Os favoritos na reta final
Por José Nilton Dalcim
10 de maio de 2019 às 20:13

Os três candidatos mais sérios ao título do próximo Roland Garros estão nas semifinais de Madri. Ainda que o saibro da Caixa Mágica, com altitude e bolas diferentes, não seja nem de longe um parâmetro perfeito para Paris, o que parece estar em jogo é muito mais emocional. Novak Djokovic e Rafael buscam uma reação – e um título agora seria espetacular para evitar mais cobrança em Roma -, enquanto Dominic Thiem tem a chance de roubar de vez a cena.

A sexta-feira dos três foi radicalmente diferente. Nole nem precisou entrar em quadra porque Marin Cilic sofreu intoxicação alimentar, Thiem conseguiu outra virada em cima de Roger Federer com direito a dois match-points dignamente evitados num duelo de tirar o fôlego. Rafa esteve impecável no saque, na precisão dos golpes e na visão tática diante de um Stan Wawrinka perdido.

É preciso destacar a mudança de postura de Thiem diante de Federer, algo muito semelhante ao que aconteceu na final de Indian Wells, em março. Dominado no primeiro set, ele passou a jogar mais perto da linha, caprichou no saque e fez o suíço se mexer sempre gerando muito spin dos dois lados. Mais uma vez, Roger jogou em alto nível, encarou um dos grandes do saibro atual, executou um plano tático ousado e chegou aos pontos da vitória. Mas viu o austríaco sacar muito bem – o tiebreak de 15 minutos foi excepcional – e ganhar enorme confiança para um terceiro set em que esteve o tempo todo à frente.

Se pretende sua terceira final seguida em Madri, Thiem precisa agora ganhar pelo terceiro duelo seguido do descansado Djokovic, que lidera no geral por 5-2. Se conseguir, a lógica indica que seu adversário na final de domingo será Nadal. E aí ele terá a chance de derrotar os três líderes do ranking, o soberano Big 3, numa sequência histórica. Será?

Acredito que Nadal tenha recuperado grande parte de sua confiança com as três vitórias em Madri, e ainda mais por atropelar um adversário da qualidade de Wawrinka. Porém, ao mesmo tempo ele pode entrar em quadra neste sábado com o pequeno fantasma de ter sido eliminado nas duas semifinais que fez no saibro nas últimas semanas, em Monte Carlo e Barcelona. E a ansiedade é um dos maiores inimigos de qualquer tenista.

Stefanos Tsitsipas já teve três experiências diante de Nadal, o que é sempre valioso, mas somente em uma conseguiu ser competitivo, na final inesperada que fez no Canadá no ano passado. Sobre o saibro de Barcelona e ainda mais em Melbourne de janeiro, viveu um pesadelo. Embora tenha golpes de base que claramente amadurecem, Stef gosta mesmo é de atacar e a altitude de Madri ajuda. Usou excepcionais voleios para barrar o atual campeão Alexander Zverev nesta sexta-feira, num jogo intenso e de qualidade muito boa.

Limitado a treinar, Djokovic deve ter assistido a isso tudo. O quanto a parada forçada será boa ou ruim, teremos de esperar para ver. Se ficou livre de qualquer pressão e enfim faz uma semifinal de Masters na temporada, não ir à quadra quebra totalmente o ritmo de competição. Mais do que nunca, sua longa experiência em momentos importantes terá de fazer diferença.

Grande final feminina
A holandesa Kiki Bertens terá sua segunda chance de ganhar Madri neste sábado e, ao mesmo tempo, adiar outra vez a oportunidade de Simona Halep retornar à liderança do ranking. A romena gosta mesmo do saibro veloz e já vai em busca do terceiro título em quatro edições na Caixa Mágica.

Aos 27 anos, Bertens vive grande momento no circuito. Utiliza bem seu 1,83m para buscar um jogo ofensivo, embora não seja afoita. É um contraste com a preferência de Halep pelos contragolpes e assim deveremos ter um duelo de estilos e táticas dos mais interessantes. O histórico confirma isso: 3 a 2 para Halep.

Sem ainda perder sets na semana, incluindo a ótima vitória sobre Petra Kvitova, Bertens também tem seu sonho de ranking e chegará pela primeira vez ao top 5 caso conquiste seu nono e maior troféu. Se erguer o 19º da carreira e o primeiro da temporada, Halep chegará ao número 1 pela terceira vez.

Curtinhas
– Incansável, Tsitsipas disputou à noite a semi de duplas ao lado de Koolhof e se esforçou: perderam no match-tiebreak para Rojer/Tecau, que mais cedo viram Medvedev se contundir e deixar Demoliner na mão.
– Thiem também está na semi de duplas, junto a Schwartzman, e joga depois das simples contra Pella/Sousa.
– Federer entrou na chave de Roma, mas diz que só irá decidir pela ida ao Foro Itálico no fim de semana. No seu lado da chave ficaram Tsitsipas ou Fognini e depois Nadal ou Thiem. Até mesmo a segunda partida contra Coric ou Aliassime pode ser dura.
– O caminho de Djokovic tem Cecchinato nas oitavas, Medvedev nas quartas e Zverev, Monfils ou Nishikori na semi.
– Gente boa de saibro, como Lajovic, Jarry, Hurkacz, Munar e Klizan, terão de jogar o quali.
– O Premier romano tem como grande atração a presença da tricampeã Serena, que fará seu único preparativo para Roland Garros. Entre as melhores, apenas Kerber ficou de fora por contusão.


Comentários
  1. Leo Gavio

    Essa é a maior epoca do tenis ou é o periodo do tenis ondes os maiores se encontraram?

    Eu curtia muito aquela época do Sampras em Wimbledon, acho que foi a época mais glamourosa. Eu torcia contra o Pete, mas sabia o quão monstro ele era. Torcia pelo Agassi e Guga.

    Antigamente eu odiava o saque e voleio, eu achava (na minha ignorancia tenistica) que o jogador “apelava”. Depois que eu vi Llodra, Taylor Dent e Stepanek eu mudei de opinião, só acho que o jogo deveria ter um mix de baseline com rede, acho que os jogadores ficam presos demais no fundo. Djokovic é um que deveria subir mais, acho que ele voleia bem, só não tem confiança, e ai sobe errado, executa errado.

    de 2008 até os dias atuais foram os 10 anos mais incriveis da historia do tenis.

    por coincidencia Djokovic tem 15 titulos, Nadal 14 e Federer (o rei da entress) só 8, sendo que desses 8, ele venceu Nadal ou Djokovic apenas 3 vezes, nos outros 5 titulos ele bateu em bebado.
    E só venceu Nadal ou Djokovic apenas uma vez em final: Aopen 2017 pq Nadal é japones na quadra dura e acabara de voltar de contusão. Simplesmente ele perdeu todas as finais pra Djokovic ou Nadal, só conseguiu ganhar de Cilic, Soderling e Roddick kkkkkkk

    Eu acho que ele ficou muito triste com a final do USOpen 2009 porque não tinha Fernando Gonzalez, Bagthatis, Hewitt, Roddick, Philipoussis, Agassi de bengala ou Nadal de fraldas e chupeta (WB 06 e 07)

    Isso deixa claro quem é o GOAT.
    O GOAT é aquele que derruba jogadores ultracampeões nas semis e finais. E esse cara é o Djoko. Djokovic é o leão do tenis, aquele que protagoniza, Federer é a hiena. aquela que só aparece quando os leões estão de barriga cheia descansando. Aceitem resignadamente.

    Responder
    1. Paulo Almeida

      Só li fatos. Parabéns pelo comentário, mas tome cuidado com Renato, Rodrigo, Nando, Chileno, Sérgio, Geraldo e outros tards enfurecidos.

      Responder
    2. André Barcellos

      Canseira. Triste ver esse tipo de comentário. O cara pega convenientemente os melhores anos de Federer e ioga fora. Ninguém passa 4 temporadas seguidas no auge.
      E é justamente quando ele deixa de ser número 1 que as coisas valem.

      Responder
  2. Samdra

    Dalcim, não sei se você vê as entrevistas dos jogadores , mas o Thiem por exemplo , ele não desmereceu o Djokovic, mas em suas entrevistas ele só acha grandes jogadores Federer e Nadal , no entanto acabou perdendo a partida para o patinho feio , rssss,, aliás não sei se vai ganhar amanhã do grego, até porque já perdeu em um único encontro, mas todas as vezes que a mídia começa de muito bla bla ba , achando que no tênis só existe Federer e Nadal, Djokovic renasce das cinzas, seria interessante sua opinião

    Responder
  3. Maurício Luís *

    Terminada a semi entre Nadal e Tsitsipas, vamos às opiniões…
    Sr. Spock?
    – É lógico que o Tsitsipas deu um presente de GREGO pro Nadal. É lógico também que o espanhol vai tirar mais uma das suas desculpas da cartola.

    Dilma?
    – O Nadal perdeu porque a confiança está em baixo, e se tá em baixo, não dá certo, porque a bola tem que passar por cima da rede, que não deve ser muito alta, senão a bola fica em baixo da fita que está em cima.
    Então temos esse paradoxo, quanto mais por baixo está o jogador, mais por cima fica o adversário, desde que não seja o Diego Swartzman, que só fica no alto quando anda de avião… Qual foi a pergunta mesmo…?

    Responder
  4. Ulisses Gutierrez

    Dalcim,

    Caso Nadal perca me Roma e RG terminará a temporada de saibro com cinco derrotas.
    Isso seria seu pior ano nesse piso?
    Outra o padrão defensivo antes dava certo. Porque agora não dá mais ? Chegou a manter uma.invencibilidade de 80 partidas jogando defensivamente, mas hj não dá mais certo. Pq?
    Idade? Adversários bem mais jovens e aguentam trocas de bolas? Adversários mais agressivos?
    Me explica dalcim.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Nada é tão simples. Há uma somatória de coisas. Entre elas, a idade dele, o físico que já não é mais o mesmo, os adversários mais agressivos e confiantes. Mas principalmente um momento de baixa na confiança do próprio Nadal. Quanto às derrotas, não serão uma questão apenas numérica, mas de qualidade. Ele nunca passou em branco pelo saibro europeu.

      Responder
  5. Robson Couto

    Boa noite Dalcim,
    Por que não colocam o hawk eye no saibro também? Sei que é possível ver a marca da bola no chão, mas sempre fica aquela discussão se a marca é a correta e no jogo da manhã o juiz foi ver a marca e deu um ponto errado. Existe algum motivo que impeça o uso?
    Em relação ao Nadal, como está sem confiança… Quando estava 4×2 no terceio set e 15/40 ele podendo devolver a quebra teve uma bola mais curta e ao invés de trabalhar e subir à rede para ganhar o ponto recuou para linha base. Mérito também do Tsitsipas que conseguiu no decorrer do ponto aprofundar a bola.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Pois é, essa discussão já vem de algum tempo. Existe um alto custo para a tecnologia, que teria de ser aplicada em várias quadras. Mas cada vez mais acho que o saibro terá de adotar isso.

      Responder
  6. Paulo Almeida

    Essa derrota do Siri Careca foi boa pro GOAT se manter tranquilo na ponta, manter a diferença no h2h e também nos M1000, pelo menos até amanhã.
    Tsitsipas é bom, mas muito errático e inferior ao Thiem. O Djoko focado de hoje fatura o tri amanhã.

    Responder
  7. Maurício Luís *

    O Nadal que trate de aproveitar bem essa vice-liderança do ranking. Porque pelo andar da carruagem, a dita cuja está com os dias contados. Nem em seu próprio país, no piso favorito, com torcida toda a favor, ele levanta caneco.
    Tô tãããão triste… Não vou nem dormir esta noite. Amanhã não almoço nem janto!
    Alguém poderia dizer que a Naomi Osaka está com sorte por causa de resultados que não dependem dela. Mas não. 2 Slams nas costas a credenciam perfeitamente a ser líder do ranking, ainda que jogue mal este começo de ano.
    Não estou pondo muita fé na Serena, não. Está sem ritmo de jogo… Mas claro que ela pode surpreender. Serena é Serena.

    Responder
  8. Evaldo Federer

    Hahahahaaha
    Caro narck Rodrigues o tempo todo desmerecendo o grego e babando o ogro, inclusive já colocando o careca de siri na final, menos narck, menos né, o jogo só acaba na última bola , é o que dizer do cumprimento do Nadal, sujeitinho escroto afffd, da lhe grego, o cara pode ser marrento , mal educado , mas joga muito esse rapaz.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      É difícil saber o que acontece com ele, mas é óbvio que perdeu a confiança e seu padrão mais defensivo não está funcionando sem o primeiro saque. E quanto mais perde, pior fica.

      Responder
      1. HeitorD

        Esses caras querem dar uma de fortões inabaláveis, mas a realidade é muito diferente disso. O que está acontecendo é que ele claramente sentiu o passeio que levou do Djokovic na final do AO, quando ele vinha arrasando todo mundo. Aquela surra minou severamente a confiança dele.

        Responder
      2. Pedro

        Você acha que os golpes perderam potência? Como em anos anteriores em que ele estava machucado? Ou simplesmente os adversários melhoraram e estão conseguindo acabar com a hegemonia?

        Responder
        1. José Nilton Dalcim

          Um pouco de tudo, mas principalmente de confiança. Não precisa de tanto físico ou potência para golpear uma bola que quicou curta. E ele errou várias assim hoje.

          Responder
      3. Wilson Rocha

        Mestre Dalcim, a idade chega e cobra o preço. Antes era quase impossível um jogador com backhand de uma mão ganhar do Nadal no saibro. Sua principal arma não causa mais o estrago de outrora, isso é fato.

        Responder
  9. Paulo Almeida

    Respeitem o GOAT, po**a!
    Não aprenderam ainda?
    O maior e melhor de todos os tempos Novak Djokovic estava precisando ganhar um jogo grande desses pra mostrar por que é o número 1 do mundo.
    Mostrou que está firme e forte rumo ao segundo Nole Slam da carreira.
    Quanto ao Thiem, melhor repensar em quem é o segundo melhor saibrista do circuito.

    Responder
    1. Aurélio Passos

      O homem Nadal passou a carreira inteira olhando (e pegando dicas) com o Tio Joel Santana Nadal, e agora olhando pro Moya o tempo todo.

      Responder
  10. Enoque

    Até entendo que o torneio prefere ver o Nadal fazer a final com o Djoko. Mas não precisa marcar a favor do nadal toda bola duvisosa e mesmo inverter marcações. Assim fica sem graça de torcer.

    Responder
  11. Victor

    Alguma vez a cor da bolinha já foi trocada ou sempre foi amarela?
    Qdo tá muito sol numa partida no saibro, pela tv quase não dá para enxergar. Poderia ser preta…

    Responder
  12. O LÓGICO

    O Robozinho já deve tá se borrando, ao saber que, se passar pelo Tsitsipas, vai ter de encarrar o DJokão, meu herói kkkkkk, e sofrer mais uma sessão de zoofilismo hard kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk O L F finge que não tá nem aí, mas tá sim, fica todo quebradinho por dentro kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. E o MC cocotinha vai ter que hipotecar uma farmácia para pagar o preju da turnê da sofrência kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
  13. Luiz Fernando

    Grande partida e grande vitória do Djoko, demonstrando seu incontestável nível elevado de jg. Thiem equilibrou as ações, mas perdeu nos detalhes, visto q teve boas chances não aproveitadas. Se Rafa vencer o grego será uma oportunidade de ver em qual patamar está o espanhol, pois o sérvio já mostrou hj em qual ele está…

    Responder
  14. lucas P

    ola, dalcim , estou indo a roma, gostaria de saber se caso eu comprar o ingresso para a quadra principal, eu tenho acesso também para assistir às outras quadras?
    grat

    Responder
  15. Eu

    Dalcim: Qtos conjuntos de uniforme os tenistas recebem por partida? E tênis?
    Quem lava? Rs. Porque no saibro fica muito sujo… e ainda tem tenista que não colabora e vai com cor clara.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Ah levam muitas camisetas, pelo menos quatro por jogo, mais dois calções para eventual terceiro set. Lavam no hotel, a maioria gosta de jogar com a mesma roupa no dia seguinte.

      Responder
  16. Luiz Fernando

    Djoko e Thiem vai fazendo um jg disputadíssimo, em alto nível, que esta no começo do segundo set e ja esta durando quase uma hora e meia. Seja Rafa (mais provável) seja o grego, p vencer amanha vai ter q jogar melhor do q vem fazendo ate agora…

    Responder
  17. Eu

    Rodrigo tanto queria ver o RF no saibro nos anos anteriores mas agora que ele tá jogando some daqui.

    Aliás, tem muitos outros sumidos. Voltem, Gabi, Rafael wurtich (não lembro como escreve teu sobrenome), JR7, Rafael da foto da ex foto do djoko, naira, Alexandre Maciel e o próprio Luiz Fernando, que tá menos frequente aqui do que antes.

    Responder
  18. Sônia

    Rindo aos borbotões aqui Dalcim rsrs, aliás, impossível não rir de tamanho sofrimento rsrs, como dizia meu querido vovô… “quem desdenha quer comprar” rsrsrs, adoooooooro. JS, NS rsrs. Beijos

    Responder
  19. Sônia

    Muito boa essa dupla Strycova / Su-Wei, gosto de ambas. Tenistas inteligentes, boa visão de jogo, habilidosas… na minha opinião, se continuarem juntas, irão ganhar muitos torneios. Beijos.

    Responder
  20. Miguel BsB

    Foi um jogaco Thiem X Federer, que, novamente, poderia ter ido pra qq lado.
    O Thiem amadureceu muito e, taticamente, está conseguindo se adaptar e mudar os rumos das partidas, vide esses jogos contra o Federer e tb contra o Medvedev…
    Federer fez ótima campanha, a meu ver, levando em conta que não pisava há anos no saibro… Perdeu em 3 sets pro 2 melhor saibrista da atualidade.
    O cara conseguiu jogar com slice, voleio e saque e voleio… Incrível! Em Madrid até funciona, em RG, acho mais difícil… Vai lá pra se despedir, não tem chance de título… Deve pular Roma, infelizmente…

    Responder
  21. Miguel BsB

    Esse Dominic é um SuperesTHIEMado msm! Se não, vejamos:
    É top 10 há 3 anos seguidos
    Tem um h2h de 4×2 contra o maior de todos os tempos com vitórias em todos os pisos (inclusive na grama).
    Vence frequentemente no saibro o maior saibrista de todos os tempos.
    Tem títulos em todos os pisos, Masters, finais de Masters e de Slam, na era do big 3.
    Agora, tem a provável oportunidade de derrotar em sequência pra ser campeão, num Master no saibro, os 3 maiores da história, feito inédito e hercúleo!
    Bom, eu acredito!

    Responder
  22. Ramon

    Esse Tsitsipas ta evoluindo muito rápido. A cada torneio noto uma melhora, e ele tem um espirito que não gosta de perder em um nível acima do normal. Esse cara vai da trabalho, talvez perca para Nadal, mas não duvidaria se esse jogo terminar em 2 sets a favor do Grego tbm.

    Responder
  23. Renatinho

    Dalcim, entre os tenistas que ainda não ganharam slam acredita que Thiem será o primeiro a conquistar um grand slam ?Acredito que ele está entrando no melhor nível da carreira dele e o que ele tem que parar é de oscilar muito. O que diferencia ás vezes um tenista super campeão de um que não é é justamente a regularidade.O Thiem precisa ter mais regularidade nesse nível capaz de ganhar slam.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      O problema dele é que seu melhor piso é o saibro e ali tem concorrência duríssima em Roland Garros. Mas acho sim que ele está cada vez mais perto.

      Responder
  24. Maior geração do tênis chegando

    Bom acredito no pequeno favoritismo do dominic thiem e Rafael Nadal claro bem favorito mas não me surprendo se tsitsipas passar pq é um craque e tem mas futuro q zverev esse tsitsipas não deve nada a Rafael Nadal e Djokovic vai ser um fenómeno ..já Dominic thiem terá uma carreira a nível Andy Murray como joga thiem ……..se as lesões não atrapalhar ano que vem ele pode brigar com Djokovic pelo topo do ranking com Djokovic com seus 33 anos da pra ganhar sim o sérvio não é gênio como Federer como todos sabemos

    Responder
  25. Arthur

    Não sei se você reparou, Dalcim, mas temos de ambos os lados das semi um jogador com back de duas mãos contra um jogador com back de uma mão.
    Imaginou se o Thiem e o Tstitipas batem o Djokovic e o Nadal?
    Não só teríamos uma final sem nenhum representante do Big 3, como ainda veríamos uma final com dois jogadores que usam a esquerda com uma mão. E isso no saibro.
    Seria um verdadeiro turning point no circuito, não acha?

    Um abraço.

    Responder
  26. O LÓGICO

    É cena de terror vê o robozinho desenterrar a cueca fio dental e retocar a maquiagem antes de sacar kkkkkkkk. Mas O M C da turnê da sofrência adora kkkkk, e já tá todo ouriçado kkkkkkkkkkk, basta o robozinho pé de chinelo ganhar de babas kkkkkk. Se Kyrgios tem cara de Chefe do Morro e o Fognini de pinguço, o Vai e Brinca tem cara de enchi a pança kkkkkkkkkkk.

    Responder
  27. Sérgio Ribeiro

    Sasha declarou que ficou impressionado com as melhorias de Tsitsipas. “ Como esse cara tá sacando “. Não vai fazer o papelão de Wawrinka mas vai perder , a meu ver. O Espanhol finalmente largou as placas e está muito agressivo próximo à base. Serviço melhor e varios tiros de Backhand cruzado. Falta de ritmo pra Novak depois de dois jogos é piada . Esse cara conseguiu chegar a FINAL do USOPEN 2016 jogando apenas 3 jogos. Em outros 3 aconteceram desistências e abandonos. Se o Craque tivesse vencido, o Sérvio seria barbada amanhã. Com Dominic não. Jogo duríssimo pois o garoto está numa forma física esplendorosa. Com tudo isso finalmente teremos uma FINAL de altíssimo nível. A conferir . Abs!

    Responder
    1. R. P.

      “Barbada”….. KKKKKKKKKKKKKKKKKKK
      Nos últimos 10 confrontos, 80% das vitórias foram do sérvio. Até Cincinnati escapou do suíço, que parece ter muito mais juízo que torcedores.

      Responder
  28. Tiago

    Como disse neste blog anteriormente…essa chave do torneio favoreceu demais Nadal, fazendo com que pegando adversários fracos retomasse a confiança no seu jogo que estava perdido. Contra Tsitsipas será outra surra, talvez menos horrível que o duelo contra Wawrinka que pelo amor de Deus….entrou em quadra como um derrotado, não fez absolutamente nada no jogo, decepção do dia. A outra semifinal promete, mas ainda acho que Djokovic não está na sua forma ideal, tanto física e mentalmente, depois de suas campanhas pífias nos 3 primeiros masters do ano, por isso coloco Thiem como favorito a final. E seria muito interessante se repetisse o duelo de Barcelona com vitória do austríaco, imagina só…derrotar Federer, Djoko e o Rei do Saibro mais uma vez no mesmo torneio. Torço para o Djokovic, mas pela temporada que está acontecendo o Thiem merece mais uma vez o título.

    Responder
  29. Dominic DeCoco

    Impressionante, Federer tem 21 partidas com match point e derrota, e desde 2013 que perde ao menos um jogo no ano tendo match point.
    Não da pra entender pq tanta derrota assim, algumas delas em finais, onde o camarada ficou a apenas um ponto do título.
    Mas verdade seja dita, Federer não ganharia de Djokovic, então essa derrota não evitou título, apenas tirou pontos.

    Responder
  30. Rafael

    Mestre, você acha que o Nole evoluiu dos últimos Masters para cá ou ainda não deu para ter essa certeza? Eu achei, no mínimo, ele mais focado e vibrador. O que esperar dessa semi?
    Abraço

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Com certeza, mais vibrador. Mas não sei se houve tanto progresso, porque seus jogos não foram tão exigentes. Thiem será um teste perfeito.

      Responder
  31. JAN DIAS

    Foi um jogão..altíssimo nível. THIEM mereceu a vitória, a qual FEDERER deixou escapar por seu 1o saque ñ entrar no tie-break…

    Responder
  32. Chetnik

    E tinha zumbi se iludindo quanto às chances da bailarina ganhar RG e arrebentar no saibro, kkkk. Não chegou nem nas semis da quadra mais rápida de saibro, kkkk. Não adianta, saibro não é lugar de tênis afrescalhado. É lugar de tênis ogro, como a massa morta-viva gosta de dizer, kkkk.

    Uma pena. Thiem vai ser duríssimo. Federer seria mais fácil do que o Cilic foi, kkkk.

    Responder
  33. Paulo Almeida

    Amanhã será um grande teste para o segundo melhor saibrista do século 21, aquele que bateu o GOAT desse piso 7 vezes na carreira (2 em Monte-Carlo, 1 em Madrid, 3 em Roma e 1 em Roland Garros). Apesar de ter jogado apenas 2 jogos no torneio, a postura está bem melhor do que nos últimos 3 torneios. Enfim, jogo imprevisível.

    O grego com aquele backhand pífio teve tomar outra cacetada do Siri Careca infelizmente.

    Responder
  34. Geraldo Arnt

    Eu não incluiria o Djokovic com postulante ao título nem em Madrid e muito menos em RG. Ele tá indo aos trancos e barrancos, mesmo pegando adversários fracos. O ano dele como um todo é fraco. Só vejo Thiem e Nadal ganhando aqui e RG. Incluo o Fognini como candidato em Roma, porque é melhor de 3 sets. Para RG, que é melhor de 5, ele também fica de fora.

    Responder
  35. Nando

    Tsitsipas se firmando cada vez mais no grupo dos grandes tenistas da atualidade hein…jogo vistoso, bh simples, mandou Zverev de volta pra casa (derrota q faz com q ele provavelmente seja cabeça 5 em RG).

    Responder
  36. Orlando

    Esse Wawrinka que sempre foi um vassalo do Federer, é outro que já deu o que tinha que dar. Dificilmente irá ganhar algum torneio de porte, talvez um 250 ou 500 no máximo. O cara não consegue nem mais colocar em quadra o saque do Nadal. Vá jogar bolinha de gude, cara ! Vc já era !

    Responder
  37. PIETER

    Dalcim, Federer jogará ou não em Roma, o que lhe parece?
    A mim, penso que deveria descansar e se poupar para Paris; a idade já deve pesar um tanto embora, é óbvio, ele jamais iria admitir…

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Eu sinceramente acho que ele vai desistir. Fez dois jogos bem duros em Madri, teria de ir logo para Roma e treinar, porque lá é tudo bem diferente. E ainda pegou uma chave nada fácil.

      Responder
      1. Nando

        Mestre, achei a chave de Roma menos difícil (até a semi) do q em Madrid…acho q ele poderia ir. Se tivesse ganho ontem, aí era ctz q não jogaria Roma.
        Mas claramente se vê q o jogo dele não é mais pro saibro…porém como ele é gênio, td pode acontecer.

        Responder
  38. Nando

    Federer jogou mto bem hoje, perdeu pra um cara q vem bem e q é especialista no piso…teria ganho o jogo se naquele mp do tie-break não tivesse forçado a devolução no 2° saque do austríaco.
    Pra quem estava há tempo sem jogar no piso e com quase 38 anos, o Maior de Tds os Tempos não fez feio. Acho q dá pra jogar Roma, achei a chave mto melhor do q essa de Madrid…deve estrear na terça ou quarta, então pode chegar bem pra disputar o torneio.e tentar fazer um bom papel como fez no saibro espanhol.

    Responder
  39. Renato

    Derrota absolutamente normal de Roger Federer. O GOAT enfrentou um adversário bem mais jovem, muito mais adaptado ao piso, o segundo melhor saibrista da atualidade e que colocou o melhor saibrista da história na coleira semana passada. O jogo foi muito equilibrado e Federer esteve bem perto da Vitória em sets diretos, diferente de Nadal que não ofereceu resistência alguma ao austríaco na semana passada.
    Pelas condições da quadra e pelo que está jogando, Thiem é favorito pra vencer amanhã e para conquistar o título.
    Federer está de parabéns! Fez ótimo jogos na semana e fez uma ótima partida hoje.

    Sobre Roma, que sorte deu o pirulito pela segunda semana seguida, hein??

    Responder
    1. Mário Cesar Rodrigues

      Vai se lascar cara me falar isto,o Thiem jogou muito,vou torcer muito para que o Thiem ganhe do Nole é se Rafa ganhar eu vou colocar o dinheiro que ganhei tudo até agora nas apostas aqui,o jogo que ganhei mais foi Zverev e O Grego.o Federer e craque demais mas o Thiem jogando muito e você falar que o Rafa não foi pau a pau foi sim contra o Thiem freguês do Thiem é o Federer que tremeu dava para ver ele tremer passar bola no TB.

      Responder
      1. Geraldo Arnt

        Dalcim,
        Tu não achas que o Thiem está jogando mil vezes mais que o Djokovic no saibro? A tarefa difícil, ao meu ver é do Djokovic em superar o Thiem.

        Responder
        1. José Nilton Dalcim

          Acho que Thiem está muito bem, Geraldo, mas tem feito jogos duros em Madri. Fisica e mentalmente, pode pesar um jogo contra a consistência do Djokovic.

          Responder
      2. André

        Eu apostaria no Djokovic… acho que ele descansado passa pelo Dominic… mas apostaria que o vencedor desse jogo ganhará do Nadal o título, seja que for!

        Responder
      3. Wilson Rocha

        Como assim? Dalcim.Há poucos dias Thiem não deu chances a Nadal em Barcelona. A tarefa de Nadal contra Djoko já é conhecida (basta vê o histórico dos últimos confrontos). O mais prudente é esperarmos e vê o que acontecerá.

        Responder
      1. Luiz Fernando

        Mario uma coisa é torcer outra é analisar a realidade. Trata-se de algo parecido com sua conduta no site e no blog: no site vc escreve de forma correta, aqui vc faz o tipo analfabeto…

        Responder
  40. Paulo F.

    Nadal triturou o grego, sem deixar sobrar pó, no piso duro da Austrália.
    Imaginem agora, no saibro?
    Como sabemos, o jogo é jogado, mas as possibilidades do grego são próximas de zero.

    Responder
    1. Geraldo Arnt

      Humildemente concordo. Mas o jogo é jogado e a altitude dá um certo equilíbrio, ou melhor faz diminuir a distância que separa Nadal dos outros tenistas.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *