Grandes semifinais, mas dois amplos favoritos
Por José Nilton Dalcim
6 de junho de 2019 às 18:18

Roland Garros viverá uma sexta-feira para lá de especial. Pela primeira vez em oito anos, terá todos os quatro principais cabeças na semifinal masculina, reunindo nada menos do que 52 títulos de Grand Slam e os três melhores jogadores da história.

Mais divertido ainda, Novak Djokovic e Rafael Nadal têm enorme chance de se manter ainda mais vivos na perseguição ao recorde de 20 troféus de Roger Federer. O sérvio pode ir a 16, o espanhol mira o 18º. E o suíço, é claro, colocaria uma pá de cal nesse sonho se cometesse a façanha de ganhar o Aberto francês uma década depois.

O austríaco Dominic Thiem é o ‘patinho feio’ nessa briga de gigantes, já que só tem uma final de Slam até hoje. A seu favor, está a juventude: aos 25 anos, possui sete a menos que seu adversário desta sexta-feira e 12 atrás do mais idoso. Mas a questão física não parece ser o item mais relevante.

Djokovic e Thiem superaram com rapidez seus jogos adiados da quarta-feira e entrarão para o duelo direto em pé de igualdade. Impossível não dar o favoritismo ao sérvio, que lidera o histórico por 6 a 2. A rigor, as derrotas para o austríaco aconteceram numa momento de baixa em sua carreira, em Paris de 2017 e em Monte Carlo do ano passado. Desde então, se cruzaram apenas no saibro veloz de Madri há coisa de um mês, onde Djoko venceu por um placar bem apertado e diversos sustos.

O sérvio precisa antes de tudo evitar o começo ruim que viveu nesta quinta-feira diante de Alexander Zverev. Foi quebrado num game tenebroso, o seu pior até aqui no torneio, e só mesmo a fragilidade emocional do alemão evitou a perda do primeiro set. Até então, Sascha se mostrava aplicado e muito focado. De repente, virou um top 100 e levou uma surra. Vale observar que Thiem teve uma atuação notável diante de Karen Khachanov, saindo de quadra com apenas 11 erros. Portanto, me parece importante Djoko se impor desde o início e não deixar o austríaco animado, porque o poder de fogo dele é inegável e proporcional à confiança que for adquirindo.

Nadal e Federer geram enorme expectativa, mas me parece existir apenas uma chance de o suíço sonhar com a vitória: atuar de forma iluminada ou o espanhol jogar abaixo do que vem mostrando. Se estiver ventando forte como diz a previsão, a dificuldade aumentará ainda mais, já que o suíço tende a perder a precisão do saque, de seus golpes retos de ataque e da segurança nos voleios. Por isso, ele detesta vento. Para ser ao menos competitivo, Federer precisa manter Nadal na defensiva, mirar a linha e encurtar seu tempo de reação. Quando for à rede, máxima atenção às paralelas de forehand, que o espanhol voltou a executar com perfeição.

A lógica aponta para vitórias de Nadal e Djokovic, talvez até mesmo em sets diretos, contra seus adversários de backhand simples. Qualquer coisa fora disso, será surpresa. Vale lembrar que a última vez que Roland Garros viu uma final entre dois backhands de uma mão foi a de Guga Kuerten e Alex Corretja, em 2001.

Uma nova campeã de Slam
O sábado também será muito especial para a chave feminina, e aí o motivo é radicalmente diferente: todas as quatro postulantes ao título jamais fizeram sequer final de Grand Slam e há uma clara predominância da nova geração: Amanda Anisimova, de 17 anos, enfrentará Ash Barty, de 23, enquanto Marketa Vondrousova, de 19, duela com a única experiente da turma, Johanna Konta, de 28. Também em contraste com o masculino, três delas não figuram no momento sequer entre as top 25.

Porém, não vejo motivo para se achar que os jogos decisivos serão de qualidade baixa ou menos emocionantes, já que são todas tenistas que gostam de um jogo mais agressivo. Anisimova deu um verdadeiro show de ousadia e competência diante da atual campeã Simona Halep, sem tomar conhecimento do currículo adversário. A norte-americana de pais russos esteve no Brasil em 2017 para se testar no saibro, maravilhou todo mundo no juvenil e ganhou seu primeiro título profissional em Curitiba, ainda aos 15. Era evidente que ali havia um enorme potencial. Se ela e Barty dominarem os nervos, deve ser um jogo espetacular, porque a australiana tem mão de sobra, faz o que quer com a bola e pode enlouquecer Anisimova com essa variação.

Se Konta se candidata a erguer o primeiro título britânico em Paris após quatro décadas, Vondrousova tenta entrar no rol curtíssimo das canhotas que conquistaram Roland Garros. Por conta da chuva de quarta-feira, os dois jogos semifinais acontecerão simultaneamente e fora da Chatrier, e ainda por cima no primeiro horário do sábado (11h locais, 6h de Brasília). Tenta-se preservar alguma equidade para a final de sábado, mas é de se lamentar.


Comentários
  1. Fernando Pauli

    Como tinha previsto a final foi confirmada para domingo. Só que eles tinham dito antes que o jogador tinha o direito de um descanso de pelo menos 24 h. Como a partida terminou por volta das 16h local, a final amanhã devia começar as 16h ou ir para a segunda. Queria ver se fosse o Djoko a disputar a final se ele não iria arrumar confusão.

    Responder
  2. Fernando Pauli

    Eu pessoalmente não gosto do Djoko, mas fiquei com vergonha do modo que o comentarista da Band Sports torceu descaradamente para o Thiem, até a Dada Viera ficou incomodada. Parecia fá clube de cantor sertanejo kkkkk.

    Responder
  3. Fernando Pauli

    Foi por pouco mas ganhou. O bom que a final está garantida para amanhã, assim como o décimo segundo título de Nadal. Porém vou torcer para o Thiem.

    Responder
  4. Ricardo - DF

    É quase impossível vencer Nadal em RG. O cara chega em todas as bolas, e devolve-as com enorme spin, o que dificulta muito quem está do outro lado. Mas, o sucesso do espanhol no saibro é indissociável de sua absurda condição física. O esforço dispendido batendo na bola daquela maneira , o tempo todo, e a correria para buscar todas as bolas acabariam com o físico de qualquer jogador em um ou dois sets. O milagre do físico de Nadal, que não tem paralelo na história do tênis (Djoko tb corre, mas fica muito atrás do espanhol), permanerá um mistério. Como pode gastar tanta energia e não cansar ? Talvez uma fiscalização fora do período de competição, como a que fizeram com o Anderson Silva, pudesse esclarecer algo, mas acho difícil isso acontecer no tênis.

    Responder
    1. Maria izabel

      Nossa,acho tão feio,acusar sem provas.
      Condicionamento físico é algo de treino e também de cada um.Tenho dois irmãos, um é um touro malhado e sarado,o outro ,magro sem músculos e fazem academia juntos.E te garanto, o sarado não toma nada,apenas é dedicado para ter um belo físico.
      Ótima semana e vamos ter um olhar mais humano,esse mundo está cheio de ódios.

      Responder
  5. Erick Fioretti

    Grande Dalcim,

    Gostaria de comentar especificamente sobre o torneio e a organização em si. Uma várzea!

    Venderam ingressos separados para cada semifinal e olha o que aconteceu. Isso sem contar na péssima decisão de adiar o jogo para amanhã. Claramente houve pressão do sérvio, que começou a reclamar durante o primeiro ser junto ao supervisor. Você acha que ele pressionou para isso também?

    Outra coisa, esse é o disparadamente o PIOR Grand Slam para se visitar. Conheço o complexo, e sempre escolhi visitar outros torneios (US Open, inclusive). Pelo que li em comentários, na Europa também estão dizendo isso. Gostaria de ler a sua opinião a respeito, Dalcim. O que acha?

    Abraço.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      A venda dividida começou em 2017, e acho um absurdo. Ganância exagerada. Roland Garros ficou ultrapassado na questão do espaço, mas você sabe que essa briga por aumentar a estrutura é de anos e anos. A FFT até ameaçou sair de Paris para pressionar a Prefeitura. Quanto ao Djokovic, certamente fez pressão para adiarem o jogo. Defendeu seus interesses, não chega a ser o fim dos tempos. Mas a organização não pensou em quem pagou ingresso.

      Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Puxa, é acima de tudo uma questão de experiência. Sentir a direção e velocidade, evitar cruzar ou paralela, bater mais forte contra o vento e colocar mais spin a favor etc e tal.

      Responder
  6. Paullo

    Começo de jogo e Quadra não estava lotada no fedal
    Os fedtards vão dizer que é culpa de quem? Do Nadal
    kkkkkkkk
    Ou do horário
    Ou do vento

    Mas não admitem que o fed nem sempre lota estádio

    Responder
    1. André Barcellos

      Com certeza tem algum tipo de dificuldade de logística envolvida.
      Transporte, gargalo na organização das entradas e sabe lá o que mais.
      Talvez o nobre comentador nunca tenha ido num grande evento de tênis…
      Não gostar do jogo do cara, ou da pessoa, tudo bem.
      Mas negar o óbvio….

      Responder
    2. Fernando Pauli

      Em que mundo vc vivi para dizer absurdos como esse? Sem noção. Simples, as pessoas nem sabiam direito se iria haver jogo por causa da chuva que já estava caindo no complexo durante o jogo do feminino. E se vc não sabe, um jogo pode continuar durante uma chuva fina, mas não pode começar com ela. Menos de meia hora após o começo do jogo, a Chatrier já estava lotada, pois todos os ingressos já haviam sido vendidos há mais de dois meses.

      Responder
      1. Sônia

        Todos os ingressos foram vendidos e quando comecei a assistir ao jogo, o local estava lotado (mesmo com aquelas condições climáticas). Beijos.

        Responder
      2. Luiz Fabriciano

        Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Como sempre…
        Vender ingressos dois meses antes não é garantia nenhuma que a final será realizada por A x B. O cara simplesmente compra para a final.
        Se a A ou B perder na primeira rodada, ou qualquer uma antes da final, ou simplesmente não ir ao torneiro, um dia após a venda dos ingressos, como se explica a compra antecipada para assistir A ou B?

        Responder
  7. Daniel

    Seria muito difícil o Federer ganharm em RG / 5 sets do Nadal.
    Mas aquele game 4/4 no segundo set, 40×0 pro Federer mexeu com o jogo.
    A partir dali ele entrou em parafuso.
    Talvez fosse 3/1, ele merecia 1 set pelo que jogou hoje e nos outros jogos.

    Responder
  8. Rafael

    Djoko tem mais é que reclamar mesmo. Se perder, que perca pq o Thiem foi melhor, não pq joga melhor no vento. Federer também deveria ter marcado posição firme, afinal, é o Federer.

    Nadal favoritaço contra quem quer que seja na final, como se precisasse de alguma ajuda, rsrsrsrs.

    Esses 3 são incríveis.

    PS: Cada vez que se fala na popularidade de Djoko por aqui, lembro de um dos porquês de eu ter começado a torcer pra ele. Sempre simpatizei com underdogs.

    Responder
  9. Renatinho

    Dalcim, acho que depois dessa Federer chegou a conclusão que está inteiro fisicamente. No seu piso menos bom ( lentíssimo) e onde seu físico é mais exigido simplesmente fez acima do que esperava. Você prevê Federer com a confiança em alta na grama ?

    Responder
  10. RCM

    Que coisa horrível o Djokovic fazer pressão para parar o jogo pq sabia não estar bem. Ele precisa sempre destas coisas pra se dar bem. Nadal e Federer também jogaram nas mesmas condições sem reclamarem. Por isto que Djokovic nunca terá a mesma torcida e simpatia.

    Responder
  11. RCM

    Horrível ver o narrador da Band Sports puxar o saco do Federer! Que coisa feia. Federer tem uma esquerda muito ruim pra quem é tão considerado bom. E inteligente como é o Nadal, explora isto. Assim como o Djokovic por ser um número 1 ter voleio e smash tão ruins.

    Responder
  12. Mário Cesar Rodrigues

    Djokovic estava desesperado,foi depois de tanto pedir para não dar um tempo e sim suspender para sábado,pressionou a Direção do torneio foi ralé pq Nole deu uma de bandido 15 minutos antes de anunciar o adiamento ele foi embora fdp não tem caráter

    Responder
  13. Fedex

    “Novak Djokovic, número um mundial, viu esta sexta-feira o seu encontro das meias-finais diante de Dominic Thiem ser suspenso devido à chuva, mas o anúncio do adiamento para sábado gerou alguma polêmica, por ter sido feito quando já estava sol e já depois de serem divulgadas imagens do sérvio de 32 anos a abandonar o completo de Roland Garros.

    No Eurosport, a ex-tenista e comentadora Barbara Schett, durante o ‘Game, Schett and Mats’, afirmou mesmo ter a informação de que Djokovic abandonou o complexo antes de ter conhecimento do adiamento do encontro para a jornada de sábado. Outras fontes da imprensa no local indicam que Djokovic terá pressionado a organização a concluir o duelo diante de Dominic Thiem apenas no sábado.”

    Dalcim, depois desses comentários da imprensa, fica cada vez mais claro que o Djokovic sabia que perderia o encontro caso continuasse hoje. O que você acha sobre o ocorrido? Realmente o Thiem , hoje, era favorito. Como o sérvio tem poder nos bastidores e como a organização de RG foi infeliz em tomar essa decisão. Comente um pouco sobre isso, por favor.

    Responder
  14. Nando

    Mestre, o bh do Federer suportou bem as bolas ali hein…o q deixaram a desejar na minha opinião, foram o fh e o saque. 1° e 2° sets eu achei q Federer foi bem, teve chances e não pode reclamar da falta delas…
    O q vc achou do Federer hoje?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sim, o backhand aguentou bem, Nando. Estava difícil achar o timing com aquele vento todo para atacar com o forehand, mas acho que ele foi bem nos dois primeiros sets considerando-se todas as dificuldades.

      Responder
  15. Pedro

    Dalcim,

    Tinha toda a condição de acabar o jogo do Nole hoje. Se não era para acabar, que nem começasse. Na realidade não deveria ter tido jogo algum hoje, mas se para alguns teve, que tivesse para todos. Tanto é que quando o juiz deu a notícia, estava fazendo sol. Ser número um e ter todo este poder junto a ATP pesaram na hora de pressionar os dirigentes de RG.

    Responder
  16. Lomeu Lima

    As chaves foram suaves para ROGER, NADAL e NOLE. Deixem de ser Stewie Wonder, sem idolatria. NADAL x NOLE OU THIEM premia os melhores do torneio. Um lembrete: FEDERER e DJOKO não tem Ouro Olímpico ( Ouro nas Duplas do FEDERER nem conta para o maior vencedor do tênis) individual. NADAL não tem FINALS. Por mais completos que sejam, sempre faltará algo no currículo. Ao longo de 2 décadas os maiores tenistas são FEDERER, NADAL e NOLE, nessa ordem.

    Responder
  17. Luiz Henrique

    Lamentável o comportamento do Djokovic. Eu torço pro Nadal, e estava torcendo pra pegar o Djokovic na final, apesar dele ser mais difícil em tese, pra poder mandar um recado aos 2 maiores rivais, ganhando bem deles em RG, aumenta as chances de ganhá-los nos outros majors, embora Rafa n seja o favorito contra eles, mas mandando um recado quem sabe as chances aumentam. Era minha torcida, Era. Pq depois da palhaçada q djokovic fez aí, espero q o Thiem venha amanhã e desça a marreta nele, de preferência com pneu no 4º set

    Responder
  18. Rubens Leme

    Dalcim, podia-se adaptar o tema de Escrava Isaura para Escravo Rogério. Imagine o Dorival Caymmi cantando.

    Lerê, lerê, lerê, lerê, lerê
    Lerê, lerê, lerê, lerê, lerê
    Lerê, lerê, lerê, lerê, lerê
    Lerê, lerê, lerê, lerê, lerê

    Vida de Rogério é difícil, é difícil como o quê
    Vida de Rogério é difícil, é difícil como o quê
    Eu quero morrer de noite, em Paris me matar
    Eu quero morrer de açoite se tu, Rafa, me deixar

    Responder
  19. Luiz Henrique

    Curioso essa conversa fiada de que Nadal está com sorte. Os nolistas tem agradecer eternamente aos céus, aquele jogo ridículo do Isner x Anderson durar 6 horas fechamento do teto em wimbledon, aquilo sim é SORTE. Já pra nadal foi disparado o maior azar que ele teve na carreira, pior que machucar as costas contra The Man na final da austrália. Apesar de tudo, sou honesto em reconhecer que nos outros slams djokovic em tese é favorito contra Nadal, esteja o teto aberto ou fechado. Mas aquilo foi muita sorte. E ainda assim djokovic quase perdeu, com tudo aquilo esperava um 3 x 0 pra djokovic

    Responder
  20. Paulo Almeida

    O verdadeiro e único GOAT Djokovic foi absurdamente prejudicado nessa várzea de torneio, que algumas bestas ainda chamam de charmoso. Desde o sorteio até essa vergonha de hoje.

    Em condições normais amanhã, tem chance de se recuperar ainda no terceiro set. O que ocorreu até agora não é parâmetro pra nada, muito menos pra falar que o Thiem é melhor. Que o austríaco corra atrás dos números do sérvio no barro.

    Já o GOAT da entressafra só precisa de mais uma pautada pra completar 50 pros maiores rivais. Ainda falam que h2h não é critério, kkkkkk.

    Responder
  21. Sônia

    Inacreditável, as condições climáticas estavam muito piores no jogo do Federer. ELE teve que suportar quadra lenta, vento forte, balões… mesmo assim, enfrentou legal, com dignidade. Temos agora uma informação de que o sérvio se recusa a jogar nessas condições, afffffff, esse macho alfa é muito fresco. ThieMito, “tremendo fair play”, aposto que nem argumentou, acatou as decisões. Pobre coitado, sai totalmente prejudicado. Que dirigentes nojentos, que armação nojenta, argh argh argh. Beijos.

    Responder
  22. Sandra

    Dalcim, você acha que quando a partida voltar amanhã o Djokovic terá alguma chance? Estava vendo o Thiem tão focado , que acho pouco provável de reverte a partida, seja qual for acho que via ganhar do Nadal ,assim espero rsssss, a sorte dele vai acabar na segunda

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Como assim alguma chance? AInda está na metade do terceiro set. Ele é o número 1 do mundo, então tem toda a chance de reagir. Thiem vinha muito bem, lamentável para ele esse adiamento.

      Responder
  23. Fernando Pauli

    Quero ver qual será a desculpa do Djoko, se perder amanhã para o Thiem, sem vento e com sol. Aí eu pergunto, se eles interromperam todos os jogos por causa do vento, então não deveriam ter começado os jogos de hoje , ou pelo menos os jogos da SF masculina. Será que houve uma certa pressão do Djoko?

    Responder
  24. Renato

    O linguiça salvo pelo gongo. Chorou, chorou e conseguiu o adiantamento da partida. Mental de m… mesmo.
    Enquanto isso Roger e Nadal jogaram sem choramingar, mesmo o estilo de jogo do suíço sendo prejudicado.
    Por ser presidente do Conselho, Novak fez prevalecer sua vontade. Um covarde!

    Responder
  25. O LÓGICO

    A besta do tênis ganhou novamente, kkkkkkkk, como sempre, na LAJE. E dessa vez até as forças cegas da natureza o ajudaram, e eu me pergunto onde estava Deus – cochilando – que não viu essa maldade operada pelo pai do primogênito kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. O bom é que esse Roland Cagous kkkkkk já tá acabando, um torneio que perdeu todo o seu glamour desde que o robozinho satânico começou a produzir suas baixarias, com sua conduta antiética e antiestética: por isso batizei o saibro como a LAJE do Robozinho kkkkkkkkkkkkk. Acabando esse campeonato do mangue kkkkk veremos a mesma performance de sempre do Robozinho Sísifo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk O L Folling in Love e M C das farmácias devem estar aliviados, depois de cinco entubadas que o Roger Angel aplicou no UNIDIMENSIONAL kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
    1. Sônia

      Lógico, a terra foi dada ao demônio. Quem é de Deus não pertence a esse lugar. Hoje, vendo o vento que entrou na quadra, tive a certeza que esse local não foi consagrado a Deus. Beijos.

      Responder
    2. Edson

      A única baixaria na primeira semi foi de Roger Federer dando chilique e isolando a bola pra fora do estádio. Foi muito pior que quebra de raquete. Atitude pra la de imunda.

      Responder
    3. Renan Vinicius

      Sofreu muito com a surra do Rei em cima do Rei da entressafra?
      O Rogério numa hora dessas ta la na casa do Santo Soderling lhe agradecendo pelo monotítulo em RG.
      Vc devia fazer o mesmo, e orar, orar muito…pq depois de hj Rogério esqueceu até o próprio nome.

      Responder
    4. Rodrigo S. Cruz

      Pois é, Lógico.

      Dessa vez, algo mais do que o simples favoritismo conspirou para a vitória do Nadal.

      Com aquele vento, realmente não dava…

      Mas tem uma coisa que a gente não pode ignorar:

      O Federer nunca vai ganhar do Nadal, jogando como um gentleman.

      Tem que pegar um pouco da “escrotisse” do Chefe do Morro!

      kkkkkkk

      O suíço até hoje não aprendeu a lição básica de que:

      “Amigos, amigos. Tênis à parte”.

      O Nadal, por outro lado, se precisar empurrar a XISCA pro abismo, para ganhar o ponto, ele empurra…

      Responder
  26. Renato

    Depois de ser humilhado 5 vezes seguidas por Federer, Nadal precisa de uma reação urgente, e conseguiu.

    Mas continuar com h2h interior a Roger tanto na quanto nas hards, apesar do número irrisório de jogos no piso verde. Mas continua 2 x 1 pro suíço.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Renato,

      Pelo que eu vi da partida, concluo afinal não é tão impossível assim, do Federer vencer o Nadal no saibro.

      Eu achei que ele até equilibrou bem as coisas, no primeiro set, e principalmente, no segundo.

      Teve break-points, e teve lá suas chances…

      O problema é que, hoje, especificamente hoje, acho que o Nadal não perderia pra nenhum tenista do planeta.

      Talvez o Thiem, fosse o que daria mais trabalho…

      As condições com ventania, muito mais ajudam o Nadal, do que atrapalharam.

      Não que ele goste de jogar assim. Longe disso.

      Mas pelo fato de ter um tipo de jogo que oferece uma melhor solução para isso, do que para seus adversários…

      O Federer não tem…

      Clima chuvoso, saibro lento, ventania, simplesmente não dá pro estilo que ele joga.

      Responder
    2. Eduardo

      humilhado ? Aberto da Austrália foi humilhação? Você se considera o GOAT dos comentários, mas acho que tem que pensar melhor antes de escrever. É simples o GOat do saibro venceu o Goat das rápidas.

      Responder
  27. Rodrigo S. Cruz

    Eu estava vendo algumas estatísticas do primeiro set entre Novak x Thiem, e até achei graça.

    É certo que o vento teve muita culpa disso.

    Porém, no primeiro set vencido pelo austríaco, a atuação de Nole foi realmente sofrível…

    O sérvio na devolução, venceu apenas 1 mísero ponto em 17. kkkkkk

    PAUPÉRRIMO, para quem se pretende como melhor devolvedor de saque da história.

    O Thiem, por sua vez, venceu 9 de 18 pontos, coma devolução (50%).

    Agora, outra estatística assustadora é essa:

    A proporção entre winners/unforced errors, de ambos:

    O Thiem cravou 6 winners e cometeu 3 erros diretos.

    O Novak conseguiu apenas 1 miserável winner, errou 8 bolas não-forçadas.

    Enfim, o jogo foi paralizado com o Thiem liderando o terceiro set, com quebra de vantagem…

    Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Sim.

        Com toda certeza, Dalcim.

        É que a galera exalta tanto o ” melhor homem da devolução”, capaz de fazer mágica e tals…

        Ter conseguido só 1 ponto em 17, me chamou a atenção.

        Mas você tem toda razão.

        O Thiem fez por onde, porque sacou muito.

        Responder
  28. Roberto Garcia

    Tentando acompanhar este jogo.. mas é lamentável essa estrutura de rolanga… tá parecendo um ATP 250. Para, começa, interrompe, suspende, retoma,joga um game, para de novo… assim, nenhum atleta adquire o ritmo ideal, e o jogo vira uma loteria. Nadal rindo à toa. Capaz desse “jogo” só acabar amanhã. Acredito que, independente do resultado, não comprova quem joga melhor e, sim, quem foi mais capaz de se adaptar a situações extremas… Thiem e Djoko tendo que jogar a bola mais alto… passando o pepino um pro outro… bola fazendo parábolas… o que é isso?

    Responder
  29. Sônia

    Dalcim, e eu achando que era amante desse esporte tênis rsrsrs. Amantes desse esporte são essas pessoas que enfrentam esse clima horrível (frio, chuva, vento…), essa desorganização desses “dirigentes”, esse local mequetrefe (como disse minha amiga que esteve nesse local, um cortiço), esses preços absurdos… só para verem seus tenistas preferidos. Clap clap clap para essas pessoas, clap clap clap clap… beijos.

    Responder
    1. Miguel BsB

      A localização de Roland Garros é numa região mais afastada e muito bonita de Paris, cercada por muito verde e um belo parque…
      Chamar de cortiço é de uma arrogância nojenta,típica de dessa direitinha brasileira bozominia,que se acha americana, e adora South Beach. Deve comprar na Havan e adorar aquela ridícula estátua da liberdade do velho careca defensor do Taokei.
      Latino americana,Brasileira,chamando Roland Garros e arredores de cortiço, é comer feijão e ficar arrotando caviar.

      Responder
    1. Paullo

      Por que?
      Faz parte do jogo lidar com as questões climáticas.
      Afinal, a partida de tênis não acontece numa bolha em condições ideais de temperatura e pressão (cntp)

      Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Kkkk

      Agora sim o torneio ficou ruim pra você, né?

      Quando o vento prejudicou o Federer, você comemorou.

      Mas agora que claramente prejudica o “goat” FALSIFICADO, que está perdendo do Thiem, o torneio não presta…

      kkkkk

      Responder
  30. Sandra

    Era melhor ter entregue o troféu direto para o Nadal, claro que ele não tem culpa , mas ele teve toda sorte do mundo nesse torneio , chave , clima e etc

    Responder
  31. Maior geração do tênis chegando

    Eu avisei que o Thiem é melhor q o Djokovic no saibro kk..q surra o sérvio tá levando …….e vô dizer na final não tem favorito entre Nadal e Dominc thiem

    Responder
      1. Maior geração do tênis chegando

        O Djokovic tem 25 anos concerteza kkkkkkkkkkkkkkkk o thiem será muito melhor que o Djokovic no saibro ..e pela logica das djokovizetes o thiem é melhor q Djokovic na história pq daki pá frente djokovic está envelhecendo e vai perde sempre pó thiem..igual aconteceu com Federer .. o Djokovic venceu o rei do tennis pq Federer está velho já …….agora vcs vão sentir na pele oq é o jogador ficar melhor kkkkkkk vão ser freguês do thiem kkkkkkkkk

        Responder
  32. Sônia

    Vai Djokovic, não adianta tentar desestabilizar o ThieMito, seja “macho alfa” e deixa de milongar por causa do “ventinho”. Meu Lindinho enfrentou honradamente essas condições adversas nesse local mequetrefe e perdeu dignamente. Beijos.

    Responder
  33. Renato

    Novak levou uma surra no primeiro set e já começou a chorar pra pedir a paralisação da partida.
    No jogo entre Roger e Nadal, estava muito pior, mas mesmo assim os jogadores não reclamaram.
    Aí a gente vê quem é quem.

    Responder
  34. Rodrigo S. Cruz

    O Djokovc é muito engraçado, né…

    Perdendo o primeiro set, ele veio agora chamar o supervisor do torneio, para pedir que o jogo pare.

    Parece que ele esqueceu que o Federer acabou de ser ATROPELADO pelo Nadal, principalmente por isso.

    Amigão, as condições são as mesmas pros dois jogadores.

    Toma vergonha…

    Responder
    1. Paulo Almeida

      Frauderer foi atropelado porque é fraco mentalmente e tomou a surra de sempre. Simples.
      Jamais será GOAT sendo humilhado desse jeito pelo rival.

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Sinto muito, Paulo Almeida.

        Mas dessa vez, mas dessa vez não dá pra alegar mental fraco…

        E sim as péssimas condições de jogo, 1 BILHÃO de vezes mais favoráveis ao estilo do Nadal.

        (graças a “magistral” organização do torneio, claro).

        Sim, a dificuldade do vento era para ambos, mas prejudicou muito mais o Federer…

        Responder
      2. Roberto Garcia

        Não entendo como o melhor de todos os tempos apanha feio de outro, que os federistas fanaticos desmerecem… contraditório, não? E eles que segurem a onda, pois os números do aposentado, mais cedo ou tarde, vao ruir… seja por djoko seja por nadal. Pra mim, Federer pode ser o mais talentoso de todos, mas Djoko eh o mais completo. E Nadal o mais persistente

        Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          Não se precipite…

          É muito cedo pra você afirmar que os números dele irão ruir.

          Nadal e Djoko ainda não estão com RG no bolso. O Thiem ainda segue vivo.

          Portanto, cautela.

          E o suíço ainda está na ativa, fazendo campanhas muito sólidas nos Grand Slams.

          Uma hora, a sorte dele pode mudar.

          Nesse ano ainda teremos Wimbledon e US Open…

          Se ele foi tão bem em RG,acima das expectativas que traçou.

          Tem tudo para atuar melhor ainda nesses outros.

          Basta se manter fisicamente saudável e jogar o que sabe…

          Responder
        2. Gildokson

          Ele não ta aposentado ainda não sabidão, inclusive ja ganhou título importante esse ano. E só pra te avisar, Wimbledon começa ja ja viu. Advinha quem é um dos amplos favoritos?!

          Cada comentário….

          Responder
  35. André Barcellos

    Acredito que Nadal venceria em qualquer condição, mas o vento atrapalhou muito o espetáculo, assim como está atrapalhando a segunda semifinal.
    Obviamente atrapalha mais Federer, que aplica menos spin e está mais sujeito ao vento.
    Assim como atrapalha mais o Djoko.

    Responder
  36. Luiz Fernando

    Vitória de Rafa como esperado, o q turbina, e muito, suas chances da 12ª mordida na Taça dos Mosqueteiros, pois irá p a final com a confiança no espaço. Vou ver o tape a tarde, mas os números são claros: sets diretos, mais winners, menos ENF, um caminhão de breaks criados, 62 no set3. Federer teve uma participação facilitada por adversários medíocres, assim como Rafa, mas chegar a semi era algo q talvez nem ele mesmo esperasse. Se a Notre Dame estivesse aberta ele deveria dar uma passada lá p agradecer a São Robin Soderling pelo título de 2009…

    Responder
    1. Miguel BsB

      Kkkkkkkk
      Desculpe Sandra,mas não pude me conter…
      Quer dizer que o Djokovic,por ser magrelo, tem mais chance de ser carregado pelo vento forte? Acho que isso realmente pode atrapalhar o jg dele…
      Kkkkkkkkk

      Responder
  37. Paulo F.

    Federer x Nadal parece Ponte Preta (Federer) x Corinthians (Nadal).
    Que “espetáculo” deprimente de se acompanhar.
    Quem contesta o Federer como o GOAT tem suas razões e não são poucas.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Que exagero.

      Você está igualzinho ao Paulo Almeida…

      Acho que o Federer não deu vexame, não.

      Vexame seria tomar um triplo 6/2, ou um duplo 6/1, ou pneu em dos sets…

      O Nadal joga usando muito top-spin, o Federer não.

      Isso é uma enorme vantagem.

      O suíço fez o que dava pra fazer, mesmo em condições mais desfavoráveis pro jogo dele.

      Saibro lento e ventania…

      Ele foi lá, deu a cara, lutou por cada ponto, e teve chances até de levar o segundo set.

      Fazer frente ao Nadal em RG, em condições normais, já seria “osso”.

      Imagine então, com esse vento.

      Nadal pegou uma chave ridícula em RG. Coisa que você não fala, porque ama diminuir o Federer.

      Acho que o Nadal não merece ser o campeão dessa edição.

      Muita moleza em sua campanha.

      Incluindo esse “wind tenis” da semi, que o ajudou a surrar o Federer…

      Tomara que o SuperesThiemado leve o caneco.

      Responder
      1. Paullo

        Seria muito melhor vc reconhecer que o Nadal ganhou porque jogou, nas condições da partida, melhor.
        Ficar falando “fed foi vítima do vento”, perdeu pq a quadra é lenta, é ridículo

        Responder
  38. Jonas

    Federer foi atropelado. Dessa vez sem desculpas ridículas. O único adversário de peso foi o Wawrinka cansado e mesmo assim Federer chegou inteirinho nas semis. Nadal é um monstro nesse piso. Muito favorito contra Novak ou Thiem.

    Responder
  39. Paulo Almeida

    Surra, humilhação, vexame e chilique. Frauderer nunca mais pisará no saibro depois de hoje.
    E pro bem da humanidade, não teremos que aguentar a nação fedtard em polvorosa, especialmente Alvaro José e cia.

    Responder
  40. Marcelo Monteiro

    É frustrante você encarar Nadal em Roland Garros. O cara quase não erra e, em condições normais, já é muito difícil, imagine numa quadra pesada e ventando o tempo todo?
    Enfim, vamos esperar a próxima semifinal e a final de domingo.

    Responder
  41. Pedro

    Dalcim,

    O Federer perder pro Nadal já era previsível. Acho que se o tempo estivesse melhor, seria uma partida mais equilibrada. Mesmo assim, é de se admirar que ele com quase 38 anos ainda esteja entre os 4 melhores do saibro. Vi um comentário do Saretta que foi de encontro ao que todo mundo que entende de tênis já sabia, em que ele dizia que com vento o Nadal teria dificuldades, enquanto todo mundo sabe que o vento prejudica muito mais o jogo do suiço. Não acho que ele não entenda de tênis, apenas estava puxando a sardinha para a audiência, mas acho que não deveria ter dado este comentário. Em relação ao jogo do Nole, também acho que ele leva vantagem, mas neste caso, acho que seria uma diferença menor. Você acha que o fato do suiço ter chegado nas semis, atrapalhará seu físico para os torneios de grama? Qual será o próximo torneio dele?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Não, acho que ele vai até confiante para a grama, porque afinal fez o que era esperado no saibro. Ele jogará em Halle, dentro de duas semanas.

      Responder
  42. Rubens Leme

    Dalcim, parece que o Felipão ligou pro Federer e ofereceu seus serviços. Disse que se ficarem juntos dois anos, garante ao menos um vitória em Paris contra Nadal, em 2020 ou 2021 e assim o suíço pode acabar a carreira com um glorioso 7×1 contra o espanhol, em Roland Garros.

    Suíço parece tentado a aceitar.

    PS: Seis jogos, seis derrotas, apenas quatro sets conquistados. Se existe uma vassalagem entre dois tops históricos é esta.

    Responder
    1. Sônia

      Gabi, pela primeira vez assisti a partida sem ficar nervosa rsrs, inteira, sem fechar os olhos ou sair do local rsrsrs… ainda com aquele vento, sem chance. Realmente, saibro é para quem tem um bom físico. Acredito e afirmo, os deuses do tênis são muuuuito sádicos rsrs. Beijos.

      Responder
    2. Fernando Pauli

      É Gabi, ventou igualmente para os dois lados. Federer teve a primeira oportunidade de quebra já no começo do primeiro set e não aproveitou, aí quebra o Nadal no segundo set e é quebrado quando jogava a favor do vento e depois quando sacava em 40/0. Teve suas chances e não aproveitou. Depois em 2 a 0, não há mortal que não sucumba diante de um Nadal com a confiança, nas alturas. E nesse mesmo momento que te respondo, o Thiem perdeu duas chances de quebra, contra Djoko e Nadal se você deixa as oportunidades passarem, eles vão para cima e te engolem. Abs.

      Responder
    3. Nando

      Pois é, Gabi…eu particulamente achei q Federer foi bem no 1° e 2° sets, teve chances nos 2. Na minha opinião, fh e saque o deixaram na mão hoje…e por incrível q pareça, o bh estava bem (melhor q a direita).
      Não foi a tal surra como mtos propagavam, mas agora é pensar na temporada de grama. E chegar na semi de RG, campeonato q não disputava desde 2015, está de bom tamanho pro velhinho.

      Responder
  43. Adriano Souza

    Qual a dificuldade de colocar as semi finais no sabado e a final na segunda? A organização nem disfarça o favorecimento ao Nadal, são cara de pau mesmo kkkk

    Responder
    1. Eu

      Por que colocariam na segunda se desde sempre termina no domingo?? E os ingressos? E as pessoas, como alguns aqui do blog inclusive, que foram e têm passagem de volta para domingo mesmo?
      Vc queria, mas o mundo não gira ao redor do Nadal
      Kkkkkkkk

      Responder
    1. Luiz Fernando

      Nossa será q isso não aconteceu em… 2018, perdendo Djoko no quinto set p sinal. Quando não se tem o postar, melhor ficar quieto…

      Responder
  44. Denis

    Dalcim, existe alguma regra parecida com a do calor excessivo no Australian Open, mas para frio ou vento? Por exemplo, não temjogo se a temperatura estiver abaixo de 15 graus ou se as rajadas de vento estiverem acima de 50km/h?
    Pergunto porque o vento aparenta estar atrapalhando muito tanto o Federer quanto o Nadal na partida de hoje.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Não existe um número específico para isso (diferente do calor), até porque raramente o circuito profissional acontece no inverno (é praticamente todo em outono ou verão). Claro que existe uma questão de bom senso, porém só o supervisor de cada torneio pode tomar essa decisão.

      Responder
  45. Renan Vinicius

    Ver o Rogério isolar a bola de raiva não tem preço!!! kkkkkkkkkkkkk
    Toma essa Federer. Agora vai la e agradeça o Soderling pelo seu monotítulo em RG.

    Responder
  46. Ricardo Lessa Filho

    Kkkkkjjjj

    Aí tem gente que diz que um cara desses é o Goat. Goat que nunca consegue sequer fazer um jogo parelho contra o Nadal no saibro? Vergonhoso. Fora os voleio errados, as bolas flutuantes no meio da quadra na rede…. O mental de mamão….

    Responder
    1. André Barcellos

      Tudo o que o suíço fizer com essa idade é lucro.
      Ninguém na história jogou assim aos quase 38.
      No saibro lento ventando? Nadal é superior, óbvio.
      Mas já esqueceu as 5 últimas piabas seguidas?

      Responder
  47. Rafael Brasiliense

    Federer fez um bom segundo set, mas vacilou num game de serviço que tava 40/0 no 4/4 e aí a vaca foi pro brejo. Não há alternativas contra o Nadal em Roland Garros. Esse forehand dele tá fazendo um estrago danado.

    Responder
  48. Rodrigo S. Cruz

    O Federer é mazoquista.

    Ele gosta de perder do Nadal mesmo.

    Eu nunca vi uma demonstração tão grande de estupidez tática, como vi agora nesse 4/4, do segundo set.

    O Federer abiru 40/0 e relaxou.

    perdeu 4 pontos seguidos.

    A í ele vinha aplicando muito bem a solução de chamar o Nadal pra rede com o drop.

    E acredite, essa solução é ótima!

    O problema é que o Federer não vai até o fim!

    TODA VEZ, que o suíço tem a bola na mão pra matar o voleio, ele fica com PENINHA de carimbar o Nadal…

    Isso aconteceu umas 5 veze ao longo de todo o set:

    O Federer deu o drop perfeito, o Nadal chegava nas últimas, devolvia curtinho na mão dele, e ele hesitava e perdia o ponto.

    Não pode ser cavalheiro nessas horas, porra!

    O Nadal não é cavalheiro, e muito menos tem pena de NINGUÉM!

    Responder
    1. Fernando Pauli

      E quando Nadal chamou o Federer para a rede, pergunta se ele vacilou? Esta é a diferença que sempre fez com que Nadal ganhasse e pelo jeito no que diz respeito ao saibro nunca irá acabar.

      Responder
  49. Augusto Montenegro

    40-0 para Federer, aí ele fica de frescura, fazendo firula, leva 06 pontos seguidos. Parabéns, Roger, as condições já não estão fáceis e facilitando-as então. Claps.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Não. E pior:

      Em 4 ocasiões diferente , ele perdeu o ponto na rede facinho, facinho, depois de executar o drop.

      E uma delas era nada menos do que BREAK-POINT!

      Mas o educadíssimo e refinadíssimo suíço não quis jogar jogar no sagrado corpinho do Nadal…

      Jogou com delicadeza de uma LADY, e devolveu na mão do espanhol…

      Me deu um ÓDIO, nessa hora.

      Falei aqui: ” merece perder mesmo”.

      Responder
    1. Edi

      Sinceramente,acho uma mácula na extensa carreira do Federer,jogando até hj em alto nível nunca ter conseguido achar um modo de ganhar do Nadal no saibro,e não digo nem ao ponto de ganhar do espanhol,mas pelo menos ser competitivo,hj foi mais um vexame, direita ruim,esquerda nem se fala,pontos jogados na rede Nadal também foi melhor.

      Responder
      1. Mário Cesar Rodrigues

        Federer,encontrei Ferrer nervoso torcendo desesperado para Rafa,eu vi Rafa surtar Federer ninguém me contou não foi a TV nem comentaristas foi ao vivo,E como Rafa é dominante ele tem uma não sei dizer o nome mas algo de especial com o saibro.como joga pqp obrigado.

        Responder
  50. Maior geração do tênis chegando

    Esperando ansioso pelo jogo do Dominic thiem e Djokovic não vejo favorito ……..mas acho que thiem passa pq é mais jogador no saibro e com 25 anos tá mas experiente ..já o Federer bobiou o jogo está correndo agora e dava pó Federer ter ganho hj mas ainda dá .. Federer o rei do tênis

    Responder
  51. Sandra

    Dalcim, acho que os Deuses ajudam Nadal, por incrível que pareça acho que os Deuses ajudam muito mais o Nadal do que o Federer, nada dá errado!!!!!

    Responder
  52. Rodrigo S. Cruz

    6/3 Nadal, mesmo com o Federer se esforçando demais!

    Talvez, pudesse ter sacado um pouco melhor, é certo, mas enfim….

    Acho que já era.

    (rs)

    Responder
  53. Sandra

    Dalcim, o que o Guga esta fazendo lá?por maior que seja a minha paixão por ele, agora minha paixão e o Djokovic, e ele aparece para ver o jogo do Djokovic , ele acaba perdendo!!!! Rssss até acho que o Guga na dele torce pra o Nole

    Responder
  54. Rodrigo S. Cruz

    O Federer devolveu a quebra no início desse primeiro set.

    Mas deu pra ver claramente, que tanto a quebra do Nadal, como a do Federer, foi por causa do vento.

    As condições de jogo estão péssimas para ambos os jogadores…

    Por enquanto 2/3, e federrer no saque.

    Go, Roger!

    Responder
  55. lEvI sIlvA

    Dalcim, qual a melhor partida de Roland garros até aqui pra você, no feminino e masculino e quais os motivos de achar assim? Grato!

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Stan-Tsitsipas sem dúvida, porque abusaram do estilo ofensivo em todos os cinco sets. No feminino, o que mais gostei foi a vitória da Sevastova sobre a Mertens.

      Responder
  56. Renato

    Que situação, hein? A chuva cai em Paris. Se der apenas pra jogar Federer x Nadal, acho injusto ter jogo domingo, Thiem ou Novak precisam mais tempo de descanso.

    Responder
  57. Ramon Mota

    O Zverev pode até ganhar um Slam algum dia, mas precisa mudar essa atitude mental. Precisa ter a mentalidade que o Tsitsipas tem de ficar no jogo, brigar emocionalmente, e não simplesmente se entregar da maneira vergonhosa que fez ontem. O Kyrgios, ao cotrário do que falam, tem mental para desbancar esses caras, o que te falta é compromisso e parar de procurar briga. Já o Zverev tem um problema maior, pois acho que tá fincado nele! Enfim, vamos acompanhar esse FEDAL. Torcendo demais para o craque suíço, mas as chances são mínimas. Mas nunca dúvidem de RF. Adoro seu blog, Dalcim.

    Responder
      1. Geraldo Arnt

        Adoro o blog e o site tenisbrasil. É um oásis de informação sobre tênis, masculino e feminino. Com espaço até para o momento sofrível do tênis brasileiro.
        Agora, sem subestimar a inteligência dos teus leitores, entre o big 3, o mestre tem preferência e torcida pelo tenista sérvio. Abraço

        Responder
  58. FLÁVIO VIEIRA BARROSO

    Dalcim o Novak com 15 Grand Slams, 05 ATP Finals, 32 Masters 1000, têm todos títulos de Masters 1000, já venceu os 04 Grand Slams de forma consecutiva e também é certo que vai chegar pelo menos a 300 semanas como Número 01 do ranking, além do fato de ter h2h positivo contra Nadal e Federer. Já pode ser considerado maior que Nadal na história do Tênis???? Pra mim sim. O que se pode dizer é que o Nadal é o rei do saibro, tanto que mais de 70% dos seus títulos é nessa superfície. Mas saindo do saibro o sérvio é muito superior ao espanhol. Parabéns pelo Blog, acompanho sempre!!!!

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Acho que um novo título em Roland Garros, e se for sobre o Nadal ainda mais, diminuiria essa dúvida, Flávio. Mas é uma questão boa para discussões. Sempre digo que, a favor de Nadal mais do que os números, tem sido sua notável capacidade de adaptação para jogar bem fora do saibro.

      Responder
      1. Geraldo Arnt

        Claro que cada um pode ter seu jogador preferido e achar isso ou aquilo, ver defeitos ou deméritos nos outros, que muitas vezes não existem. Mas essa discussão sobre quem é “maior de todos os tempos” entre o Big3, eu acho uma bobagem sem tamanho. Simples perda de tempo!

        Responder
  59. Eduardo

    Diferentemente da maioria, acho que poderíamos ter uma disputa maior entre Nadal e Federer do que Djoko x Thiem. Ultimamente quando o sérvio chega nessas fases finais de GS tem vindo pra trucidar, não à toa tendo ganhado os últimos 03 majors. Seria realmente uma baita surpresa ele perder agora, ou até mesmo em uma eventual final. Está voando, descansado e muito focado. Muito complicado vencê-lo quando ele entra nesse modo. Já para Federer x Nadal acredito que poderíamos ter um jogo mais aberto, dependendo muito se o Federer vai dar o sangue, entendendo que essa é a chance da vida dele de derrotar o Nadal em RG, algo que de fato faltou na sua carreira de maior e melhor jogador de todos os tempos.

    Responder
  60. Maior geração do tênis chegando

    Dalcim conhece tênis realmente ..porém nesse favoritismo pó sérvio errou …….eles jogaram poucas vezes no saibro e o thiem venceu duas ..fora que thiem ainda é novo agora que está perto de seu auge e ano passado sofreu com lesões ..acredito q o thiem é muito melhor q Djokovic no saibro ..aposto thiem e Nadal na final e sem favorito já q thiem ganhou do rei do saibro na última final

    Responder
  61. Rubens Leme

    Dalcim, um artigo bacana sobre a importância de Vitas Gerulaitis na vida de Borg e McEnroe, não apenas por mostrar a noite aos dois, mas por mostrar a amizade do trio. Borg e Mac estiveram no enterro trágico do descedente de lituanos, que morreu, na garagem de sua casa, asfixiado por monóxido de carbono, com apenas 40 anos.

    Acidente ou suicídio? Borg sempre disse que Vitas era seu amigo mais querido no circuito.

    http://www.playingpasts.co.uk/articles/tennis/borg-vs-mcenroe-film-or-the-importance-of-vitas-gerulaitis-to-tennis-history-and-the-media-spoileralert%E2%80%8B/

    Responder
  62. Rodrigo S. Cruz

    [Paulo F.]
    6 de junho de 2019 às 21:18

    “Surpreendente seria se tu considerasse o sérvio favorito com todo esse ódio que possuis contra o Djokovic”.

    Surpreendente também, seria você mostrar imparcialidade.

    Essa tua indignação seletiva, já deu o que tinha que dar…

    Só reclama do “diabão” Renato.

    Agora, do “imaculado” Paulo Almeida, do “serafim” Jonas, ou do “querubim” Léo Gavio, nunca abre a boca pra chiar…

    Curioso, não?

    Responder
  63. Rafael Brasiliense

    A última vez que Federer, Nadal e Djokovic se reuniram numa semifinal de Grand Slam foi no Australian Open de 2012, há mais de 7 anos. Só por nos proporcionar novamente esse privilégio, Roland Garros esse ano já valeu a pena. Infelizmente, há grandes chances de essa ser a última vez.

    Com relação aos jogos, aposto todas as minhas fichas no Djokovic. Jamais aposto contra um Big 3 numa semifinal ou final de Major quando eles aparentam estarem confiantes e determinados. Aposto tudo sem medo. Me surpreende que a maioria aqui aparentemente aposta no contrário.

    Do outro lado, estão os outros dois integrantes desse grupo. Pelo contexto, Nadal é bem favorito. Mas uma vitória de Federer, pelo histórico, seria um feito extraordinário. Acho que ele nem acreditaria.

    Se prevalecer a lógica, também não ficarei triste. Djokovic e Nadal numa final de RG é um jogo interessante de se assistir. Um é disparado o maior vencedor da história de um Grand Slam, tendo atingido 11 finais e vencido todas. O outro é o cara que dominou o circuito nos últimos 8 anos e, quando no auge, aparenta ser praticamente imbatível. Seria um jogo imperdível. Ainda mais porque os dois estão extremamente determinados e vão dar tudo de si.

    O que mais me frustaria seria a zebra Thiem impedir uma final de Grand Slam entre o Big 3. Porém, Novak é um dos três melhores da história e, por estar jogando bem, essa hipótese me parece distante. A propósito, a última derrota do Djokovic numa semifinal de Major foi no US Open de 2014 contra o Cilic numa zebra do tamanho de Nova York.

    Responder
  64. Sandra

    Eu estou vendo tosão dando como certo a vitória do Nadal, que se Federer ganhar vai ser a zebra do século, não acho que vai ser tão fácil asssim, você acha Dalcim?

    Responder
  65. Miguel Delfes

    Dalcim..
    Vejo aqui Thiem com mais chances de vencer do q aparenta ter..
    Vejo Nadal absoluto favorito..Federer seria realmente o cara a colocar uma pá de cal sobre toda e qq discussão sobre quem é/foi o melhor da história..seu feito então seria algo quase q inimaginável de ser alcançado..
    Se Nadal vencer amanhã..serei Thiem..caso ela Novak..
    Se Thiem perder..serei Nadal sem sombra de dúvidas..
    Q prazer poder fazer parte de uma geração q viveu n mesma época destes 3 gigantes talvez , os maiores do Tênis em uma mesma época.. d: )

    Responder
  66. Arthur

    Pô, Dalcim, dá uma esperançazinha pra gente que torce pelo Federer, hehehe…
    Brincadeira.
    Amanhã vai ser realmente dureza. Mas milagres acontecem, né?
    Quem sabe o final da carreira, o recente histórico positivo e o fato de “não-tenho-nada-a-perder-mesmo” não faça com que o Federer enfim ganhe do Nadal em RG.
    Vamos ver o que acontece.

    Um abraço.

    Responder
  67. Sérgio Ribeiro

    Se num Saibro mais rápido, já seria quase impossível para o Craque domar o Touro , nesse chove não chove , chances quase zero. Thiem ao contrário, tendo tempo de preparar seus mísseis , pode sim assustar o favorito Sérvio. Mas em 5 Sets , não vejo chances maiores que 20% . Fico pensando na Cara de Pau dos manés , que afirmam toda semana que o Craque Suíço e’ fujão. Vai enfrentar seu maior algoz no Saibro ( com o Sérvio está 4 x 4 ) , aos 37/ 38 , e com o Touro Moura babando depois das ultimas 5 . Ou seja, quanta asneira que mesmo repetida à exaustão, não colou com o Maior de Todos rsrsrs Abs!

    Responder
  68. Felipe Silva

    Apesar de ficar os 4 cabeças eu acho q os matchups tiraram um pouco da graça. Não acha q com sorteio invertido as semis estariam bem mais abertas, Dalcim?
    Apesar da torcida não vejo chance pro Federer contra o Nadal. Thiem até tem boas chances mas ainda é seguro o palpite no Djoko.
    Thiem contra Nadal eu ficaria bem na dúvida na aposta embora o espanhol continuasse favorito. Federer também aumentaria bem suas chances contra o número 1.
    No entanto, não teríamos Fedal 39 🙂

    Responder
  69. Rafael

    Mestre, revendo o jogo do Nole agora há pouco, é nítido o quanto ele consegue variar direções e velocidades em cada bola. E quando precisou ele subiu o nível e “passou por cima” do alemão. O Sérvio parece que sempre tem uma marcha a mais. Está flutuando em quadra e numa raça absurda. É isso mesmo? Concordo com você que ele e Nadal são favoritos e seria uma final fabulosa.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Olha, não gostei do primeiro set dele, não, Rafael. E se o Zverev tivesse feito sua parte, talvez a pressão virasse um problema a administrar, embora no final eu sempre acreditei que a parte mental do Djoko venceria. De qualquer forma, ele não pode a meu ver se dar a esse luxo contra o Thiem.

      Responder
  70. Paulo Almeida

    Djokovic viveu seu primeiro auge com 23/24 anos, seu segundo auge com 27/28/29 anos e agora vive seu terceiro auge com 31/32 anos e contando. Logo, a balela de que tenista tem idade para ter um auge e que morre depois dos 30 anos foi jogada por terra, para a tristeza de muitos.

    Responder
    1. Barocos

      Nada foi “jogado por terra”. É um fato bem descrito em práticas desportivas que todos os atletas passam por um ápice, em geral, por volta dos 27/28 anos. Óbvio que o tênis é um pouco diferente porquê, nele, você depende do desempenho dos outros atletas, e não somente do seu. Não é uma corrida, ou salto, ou levantamento de peso ou qualquer outra coisa assim.
      Especificamente no caso dos três grandes, por um motivo ou por outro, todes eles possuem características muito especiais. Roger possue uma habilidade extrema, o que lhe permite depender um pouco menos do físico, Djokovic, com a relativamente baixa relação entre peso/altura, grande flexibilidade e condição física excepcional, além do mental e habilidade (que esta todos eles tem, mas em diferentes níveis) é outro atleta singular. O Nadal então, é um caso à parte, sua determinação e dedicação são inumanos, haja vista que mesmo tendo passado por diversos problemas físicos, bem mais numerosos do que Roger e Novak enfrentaram, ele sempre consegue voltar bem.

      Responder
    2. Chileno

      Você banca o minucioso e detalhista quando convem, mas quando é melhor pra você, prefere ser simplista.

      Tem só uma falha “pequenininha” no seu raciocínio. Quando o Federer fez 31~32 anos, tinha “somente” uma turminha do calibre de Nadal, Djokovic e Murray no auge, com seus 26~28 anos.

      Ao passo que agora com o sérvio na faixa dos 31… 32 anos, quem supostamente deveria estar no auge e causando problemas para o sérvio é o Dimitrov, o Raonic, o Nishikori, o Carreño Busta… esses caras aí.

      Acho que o nível é um pouquinho diferente né?

      Responder
      1. Chileno

        Pra você ver a diferença de nível, quem está começando a marcar presença real no circuito são o Thiem com 25 anos, provavelmente se aproximando do seu auge nos próximos 2 ou 3 anos, e depois é uma cambada com menos de 23 anos, com Tsitsipas, Zverev, Khachanov…

        Responder
  71. Paulo Almeida

    Novak está longe de ser amplo favorito, mas acho que vence perdendo 1 ou até 2 sets numa grande batalha. Espero estar errado e que ele triunfe em três sets de novo.

    Responder
  72. Sônia

    “Acho que não há melhor maneira de fazer história do esporte do que ganhar títulos de Grand Slam, jogar o seu melhor nos principais torneios, e obviamente tentar ser o número 1 do mundo”. (Djokovic)

    Afffffffff, tão óbvio… o que interessa mesmo nesse esporte é “GS” e “semanas como número 1”, o resto é consequência.

    Beijos.

    Responder
  73. Maurizio

    Caro Dalcim, uma observação:

    Já levantei as estatísticas e o aproveitamento do Nadal contra jogadores com backhand de uma mão na verdade é ligeiramente inferior àquele contra backhand de duas mãos. No saibro, em particular, é onde os de backhand de uma mão tem o melhor (ou menos pior) aproveitamento contra Nadal. Parece bastante contra-intuitivo, mas é a verdade dos números.

    Responder
  74. Gilvan

    Acho que o jogo de amanhã entre Djoko e Thiem tem tudo para reedita a final de Roland Garros entre Djoko e Wawrinka. Djoko passando bolinha e tomando um monte de bola na linha. Vamos ver se o Thiem estará calibrado, pois o sérvio não irá propor jogo.

    Responder
  75. Tiago

    Só tenho uma coisa a dizer rsrs…se Federer ganhar de Nadal na semifinal de Roland Garros, não só ganhará o troféu mais importante como valerá por todos os demais. Seria épico mas difícil de acreditar nesse milagre. Infelizmente acredito numa surra do espanhol para cima do suíço. Quanto a outra semifinal acho que dará Djoko.

    Responder
  76. Fernando Pauli

    Olá Dalcim, você respondeu a um participante do blog que amanhã a previsão é que se tenha jogos a partir das 10h ou 11h aqui no Brasil, ou seja 15 ou 16 horas local, correto? Nesse caso se os jogos não forem simultâneos, só ocorrerá Nadal x Federer e o outro jogo terá que ser no sábado. Se tudo ocorrer dessa forma a organização manterá a final no domingo? Abs!

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      É difícil prever o que eles irão fazer. Talvez se a coisa complicar, eles até iniciem os dois jogos em quadras diferentes. Mas tem o problema grave de quem eventualmente comprou os dois ingressos.

      Responder
  77. Jonatas Bruno

    A pergunta que se faz é: O que nos reserva Thiem? (Afinal, dos outros três ‘Planos-Piloto’, a escala é sem reserva).
    A julgar pelo somatório das duas últimas rodadas, me pareceu mais convincente que o Djokovic, sem falar que o número1 deu o seu primeiro passo em falso, logo no primeiro teste. É nítida a evolução do
    austríaco que começou a se impor justamente nos
    desafios mais exigentes. O que me leva a
    desconfiança no “quarto elemento” é o precisa
    embalar nos momentos que mais importam. É
    este Thiem renovado e aparelhado que se espera
    ver daqui para frente, Tomara que se proponha a valer do que tem, e mostraste, ainda dá tempo.

    Muito boa essa renovação no tênis feminino! A
    começar pela Osaka, um pouco depois eclodiu a
    Andreescu,e agora surgem a Anisimova e
    a Vondrousova para dar uma revitalizada no circuito.
    A adolescente americana demonstra ter poderio de fogo mesmo! Outro aspecto positivo é a maneira com que lidaste com o componente emocional, muito segura e focada! Pena que as meninas não terão o seu devido destaque nestas semifinais, lamentavelmente sobrou para elas pagarem a conta.

    Responder
  78. JAN DIAS

    Amanhã ROGÉRIO VAI QUEBRAR A BANCA!! …kkkk

    O TOUREIRO SUÍÇO VAI FAZER CHURRASCO DO TOURO!! …KKKK

    Brincadeiras à parte, espero mais um jogo épico das 2 lendas…

    Responder
  79. Rafael Brasiliense

    Paulo Almeida, como eu vou saber delimitar uma coisa que não existe? Faça uma pesquisa no google sobre a entressafra e você não vai encontrar absolutamente nada. Simplesmente porque não existe.

    A primeira regra para fazer uma comparação é adotar o mesmo parâmetro para todos. É tão difícil entender isso?

    Dado essa premissa, prossigo. Você disse que a tal entressafra acabou em 2008, ano no qual Federer completou 27 anos. Djokovic só foi atingir essa idade em 2014; e Nadal, em 2013. Sendo assim, da mesma forma que tudo aquilo conquistado por Roger antes de 2008 será desconsiderado nessa análise, tudo aquilo conquistado por Novak e Rafa antes de 2014 e 2013, respectivamente, também deve ser. Alguma dúvida com relação a isso?

    Estou apenas usando o mesmo critério para fazer a comparação. No final, vou repetir isso mais uma vez pra não ter risco de você se esquecer.

    Desse modo, chegamos aos números: Federer chegou em 16 finais de GS e venceu 8. Djokovic, atingiu 12 finais e saiu vitorioso em 9. Por fim, Nadal fez 9 finais e levou 6 troféus. Por essa mesma análise, no Finals, Roger chegou em 5 finais e ganhou 2. Nole, 4 finais e 2 títulos. Rafa, uma final e nenhum título.

    O critério usado para os três foi o mesmo: os títulos importantes conquistados a partir dos 27 anos de cada um. E o resultado é completamente contrário à sua teoria.

    Responder
    1. Paulo Almeida

      Nossa, agora se uma coisa não é encontrada no Google, ela não existe! Hahahahahahaha, boa piada para eu dar umas gargalhadas nesse fim de noite.

      Pois bem, eu recomendo que você leia os comentários no YouTube e também os bons artigos “Is Federer GOAT?” e “The Fedtard Religion”, amplamente divulgados por usuários quando comentam em canais oficiais de torneios.

      Cara, todo esse lenga-lenga que você está escrevendo baseia-se única e exclusivamente no critério de idade inventado por VOCÊ (27 anos) e não tem absolutamente NADA A VER com o MEU critério de entressafra, na qual a maioria dos tenistas era medíocre, independente da idade. Não misture alhos com bugalhos.

      Responder
      1. Rafael Brasiliense

        Eu não inventei critério nenhum, cara. Foi você quem disse que somente os títulos do Federer de 2008 em diante, quando ele tinha 27 anos, são validos. Eu apenas adotei o mesmo critério para os outros também.

        Responder
      2. Rafael Brasiliense

        A propósito, você é analfabeto funcional? Eu deixei isso bem enfatizado no texto.

        “Dado essa premissa, prossigo. Você disse que a tal entressafra acabou em 2008, ano no qual Federer completou 27 anos. Djokovic só foi atingir essa idade em 2014; e Nadal, em 2013. Sendo assim, da mesma forma que tudo aquilo conquistado por Roger antes de 2008 será desconsiderado nessa análise, tudo aquilo conquistado por Novak e Rafa antes de 2014 e 2013, respectivamente, também deve ser. Alguma dúvida com relação a isso?”

        Responder
        1. Paulo Almeida

          Você não só é analfabeto funcional como tem o intelecto prejudicado. No mais, não irei prolongar essa discussão baseada no seu critério pífio. Frauderer é rei da entressafra e foi humilhado mais uma vez hoje por um jogador superior. Isso jamais será GOAT. Aceita que dói menos.

          Responder
          1. Rodrigo S. Cruz

            Intelecto “prejudicado” é o teu.

            Que ridiculiza o critério do colega, que havia sido baseado em algo dito por você mesmo..

    2. Luiz Fabriciano

      Vou entrar na conversa, porque no post anterior, tem quase que exatamente esse argumento. Visto que acatou considerar apenas os resultados de 2014 para cá, Federer tem 50% de aproveitamento em GS, Nadal tem 67% e Djokovic tem 75%.
      No Finals Federer tem 40%, Nadal 0 e Djokovic 50%. Pergunto novamente: é isso mesmo que queres dizer?
      E por esses números, o Paulo tem razão.

      Responder
  80. André Barcellos

    Como muitos aqui, também não vejo Djokovic tão favorito assim diante do Thiem.
    A juventude, poder de fogo e confiança do austríaco fala muito e não me espantaria se Thiem jogar muito e eliminar
    Já do outro lado, a chance de Roger, que já era pequena, diminui muito mais com a previsão de ventania e frio.
    Em relação ao Federer, só com um milagre divino pra ele levar contra Nadal num saibro lento, ventando e em melhor de 5 sets.
    Mas nunca duvide de Roger Federer…

    Responder
  81. Fernando Pauli

    Uma coisa urgente para Zverev melhorar o seu mental, seria seu pai não mais o acompanhar nos torneios, só assim virará homem. Vide a relação de Neymar, que continua moleque, com seu pai. “Kill the boy Jon Snow, kill the boy”.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Acredito , caro Fernando. Que quem tem Lendl no comando , não seria seu pai o problema. Sua temporada foi extremamente prejudicada com o rompimento com o empresário e com a namorada. O Theco irá participar de toda a Gira de Grama. Tsitsipas também tem seu pai no box , como treinador e melhora a cada segundo. Abs!

      Responder
    2. Sônia

      Fernando, acabei de ler no outro post… parabéns, feliz aniversário, muitas alegrias, paz, saúde, muito tênis… enfim, tudo de bom. Amanhã, juntos na torcida pelo MAESTRO. Beijos.

      Responder
  82. Antonio Gabriel

    Dalcim, permita me discordar, não acho o Djoko tão favorito assim, pelo o que os dois vem jogando acho até que é um jogo sem favoritos, caso Djoko se imponha e não jogue como hoje talvez até ele desestabilize um pouco o Thiem, que as vezes da umas viajadas malucas, mas acho que se o Djoko não ter uma postura firme desde o início do jogo pode até perder de 3×0, enfim vamos ver. Já na outra semi o favoritismo esta do lado do Nadal, mas RF é RF, então Nadal que fique com suas barbas de molho.

    Responder
  83. Paulo F.

    Quando Zverev conquistou Roma em cima do Djokovic, tripudiaram.
    aahahahahaha ihihihihihhi toma Cotonete!
    Uma figura caricata daqui até adora afirmar que Djokovic é um grande freguês da “nova geração”.
    Parece que a coisa é um pouco diferente em torneios bem mais importantes né?

    Responder
  84. Eduardo

    Dalcim,

    Como tá a previsão do tempo para a hora de início do Fedal? Tu acha que começa às 8hs mesmo ou deve atrasar?

    Outra coisa, sou assinante SKY , mas o site da bandsports só tá mostrando quadras secundárias. Sabe onde posso assistir o Fedal na internet? Não vou estar em casa para poder assistir na tv…

    Responder
  85. DANILO AFONSO

    Sou torcedor do sérvio, e acho que jogo DJOKOVIC x THIEM está muito parelho, sem favorito.

    Comprei o ingresso da final há 3 semanas e estou torcendo muito para ver o DJOKOVIC X NADAL na decisão, apesar de ter ciência que o sérvio terá menos chance de viória se enfrentar o espanhol. Ir para Roland Garros e não ver NADAL em ação meio que perde o encanto.

    Se passar THIEM, qualquer um que vier do outro lado também proporcionará uma grande final.

    Só espero que a chuva não estrague a programação da final e eu tenha que voltar para o Brasil sem ver a decisão.

    Responder
  86. Lucas

    Dalcim , pra voce o que seria mais impressionante : Federer beirando os 40 ganhando do Nadal em Roland Garros , ou Djoko ganhando o torneio ,e pela segunda vez detendo os 4 slams ? No palpite , acredito que nehnum desses feitos será alcançado .

    Responder
  87. Marco

    Não vejo o Djoko tão favorito assim não.
    Thiem é especialista no saibro, já dificultou bastante o último jogo entre eles e foi numa quadra mais rápida, o que é melhor para o sérvio.
    Ademais, se ventar o Djoko terá grandes problemas, já que é de conhecimento geral que ele não gosta de jogar com mt vento, tanto que seu histórico no US Open não é do tamanho que deveria pela dominância do sérvio em quadras rápidas.

    Do outro lado não tem chance, Nadal vai passar pelo Federer, se o suíço leva um set pode fazer volta olímpica.

    Enfim, não vejo esse favoritismo destacado ao Djoko, embora torça para que passe.

    Responder
      1. Welington

        Anote aí mestre dalcin. Amanhã, nos dois jogos, vai ser como bater em bêbado:
        NADAL 3X0 FRAUDERER (essa aí é muito fácil cravar, vai ser um atropelo)
        THIEM 3X1 DJOKO (pelo que tá jogando o menino, djoko não segura não)
        E detalhe: NADAL não segura THIEM na final não. Vai ser um jogão, mas o menino vence. Anotem aí.

        Responder
  88. Paulo F.

    Surpreenda-me Roger Federer.
    Se perder, acontece, pois faz parte do esporte.
    Mas APENAS UMA VEZ não seja um yorkshire contra o Nadal em RG.

    Responder
  89. Paullo

    MCR deve ser funcionário público para tirar mais de 1 mês de férias kkkkkk
    Nos da iniciativa privada malemal conseguimos 20’diad consecutivos. Pelo tempo e pelo custo de uma viagem de 1 mês…

    Responder
  90. Marcão

    Chegaram os quatro que vieram pra ganhar. Os outros vieram pra jogar. Não que eu desgoste dos que jogam, tanto que joguei umas jujubas no Djokovic. Estava 6 para 1. Pechincha irresistível. Feito o Deyverson no Cartola.

    Responder
  91. Renato

    No final das contas quem enfrentou o adversário mais difícil até agora foi Roger, pois Stan é muito mais jogador que Zverev(No momento e pelo currículo) e Nishikori.

    Responder
  92. Renato

    Zverev sufocou Novak no 1 set, confirmava o serviço com facilidade, a bola andava muito, enquanto o sérvio passava apuros pra confirmar o serviço, maaaaaaasss, bateu o pamonha no alemão, e depois de perder o saque pra fechar o set, desabou, começou a sacar mal, cometer duplas faltas e a bola começou a ficar curta. Tem jogo, mas ainda não é um campeão.

    Já Novak, vou ser sincero, primeira vez que vi o cotonete variar o jogo com bastante eficiência. Seus slices estavam ótimos, drop bom, variação com batida reta e spin perfeita, além de mostrar frieza nos momentos importantes e mostrar porque tem 15 slam no currículo. Parabéns!

    Thiem também fez um grande jogo. Venceu com mais facilidade que Novak enfrentando um adversário que tem ótimo saque e bate muito forte na bola. Acho que Dominic vence Nole por 3×2.

    Nadal x Federer Meu palpite: 3 x 1 Rafa. Meu sonho: 3 x 2 Roger em uma batalha épica.

    Responder
  93. JAN DIAS

    CANSEI!

    Não quero ser racional nem ponderada.
    Não quero saber:

    * da IDADE (37);
    * da CHUVA;
    * do piso (SAIBRO);
    * ou do HISTÓRICO..

    EU SOU + ROGÉRIO!!! EU ACREDITO NA VITÓRIA DO FEDERER!!
    VAI LEÃO E MANDA OS HATERS TODOS PRA UTI CARDÍACA!!!…KKKK

    Responder
  94. Marcelo-Jacacity

    Dalcim,
    Você mandou na lata! rs. Não estou tão confiante assim não, acho o Thiem perigoso.
    Tomara que estejas certo e Djokovic esteja na quarta decisão de Major consecutiva.

    Responder
  95. Edi

    Dalcin,nada haver com seu post,mas me tira uma dúvida pfv,
    Vejo o Chiquinho aqui no Tênis Brasil e comentando na Band em Roland Garros,
    Vc nunca participou das transmissões da Band,ou dos programas envolvidos com Roland Garros?

    Responder
  96. Sandra

    Dalcim no final da história mesmo que o Djokovic perca , a chave dele acabou não sendo tão difícil? O que você achou? Achei que a do Federer era pior

    Responder
  97. GUSTAVO DE ALMEIDA

    Sinceramente, não vejo favoritismo claro no jogo do Djoko.
    Thiem tem boas chances de vitória mesmo.
    No jogo do Rei contra o Nadal, aí difícil apostar diferente.
    Mas acho mesmo q a final será Thiem vs Nadal.
    Aposto vitória do Thiem em quatro sets contra Djoko.

    Responder
  98. Sandra

    Dalcim o que o Djokovic teria que fazer para ganhar do Thiem? Thiem não saca melhor ? E não devolve igual ao Nole ? Não acredito que ele de a bobeira do Zverev hoje. Pelo que se ouve ele é muito amigo do Kyrgios , vai ver que o australiano buzinou nos ouvidos dele kkkkk

    Responder
      1. lEvI sIlvA

        (Dalcim, por favor publique essa no lugar da anterior.)
        Verdade, Dalcim! Mas no caso do Thien, a devolução sempre foi “de longe” mesmo…! rsrsrs

        Responder
  99. Jeronimo Brito

    Dalcim, acho que não teremos a final Lógica! Entendo e concordo com o favoritismo dos dois principais cabeças.
    Em sua opinião qual dos jogos seria mais provável não dar a lógica?
    Torcerei para Roger x Novak na final!
    Abraços

    Responder
  100. Tarcísio Nascimento

    Não vejo Djokovic como amplo favorito diante de Thiem. Até porque o austríaco também é especialista no saibro. Além disso, há pouco mais de 1 mês Djokovic ganhou de Thiem com as calças na mão

    Responder
  101. Enoque

    Como disse no blog anterior. Prevaleceu a primeira opção, quem perdeu o primeiro set entregou o jogo, num acordo de cavalheiros. Uma luta de horas mataria a chance de jogar a semi em condições físicas mínimas.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *