Caminho fica ainda mais livre para Djoko
Por José Nilton Dalcim
1 de julho de 2019 às 17:29

Wimbledon não poderia ter começado de forma mais bombástica. Perdeu logo de cara Alexander Zverev, Stef Tsitsipas, Gael Monfils e Grigor Dimitrov, viu a queda de Naomi Osaka e o brilho de uma menina de meros 15 anos.

Não se pode dizer que a derrota de Sascha tenha sido uma real surpresa. Além de viver momento de pouca confiança, ainda encarou logo o ousado canhoto Jiri Vesely, que já esteve duas vezes nas oitavas de Wimbledon e veio embalado do quali. Fez uma exibição rica, desde o saque até o ataque constante e ótima movimentação, arriscando as curtinhas que tanto machucam o alemão.

Mas a derrota do grego estava totalmente fora do prognóstico. Pior ainda: Tsitsipas não jogou mal, embora pudesse ter ido um pouco mais à rede para cortar o jogo de base tão sólido do adversário. O fato é que o italiano Thomas Fabbiano espancou a bola. E olhem só: além de estar com 30 anos, mede apenas 1,73m, teoricamente inadequado para a grama. Que fase incrível vive o tênis italiano.

A lista de grandes nomes a deixar a chave masculina incluiu Gael Monfils e Grigor Dimitrov, ainda que o francês fosse dúvida até o último momento e acabou mesmo por abandonar no quinto set depois de vencer os dois primeiros. Já o búlgaro levou incrível virada do garoto francês Corentin Moutet, outro ‘baseliner’ de ofício.

Quem deve estar achando tudo muito divertido é Novak Djokovic. O tetracampeão até perdeu dois games de serviço, um em cada abertura dos primeiros sets, mas cresceu pouco a pouco e fez um set final bem solto e respeitável diante de Philipp Kohlschreiber.

No seu caminho agora só existe um cabeça de chave até as oitavas: Felix Auger-Aliassime, que acaba de ganhar seu primeiro jogo num Grand Slam.

O outro quadrante ficou bem mais dentro da normalidade, com vitórias firmes de Kevin Anderson, Milos Raonic e Feliciano López, avanços de Karen Khachanov e Benoit Paire, atuação soberba de Stan Wawrinka. O suíço, que não passa da segunda partida em Wimbledon desde 2015, contratou Dani Vallverdu para ajudar Magnus Norman neste fase de grama e se mostrou bem à vontade diante de Ruben Bemelmans.

Momento histórico
Mais jovem tenista a superar o quali de Wimbledon, Cori Gauff tem menos idade do que muitos dos pegadores de bola em quadra. Na estreia, encarou um ídolo de infância, que já fazia sucesso no circuito dez anos antes de ela sequer ter nascido. Nada pareceu incomodar a menina de 15 anos diante de Venus Williams, de 39 e cinco troféus no currículo. Não é nada fácil despontar para o sucesso sobre a grama, e isso só indica que Cori parece ter tudo para uma carreira de destaque. E breve.

A chave feminina também viu a queda de três das 16 principais cabeças logo de início. Favas contadas, Naomi Osaka reencontrou Yulia Putintseva e não se achou em quadra, como aconteceu em Birmingham dias atrás. Com raras exibições decentes desde o Australian Open, a japonesa deixou a entrevista oficial repentinamente, porque estava a um passo de cair em prantos.

Karolina Pliskova, Simona Halep e Elina Svitolina venceram em sets diretos, a derrota de Aryna Sabalenka para Magdalena Rybarikova está longe de ser surpresa. E cuidado com Sofia Kenin, candidata a herdar todo o quadrante de Osaka.

Quadra Central
Para quem não viu ou não leu, sugiro a notícia que fiz sobre a história da legendária Quadra Central.


Comentários
  1. André Barcellos

    Kyrgios pode ter muito talento, mas deixa a desejar na parte técnica. Tem o forehand preso, braço encurtado, e com muito spin. Numa quadra de grama é mais aconselhável bater sem tanto topspin. De preferência aquele straight arm forehand. Ele é capaz de produzir forehands assim, fortíssimos e sem spin, mas só em contra ataques ou bolas “suicidas”. Mas mesmo assim com braço encurtado. Perde a alavanca do tronco.
    Seu backhand, igualmente, não me convence. Parece preso e sem giro.de corpo.
    O saque é ótimo, assim como a mão.

    Responder
  2. Paulo Almeida

    Renatard, Djokovic surra o Frauderer desde que ele tinha 29 anos e não 34, captou? Antes disso ou era muito novo ou sofria com a intolerância ao glúten. Mesmo assim, ficou no máximo 11×6 pro entressafreiro.

    Se tivessem começado juntos, o sérvio teria 20 Slams e o freguês no máximo 8. Aceite que dói menos.

    Responder
  3. André Barcellos

    Achei normal Federer entrar nervoso e meio lento hoje. No mais, o sul-africano tava sacando muito e batendo pesado.
    Mas o suíço mostrou que tem lenha pra queimar, recuperando-se brilhantemente no jogo e deixando em quadra muito de seu maravilhoso arsenal.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Movimentação geralmente é o problema para os tenistas altos, mas acho que ele também bloqueia demais as devoluções. No entanto, o principal problema pode estar na parte emocional. Como ele joga um 30-30 no 4/4 do quarto set, por exemplo.

      Responder
  4. Rodrigo S. Cruz

    [Chetnik]
    2 de julho de 2019 às 02:30

    “Se adapta bem melhor porque é bem mais talentoso e completo”.

    Porra, Chet.

    Aí não, né meu velho?

    Ás 2:30 da matina, e já contando piadas? (rs)

    Responder
  5. José Eduardo Pessanha

    Dalcim, a coisa tá feia pro Berdych. Está parecendo muito com o final de carreira do Ferrer. Gostaria que ele saísse por cima, mas não vejo como. A aposentadoria é iminente.
    Abs

    Responder
  6. Fedex

    Federer na entrevista após o jogo falou da lentidão do piso, foi até irônico. Acho que a Pilisokova tbm comentou isso. Eu particularmente achei isso, e é perceptível a dificuldade de se finalizar o ponto com Winner. Eu achei muito lenta, Dalcim. Vc sentiu alguma diferença?

    Responder
  7. Luiz Fernando

    Tomara q o Aliassime não trilhe o mesmo caminho dos seus companheiros de nextgen, o q seria uma lastima, pois é um jovem de talento impar. Derrotas em primeiras rodadas acontecem com qualquer tenista, mas a frase do Zé Verev de q sua confiança está abaixo de zero é simplesmente ridícula e emblemática da cabeça desses caras. Como um jogador q num mesmo torneio venceu Federer e Djoko na sequencia ha 6 meses pode dizer tal impropriedade? Deveria admitir o mau momento e dizer algo do tipo”farei de tudo p me recuperar” ou q é “apenas um mau momento”, mas ao invés disso ele já entrega os pontos. Se as coisas continuarem assim o Big 3 vai jogar e vencer até os 50 anos…

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Como sempre muito mal informado, L F . Até porque é alienado também as notícias. Problemas extra -quadra com empresário e namorada , fora a doença de seu Pai, mexerem com a sua confiança. Se fosse diferente Lendl já teria largado. Tem muita estrada pela frente pra ser julgado por alguém sem nenhum currículo para tal . És um eterno comentarista de resultados. E que não vê nem jogo do Espanhol rsrsrs Abs!

      Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        Ps. Há um mês disse que Muguruza não era de nada e agora a chama de campeã kkkkkkkk É hora de você começar a elogiar bastante a tão criticada Bia , como muitos estão se aproveitando para fazer . Será que a menina tomou Danoninho ou está amadurecendo aos poucos ? Abs!

        Responder
  8. Luiz Fernando

    Dalcim vc comentou q Cilic seria o mais perigoso p Nadal, mas se vencer Kyrgios, o q eu considero provável, acho q terá mais dificuldades com Tsonga do q num eventual confronto com Cilic. O francês, ao contrario do croata, vem jogando bem na grama, quase venceu Federer, e hj venceu em menos de uma hora. Qual sua visão?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Eu sempre desconfio do físico do Tsonga, embora é claro seja um tenista espetacular e um dos que mais gosto de ver jogar. Se o Cilic embalar, eu o considero bem perigoso.

      Responder
      1. Jônatas

        Para a alegria dos Nadalistas eu acho que o Kyrgios ganha do Nadal.

        Alegria eu digo pois eu sou péssimo em palpites então é provável o Kyrgios levar 3-0. hahahahaha

        Abs sr José Nilton!

        Responder
    1. José

      Shapovalov pra mim é o mais superestimado da nova geração. Não vejo ele no mesmo nível dos outros não. Aliassame, Zverev e Tsistipas tão bem na frente.

      Responder
  9. Rafael Brasiliense

    Gostaria de assistir ao jogo entre Fognini e Tiafoe em vez de Nadal e Sugita, que está sendo transmitido pela sportv. Mas essa possibilidade simplesmente não existe, mesmo que eu esteja disposto a pagar por isso. Roland Garros mandou bem disponibilizando esse tipo de serviço. O Australian Open faz mais bonito ainda, porque é gratuito. Fico agradecido se alguém souber de algum site no qual eu possa assistir aos jogos. Abraços.

    Responder
    1. Lucas

      Boa tarde, Rafael.

      Sou apostador esportivo e acompanho tênis. Os sites de apostas sempre transmitem os jogos de tênis, basta você fazer uma conta na bet365 por exemplo, fazer um depósito mínimo, e apostar 1 ou 2 reais no dia (isso vai te liberar todos os jogos, todas as transmissões: futebol, basquete, tênis, cavalos, enfim). Depois você realiza o saque do dinheiro caso não gostar de apostar.

      Não é exatamente a coisa mais simples a se fazer, mas se estiver disposto a acompanhar, é uma possibilidade.

      Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      Pô, Rafael.

      Por que tu não assiste pelo stream, cara?

      Eu assisto a todos que eu quero num site (inclusive vi Fognini x Tiafoe), em qualidade HD, e grátis ainda!

      Responder
  10. Renato

    274 do mundo o adversário do espanhol!? Não entra direto nem em chave de challenger, tem que disputar qually ou jogar future! Kkkkkkkk

    Responder
  11. Carlos Farinha

    É uma pena que o tempo passa e estamos próximos de não ter mais o Federer em quadra… Um gênio que provavelmente está sentindo a questão física e talvez não seja tão competitivo neste momento quanto Djokovic e Nadal.
    O caminho está ficando bom para o Djoko que é meu favorito no caso da queda do Federer e parabéns para a Bia Maia que deu uma pequena alegria para os brasileiros tão carentes de ídolos no tênis depois do Guga.

    Responder
  12. Sandra

    Dalcim, independente o resultado do Nadal contra o japonês, vc não está sentindo nele , sem vontade de jogar? Será que ele vai entregar o jogo para não ter que pegar o Kyrgios ?

    Responder
      1. Sandra

        Gostei do seu hahaha! Por incrível que pareça vou torcer pelo Nadal !! Se Nadal começar a ganhar Kyrgios vai começar a quebrar tudo !! Site sua estar longe!! rsss

        Responder
    1. benjamin botao

      De novo esse papo furado de tenis “que tem medo” de adversarios? Jogadores do quilate de Nadal, RF e Nole nao vivem de ficar com medo de um ou outro adversario… essa teoria lembra coisinha de jardim de infancia, richa de molecadinha, eh uma coisa bisonha so de pensar…. Jogadores como eles tem uma equipe que trabalha junto com atleta, desde tecnicos, estatisticos, medicos, relacoes-publicas, eh estrutura super professional…. Onde, por Deus cabe, um pensamento bisonho desses num ambiente tao profissionalizado ?

      Responder
  13. Gildokson

    Todo mundo mete o pau no Zverev, mas vamo combinar que esse Dominic Thiem também é uma peça hein…
    Esses caras só vão ganhar Slam quando não houver nenhum big 3 na chave. Apesar que continuam perdendo em primeiras rodadas para outros meros coadjuvantes, então capaz que nem com os 3 grandes fora.

    Responder
  14. Luiz Fernando

    Maior vitoria do menos individual brasileiro em muitos anos, que jogo incrível da Bia, Garbine é uma campeã, parabéns a nossa conterrânea. Monteiro fez o q pode, pessoalmente esperava q ele perdesse com um placar bem mais elástico, o q já mostra q o japa é outra galinha morta nesse torneio, mas um adversário dificílimo no caminho de Federer kkk…

    Responder
  15. Renato

    As coisas estão voltando aos eixos com Roger dando aula de voleio e slice. Quanta diferença de qualidade em comparação com o number 1 fake!

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      O slice do Federer está para nona sinfonia de Beethoven, assim como o do DJoko está pra uma música do ” É o Tchan”.

      kkkkk

      PS: (hoje eu tô impossível)

      Responder
  16. Luiz Fernando

    Querrey é um adversário duro nesse piso, já inclusive venceu Djoko em uma edição passada, hj dispensou Thiem, q nesse piso é uma negação. E Kyrgios levou um pneu no quarto set, vencendo o quinto quase pelo mesmo placar, deve ter dado a viajada costumeira…

    Responder
  17. Luiz Fernando

    Como o Rodrigo Cruz cobrou uma abalizada resposta de outro blogueiro acerca de um questionamento não respondido, gostaria q ele respondesse do pq criticar o Paulo Almeida por só pegar no pé do Federer e nunca citar o Lógico q só pega no pé do Nadal? Vc só responde o q lhe convém? Aguardo sua abalizada explicação kkk…

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Com todo respeito, Luiz Fernando…

      Como é que vou comparar uma das figuras mais queridas do blog, com a mais detestada que já existiu?

      O Lógico jamais promoveu arruaça e nunca foi prepotente e pedante como o outro citado.

      Tenha dó, né parceiro…

      O Lógico e divertido, engraçado… e absolutamente NINGUÉM leva à sério o que ele fala do Nadal.

      Você é o único!

      Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        Engraçado S . Cruz . A torcida do Flamengo também te acha a figura mais detestavel deste Blog. Posso falar por ela. Vaidosinho demais com quem discorda de suas opiniões abalizadas rsrsrs . Posso garantir que você não agrada a ninguém kkkkkkk Abs!

        Responder
    2. Sérgio Ribeiro

      Qual foi o questionamento não respondido , o figura ? Quanto ao Lógico, ele tira sarro pra cima de passador de Recibos Fanáticos. Será que você e o MC se encaixam desde 2013 ? ” Federer só vence ATP 250 ” . Conheces o autor da Pérola ? ABS!

      Responder
  18. Luiz Fernando

    Queria tirar uma duvida com o Pessanha: em sua modesta casuística de sets q seriam perdidos p Federer no torneio vc contabilizava esse de hj? Kkkkk…

    Responder
  19. lili

    Bom Dia, Dalcin!
    Aí está Wimbledon e suas surpresas!
    Bem que o sul-africano pode ser o “bicho-papão” nesta estréia de Federer! Acaba de quebrar o Roger!
    Fico me perguntando como seria a fama e a história de cada um dos algozes de Roger sem a exuberância e o estilo do jogo imposto por Roger?!
    Como seria , ou será, ó “negócio tênis” quando este cidadão encerrar a carreira? E esse momento se aproxima.
    Se Você não fosse esse “blogueiro” conhecedor e culto cujos posts nos ensina tanto, iria sugerir ser psicólogo! rsrsrsrs
    Dalcin, dentre tantos excelentes comentadores/conhecedores, assíduos nestas páginas, elejo o comment do Miguel BsB-02/07, 01:31 como o mais sensato!
    O mundo precisa dos sensatos e pacientes, no mais a “terra é redonda” como uma bolinha de tênis!
    Obs.: Com o frio do sul o nome do torneio mudou para “Vin(nho)DoBom”! rsrsrs
    Parabéns pelo blog, excelentes posts, parabéns aos comentadores!

    Responder
    1. Miguel BsB

      Também agradeço o elogio Lili!
      É muito bom tomar um vinhozinho nesse frio né?
      Aqui em Brasília tb deu uma esfriada, comprei uns Alentejanos e Malbecs argentinos pra encher a adega…hehe

      Responder
  20. Rodrigo S. Cruz

    Olha, sem querer parecer implicante.

    Mas essa Muguruza tem pernas de “saracura”…

    O mulher da perna fina!

    Vamos, Bia.

    Eu acredito!

    Responder
  21. Renato

    Rapaz, o tal de Harris jogando com a faca nos dentes, não está respeitando nem um pouco Roger. Tem um grande saque e está enfiando a mão na bola sem medo. Vamos ver por quanto tempo consegue manter o nível. Preocupante.. ..

    Responder
  22. André Barcellos

    Meu Deus, que jogo pavoroso entre essas duas meninas, a Maria e a Kerber.
    Estão parecendo o Kyrgios jogando de brincadeira, só que estão jogando sério.

    Responder
  23. Matias Filho

    Você assistiria um jogo final de WB entre Federer x Laver na grama rápida e os equipamentos, preparação, etc, de hoje em dia? Quem você acha que seria vencedor em 10 embates na grama? É sempre bom excercitar a imaginação… Abs!

    P.S: repetido do post anterior. Obrigado!

    Responder
  24. Renato

    Sim, Rodrigo, o cotonete tem ótima devolução, preparo físico e backhand, mas peca em vários critérios do seu jogo. Bola por bola não acho que esteja entre os melhores da história. Laver, Federer, Nadal, Borg, Sampras e alguns outros tem mais que ele.

    Responder
  25. Sandra

    Dalcim , sou uma pessoa muito espiritualiza , independente de religião e percebo também isso em você e em muitas pessoas do seu blog , por isso minha pergunta , como um ser humano como Kyrgios , com tanta falta de caráter consegue ganhar , ter tanta sorte, ele não perde saque , só estou esperando o que ele vai fazer dessa vez

    Responder
  26. Evaldo Moreira

    Bom dia,
    Ah T.Monteiro, você que usar o topspin da base?.
    Logo na grama?, ai fica fácil para o japa, que vai vencendo o 2 set, o brasileiro é esforçado e tudo mais, até perguntei ao Dalcim sobre isso, de o Tiago ter mais variações de jogo, melhorar o saque, volear melhor, ir mais á rede….enfim, não seria uma boa, treinar fora do Brasil, pegar um intercâmbio lega!?
    Minha opinião………..
    Olha essa análise de agora do Dalcim: “incrível vacilada de Monteiro. Jogando muito bem com o primeiro saque, ele abriu 40-0. Mas daí em diante passou a ter dificuldade para controlar a bola no fundo, errou um golpe fácil de forehand e acabou cedendo o serviço muito cedo outra vez: 3/2.'”.

    Responder
  27. Miguel BsB

    É possível sim mudar de opinião no decorrer da vida e dos fatos…aliás, é salutar! Os sábios tem dúvidas, os tolos, certezas.
    Na minha opinião, e de muita gente, Federer é o maior tenista da história, mas isso tá longe de ser definitivo…Seus 2 maiores rivais e perseguidores estão em plena atividade e são mais novos…Tem condições de quebrar os principais recordes do suíço sim, e, caso isso aconteça, talvez eu e muita gente mude de opinião.
    Agora, tênista favorito, estilo de jogo favorito, aí é questão de gosto e não vão mudar com bate bocas nem imposições. Isso eu tenho formado, e, pra mim, um tênis agressivo, com doses calculadas de risco e imprevisibilidade, me agradam mais em assistir. Claro, aliados sempre a capacidade de competir e vencer.

    Responder
    1. Luiz Fernando

      Perfeito Miguel, Federer hj é o GOAT, creio q não há como negar isso. Também creio q é e será o mais hábil de todos por um bom tempo. Agora quanto a quem será no futuro próximo o maior/melhor, precisamos aguardar o final das carreiras do Big3 p afirmar com certeza.

      Responder
    2. Jônatas

      Isso é realmente relativo e nunca vai ter unanimidade certo? Dito isso o esporte NÃO considera o melhor de todos os tempos o atleta SOMENTE por números. Vem outras coisas portanto MESMO que o Djokovic ou o Nadal consigam superar os Slams, semanas como nº1, etc eu acho DIFÍCIL a maioria considerá-los como melhor de todos os tempos no tênis.

      Sinceramente, eles não são tão completos quanto o Federer na minha modesta opinião. Djokovic é melhor baseliner, Nadal é é melhor no saibro mas no TODO não os acho melhores que o Federer. Se não fosse o Federer eu ia ficar dividido pois eu acho que no estilo de tênis que se joga HOJE o Djokovic é melhor MAS eu acho o Nadal MAIS COMPLETO que o Djokovic.

      Pronto, agora vai dar briga…

      #PÁS

      Responder
  28. Renato

    Federer mental de uma criança de 10 anos!? E qual seria a idade mental do cotonete? 4,5, 6? Um cara que quebra raquetes, dá piti com juízes e pegadores de bolas, ameaça não jogar com vento, abraça árvores e entrega a vida espiritual na mão de um charlatão, quase um débil mental….

    Responder
    1. Paulo Almeida

      Mental de um atleta maduro que não treme pros rivais durante as adversidades durante uma partida, enquanto seu ídolo baixa a cabeça e isola a bolinha no público quando a vaca vai pro brejo, rs.
      Logo, não tem esse tipo de talento, presente no GOAT Djokovic e no Nadal.

      Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      Mental de 10 anos que obteve os principais recordes do tênis.

      Recordes que, ainda hoje, o Djokovic vislumbra distantes com auxílio de uma LUNETA.

      Eu queria ter um mental tão “porcaria” assim…

      Responder
  29. Maurício Luís *

    Parece-me que a Naomi Osaka tá precisando de ajuda psicológica… urgente. Não está conseguindo lidar com a pressão por resultados. Já esse filme antes com outros (as) tenistas.

    Responder
  30. Ricardo

    Dalcim,
    Li há um tempo atrás que o Aliassime tem um problema cardíaco de nascença – arritmia, se não me engano -, tendo inclusive abandonado alguns jogos em função desse problema. Isso procede? Se sim, tem informação sobre a gravidade e se isso pode de alguma forma atrapalhar a carreira dele?
    Abs

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Eu só me recordo de um jogo em que ele precisou abandonar por isso, no US Open do ano passado, então não acho que seja algo que comprometa sua carreira no momento, Ricardo. Felizmente!

      Responder
  31. Renato

    Rodrigo,

    Vc acha mesmo que o ser citado por vc tem capacidade pra mudar o que eu penso, com argumentos pra lá de medíocres?! Kkkkk
    Não vejo problema algum em mudar ideias ou maneiras de pensar, desde que com o mínimo de fundamento.
    Já dizia minha irmã: ” Só os ignorantes não se contradizem “.

    Os fanáticos tem dificuldades de admitir o óbvio, Novak não chega aos pés de Roger no quesito “bola “. Ganha seus jogos pelo preparo físico e elasticidade fenomenais, além de ter superado o suíço longe do auge, após os 34, pois antes era um baita freguês. É o ônus do suíço ter estendido a carreira muito acima da média da maioria esmagadora dos tenistas. Ainda vence torneios por ser o melhor e mais completo e mesmo assim não será um freguês da nextgen como o pirulito caminha pra ser.

    Responder
    1. Paulo Almeida

      Baita freguês que tem 12×6 em finais, 12×11 em semifinais, 19×9 desde 2011 e 8×2 em GS desde 2010. Pobre Frauderer terceiro melhor de sua época.

      Ainda esperando uma vitória dele sobre o Nadal no saibro…

      Responder
      1. Renato

        Antes de 2011 também existia tênis, e Novak apanhava feio do suíço. Como é mais novo o sérvio começou a sobressair-Se sobre o suíço com o passar dos anos. Natural. Mas bola por bola o sérvio não chega nem próximo dos melhores da história, quanto mais de Roger.
        Sorte que Novak não era profissional entre 2003 e 2007, caso contrário provavelmente perderia 3/4 dos jogos contra Federer.

        Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      É o que acho também, Renato.

      Além do “atleticismo” realmente privilegiado que o cara tem, não dá para negar que ganhar do Djokovic é dureza .

      É um carne de pescoço. Chega em bolas impossíveis, muda bem as direções, devolve no pé saques muito bons….

      Negar as qualidades dele, a gente só nega com o intento de provocar um Fake.

      kkkkkk

      Mas, sério:

      O tênis que ele pratica, só perde pro Nadal na “chatonice”.

      Ele até tenta dar uma enfeitada aqui ou ali, mas logo mostra que não é do RAMO.

      (rs)

      Admitamos:

      Falta um pouco de talento mesmo…

      Responder
    3. Jonas

      Eu não tento te convencer. Mas gosto de zuar vocês Federetes. Porque são argumentos sem lógica.

      “Federer tá velho, não aguenta mais”

      Sendo que ele é o favorito pra vencer Wimbledon e pegou uma chave fácil.

      “Nadal foge de Federer”

      Sendo que o suíço é freguês, há anos.

      “Halle é tão importante”

      Tão importante que um Bicampeão e um Tetracampeão não dão a mínima. Sendo que os 2 tem vitória sobre Federer em final de Wb.

      São vários argumentos, estes sim medíocres. Fora o cara que disse que o Baghdatis é um rival mais difícil que o Murray, pqp.

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        O que Murray fez a mais na carreira do que o cipriota, pouco importa nessa análise, meu caro…

        O que eu disse, e reafirmo, é que foi MIL VEZES mais fácil pro Djoko vencer o seu “lambe-botas” pessoal, do que o Federer ter vencido o então promissor Marcos Baghadatis.

        Eu nunca seria “tolinho” de comparar os dois tenistas.

        Murray é mais jogador, sem a menor dúvida…

        Abs.

        Responder
        1. Jonas

          Os fatos dizem o contrário. Como eu disse, Murray vinha de vitória sobre Djokovic na final de Roma. No ano anterior em Roland Garros, o placar da semifinal entre eles foi 6×3 6×3 5×7 5×7 6×1 em favor do Djokovic.

          Já o Baghdatis foi surrado por 5×7 7×5 6×0 6×2. Óbvio que o Murray exige bem mais do Djokovic, isso é fato. Tanto é que venceu o sérvio 2 vezes em final de Slam.

          Responder
  32. Renato

    Dimitrov e Monfis sendo eliminados tão cedo não é novidade. O búlgaro desandou de vez, por incrível que pareça após vencer o finals. Aliassime agradece.
    Tsipas e Zverev…. Que decepção. Tem que parar de falar um pouco, trabalhar mais, ter disciplina, senão serão eternos coadjuvantes. Amanhã é dia do Thiem pular fora.

    Responder
  33. Renato

    Não sou muito de acompanhar o tênis feminino, salvo algum jogo interessante ou mulher bonita. Rs. Mas é surpreendente o que a menina vem fazendo. Tenho quase certeza que ali está nascendo um novo fenômeno.

    Responder
  34. Renato

    Se Stan não der aquelas viajada de sempre, é provável que seja o único que tenha chances reais de tirar o sérvio do torneio, ainda mais com a “grama saibrada ” que se apresenta, favorecendo os pushers e maratenistas.

    Dalcim, vc acha que a grama está a mesma do ano passado. O baixo número de aces e grande número de quebras de saque indicam que nunca esteve tão lenta. Onde já se viu Milos fazer menos de 15 aces em um jogo na grama em três sets? E Karlovic fazer “apenas ” 21? Muito pouco para seus padrões.

    Responder
    1. R. P.

      Pronto. A turma do Boca Murcha já está com a desculpa engatilhada: “grama lenta”… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Só esperando mais uma final e música no Fantástico em homenagem ao tri-vice de Wimb.

      Responder
  35. Lucas Leite

    Dalcim, o que você acha dessa sensação de desconforto atual em muitos dos tenistas de destaque? Muita pressão? O circuito está se tornando muito exaustivo? Fiquei me perguntando, se as recentes declarações de alguns tenistas, sobre a forma como estão se sentindo quanto ao tênis agora, são só coincidências ou não. Zverev alega que sua confiança no momento está abaixo de zero e não sabe o que fazer para resgata-la. Tsitsipas disse que se espera muito dele e que ele falhou mais uma vez, sem entender como conseguir mais consistência. Osaka quase chorou na conferência de impressa e disse não conseguir mais sorrir em quadra como antes. Halep disse que não está muito a se importar com seus resultados agora que já tem um Slam na bagagem e que ela mesma nao espera muito dela nos próximos tempos. Qual é sua análise sobre essa falta de segurança desses nomes de destaque?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Acho que tudo depende da personalidade de cada um. Muitos se adaptam bem à pressão, outros não. A cobrança muitas vezes está dentro do tenista, como aconteceu por muito tempo com Murray, lembra? Ou mais lá atrás com Agassi. Mas quando se tem qualidade, uma hora o resultado aparece.

      Responder
  36. Rafael Brasiliense

    Nos confrontos entre Federer e Rafa, Roger venceu 55% daqueles sobre a quadra dura (11×9); na grama, o suíço venceu 67% (2×1); já naqueles ocorridos no saibro, Rafa saiu vitorioso em 69% deles (11×5). Se fizéssemos uma média aritmética, o tenista da Basileia sairia vitorioso por uma pequena margem: 51% ante 49%. Para isso, no entanto, o número de confrontos em cada piso deveria ser o mesmo. Como não é, a média certa a se fazer é a ponderada, na qual atribuímos um peso para cada superfície a depender do número de confrontos ocorridos naquele tipo de piso. E é aqui o cenário se inverte, já que o peso dado à grama é muito inferior àquele concedido ao saibro, piso no qual indiscutivelmente Nadal é, disparado, o maior e melhor jogador da história.

    Responder
    1. Paulo Almeida

      11×5? Tá mal informado, hein, filhinho? A aniquilação é de 14×2, uma vergonha absurda. Pode refazer seus cálculos e, já que falou em média ponderada, os pesos dos confrontos em Slams também são maiores; pelo menos o dobro.

      Responder
  37. HeitorD

    É incrível como a grama faz bem ao Djokovic. Ouso dizer que é onde aparece o melhor tênis dele, apesar de não ser onde ele tem mais GS. Mas fica muito nítido, por exemplo, a diferença do estilo dele para o do Nadal. Djoko joga claramente mais dentro da quadra e pega a bola mais cedo e etc…Até o voleio dele lá fica melhor. Espero ansiosamente por uma final Federer vs Djokovic. Tecnicamente, é o que de melhor podemos ter.

    Responder
  38. Barocos

    Bem, tudo que espero, e desejo, para Wimbledon 2019, é que a bruxa não esteja solta. Na torcida por Novak x Wawrinka de um lado e Roger x Nadal no outro. Os que se safarem e disputarem a final irão compartilhar minha torcida, e que vença quem mais fizer por merecer (ainda que possua uma ligeira preferência pelo Djoko).

    Caso isto aconteça, aí meus amigos, será um forte indicativo de que a tal “nextgen” não passará de mais uma “shadowgen”.

    Responder
  39. Sérgio Ribeiro

    E a Zebra passeia a vontade enquanto a Grama permite. Tanto no feminino quanto no masculino. E ainda vem aqueles Sabichões dizendo que Rolanga é mais imprevisível rsrsrs Ao contrário de Monfils ( não tem mais físico para a superfície como afirmou ) , o Sérvio demonstra aos 32 , um de vaca premiada. Domínio absoluto sobre todos os fundamentos necessários à apontá-lo como o maior favorito. Independentemente de papo de chaves. O Rei da Grama ( incrivelmente cabeça 2 em Wimbledon aos 38 ) , terá que operar uma mágica em 5 Sets. Já Zverev e Tisitsipas vão ter ainda que aprender muito para arrumar algo no Templo. Bem, não custa lembrar que Lendl nunca arrumou nada por lá. Mas seu pupilo cabeça de geleia para os bundoes do grupinho , levou dois SLAM e um Ouro Olímpico. Aguardemos Rafa e Roger estrearem para termos uma visão geral. Lembro que a novíssima geração não é composta apenas pelos que já dançaram rs Abs!

    Responder
  40. Rodrigo S. Cruz

    [Nando]
    1 de julho de 2019 às 20:53

    “Uma pena, pois eu particularmente gosto do jogo do ucraniano”.

    Um talento!

    Ele tem um tênis belíssimo, Nando.

    Gosto principalmente quando ele executa seus SLICES.

    Mas não me refiro aqui apenas ao tradicional de backhand, mas o de FOREHAND mesmo.

    Ele tipo corta a bolinha com a direita e faz o drop-shot ou até mesmo longa, cheia de efeito “side spin”…

    Lindo golpe!

    Mil vezes assistir uma partida do ucraniano, do que 10 outras do Novak “Monótono-vic”.

    Especialmente quando o sérvio resolve assassinar o tênis-arte com seus slices de lagartixa com câimbra…

    kkkk

    Responder
  41. Evaldo Moreira

    Boa noite,
    É cada comentário louco mano, kkkkkkkk, irado demais, o bom fica nisso, mas se extrapolar, não tem jeito , farra de patadas entre torcidas, kkkk.
    Dalcim, uma simples pergunta: o que faz o Lendl, no star de Zverev?. Do jeito que anda, ele cai fora……

    Responder
  42. Maurício Luís *

    Dalcim, poderia informar o que aconteceu com o coreano Chung, por favor? Desapareceu…
    E a julgar pelo desempenho nada espetacular da Naomi Osaka nos últimos meses, seus dias como Top 10 estão contados. Vai cair no ranking tão ou mais rápido do que subiu. É a tal história: “Tudo o que sobe, desce.”
    Aí está mais uma das qualidades do Big 3: manter-se no topo por todo esse tempo.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Continua afastado por contusão nas costas. Ele sempre teve um problema com os pés, principalmente bolhas, e demorou muito para achar um tratamento adequado.

      Responder
  43. Marcos Pontes

    Dalcim, você crê que Federer com 40 anos faça o que Karlovic tem feito??
    Os 3 GS que jogou esse ano passou pra segunda rodada, fez final de ATP 250.
    Cada vez mais viro fã do croata.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Acho que poderia sim passar algumas rodadas, mas são visões bem diferentes do circuito. Federer não jogará por jogar, mas somente para vencer. Então não sei se chegará aos 40.

      Responder
  44. Sônia

    Affffff, menos menina, menos, derrotou uma “vovó”, portanto, menos. Inacreditável como os pais estragam os filhos, inacreditável, a menina ganhou apenas uma partidinha e já se acha, menos menina, menos (nada a ver com confiança). Dalcim, participar de qualificatório num Slam, precisa estar ranqueado em que faixa? Beijos.

    Responder
  45. Rodrigo S. Cruz

    SÉRGIO RIBEIRO!

    Você pode até correr, mas não pode se esconder.

    kkkkkkkkk

    E não vou sossegar enquanto não ler aquele teu comentário “abalizado”, sobre o Alexander NUTELEV…

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Já te falei que você posta demais e assiste de menos, caríssimo Rodrigo. Leia mais lá pra baixo que as “ desculpas” já foram dadas. Somente te aconselho que não digas tanta besteira como na época da demora de Sir Andy Murray se firmar. O parceiro e o Pessanha tiveram que engolir muita m…da que disseram antes da contratação de Ivan Lendl rsrsrs Abs!

      Responder
      1. José Eduardo Pessanha

        Falando em Murray, um postulante a ser o maior tenista da história não pode perder GS pro Murray. E o cara conseguiu perder dois. E mais dois por Wawrinka. Antes que voltem com aquele papo de que Murray venceu Federer em Wimbledon, basta lembrar que o suíço jogou 4 h e 15 m contra o Delpo no dia anterior.
        Abs

        Responder
        1. Chetnik

          Kkkk, e o Djoko jogou por horas, num jogo duríssimo de 5 sets, contra esse mesmo Delpo, na semi de WB que perdeu para o Murray. Tem que ser mais cuidadoso com essas desculpas esfarrapadas.

          Responder
  46. Miguel BsB

    Dalcim, outro dia numa pergunta vc listou uns jogos entre lendas e uns jogadores “medianos”, para determinar qual seria mais interessante. Fui de Djokovic x Cuevas, na grama, você me respondeu que gosto é gosto rsrs
    Acho que não fui tão mal, o uruguaio tem jogada do dia ou jogada do torneio em quase todos campeonatos hehe

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Ele tem uma série de jogadas espetaculares na carreira, Miguel. Essa de hoje foi bem parecida com outra no saibro. Genial!

      Responder
      1. Miguel BsB

        Sim, ele tá se especializando nessa batida de costas!
        Sem contar aquele “fake smash/drop shot” que ele fez outro dia na final de Estoril contra o Tsisipas.

        Responder
  47. Nattan Lobatto

    Apesar do Djoko ñ ter pego a pior chave do big 3, teve a estréia mais emblemática e a leitura que fiz do pouco q assisti do jogo foi:

    1. Saque afiado;
    2. Movimentação em dia;
    3. Devolução monstruosa (melhor de todos os tempos);
    4. Drop shot em dia;
    5. Pode melhorar e crescer muito no decorrer do torneio.

    Abs

    Responder
  48. Rodrigo S. Cruz

    [ Jonas]
    1 de julho de 2019 às 19:58

    “Surra nos argumentos?
    O que vc argumenta não tem lógica”.

    Jonas,

    Tudo que eu deblaterei foi procurando ser lógico.

    (mesmo trocando farpas e bordoadas, pois ninguém é de ferro…)

    Só fiz menção da suposta surra, porque você me pareceu mesmo um tanto quanto “nocauteado”. (kkkk)

    Já que chegou ao ponto de querer até OBRIGAR o Renato a pensar como você pensa…

    ( olha só que doidera! )

    Não sei te dizer se o Renato é “Flamengo até morrer”.

    Mas acho que “Federer até morrer”, todo blog vai concordar que sim.

    (rs)

    Responder
    1. Jonas

      Eu não obrigo ninguém a nada, só dei uma “zuada” mesmo. Na prática, ninguém aqui vai mudar a opinião do outro, mesmo com bons argumentos. Há anos é assim neste espaço.

      Responder
  49. Miguel BsB

    Que bom ler aqui que Stan the Man teve atuação soberba em seu jogo de estréia! Vou procurar os higlights…Quem sabe, quem sabe, ele não consegue o extraordinário feito de fechar o Grand Slam (difícil, muito difícil).
    Dimitrov perdeu na 1 rodada? Sem comentários…

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Olha, está numa situação complicada. Desde junho do ano passado, já passou por quatro cirurgias, a última delas em março, com problemas no punho, braço e cotovelo.

      Responder
  50. Rodrigo S. Cruz

    [Paulo Almeida]
    1 de julho de 2019 às 18:52

    “Bicho, você não sabe como seria uma dádiva se você parasse de comentar por aqui, mas é claro que não vai acontecer”.

    Ótimo saber que te incomodo!

    Mas falando sério…

    Você já assistiu aquele filme: ” O pestinha”?

    Pois bem.

    Eis aqui EXATAMENTE o que vai acontecer neste blog, no dia em que você resolver sair:

    https://www.youtube.com/watch?v=jBBDWypVx-Q

    (kkkkkkkkkkkkkk)

    Responder
    1. Paulo Almeida

      Não me incomoda muito, pois já estou vacinado. Na verdade, o contrário está muito mais próximo da realidade, kkkkk.

      Pior que foi hilário você querer pagar de santo no post do Bartolomeu, sendo que todo mundo que entra na discussão “meu tenista é melhor do que o seu” é farinha do mesmo saco.

      Aí, primogênito do Belzebu foi boa. Parabéns.

      Responder
  51. Roger Fedeiros - O Entediado!

    1. Dalcim, a quadra central tá mais lenta?
    2. Dalcim, o Federer é o maior favorito?
    3. Dalcim, WB é o GS mais importante?
    4. Dalcim, vc acha que deveria ter um M1000 na grama?
    5. Dalcim, vc é a favor ou contra o ranking da grama?
    6. Dalcim, qual a maior torcida do blog?
    7. Dalcim, não seria ótimo para o Tênis se o Federer ganhasse Wimbledon antes de encerrar a carreira?
    8. Dalcim, como vc aguenta esse fake?… kkkkkkk

    Aí que tédio!… Tá ruimbledom! Ainda bem que hoje e na temporada mais boring do tênis, “nóis tem os nutelinha”, os abalizados da igreja, e a VALE3 (3,69%) pra distrair um pouco… kķkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Muitos k hoje…. uhuuu!

    Responder
  52. Jonas

    É bom que essas derrotas doam bastante no Tsitsipas. Em alguns anos vai estar disputando esses torneios com Aliassime, Zverev, Thiem…

    Gosto bastante do mental dele, um cara que não aceita a derrota.

    Agora, sou muito mais o estilo de jogo do Aliassime. Torcendo pra ser ele o substituto do Djokovic nos próximos anos.

    Responder
  53. Jonas

    “Djokovic é o melhor, Jonas. Não faz nenhum sentido o Federer ser melhor nem do que o Nadal.”

    Também acho o Djoko melhor, mas há argumentos bons pros 2 lados. É um confronto equilibrado, principalmente porque Djoko perdia muito no início de carreira. Agora o Fedal é vexatório. Cara, imagina se o Federer se aposenta antes dos 36 anos. Esse histórico dele com Nadal seria ainda mais vergonhoso. E teve gente deste grupo pedindo pro suíço se aposentar em 2016…

    Responder
    1. Paulo Almeida

      Desde que o sérvio resolveu seus problemas com o glúten e elevou seu nível de jogo, não há equilíbrio algum com nenhum jogador, como expus no último tópico: é surra nos dois arquirrivais. Porém, fica a sensação de equilíbrio porque sofreu no início da carreira contra os dois.

      Pode crer e, mesmo no hard court, ainda vejo vantagem para o Nadal com seus 3×1 na Austrália.

      Responder
      1. Jonas

        Se agnt pegar um vídeo do Djokovic jogando em 2011 e comparar com 2009, por exemplo, é uma diferença gritante. Mostra bem o que você está falando.

        Na época, realmente fiquei impressionado com o nível de jogo dele, especialmente no Australian Open, torneio que ele venceu cedendo apenas 1 set.

        Responder
        1. Jonas

          Quanto ao Nadal, é bom que isso seja pontuado mesmo.

          Ele é sim um jogador de saibro, mas vai muito bem em outros Grand Slam. Esse 3 x 1 em cima do Federer mostra isso e é expressivo. Curioso nunca terem jogado no US Open. Acredito que em 2010 o Nadal venceria e eles ficaram próximos de se enfrentar.

          O Nadal incomoda seu rival em outros pisos. Pro Federer equilibrar um pouco, teria que incomodar bem mais no saibro, mas isso certamente é um grande desafio pra ele.

          Responder
          1. Rodrigo S. Cruz

            De modo algum, meu jovem.

            Há 3 anos que falo aqui a mesma coisa.

            Não tenho qualquer preferencia entre: Stan, Federer, Fognini, Kyrgios, ou qualquer outro tenista de talento, que joga no ataque, não na defesa…

            Eu cultuo o estilo, não a pessoa…

            Você só cultua o Djokovic e pronto. (rs)

      1. Paulo Almeida

        Resposta simples: entressafra 2003-2007 e lesão do Nadal em 2009.

        E de 2008 a 2016 (9 temporadas) teve desempenho pouco superior ao do Murray.

        Próximo!

        Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Ele não joga desde maio de 2018. Dog sofre de uma síndrome que enfraquece seu organismo principalmente em viagens longas.

      Responder
        1. Miguel BsB

          Assisti Dolgopolov x Belucci na central do Rio Open em 2016…o ucraniano venceu de virada, e mostrou atitude quando a torcida pegava no pé dele.
          Eu tb gostava muito do jogo dele, totalmente heterodoxo.

          Responder
  54. Jonatas Bruno

    Notória a capacidade do Djokovic de recuperar o controle da situação. Com o jogo e mente condensados, sustenta o mérito do favoritismo. Com a chave esburacada, felizmente ainda há bons nomes a “intimidar” o Gigante. Já que o Tsitsipas naufragou, espero que o Stan continue a aquecer o seu abençoado backhand.
    O segundo nome forte da chave, fez bem mais do que eu esperava, o grandalhão simplesmente pôs o seu cartão de visita em ação. Não à toa a grama é o seu quintal.

    A Cori Gauff fazendo jus a idade de debutante e fez mais desse evento, algo que será lembrado e revivido ao longo de toda a sua carreira. Em que pese a idade e o momento na carreira da Vênus, ainda assim é um feito notável e memorável!

    Responder
  55. Nando

    E a nextgen (esses 2 já consolidados) começou decepcionando…Zverev (q vem mal, mas já está no top10 faz tempo) e Tsitsipas (esse disse q poderia ganhar WB já esse ano) rodando logo na estréia, contando já com a desistência do Coric às vésperas de iniciar o torneio. Só Felix salvou a lavoura.
    Cotonete teve uma estréia tranquila, e eu achando q Kohlschreiber poderia complicar kkkkk. Agora o sérvio deve treinar até as quartas (Felix pode complicar nas oitavas? É uma incógnita), e se Medvedev rodar antes, aí cotonete treinará até as semis kkkkkk.
    Dimitrov…esse aí parece q já era sem ter ido.
    Stan estreou bem, o canadense boneco de posto tbm…esses 2 talvez (taaaaaalvez) possam complicar pro sérvio lá na frente, mas acho improvável.

    Responder
    1. Paulo F.

      Wawrinka é o Stan the Man, mas a grama sempre foi um dos seus pontos fracos.
      Duvido que eliminaria Djokovic num possível enfrentamento.

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Pois é…

        O Stan tem a preparação do golpe muito longa.

        Então, ele precisa de um pouco mais de tempo.

        E isso faz toda a diferença na grama.

        O Djokovic já não tem esse problema, e se adapta bem melhor…

        Responder
  56. Rubens Leme

    Vi o jogo inteiro do Wawrinka e ele deitou e rolou com passadas de backhands incríveis, na paralela e cruzadas. Agora espero que não se desgaste muito contra o gigante sacador Opelka para termos uma terceira rodada contra o Milos Raonic. Outro que está bem também é o Feliciano.

    Responder
  57. Chetnik

    Caramba, Monfils tomou a virada? Nem tava sabendo…o cara é um palhaço mesmo. Não sabia que o Dimitrov tinha perdido também…mas esse, de toda a forma, não representa nenhum perigo ao Djoko.

    Djoko praticamente na final já.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Monfils, Dimitrov e Gulbis.

      Três casos definitivamente perdidos.

      Todos os 3 tenistas talentosos em algum grau, mas que nunca chegam lá.

      Infelizmente…

      Responder
  58. Paulo Almeida

    Djokovic também mostrou hoje porque domina o fundamento slice como ninguém, fazendo o alemão experimentar do próprio veneno. Sério que tem gente que ainda critica? E as deixadas e voleios? Não há dúvidas de que é o mais completo e mais talentoso da história, para o desespero dos fedtards. O ídolo deles com aquela esquerda fraquinha e o mental de uma criança de 10 anos nunca chegará nem perto do arsenal do GOAT.

    Responder
    1. Nattan Lobatto

      Cara, ele deu uma curtinha no 3 set de deixar qualquer anti-nole de boca aberta. O saque tá afiado e a movimentação excelente. Bora lá, só faltam 6 …

      Abs

      Responder
      1. Miguel BsB

        Nessa eu defendo o Djokovic (como se ele precisasse hehe). Acho que ele tem um drop muito bom, sabe esconder bem…executou vários muito bem ontem e vem executando em todos os últimos jogos que assisti dele.
        O slice, aí acho que é bem desengonçado, mas até que funciona…nota 6.

        Responder
        1. Paulo Almeida

          Desengonçado onde, cara? Ele bate certinho na bola e pode ficar na troca de slices o tempo que quiser. Você caiu foi no papo do Rodrigo de “slice-lagartixa”, um cara que bloqueia a própria mente para negar o talento absurdo do sérvio.

          Se conseguir, tente ver o jogo todo contra o alemão e verá o que estou dizendo. Mandou vários slices baixos e venenosos chamando-o pra rede e definindo o ponto na sequência.

          Slice nota 8 no mínimo.

          Responder
  59. Chetnik

    Kkkkkk, Zverev, Bwhahahahahahahahahaha! Qual será a desculpa que, do alto da sua arrogância contumaz, o único participante do blog que vê os jogos inteiros vai dar? Kkkkkkkk.

    E esse bebê chorão do Zverev tava falando esses dias que dependia apenas da “Next Gen” querer para vencer o Big 3, kkkkkk. Que sujeitinho grotesco.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Não tem desculpa não, o mala rs Arrogância teem seus comandados da Whats que é de onde você FINGE que vê um simples jogo. Daí a babaquice de repetir a exaustão o lance de “ Goat Paraguaio” pelos seguidores manes. Novak deu um Show de como se joga na Grama ( enquanto ainda não virou Saibro verde ). Flexionando muito os joelhos, devolvendo bem próximo a base ( ao contrário de Zverev ) , e subindo a rede sempre na boa ( ao contrário de Tsitsipas) . Lendl achou que era difícil trabalhar com Murray … O Danoninho já vinha em ma fase e apenas confirmou , simples assim. Abs!

      Responder
  60. Willian Rodrigues

    Auger-Aliassime é, sem dúvida, o cara que pode derrubar Djoko antes de uma final!
    Joga muito bem na grama e tem todos os golpes.
    Sérvio já não leva mais toda aquela vantagem de outrora no aspecto físico em relação aos demais jogadores. Torço desde 2007 para Djokovic! Mas, sei não viu…

    Responder
  61. Efraim Oliveira

    Pelo histórico em slam, já esperava a queda do Zverev; já o Tsitsipas, apostei que iria mais longe – achava um forte candidato depois do big3.

    Jogo entre a Vênus e a Gaufe pode representar a passagem de bastão pra futura grande campeã americana.

    Responder
  62. Luiz Guilherme Stipp Correia

    Na moral, essa Osaka com essa cara de choro toda vida. Falta atitude, postura. Parece que o número 1 fez mal, não caiu bem pra ela. Zverev tem nem o que falar, superestimado.

    Responder
  63. Luiz Fernando

    Djoko ainda mais favorito após hj, acho q seria muito imaginar q o jovem Aliassime ou Anderson irão vencê-lo. Caminho aberto p a final.

    Responder
  64. Sandra

    Dalcim, se você acha qua abriu para o Djokovic abriu também para o Félix, se ambos passarem, eles terão que derrotar quem para que se tenha esse encontro, e se tiver só espero que ele não resolva mostrar o seu talento contra o Djokovic rsssss

    Responder
  65. Paulo F.

    Tsitsipas é outro.
    Enquanto continuar nutellão como o Zverev, corre o risco de ser outro Dimitrov.
    Assim, vai ficar fácil demais pro Félix ser sozinho o próximo dominante do tênis.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Comentarista de resultados , passou por aqui. O Cara somente possui 20 anos , mane’. Se liga , e largue um pouco o grupinho da Whats. Abs!

      Responder
        1. Sérgio Ribeiro

          O Grego tem um dos mentais ( se não o melhor ) mais fortes da novíssima geração. Somente não percebe quem pouco conhece do Esporte. Abs!

          Responder
          1. Paulo F.

            Como tua arrogância e prepotência extremas te deixam cego a ponto de não conseguir interpretar uma mera frase, eu te ajudo: apenas comparei o mental do canadense com o grego.
            Ou seja foi uma comparação ENTRE dois elementos, não uma comparação de um elemento com o todo.

  66. Paulo F.

    O Sérgio Ribeiro é outro que adora desmerecer o Djokovic.
    Enquanto isso o sérvio avança, já o teuto-russo que o sabedoria plena tanto acha o pika da galáxia…uhmmmmmm…continua sendo o rojão molhado.

    Responder
      1. Paulo F.

        Boa pergunta.
        Mas prepotente, arrogante, cheio de razão, abalizado do jeito que é, se o creme de avelã russo-alemão decepcionar como o craque que não explodiu, ainda acho que é capaz de dizer que o mimizento foi um dos melhores tenistas que já assistiu.

        Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Leia mais os comentários, avoado Paulo F. Somente o chamo de Goat Paraguaio quando me refiro a sua turminha ( isso quando os comentários passam na moderação) . Apontei Novak favorito em todos os SLAM ao longo do ano e segundo favorito em RG. O rapazinho não leu ? Pare de se preocupar em tentar desmerecer Roger Federer e se concentre no melhor deste maravilhoso Esporte. Não sou criança como você , pra desmerecer um dos maiores da história, como Novak Djokovic. Abs!

      Responder
      1. Rafael Brasiliense

        Qualquer um que desmereça Federer, Nadal ou Djokovic merece um grau de atenção similar ao seu nível de entendimento de tênis: nenhum.

        Responder
  67. Paulo F.

    Realmente, a chave do Djokovic abriu bem aberta e logo na estreia do torneio.
    Acho que se o sérvio sair de seu setor (pois tem o Felix e esse guri tem futuro) estará novamente na final sem qualquer problema.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *