…hrsrs. ptralha sempre se denuncia. Para o esquerdista, esquerda real nunca é real, é sempre “pseudo”….😂😂

        Responder
        1. Miguel BsB

          Volta pro teu pasto, bolsotário ignorante!
          Só aparece aqui pra defecar pelo teclado!
          Se a moderação deixou passar a agressão à colega acima, tem que deixar passar esse comentário tb…

          Responder
        2. Angela B.

          HeitorD, em nenhum momento eu disse que nao sou de esquerda. Eu sou.
          Mas nao sou ‘petralha’ ou ‘bolsominian’. As simple as that. Got it?

          Responder
  14. Paullo

    sergio ribeiro reclama que seus comentários nao passam na moderacao.
    so no post passado foi um mais mal educado e agressivo que outro. Imagine os que ficam na moderacao.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Na boa, não reclamei de nada. Neste maravilhoso Esporte, o Fanatismo é que a maior agressão . Acredito que não seja o seu caso . ABS !

      Responder
  15. Eu

    Dalcim, como são definidas as ordens dos jogos e quem joga em qual quadra?
    Ja se sabe qual o horário do jogo do Nadal x Kyrgios amanhã?
    Agradeço a atenção.

    Responder
  16. João ando

    Dalcim. Joguei com a yonex vcore 100 .gostei muito..mais uma vez grato e espero ganhar a outra raquete …estou longe do ttopo do ranking mas quem sabe..

    Responder
    1. Angela B.

      Entao, teve outro incauto (VC!!) que nao viu o jogo do Wawrinka com Opelka.
      Pare de ver apenas noticias dos resultados das partidas na internet, meu caro….
      E comece a assistir (de fato) os jogos p/ dar uma opiniao MENOS RISIVEL.
      Wawrinka e Opelka foram MONTROS. E pelo que jogaram, poderiam estar na final.

      Responder
        1. Angela B.

          Quer dizer que sou fake de alguem, Paulo F?
          Well, sinto lhe informar que vc estah equivocado …e se prestasse atencao nos comentarios das reportagens do site, saberia quem eu sou….ja que costumo postar com o meu perfil do facebook 😉🤙

          Ps – Luiz Fernando: shhhhh 🤫🤫🤫

          Responder
      1. Luiz Fernando

        Querida vc agora agora se tornou a Serginha kkk? Calma, ele apenas disse, e com razão, que alguém citou q Wawrinka seria o único capaz de tirar Djoko da final, sem fazer qualquer menção se A ou B jogaram bem ou mal. Faça os comentários q vc bem entender, mas procure não arrumar confusão gratuita, é mais salutar p todos, alem de não gerar antipatia!

        Responder
  17. R. P.

    Ninguém que conhece o passado recente precisa se apegar à “grama lenta”.

    Na “grama rápida” de 2015, lá vinha um suíço estufado com favoritismo e ansioso pela revanche.

    Não existe novidade na lição do Mestre Sérvio, mas tem gente que esqueceu e há outros que nem aprenderam.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      E de onde você tirou que 2015 era “grama rápida”, ô cara pálida? (rs)

      Se a grama não tivesse realmente lenta, você acha que o Nadal teria vencido as edições de 2008 e 2010 ?

      Responder
  18. Rodrigo S. Cruz

    [Paulo F.]
    3 de julho de 2019 às 07:46

    “Logo tu, começando a renatar Pessanha?
    Que triste…”

    PAULO. F ,

    Você tá parecendo um velho cri-cri que advoga pro Djokovic.

    Parece que a única preocupação que você tem hoje no blog é essa.

    Como você ficou chato, cara!

    E em tempo:

    Melhor “renatar” do que ALMEIDAR!

    Responder
    1. Paulo F.

      Se eu estou chato, tu também tem seus momentos, parceiro…
      Faça o teu insight também.
      Paulo Almeida e Renato são quase do mesmo nível de haterismo.

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Boa!

        Aí sim, Paulão.

        Jamais pensei que concordaria contigo em alguma coisa.

        Eu não tenho a menor capacidade de te superar.

        Você fala merda como ninguém…

        Responder
  19. Angela B.

    O STANIMAL jogou demaaaaaaaaaaais contra um cara (Opelka) que demonstrou ser um excelente jogador na grama. Que Jogo emocionante e de alto nivel!! PQP!!! O melhor jogo ate agora, em Wimbledon!!!!!!!!!!!!! ——————–Kudos (obviamente) p/ Opelka – o cara mostrou que tem muuuita qualidade e nao pode ser menosprezado. Muito pelo contrario!!—Salve Wawrinka e Opelka!🙌🙌———–Well, e que Nole e outros favoritos, fiquem de olho👀.

    Responder
  20. João ando

    Dalcim. Não consigo entender por que não ttem jogo domingo em Wimbledon. …dizem que é para recuperar as quadras mas para mim isso é conversa fiada…

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sim, uma bobagem. É uma tradição religiosa se ter o descanso aos domingos. Até a década de 1980, praticamente nenhum esporte era praticado aos domingos na Inglaterra, nem mesmo futebol. Wimbledon tinha suas finais masculinas ao sábado até 1987. A mudança aconteceu por exigência da TV e interesse na venda de ingressos.

      Responder
  21. Paulo F.

    Putz!
    Bastou o Federer perder UM mísero set e a horda caprina já está dourando a pílula com esse papo ridículo de “saibro verde”.

    Responder
    1. Luiz Fernando

      O discurso precisa ser ensaiado no início p ser liberado se vier o pior kkkk. E não se esqueça de q hj o único q poderia parar Djoko rumo a final, na visão abalizada (kkkkk) de uma federete, ja foi devidamente despachado pelo Opelka kkkk. Aqui é diversão garantida kkkk!!!!

      Responder
  22. Felipe

    A se lamentar um torneio desse porte ser transmitido em apenas 1 canal na televisão. Vários jogos bons rolando ao mesmo tempo e ficamos presos na escolha do Sportv de qual jogo assistir…
    Dalcim, qual melhor opção para conseguir assistir online na sua opinião?
    Obrigado!

    Responder
  23. Evaldo Moreira

    Bom dia,
    ô muie gata sô, kkkkkkkkkkkkkkkkkkk, linda demais, jogou pacas, o que me intriga é: O que ela viu no Monteiro, o cabra fei da muléstia, kkkkkkkkkkkkkkkkkkk, gosto é gosto, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, mas Monteiro surpreendeu, e quase tira um sete do japa, é isso ai Tiago, seja firme, e a batalha continua.
    Acho e creio que Bia passe para a próxima rodada, tem tudo para ir, mas primeiro tem que despachar a britânica, e com certezz, irá enfrente a número 1 do mundo, a conferir.
    E um adendo, essa foi top:

    “[José Eduardo Pessanha]
    1 de julho de 2019 às 15:50

    [Me dá, me dá, me dá…
    Me dá Danoninho, Danoninho já
    Cálcio e vitamina pra gente brincar
    Me dá Danoninho, Danoninho dá…”
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
  24. Paulo Almeida

    Tomara que a quadra esteja bem lenta, quase parando mesmo. Dessa forma, os baseliners se sobressairão diante dos servebots e seu joguinho pavoroso. Saque-voleio nunca mais!

    Responder
  25. Rodrigo S. Cruz

    [Nattan Lobatto]

    2 de julho de 2019 às 22:05

    “Ah, tb ñ poderia de deixar meu repúdio a sabatina “CIRCO” q nossos deputados fizeram hj durante a oitiva de Moro, deplorável. Confesso q lembrou algumas postagens feitas aqui no blog”.

    Pois é, Nattan.

    A cara limpa e o mau-caratismo de alguns desses deputados me enoja…

    Vários deles enrolados com a Justiça.

    O Moro merecia uma medalha, e não aquele circo.

    Ele foi quem remiu a crença perdida de que o homem empoderado também se curva, se for diante da lei…

    Responder
    1. Luiz Fernando

      Moro é um dos poucos resquícios de decência e honestidade neste país, triste ver aquela gangue orquestrada de bandidos tentar desestabiliza-lo. Lava-jato neles!!!

      Responder
  26. Rodrigo S. Cruz

    Só um recadinho para os anti-Federer que na pasta anterior falaram de suposta “desculpa engatilhada”, para caso de derrota.

    É bom que saibam:

    Não foi só o Federer quem reclamou da lentidão da quadra em Wimbledon.

    No site de Wimbledon tem uma entrevista com o sacador Reilly Opelka.

    E ele não só corrobora as palavras do suíço, como vai além.

    O americano diz que acha que esta é a quadra de grama mais lenta que ele já jogou…

    Aí o entrevistador brinca e diz mais ou menos assim:

    ” E você gosta do fato dela ser lenta, para grandes sacadores como você?”

    Aí o Opelka sorri e diz que não…

    PS> E antes que fiquem murmurando entre si, eu acho que o Federer tem condições de ganhar, mesmo que a quadra não esteja á feição de sua predileção…

    Responder
    1. Paulo F.

      Já vi tudo.
      Tá realmente pronta a desculpa caso o Djokovic consiga ser penta de Wimbledon daqui a dois domingos e, ainda por cima, se for de novo em cima do Federer…
      – Aiiiiinnn uiiiii saibro verdeeee…
      Com 10 dias de antecedência!
      “Parabéns” federistas…

      Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        Você dormiu durante quantos anos , parceiro? Sabe quando aconteceu a maldita padronização? O Saibro Verde iniciou aí. Não tem nada a ver com Novak Djokovic. Seu problema não é gostar ou não do Esporte. É um jeito de falar de Federer x Novak. Ou seja, um fanático de carteirinha. Abs!

        Responder
        1. Chileno

          Amigo, quem precisa de desculpa não são os federistas. Os números e recordes estão a nosso favor. Quem inventa desculpas são djokovistas lunáticos que querem a todo custo fazer 15 parecer maior que 20, 250 parecer maior que 310, 5 parecer maior que 6, 4 parecer maior que 8, 3 derrotas a mais no H2H valer mais que 5 Slams e 1 ano a mais de liderança, e assim por diante.

          Responder
    2. Luiz Fernando

      Rodrigo creio q Federer é o principal jogador de grama do momento, rivalizando c Sampras na disputa de melhor expoente deste piso em todos os tempos. Por isso, claro q ele pode perfeitamente vencer com o piso assim ou assado. Mas vc há de convir, e se tiver isenção de concordar, q alguns ja prepararam o caminho (a desculpa) p explicar uma eventual derrota, não acha? Admitir q um suposto adversário vencedor o fará por méritos próprios nem passa na cabeça de alguns caras…

      Responder
  27. Luiz Fernando

    Parece q a lentidão da quadra foi apenas no primeiro set hein Sr Federer? Oh cara chorao, Nadal é Nadal em RG com sol, chuva, vento etc, então vc tem q entrar na quadra em W do jeito q for e vencer, como fez alias, e não ficar procurando desculpas p maus momentos… Ou será q vc é médium e se contactou espiritualmente com alguns blogueiros q já tem a desculpa pronta p um eventual fracasso?

    Responder
    1. André Barcellos

      O cara ganhou e falou que acha que a quadra estava lenta, no começo, mas não no fim.
      Atribuiu a lentidão a ele mesmo e depois disse que a bola estava pesada.
      Resumo da ópera: ele estranhou algo que nem sabe o que é.
      Talvez a diferença entre a quadra central e a que ele treinou, além da velocidade de Halle.
      Porém c0m certeza a quadra central de Wimbledon está cada vez mais lenta.

      Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      Essa não cola nem com superbond, cara…

      Chorão foi o Nadal, que passou a semana toda pedindo até providências da ATP, contra Wimbledon.

      E fez o “mi mi mi” render até hoje.

      Pelo que eu entendi aí, o Federer só fez emitir uma explicação.

      Sequer ele pediu pra se que aumente velocidade de quadra nenhuma…

      Responder
  28. Sérgio Ribeiro

    Realmente se preparar em Halle e pular pro Saibro Verde .,. Até o Rei da Grama se enrolou. Mas depois apresentou grande parte de seu imenso arsenal. Rafa Nadal está em casa. Treinou numa semelhante em Mallorca e desta vez não acredito que o “ baleado “ Kyrgios apronte. Dominic já nem decepciona mais em WIMBLEDON. Está lembrando GUGA que também perdeu duas em primeira rodada. Serena muito mal fisicamente e tecnicamente. Ainda bem que tirou essa dupla da Cartola com Andy. Levo fé que aprontem. O gostoso foi ver a gatinha Bia desfilando golpes com muita consistência em quadra. Era o que faltava. A carranca de Muguruza no cumprimento final foi impagável. Acredito que possa vir mais coisa boa por aí . Abs!

    Responder
  29. Marcos Marinho

    Dalcim, e a Sharapova? Desde a suspensão por doping o que se vê é uma jogadora absolutamente deslocada dos holofotes. Quando ganha manchetes, é por atitudes ridículas como a de abandonar um jogo em que a adversária ia sacar em 5-0 no set decisivo. Com todo o respeito, mas se aguentou até ali poderia tomar dois aces, jogar um par de devoluções pra fora, etc. Que sacanagem da russa. Desculpem o termo, mas não tem outro pra definir melhor. Desrespeito é muito pouco.

    Não fará falta alguma ao circuito quando disser adeus. E parece que já passou da hora. Ficamos com Kvitova e Azarenka, ótimo. Sharapova nunca mais.

    Responder
  30. João Almeida

    Dalcim, me chama atenção também como a Bia está mais madura jogando essas partidas grandes. Não quebra a bola no meio à toa, seguiu à risca um plano de jogo para enfrentar uma top e mentalmente está evoluindo. Não ligaria da Barty tropeçar na segunda rodada e abrir a chave rs

    Responder
  31. Miguel BsB

    Definitivamente, não será Wimbledon o Slam que o Thiem irá conquistar…
    Cada vez mais tenho a impressão que a sua carreira será muito parecida com a do seu conterrâneo Thomas Munster.
    Vai ganhar 1 RG, vários títulos no saibro, e, talvez, belisque o nº 1 do ranking por um curto período de tempo.

    Responder
  32. Miguel BsB

    Grande Bia (literalmente!). Vitória maiúscula pra cima de uma das melhores do circuito, mesmo não estando no melhor de sua forma.
    Dos brazucas, tenho certeza que serão dela as nossas maiores comemorações nesses próximos anos. O biotipo dela é o biotipo da jogadora moderna, alta e forte, e o fato de ser canhota ainda lhe dá uma vantagem maior.

    Responder
  33. Jonatas Bruno

    Vitória empolgante da Bia, que soube aproveitar os prós e administrar os contras. Dá uma injeção de ânimo nestes tempos de vacas magras do tênis nacional. Agora, cada jogo é uma história,com circunstâncias diferentes. O próximo, lidar com o peso do favoritismo, convenhamos, nem sempre soa positivo. Por ora, vale o festejo.

    O Nadal só se limitou a marcar presença, tenho certeza que preferia enfrentar um oponente um pouco mais gabaritado.
    Considero positivo o revés do Federer no primeiro set, vale como experiência mental que muitas vezes define os rumos de uma partida.

    Chave de duplas com Murray, Hewitt e Serena! O pacote de serviços muito bem oferecido! Wimbledon tem dessas coisas.

    Responder
  34. Nelsinho Freire

    Dalcim
    Faz para nós uma análise do jogo da Bia.
    Onde ela se destaca, onde fica devendo, seu mental, seu físico, qual caminho para evolução. E qual seu prognóstico para o ranking dela daqui pra frente?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Bia já foi 58 do mundo, portanto acho que o lugar natural dela é entre as 50. Acho que o saque dela deu uma caída natural depois da cirurgia, mas pouco a pouco ela está recuperando a velocidade no braço. Acho que precisa continuar trabalhando o backhand, que é onde cede mais pontos. Gosto muito da parte mental. Ela é bem focada, não se desespera quando está atrás do placar e tem confiança de ir para uma bola difícil sob pressão.

      Responder
  35. Angela B.

    Sobre Kyrgios vs Thompson – os ex tenistas Todd Woodbridge e John Newcombe tinham dito um pouco antes do jogo que seria imprevisivel a atuacao do Nick, tanto emocional e fisicamente. Mas de uma coisa eles tinham certeza: Kyrgios queria muito pegar Nadal na 2a rodada. E essa deveria ser sua motivacao p/ vencer a partida contra Thompson.
    De fato Kyrgios parecia estar sem comprometimento (como muitas vezes acontece kk) mas tb dava p/ perceber que ele demonstrava cansaco, e ate umas dores na parte de tras da coxa (o que eh preocupante). Anyway.. pouco treinamento, lesao mal tratada ou saiu pra uma baladinha na noite anterior (kkk)? Ou seria tudo isso junto? Nao sei…
    Porem, essa historia de que ele tomou um pneu ‘vergonhoso’ eh pura balela. Kyrgios foi quebrado logo no comeco do 4o set, mas qdo ficou puto da vida (assim como Thompson) com a marcacao dos juizes de linha e de cadeira, aih comecou a dar raquetada na bola sem direcao. E assim que perdeu o 2o servico…resolveu (propositalmente) entregar o set p/ se poupar p/ o 5o. E isso nao eh so minha opiniao, nao. Woodbridge e Newcombe falaram a mesma coisa.
    Conclusao – o que sera do jogo Kyrgios vs Nadal, tb eh imprevisivel. Mas vou torcer muuuuito pra ele entrar com sangue nos olhos contra a Drama Queen baloeira. Ps – e pra quem chama o Kyrgios de mau carater – como ja vi em alguns comentarios por aqui – vai ler um pouco sobre a historia dele e ate opinioes de amigos como Andy Murray (por exemplo) se Kyrgios eh mesmo um “mau carater”. Na boa, vai se informar. — Ps2 – E kudos pro pai, irma e toda familia de Kyrgios, que conhecem seu temperamento “fora da caixinha”, mas tb sabem de seu carater e talento brilhante…pra lhe dar conselhos e apoia-lo das arquibancadas. #GoKyrgios! Fui..

    Responder
    1. Angela B.

      Outra coisa, a arquibancada estava tao lotada de fotografos, jornalistas e fans (que se divertiam e o aplaudiam!) que a tribuna ao lado da quadra (e que dava uma visao privilegiada do jogo) estava abarrotada de gente. Ate o tenista Marcelo Melo estava lah p/ assistir o jogo. E tudo isso porque o australiano eh um ‘Show Man’ – coisa que eh raridade nesse circuito…tanto pelo seu temperamento qto talento. Portanto, falem bem ou falem mal: Kyrgios eh o cara que todo mundo quer ver.

      Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      Bom,

      Não sei quem disse que ele ter tomado pneu tenha sido vergonhoso.

      Mas quem falou isso não sabe nada sobre Nick Kyrgios… (rs)

      Ele claramente ele poupou energias para o quinto set, já que estava de físico “bichado”, e já havia largado muito mal no quarto set…

      Achei que essa tática dele foi ótima.

      Se você sabe que é mais jogador, e se garante, para quê lutar por um set perdido?

      O Kyrgios cozinhou o Thompson , e controlou o desfecho…

      Responder
      1. Angela B.

        Rodrigo, Nicolas Lapentti fez a mesma coisa no Australian Open. Se nao me engano em 1999 (?). Ele perdeu 2 games e vendo que o set estava perdido, entregou-o ao adversario sem “cerimonias”. E por isso, levou vaia das arquibancadas, que nao entendeu a tatica dele de se ‘poupar’ p/ o proximo set. E apos entregar o set, virou a partida, para depois vence-la. Ps- E por ter vencido, ganhou aplauso do mesmo publico que antes o tinha vaiado———- Nao me lembro com quem foi que ele jogou. Procurei no google, ate…,mas sem sucesso. Mas acho que era a 2a ou 3a semana do AUSOpen (??) Pois Guga ja havia perdido sua partida e estava nas arquibancadas (junto ao staff do Nicolas) torcendo por ele.————————Ps2. Como eu sei disso? Putz, amigo, eu estava lah. Sou testemunha ocular😊

        Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          [Angela B.]

          3 de julho de 2019 às 11:32

          “Rodrigo, Nicolas Lapentti fez a mesma coisa no Australian Open. Se nao me engano em 1999 (?). Ele perdeu 2 games e vendo que o set estava perdido, entregou-o ao adversario sem “cerimonias”. E por isso, levou vaia das arquibancadas, que nao entendeu a tatica dele de se ‘poupar’ p/ o proximo set. E apos entregar o set, virou a partida, para depois vence-la. Ps- E por ter vencido, ganhou aplauso do mesmo publico que antes o tinha vaiado———- Nao me lembro com quem foi que ele jogou. Procurei no google, ate…,mas sem sucesso. Mas acho que era a 2a ou 3a semana do AUSOpen (??) Pois Guga ja havia perdido sua partida e estava nas arquibancadas (junto ao staff do Nicolas) torcendo por ele.————————Ps2. Como eu sei disso? Putz, amigo, eu estava lah. Sou testemunha ocular😊”.

          Poxa.

          Que bacana, Ângela.

          Quando ele não enfrentava o Guga, eu também torcia pelo Lapentti.

          Bom tenista, e uma ótima pessoa…

          Aliás, eu fiquei orgulhoso de uma vez que ele declarou que admirava a humildade do brasileiro.

          E que o Guga era a MESMA pessoa, desde os tempos de juvenil, e que o sucesso nunca subira à cabeça…

          Responder
      2. Chileno

        Lembro também de tática “semelhante” que vi o Fernando González usar algumas vezes. Quando ele estava com o saque afiado, e abria uma quebra numa parcial, ele “desistia” de lutar pelos pontos nos games de saque do adversário.

        Confiava que ia confirmar seus serviços até o fim do set, e parava de se esforçar muito nos games do adversário para poupar energia para os sets seguintes.

        Ao invés de entrar em longos ralis, e tal, ele já queimava a bola no segundo ou terceiro golpe. Um all-in basicamente. Se caísse dentro, era winner, porque vinha realmente um torpedo. Se saísse, ENF, mas sem muita importância, já que no game seguinte, ele confirmaria o serviço.

        Responder
        1. Angela B.

          Pois eh ..Rodrigo S. Cruz, tb gostava do Lapentti …se nao me engano, alem de amigos…Guga jogava umas duplas com ele tb. Mas nao tenho certeza.

          Chileno, nao sabia dessa historia do Gonzalez. Talvez pq eu nao tenha acompanhado tantos jogos dele como de outros tenistas. Bem interessante essa tatica dele, apesar de ser arriscada.

          Responder
      1. Angela B.

        Pois eh, Bruno…eh muito facil julgar alguem sem conhecer profundamente…Quem dera as pessoas pudessem moldar suas opinioes sem serem influenciadas pela imprensa corporativista/sensacionalista ou pelo “google search”. …🤔

        Responder
      1. Angela B.

        “Palhaco’ porque na visao dos fracassados , Kyrgios nao se esforca em querer ser o No 1??? Eh isso????. ..Porque ele nao eh um ‘vencedor’ como todos esperam devido ao seu talento???..Ou porque nao eh “frivolo” o bastante, para agradar VC (um fracassado) e a sociedade individualista em que vivemos.. ?
        —CONCLUSAO ——- “Palhaco”???? Pois saiba que esse “palhaco” atrai multidoes. E esse “palhaco” ja ganhou mais de 15 milhoes de dollares (em sua curta carreira) so fazendo a “palhacada’ que vc tanto condena/inveja ————-Ate porque, Neuton, vc nunca conseguirah alcancar, a nao ser, ganhando na loteria o que ele (ate agora) conseguiu. E vc sabe disso, ne non? 🤙

        Responder
  36. Denis

    Como tem federete insuportável…teve gente reclamando do sportv porque eles cortaram a transmissão do jogo do suíço para transmitir UM game do jogo da Bia

    Responder
  37. Maisa

    Realmente não dá para entender porque não foi transmitido o jogo da Bia ! Optam sempre pela mesmice. Poucas oportunidades nós temos de ver este talento em quadra.

    Responder
  38. Nattan Lobatto

    Ñ poderia me furtar de elogiar o feito da brasileira, Vitória com “V” maiúsculo. Espero q isso der um up em sua carreira e ela passe a confiar mais em si e no que pode produzir em quadra.

    Federer novamente mostrou pq carrega em sua prateleira 20 majors, o cara tem muitos recursos.

    Nadal atropelou e terá uma pedreira pela frente, mas acredito q o australiano ñ arranca mais q 1 set do touro. Australiano este q tem seu talento do tamanho da sua capacidade de fazer “merda”… Tolice.

    Amanhã teremos o jogo daquele q caminha com propriedade para o topo do Olimpo, NOVAK DJOKILLER de lendas, reis e touroa indomáveis.

    Ah, tb ñ poderia de deixar meu repúdio a sabatina “CIRCO” q nossos deputados fizeram hj durante a oitiva de Moro, deplorável. Confesso q lembrou algumas postagens feitas aqui no blog.

    Abs p/ geral.

    Responder
    1. Márcio

      O moro deixou de ser juiz pra ser capacho de político.
      Pra virar estrelinha de TV talvez tenha melado com um dos processos criminais mais importantes da história do país, um completo incompetente, no mínimo.
      Ele e o procurador, autoridades judiciárias de um país de terceiro mundo e de quinta categoria, que passaram em concurso público.
      Profissionais sérios teriam dado o devido desfecho aos processos criminais sem holofotes e circo.

      Responder
  39. Pedro

    Dalcim,

    Eu ainda não acompanhei nenhuma partida este ano de Wimbledon. O Federer disse que a grama está lenta. O que você acha? Se estiver lenta, Nadal pode ir adiante. Se estiver rápida, mesmo o Kyrgios não tendo bons resultados ultimamente, pode superar o espanhol. Lembrando que o australiano gosta de jogar com estas lendas.

    Responder
  40. Paulo F.

    [José Eduardo Pessanha]
    1 de julho de 2019 às 15:50

    [Me dá, me dá, me dá…
    Me dá Danoninho, Danoninho já
    Cálcio e vitamina pra gente brincar
    Me dá Danoninho, Danoninho dá…

    E o Craque Dalcim gabaritou nessa. Cotonete estará na final para ser devidamente derrotado por Roger Federer.
    Abs]

    Assim como aconteceu em 2014 e 2015, Pessanha?

    Responder
      1. Willian Rodrigues

        Aaah não! Não tire o mérito do Djoko! Federer estava jogando muito nesses dois torneios! Palavras de toda a mídia especializada à época. Por favor, aí já é fanatismo. Se não produziu muito foi porque o sérvio dispôs de recursos pra anular o fantástico jogo do Federer. Ponto, final.

        Responder
        1. Chileno

          Mas tem muita diferença nisso aí Willian. O Federer jogou muito em WImbledon 2015 até a semi, mas na final não jogou bem mesmo. O saque sumiu, por exemplo. Obviamente é possível e provável que parte disso seja por culpa do Djokovic. Mas que o suíço não jogou contra o Djokovic nem metade do que jogou contra o Murray, na semi, acho indiscutível.

          Responder
          1. Luiz Fabriciano

            Apôis, como diria meu avô. Joga tudo dois dias antes contra o Murray e não joga nada contra o Djokovic na final. Por que será?

      2. Paulo Almeida

        Fregueser jogou o seu melhor naquelas duas finais e também no US 2015, mas contra o melhor de todos os tempos Djokovic não foi suficiente.

        Já na semi do AO 2016, jogou um pouco abaixo do seu melhor, o que foi suficiente para tomar aquela cacetada histórica.

        Responder
      3. Paulo F.

        Então Federer também jogou mal nos Finals que perdeu pro Djokovic?
        Também jogou mal nas semis que perdeu na Austrália?
        Também jogou mal no US Open de 2015?
        Logo tu, começando a renatar Pessanha?
        Que triste…

        Responder
          1. Rubens Leme

            Incluir entre os 10? Não, na minha opinião. Além do Pat Cash, faltou Roy Emerson e o Vitas Geruailits.

        1. Jônatas

          Tem mas não em destaque. O Dalcin destacou o Federer porém o estilo dele não é saque-voleio.

          No circuito atual só lembro do Mischa Zverev, Karlovic e do Dustin Brown.

          Responder
  41. Rubens Leme

    É má notícia essa lentidão na quadra central. A organização podia, ao menos, deixar as bolinhas mais rápidas. E parabéns à Bia, que nos deu uma grande alegria, algo que não tínhamos desde os bons tempos do Bellucci, que embora ainda fale em voltar aos bons tempos, parece mais do que nunca perto do adeus.

    Responder
  42. Paulo F.

    Que grande e sólida vitória Bia!
    Contra uma bicampeã de Slam e um deles em Wimbledon!
    Ficamos na torcida para mais uma vitória e, quem sabe, te assistir na Quadra Central contra a número 1 Ashleigh Barty!

    Responder
  43. Sandra

    Dalcim, muito bacana ver a Bia ganhar, mas você não acha que o Monteiro poderia ter ganho também? E quanto a Bia, achei aproximas adversária passavel, o ideal era alguém parar a australiana, fazer o trabalho sujo rssssss

    Responder
        1. Miguel BsB

          Feminismo é um lixo? Vá estudar e pare de falar besteira!
          Se não fosse a luta feminista, nem tênis profissional feminino existiria…
          Dalcim, esse tipo de comentário deveria tomar uma tesourada da moderação.

          Responder
          1. Miguel BsB

            Leia sobre Billie Jean King, minion! Esse tipo de comentário só deveria ser permitido em páginas de MBLs e Carluxos da vida…

          2. Rafael Brasiliense

            Se não há palavras de baixo calão, não faz sentido dar uma “tesourada” na moderação. Por sorte, aqui não é uma ditadura, o que permite qualquer um dizer aquilo que quer. Mesmo que se trate de uma estupidez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *