Bendita Bia
Por José Nilton Dalcim
28 de fevereiro de 2019 às 01:00

Numa fase tão negativa do tênis brasileiro, Bia Haddad Maia continua sendo a nossa maior alegria. Dona de um potencial inegável que apenas os problemas físicos conseguiram arrefecer, a canhota de 1,84m e 22 anos marcou nesta quarta-feira o maior resultado individual do tênis feminino nacional dos últimos 30 anos.

Deu tudo certo para Bia. Furou um qualificatório difícil no fim de semana de calor extremo em Acapulco, aí pegou outra qualificada na estreia e, muito adaptada ao piso veloz e ao clima severo, jogou de forma eficiente e inteligente diante da norte-americana Sloane Stephens, nada menos que número 4 do ranking que pisava sua superfície predileta, a mesma que lhe deu o troféu do US Open de 2017.

A brasileira usou muito bem suas armas de canhota, não se precipitou nem mesmo quando saiu perdendo o saque na partida. Ao contrário, entendeu que precisava alimentar Sloane de erros e soube agredir nos momentos certos. Fez um segundo set irretocável no plano técnico e tático, sem jamais dar espaço ou esperanças à gabaritada adversária.

Foi o primeiro triunfo sobre uma top 10 de Bia, que havia perdido nas seis tentativas anteriores. O último a obter vitória individual sobre tops 5 havia sido Thomaz Bellucci, que tirou Andy Murray, então quarto colocado, na mágica campanha sobre o saibro de Madri de 2011 e há dois anos eliminou Kei Nishikori, 5º, no Rio Open. Porém, mais distante ainda estão os feitos de Dadá Vieira, última tenista nacional a derrotar uma top10 (Conchita Martinez) e uma top 5 (Helena Sukova), ambos em 1989.

É bem provável que Bia se reaproxime das 150 primeiras do ranking com a campanha já feita até aqui, mas ela certamente pertence a um grupo de nível muito mais elevado. Não à toa, já tem um vice de WTA e chegou a 58ª. Com confiança em alta e um segundo semestre inteiro sem pontos a defender em 2019, pode-se esperar ascensão contínua.

O desafio das quartas é diante da chinesa Yafan Wang, 65ª do mundo, que jogou apenas cinco games antes de Monica Puig desistir. Wang é parceira de Laura Pigossi nas quartas de final de duplas. Se passar, Bia enfrentará Donna Vekic ou Johanna Konta e quem sabe decidir contra Vika Azarenka.

– Brasil Open ficou sem brasileiros em simples, mas Thiago Wild teve uma vitória importante na primeira rodada e mostrou novamente qualidade com seus golpes. Claro que precisa de rodagem e o correto é não colocar pressão. O ponto negativo foi a conduta na primeira coletiva. Não ajuda nada se desentender com os jornalistas e alguém precisa dizer isso a ele. Talento nato, Felix Auger-Aliassime voltou a derrotar Pablo Cuevas, com grande terceiro set.

– Roger Federer teve novamente momentos instáveis, mas fez um belíssimo terceiro set diante de Fernando Verdasco, num dia em que o cabeça 1 Kei Nishikori e o atual campeão Roberto Bautista deram adeus. Está ficando cada vez melhor para o suíço. Boa chance de uma semi entre Stefanos Tsitsipas e Gael Monfils.

– E Nadal perdeu três match-points, um deles com o saque, num duelo de 3h03 contra Nick Kyrgios. O australiano pode ter dezenas de defeitos, mas é um tenista espetacular. Fez coisas incríveis o tempo todo, mesclando agressividade e criatividade. Pena para Rafa, que jogou muito melhor do que na estreia e talvez só tenha pecado mesmo pela falta de iniciativa no primeiro tiebreak.


Comentários
  1. Evaldo Moreira

    E aí fedeiros vai falar o que?.
    Kkk, além de falar do suíço e ainda usa esse nome Roger Fedeiros kkkkk, paixão demais , admite cabra macho , kkk, há e ainda dá tempo de mudar o nome viu, kkkm????????????????????, abraço para a ala federistas, 100 títulos, marca exuberante, espetacular….

    Responder
  2. Sônia

    Cruz credo, que grego “carne de pescoço”, socorro, meus sais. Dalcim, coração estava na boca, felizmente… engoli. Goooo Federer. Beijos.

    Responder
  3. Sandra

    Dalcim , mesmo não sendo torcedora do Federer estarei torcendo por ele , e difícil ter que torcer para essa garotada , muito arrogantes, porque eles só jogam bem quando e com Nadal , Djokovic e Federer, o Zverev parece com a cabeça melhor , o canadense I qual você gosta , só eleva o nível quando e contra esses treis , o Kyrguis parece o Gilmar Mendes kkkkk O grego hoje vai elevar o nível , mas o Aussin parece o melhorzinho

    Responder
  4. Fernando Pauli

    Segura o Kirgios amanhã contra o Zverev. Como não poderia deixar de ser, jogo entre sacadores decidido no TB do terceiro set. E na torcida para o centésimo do GOAT.

    Responder
  5. José Eduardo Pessanha

    Por onde andam Marcão, Aurélio NR, Geraldo, Diego Adrian, Marco Dias e Spencer? Nunca mais vi esse pessoal escrevendo por aqui.
    Abs

    Responder
  6. Sandra

    Dalcim, você já conhecia o sérvio que ganhou o Rio Open e agora está jogando o Brasil open? Ele,entrou nos torneios como convidado ou pelo ranking…?

    Responder
        1. José Nilton Dalcim

          Um programa de desadios que passa de domingo… rsrs… Patrícia está muito bem, tão bem que foi até minha parceira de duplas semanas atrás, segurando o barco! Faz um grande trabalho com o instituto dela.

          Responder
          1. Pieter

            Não duvido. Ela é maravilhosa!
            E está mais bonita agora do que quando jogava, vide foto dela publicada aqui, na matéria sobre homenagem a ela no Brasil Open.
            Muito merecida, aliás!

  7. Sérgio Ribeiro

    E o marrento Grego chegou mesmo ao TOP 10 , já no início de Temporada. Confesso que não esperava que o garoto de 20 pudesse se impor a um Monfils jogando muito. Tsitsipas nos brindou com uma demonstração clara que o Backhand de uma mão ainda vai ser competitivo no Circuito , pós aposentadoria do Craque Suíço. Este que vinha jogando a meia boca mostrou porque tem a melhor mão de todos. No meio de condições climáticas desfavoráveis, abriu a caixa de ferramentas monstrando para o garoto Coric como se pode improvisar com total objetividade ( Kyrgios deveria dar uma olhada )com deixadas e passadas que deixaram o Croata falando sozinho. Um lindo duelo de Back simples na grande Final. O Titio tá doidinho pra pegar o Sobrinho rsrsrs Abs!

    Responder
  8. Rafael

    Desde o Jogo contra o S. Johnson eu reparei que o Wawrinka tá fininho, deu uma boa secada.

    Kyrgios, por enquanto – e o tempo passa rápido – é jogador de Harlem Globetrotters. Capaz de espetáculo, mas…

    Responder
  9. Jonatas Bruno

    Em Acapulco a representante nacional fez além do pré -determinado,acumulou pontos e demonstrou que pode fazer mais! Não se deixou intimidar diante do peso de uma “USA” e só foi parada diante da qualidade do produto “Made in China”.
    Em síntese ,obteve mais bônus do que ônus.
    Bom retorno e progresso.

    Seguindo por là, Nick kyrgios, pelo sim e pelo não, segue demonstrando de tempos em tempos,que chegar no pelotão da frente, basta se esforçar e perseverar. Tempo há, resta saber, a partir de que momento a determinação perseverará.
    Aliás, que bom seria se o Kyrgios servisse como uma espécie de coringa nos torneios em que as megaestrelas ali estiverem! Nick não rende com qualquer um, o cara só quer pescar peixe grande!

    E o Seu Federer, mostra que também que só quer a “sua”. A sua vontade de produzir mais e melhor, com quem tem poder de fogo para o testar. Foi o que se viu em Dubai.
    Fará o jogo do bimestre contra o Tsitsipas que teve que trabalhar dobrado contra o renovado e performático Monfils.
    Será que o suíço vai encher a sua caixa de chocolate, ou o grego fará rodízio com a qualidade de seu azeite?
    O fato é que haverá um bom gosto no paladar! Jogão!

    Responder
  10. Nando

    Q show do Federer hein mestre? Qnd ele está no seu dia, e entra ligado no jogo, acontece isso aí…e seus lances mágicos.
    Amanhã Tsitsipas pode ser o “Andrada da vez” kkkkkk

    Responder
  11. Sônia

    Uau uau uau, meu Lindinho atropelou o lindo croata (que homem bonito, socorro, meus sais) que nem conseguiu entrar no jogo. 6/2 6/2, em 1h08min. Na torcida aqui para que o grego esteja bem cansadinho amanhã para não dar tanto trabalho ao meu Lindinho vovôzinho. Goooooooo Federer, TE AMO! Beijos.

    Responder
  12. Pedro

    Dalcim,

    Você deve conhecer especialistas em biomecânica do esporte. Seria interessante você perguntar sobre o golpe de esquerda o grego. O uso do topspin excessivo com esquerda de uma mão, geralmente causa lesões. Não lembro de ter visto outro jogador que colocasse tanto spin na bola com esquerda de uma mão.

    Responder
      1. Pedro

        Vejo, mas nem o Thiem torce tanto o braço quanto o grego. O movimento do grego é muito forçado. Se falar com algum especialista, comente este assunto. Seria interessante saber a opinião.

        Responder
      2. Miguel BsB

        Não tem visto o Thiem jogar nem viu o Guga jogar, pelo jeito… Rs
        Nunca ouvi falar que “spinar” a bola com uma esquerda simples, quando corretamente executada, causasse lesão. Eu msm gosto de dar aquela escovada com o Back de uma mão do fundo de quadra, girando a bola bem alta, e nunca tive lesão por isso ou fui repreendido por algum professor…

        Responder
  13. Sônia

    Se a quadra de Dubai estivesse rápida, jamais o Monfils chegaria nesse drop do grego, e o grego jamais retornaria o contra drop do francês, que não chegaria na bola de contra ataque do grego e desse um winner para matar a jogada rsrs. Realmente a quadra não está tão rápida como outrora, isso é fato. Agora, que jogaaaaaço entre esses dois… de um lado um grego jogando muito, que detesta perder, que acredita demais nele, repleto de “ferramentas”, topetudo… do outro lado, um francês que finalmente resolveu mostrar o potencial que tem, esqueceu das palhaçadas, das jogadas circenses, jogando sério, focado e ainda… completamente apaixonado, com a amada assistindo rsrs (is this love, that I’m feeling…). Na torcida aqui que esse jogo dure umas 4 horas, jogaaaaaaço, bom demais. Acredito que a probabilidade de um desses dois ser o campeão de Dubai seja de uns 75%. Na torcida também para que eu esteja completamente enganada (goooo Federer, EU TE AMO). Beijos.

    Responder
  14. Rafael

    Dalcim, e essa vitoria sobre Wawrinka? Mesmo se arrastando no 3o set fez golpes inacreditaveis, correu quando precisou sacando, variou com slices, deixadas, spins…Kyrgios quando quer de verdade joga absurdos. Os forehands que ele deu quando recebia no 5/3 do 3o set foram absurdos. Stan nem via a bola – até o narrador achou que tinha saído.

    Responder
  15. Alexandre Maciel

    Wawrinka visivelmente mais magro e se movimentando bem. Só perdeu ontem pq o Kyrgios enfiou a mão e acertou quase tudo no terceiro set.

    Dalcin, em que estado chega o australiano nessa semi?? Me pareceu realmente combalido ontem. Não achei que foi teatro.

    Responder
  16. Babidi

    Dalcim, esse Djere é um mala sem alça hein.. nem se retratou depois do jogo depois do papelão que fez. O cara ganha um ATP 500 pela primeira vez e sai do anonimato, ganha o primeiro set das oitavas de um 250 por 6×3, só porque é quebrado e fica com 5×3 abaixo no segundo set fica descontrolado. Danificou o piso e ainda empurrou a torcida para vaiá-lo, meio que de forma irônica. Será que é o povo sérvio que tem sangue quente mesmo?

    Responder
  17. Nando

    Está se desenhando uma final Kyrgios x Zverev em Acapulco hein…se Kyrgios estiver inteiro para o jogo de hoje né.
    Jogo aliás q mtos apostavam q seria a “futura maior rivalidade pós-aposentadoria do Big3”.
    E em Dubai, o Maior Tenista de Todos os tempos segue oscilando mto (coisa q acho q será assim até o fim da sua carreira, pois está com quase 38 anos e com ctz treina menos agora). Contra Coric sera um jogo mto difícil, pois este deve jogar 90% das bolas no bh do suíço…Federer terá q jogar mais do q vem jogando pra vencer esse jogo.

    Responder
  18. Rodrigo S. Cruz

    E aí, Miguel.

    Quem é que ia botar ordem na casa mesmo?

    kkkkk

    Mais uma vitória do genial Kyrgios, e dessa vez todo baleado.

    Apesar de que o jogo dele hoje com o Stan foi bem “morninho”…

    Responder
    1. Miguel BsB

      Kkkkkkkk
      Cara, fato é que o Kyrgios joga demais! Isso é inegável…Mas realmente, devido às suas atitudes, não consigo torcer por ele.
      Ele jogou um absurdo ontem! Focado.
      Mesmo visivelmente lesionado, mal se mexia e mesmo soltava forehands que eu nunca vi tão rápidos…Além de ter jantado o segundo saque do Stan.
      Wawrinka não jogou bem, na minha opinião. Vitória merecida do Aussie…
      Agora, é torcer pro Isner rs
      Que fase!

      Responder
      1. Rodrigo S. Cruz

        Caralho velho!

        Deixa de torcer pelo jogador mais espetacular da ATP, para torcer pro mais entendiante da história?

        Pára tudo, que eu quero descer!

        (rs)

        Responder
  19. Sônia

    Tá bom, Wawrinka gritando, batendo no peito, gesticulando, mostrando dedinho… pode, agora se Kyrgios fizer o mesmo… inacreditável, mesmo “filme” de ontem, inacreditável. Na torcida aqui por voce Kyrgios, deu bobeira no segundo set (voce viaja demais), mas espero que volte focado para o terceiro (duvido, tu é displicente demais rsrs). Wawrinka, te amo rsrs. Beijos.

    Responder
  20. Gabi

    Visualmente muito agradável de ver as partidas do torneio de Acapulco! Ainda mais na cama!
    O tom de azul do piso, com as linhas brancas e a iluminação da quadra formam um conjunto muito harmônico!

    Responder
  21. Eu

    A maioria aqui no blog só ataca o kyrgios, inclusive dizendo que ele faz mal ao tênis.
    Se fosse tão ruim assim, a Nike já teria tirado o seu patrocínio.

    Responder
    1. Babidi

      Mas tá errado dizer que ele faz mal? O cara entrega jogos quando bem entende, desrespeita e xinga o público, destrói raquetes, simula gestos obscenos em quadra, fala asneiras para determinados adversários, dá declarações lamentáveis sobre o esporte. Se ele teve um bom comportamento contra o Wawrinka, nada muda. Não fez mais do que a obrigação. Kyrgios é panaca e precisa ser mais humilde. Pode até ganhar vários GS pelo talento extraordinário que tem, mas se ele não se valoriza, quem vai valorizar?

      Responder
  22. PATRICK CONFORTE SIMAO

    Dalcim, após 4 torneios, 3 viradas sofridas e 1 vitória em 5 jogos, como você vê os próximos passos do Wild? Ele não entra direto nos Challengers e, por causa da regra dos ITFs, ele nem quali consegue jogar. Ou ele conta com WCs ou volta pros ITFs de 25 mil até subir nesse ranking a ponto de jogar Challengers – o que leva um tempo. Pra segunda opção eu vejo ele com paciência zero, seu nível técnico costuma se nivelar ao do nível em que o adversário joga. Como acha que ele deve seguir daqui pra frente? E o que você acha que ele mais precisaria pra subir nesse momento?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Pois é, ele deve ser apenas top 400 na segunda-feira, e não conseguirá ranking direto para a maioria dos challengers, que estão fechando geralmente na faixa dos 350. Como top juvenil de 2018, ele tem umas regalias ainda e acho que tem de aproveitá-las no máximo de challengers que conseguir. Os qualis dos challengers ficaram ridículos e limitados a quatro jogadores. De qualquer forma, essa faixa tende a gerar pressão. Eu evitaria os futures e arriscaria challengers bem pequenos, nem que seja para o quali.

      Responder
  23. Maurício Luís *

    Que pena que a Bia caiu diante da chinesa. Mas ao menos deu-nos esperança de dias melhores.
    Ah, sobre o polêmico jogo Nadal x Kyrgios, deverá, entre outras coisas, ser lembrada como a “Batalha dos Feios”. Nunca vi tanta “beleza” junta. Se puser um espelho na frente dos dois, quebra.

    Responder
      1. Maurício Luís *

        Bom… não entendo de homem, mas acho o Kyrgios + feio que o Monteiro, e o Nadal + feio que o Federer. Já o Stepanek, realmente, podia ser escalado pra fazer A Bela e a Fera… no papel de fera, obviamente.

        Responder
  24. Chetnik

    Eu nunca vi tanta empolgação para tão pouca coisa como a do Rodrigo por essa vitória irrelevante do Kyrgios num 500inho sobre o Nadal. Foram uma dúzia de posts sobre o ocorrido, kkkk. Dá para ver que o cara ficou todo serelepe, kkkk.

    É êxtase demais para feito de menos, kkkk.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Você postou uns 50 comentários, 30 deles repetidos, quando o Djokovic ganhou o título de Slam mais xoxo da carreira dele: aquele de RG.

      Então, não venha falar de mim…

      Kkkkk

      Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          Olha, quem vem jogando no sacrifício é o Kyrgios, com o joelho bichado…

          Não faz diferença se uma partida boa, má ou péssima ocorra em ATP 250, 500, 1000 ou 2000.

          E não se ofenda, mas aquele Djoko versus o Murray em RG foi uma completa bosta!

          kkkkkk

          Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          Repare no tanto que você é parcial…

          Aquele Soderling de RG 2009, não tinha nada de aposentado.

          Jogou muito, e teve uma das melhores performances da carreira naquele Major.

          Derrotou o invencível Nadal, de forma convincente e brilhante, nas quartas-de-final.

          Avançou até a final, e perdeu do Federer.

          Já a final entre Murray e Djokovic foi um dos jogos mais chatos que eu já assisti na vida.

          E a chave e o caminho do Djoko até a final foi um dos mais fáceis.

          E com o Murray tremendo pro Djoko, o que tirou toda a emoção da partida.

          Responder
  25. Renato

    Dividiria os tenistas em três grupos diferentes de acordo com a capacidade de dar espetáculo de cada tenista.

    Capacidade alta de dar espetáculo: Federer, Kyrgios e Monfis .
    Capacidade média de dar espetáculo: Dimitrov, Fognini, Stan, Brown
    Capacidade quase nula de dar espetáculo: Nadal, Novak, Malek Jaziri, Tiago Monteiro, Gilles Simon, Isner.

    Eu medi cada tenista usando a capacidade de fazer jogadas de efeito, variar o jogo e etc.

    Novak, por exemplo, parece um macaco dançando valsa quando faz um slide e smash, quase nunca usa saque-voleio, nunca fez um chip and charge além de ser um jogador com pouca habilidade.
    Não se trata de ser eficiente ou não. Ganhar ou perder.

    Responder
      1. Luiz Fernando

        Da fato no esporte quem ganha tem o mesmo valor de quem perde, poderíamos chamar isso de filosofia da falta completa de bom senso, algo própria do segmento q posta insanidades como essa kkkkk…

        Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          O Renato apenas postou os tenistas que, na opinião dele, dão mais espetáculo.

          Foi tendencioso, mas não detectei nada insano no comentário…

          Insano é o Chetnik postar que o Federer é fingido e arrogante, e que o Kyrgios é um “lixo humano”.

          Responder
          1. Rodrigo S. Cruz

            (rs)

            Ai, ai…

            Não sei se eu rio ou se eu choro.

            Então porque eu não gosto do tênis dele, eu vou sair por aí atacando o caráter dele, homem?

            Carreno “Bosta” tem um tênis bosta. Só isso.

            O cara é simplesmente INASSISTÍVEL pra mim! kkkk

            Mas, um lixo humano?

            Lixo humano é quem rouba bilhões, estupra mulheres, comete assassinatos, etc…

    1. Jonas

      Concordo plenamente contigo.

      Um espetáculo a parte os jogos protagonizados pelo suíço. Ao 2011,16, Rg 2012, Wb 2014,15, Uso 2010,11,15.

      Particularmente, foi maravilhoso assistir esses jogos, em especial o Uso 2015. A torcida deve estar puta com Novak até hoje, Federer então nem se fala.

      Responder
  26. Bruno Macedo

    Meus sinceros parabéns para a Bia! Que tenha ainda muito sucesso pela frente!

    Mas falando do Kyrgios, vi o vídeo que colocaram aqui no site sobre o Kyrgios contra o BIG4. Só tenho um comentário a fazer: Enquanto esse kyrgios não desistir do tênis, eu não vou desistir de torcer por ele. Posso estar cometendo uma grande injustiça, mas, na minha opinião, ele é o q mais chega perto do talento do Federer. No vídeo postado no site ficou claro q o Kyrgios é capaz de surpreender a qualquer um, até mesmo o Federer. O Kyrgios é o único que quando joga contra o Big4 nos faz confundir quem na quadra é o garoto e quem é o representante do Big4.

    Responder
  27. Sônia

    Essa chinesa está bem consistente, Bia terá que ser mais agressiva e sacar muito, se continuar trocando bolas, creio que cansará. Vai Bia, na torcida aqui. Beijos.

    Responder
  28. Renato

    Luiz Fernando,

    Concordo totalmente com vc que o australiano é um ninguém se comparado ao que cada representa no esporte. Mas ontem Rafa parecia um ninguém se comparado a Kyrgios em qualidade de jogo.
    Aliás, em termos de habilidade e talento nós sabemos quem é o ninguém dos dois.

    Responder
  29. Renato

    Brincadeiras e provocações à parte, o espanhol jogou em um nível muito inferior ao que jogou na Australia. Não dá para entender o que ele ficou fazendo no último mês.

    Rezo para que o australiano receba um milagre e mude seu comportamento e disciplina. Se tiver, vencerá vários slam, será número um do mundo e terá Nadal e Novak como seus grandes fregueses, pois bola mais que os dois ele tem!

    Responder
  30. Fonseca

    O Kyrgios foi muito bem ontem…

    Mas para mim não se compara ao que o Dustin Brown fez contra o Nadal nas duas vezes que se encontraram (Halle e Wimbledon)… Foi surreal… era uma enxurrada de voleios, smashes saltando, drop shots, aces de segundo serviço, nunca vi aquilo… Parecia que só o Brown estava jogando… coisa de doido…

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Eu vi aquela partida.

      E achei a de hoje, muito melhor que a do Brown….

      Naquela ali, o Nadal jogou muito abaixo do que poderia.

      Claro que o Brown teve muitos méritos, mas acho que foi diferente.

      Responder
  31. ANTONIO GABRIEL

    Dalcim, o que você achou das declarações do NADAL sobre o Kyrgios ? Honestamente achei todas muito bem vindas, acredito que podem até ajudar a dar uma motivação extra a carreira dele. E você tem acha que se os dois jogassem 10 partidas o Nadal venceria 8, ou Não ?
    Um abraço!

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Nadal estava evidentemente irritado com o adversário e com a derrota. Os dois não se bicam, e não é de hoje. Ao menos Nadal deixou o discurso ‘politicamente correto’. Quanto ao duelo, depende um pouco do piso.

      Responder
      1. EDUARDO LUIZ POMIECINSKI

        Boa Noite Dalcim,

        Acho que o Nadal ficou visivelmente irritado com Kyrgios devido a 2 lances polemicos e gostaria da sua opiniao sobre eles:

        1) Quando o Nadal tava a ” 10 metros” da linha de base para receber o saque, o Kyrgios sacou por baixo quando tava batendo a bolinha, mas infelizmente ele errou……Pegou de surpresa ate o camera, vc viu? Mas foi lance normal certo? Eu nao vejo falta de respeito nisso ( Se o cara ta la atras para receber, ele pode dar uma curtinha, certo?). O que vc acha?

        2) O kyrgios sacou e fez ace…so que parece que o Nadal tinha levantado a mao e o juiz mandou voltar o ponto….e o kyrgios comecou a reclamar com o juiz. Ai o Nadal enlouqueceu. Ai vai a pergunta, o simples fato do adversario levantar a mao, nao anula o saque do adversario, certo? Mas e uma tremenda falta de cavalheirismo do tenis….

        Abraco

        Responder
        1. José Nilton Dalcim

          Não, nada impede um tenista de sacar por baixo, mas obviamente que isso não é bem visto no tênis profissional (até mesmo no amador). Quanto ao outro lance, a regra diz que quem determina o tempo do saque é o sacador. O devolvedor é obrigado a estar preparado. Pode ter havia alguma interferência do público, não deu para perceber.

          Responder
  32. Nando

    Mestre, acha q Delpo ainda não está totalmente curado da lesão? Acha tbm q se (infelizmente) ele tiver q passar por outro procedimento cirúrgico, não terá mais saco pra “td isso” ?
    Kleiton levantou essa bola no grupo ontem…qual a sua opinião?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      A desistência de Indian Wells é preocupante. Joelho é um problema muito ruim para qualquer tenista. Ele vai precisar se recuperar muito bem antes de nova tentativa.

      Responder
      1. EDUARDO LUIZ POMIECINSKI

        E impressionante o azar do Delpo. Justo quando ele tava se recuperando e conseguiu seu maior ranking ( 3 do mundo), o cara cai e quebra a patela. E uma lesao muito rara de acontecer e nao lembro de ter acontecido isso com outro tenista. Vc lembra de algum caso de fratura de patela??

        Lesao de ligamento e menisco e comum….mas e muito azar escorregar e fraturar a patela…

        Responder
  33. Luiz Fernando

    Em primeiro lugar, Nadal não deveria se envolver em polemicas c Kyrgios, um verdadeiro Zé Ninguem quando comparado a ele em matéria de relevância no esporte. Por outro lado, também não acho certo fazer criticas veladas a companheiros de profissão, a não ser tenha havido algo grave em quadra, o q aparentemente não ocorreu. O mau comportamento de Kyrgios é extensivamente do conhecimento de todos, não havendo razão p alardear mais uma vez o q todos já sabem. Creio q fez essa declaração de forma equivocada, de cabeça quente por ter perdido uma partida em q teve claras chances de vitória não aproveitadas, deveria ter se limitado a comentar sobre seus erros, q foi o q o levou a derrota.

    Responder
    1. EDUARDO LUIZ POMIECINSKI

      Mas teve 2 lances claros….O Kyrgios sacou por baixo e pegou o nadal de surpresa. E depois, quando foi sacar , o Nadal levantou a mao e ele sacou mesmo assim, fez o ace e foi reclamar com o Juiz porque ele tinha anulado….O Nadal enlouqueceu!

      Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      Pois é, LF.

      Deu pra ver claramente que o Nadal ficou nervosinho, só porque perdeu.

      E normalmente, o espanhol não é afeito a esse tipo de comportamento…

      Responder
      1. Jonas

        Muito melhor mesmo. Mas a cabeça é fraca.

        Em comum ao Freguês suíço ele tem o 2017 atípico. Ganhou de Novak 2x, o sérvio em péssima fase.

        Sua fase era tão ruim que permitiu ao Freguês Federer vencer até Grand Slam.

        Kyrgios é excelente jogador, gostaria de ver um embate entre ele e Djokovic em Grand Slam, com o sérvio jogando bem, no mínimo, ou se esforçando pra tal.

        Responder
      2. Luiz Fabriciano

        Então circulamos e paramos no ponto que Djokovic é bem melhor que Federer, que é melhor que Kyrgios que é melhor que Djokovic.

        Responder
        1. Jonas

          Novak já derrotou o Federer em diversos torneios, grandes e pequenos. O suíço só não é mais freguês pq pegou uma fase em que o sérvio era mais vencível, entre 2006 e 2010.

          Mesmo assim o Djokovic conseguiu reverter o H2H, doutrinando o suíço em diversos encontros.

          Quanto ao Kyrgios, admito que ele tem um estilo que incomoda o Djoko, não dá ritmo, varia demais e o sérvio não se sente a vontade. Por isso gostaria de ver os dois se enfrentando novamente. Em 2017, Djokovic não estava afim, achei que ia largar o tênis e se dedicar a família.

          Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Aquela coisa, né…

      Se ele é muito melhor do que o Federer, imagine então o ABISMO dele em relação ao Djokovic.

      Já que o sérvio, se for tentar fazer qualquer coisa que exija habilidade, QUEBRA O BRAÇO…

      Responder
  34. Pedro

    Dalcim,

    A mistura da quadra rápida e da bola Dunlop, nivelou muito os jogadores em Dubai. Ao mesmo tempo é chato ver que mesmo as grandes histórias têm fim. Federer está lutando demais para manter um nível que antes era para ele como passear no parque. Muito difícil ir além deste ano. Mesmo que ele ganhe um ou dois títulos este ano, acho bem improvável que ele ainda jogue ano que vem. Sorte de quem pôde ver ele jogar. Assim como outros grandes esportistas.

    Responder
  35. Renato

    Dalcin, não quero envolve-lo em qualquer tipo de discussão, mas fui chamado por um fake e outras pessoas de leviano pelo que escrevi, então lhe pergunto:
    Não é verdade que Novak está sendo processado pelo MP do Rio de Janeiro por improbidade administrativa? Não é verdade que ele teve o nome citado em uma investigação sobre a máfia das apostas? Não é verdade que Rodick e alguns outros tenistas acusaram o sérvio de simular contusões? Sobre ele gritar e xingar pegadores de bola, não precisa responder, todo mundo viu.

    https://www.google.com/amp/s/oglobo.globo.com/esportes/mp-vai-justica-contra-tenista-novak-djokovic-ex-jogador-petkovic-22420497%3fversao=amp

    Está no google, é só procurar.

    Responder
  36. Renato

    Agora que eu vi os melhores momentos. Muitas jogadas bonitas, apenas de Kyrgios. O baloeiro, pra fazer jus ao apelido mandou uns balões bizarros. A quadra parecia lenta.

    E o cumprimento na rede após o jogo….kkk Acho que Rafa ficou incomodado com a comemoração do Nick. Mas não é ele que sempre extrapola nas comemorações? Inclusive as vezes ele pula e fica dando soquinhos no ar. Ridículo!

    Responder
  37. Rodrigo S. Cruz

    EXTRA, EXTRA, ASSISTAM AGORA AO AUTÊNTICO “DRAMA MEXICANO” DO TOURO MIÚRA:

    [“Ele é um jogador de um talento descomunal, poderia estar ganhando Grand Slam ou brigando pelo número 1 do mundo, mas por causa de seu comportamento está onde está. Não creio que seja uma má pessoa, mas falta a ele respeito ao público, ao rival e a si mesmo. Se está aonde está é porque tem algo”]

    kkkkkkkk UAI, SÔ! MAS SE FOI VOCÊ MESMO QUEM XINGOU O CARA!

    [ “Os últimos cinco minutos do tiebreak foram um reflexo do que aconteceu nos outros dois sets. Não consegui jogar para ganhar, tanto que perdi após ter vantagem no placar em todo o momento”]

    ACORDA. ELE ENTROU NA TUA CABEÇA, AMIGÃO…

    “Suas oportunidades comparadas às minhas foram mínimas, mas enfrentar um cara com um saque como o dele te deixa exposto ao risco de o resultado final não ser o esperado se não aproveita as chances que tem”,

    CLARO! PORQUE ELE FECHOU A PORTA NA TUA CARA, TODAS AS VEZES QUE VOCÊ TEVE UM BREAK-POINT. NÃO FOI VOCÊ QUEM TEVE CULPA. ELE FOI QUE TEVE MÉRITO!

    [“Perdi o jogo sem ceder muitos break-points. Havia momentos em que ele parecia estar com problema de lesão, mas logo em seguida parecia perfeito.]

    SÓ TE FEZ EXPERIMENTAR DO PRÓPRIO VENENO, RAFAEL. NÃO SABES QUE QUEM PLANTA, COLHE? KKKKKKKKKK

    [Tenho também que ser crítico comigo e eu não consegui jogar bem em momentos importantes. Acho que se jogamos 10 vezes como foi aqui eu ganho oito no mínimo” ]

    EU NÃO APOSTARIA NISTO… (rs)

    Responder
  38. Renato

    Dalcin, vc não acha que algumas pessoas super valorizam quanto um tenista vence um slam juvenil, principalmente quando o tenista tem 18 anos idade limite pro profissional? Pergunto porque não são todos os melhores que disputam o juvenil. Muitos garotos de 16, 17 e 18 anos nem disputam tanto torneios juvenis, pois estão tentando a sorte no profissional.
    Resumindo: Muitos torneios de slam da categoria nunca estão com seus melhores jogadores disputando.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sim, concordo totalmente com você e já disse isso aqui algumas vezes. Além disso, o mundo juvenil é muito distante do circuito profissional, daí a adaptação é bem sofrida.

      Responder
  39. Pedro

    Dalcim,

    Seria muito bom se o Kyrgios fosse um jogador completo, porque o jogo é muito bom de assistir. Digo completo, porque falta físico e falta mental. Ele parece mais um Monfils, que tem talento, mas não consegue se firmar entre os primeiros.

    Responder
  40. André Barcellos

    Caraca, jogo bom entre Federer e o Fucsovics.
    Muita aceleração.

    Quanto ao Nadal, exageradamente passivo e comemorando provocativamente também. Lembrei da derrota dele para o Muller em Wimbledon 2017.
    Naquele jogo e no de hoje a estamina estava alta DEMAIS.
    Tomou um toco bem tomado do australiano, que agora só tem H2H negativo contra o velhinho no, big 3.

    Responder
  41. Renato

    SAndra, Kyrgios jamais faria algo parecido com Federer porque tem respeito pelo suíço.
    Como respeitar o espanhol sendo que o cara é arrogante, prepotente, não respeita as regras da atp e não respeita as crianças que vão assisti-lo jogar, fazendo todos aqueles gestos sexuais e totalmente impróprio para menores antes do saque?

    Nadal tem é unânime. Muitos não gostam ou tem tanto respeito por ele. Quem se esquece do Soderling enfiando o dedo no.. imitando e debochando do espanhol? Muitos desaprovaram, mas tenho certeza que boa parte gostou de ver o espanhol sendo desmoralizado.

    Responder
  42. CARLOS UMBERTO

    Outra coisa que gostaria de comentar, já que o bom-mocismo do tênis vêm à tona depois desse jogo do Kyrgios contra o Nadal. O guga também reclamava dos juízes, ficava puto. Mas no quesito de carisma, para mim foi insuperável! O Nadal, Federer. Djokovic deveriam fazer MBA com ele.

    Responder
  43. CARLOS UMBERTO

    O esporte é apaixonante, porque nem todas as vezes acontece o previsível. Então nos deliciemos! No fundo é uma diversão. Sempre leio este blog pela zoação e sempre aprendo alguma coisa do tênis que gosto muito. Comecei a me interessar pelo tênis em priscas eras, onde era transmitido pela tv aberta, vendo memoráreis finais de WB entre o Mcenroe e o Borg. Estilos tão opostos e que nos ofertava mais lances espetaculares. Essa padronização dos pisos acho que não foi benéfica para o espetáculo, mas é caminho sem volta. Comento duas coisas que vi nesta passagem no blog hoje. Primeiro uma discussão feia totalmente indefensável. Esporte é diversão para nós, que não somos profissionais. Outra coisa é alguém corrigir a altura da Bia. Sendo corrigido para 1,85 ao invés de 1,84 muda tudo!

    b

    Responder
  44. Renato

    Se alguém aqui não gosta do que escrevo a solução é simples: Não leia meus comentários.
    Quem decide o que deve ser publicado ou não, é o blogueiro e não qualquer mané que comenta aqui.
    Tem gente que não consegue esquecer de mim. Já vou avisando sou hetero, então, melhor tentar outro.

    Responder
  45. Renato

    Resposta desmoralizante de Nick Kyrgios para o mimado Rafael Nadal.

    Considero Federer, Kyrgios e Fognini entre os mais talentosos do circuito. Diria que Nadal e Novak não estão nem entre os 20.

    E Kyrgios detonou o espanhol com os joelhos baleados e visivelmente fora de forma. Se estivesse 100%…

    Responder
    1. Gilvan

      Pode incluir na frente do Nadal o Feliciano Lopez, Dolgopolov, Kohlshreiber, Dustin Brown, Wawrinka, Gulbis, Shapovalov, Dimitrov… a lista é longa.
      Claro que, por inúmeros motivos, nenhum deles será tão vitorioso quanto o espanhol.

      Responder
  46. Evaldo Moreira

    Esse australiano, é um baita tenista do calaio, kkkkkkkkkkkkkkkkk,rsrsrs, se não fosse a cabecinha oca, estaria beliscando um monte de torneios, mas não, é fanfarrão, desenvolto, de uma habilidade exterma.
    Dalcim, tá mais que na hora de o Kyrgios arrumar um treinador, um fisioterapeuta, um bom nutricionista, e porque não, um assessor de imprensa?
    O que mãe dele faz?, a senhora Norlaila Kyrgios, me parece que passa a mão na cabecinha dele, só pode, hein mestre!?

    Responder
  47. Rafael Medeiros

    Na boa, quem ainda compra a versão do “nadal , um exemplo de competidor” teve que engolir a seco.

    Olha as declarações bizarras dele sobre Kyrgious. Que isso, bicho. Coisa mais vergonhosa.

    Todo diplomático quando ganha, mas quando perde é sempre aquela coisa: rebaixar o adversário.

    Eu hein.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      E ainda na quadra, ao fazer um ponto no terceiro set, ele xingou o Kyrgios de “filho da puta”.

      Só que o juiz não viu!

      Mas fica tranquilo que já já alguns nolistas irão postar sobre qualquer mijo fora de penico que o Federer ou o Kyrgios derem…

      Hipocrisia é assim.

      Responder
    2. ANTONIO GABRIEL

      O Nadal só falou verdades, ainda que elas sejam duras e normalmente não ditas pelos tenistas de ponta, sempre naquelas respostas padrão. Acho que isso será muito bom para quem sabe mexer com a cabeça do Australiano

      Responder
    3. Rafael

      Fala Xará, há quanto tempo, hein?

      Pra falar a verdade, fazia tempo que não via Nadal tão fulo numa coletiva. Não é que ele não tenha reconhecido o mérito do adversário: ele atacou Kyrgios de forma explosiva na coletiva.

      Estava realmente irritado com uma derrota que lhe escapou entre os dedos de forma infantil. Motivou um adversário que parecia sem interesse no 1o set e aí sentiu a pressão nos momentos cruciais.

      Responder
    1. Evaldo Moreira

      Cara……….
      Na boa, é melhor mudar de nome, do jeito que tu falas, é fererista nato, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, e tu calado, é um mero poeta, MR Fedeiros, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, de duas, uma, você é nolista, e outra, nadalista, kkkkkkkkkkkkkkkk, cara ou coroa, fedeiros…………….kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Responder
  48. José Eduardo Pessanha

    Rodrigo,

    Acho o Kyrgios menos talentoso do que o Federer e o Nalbandian, mas respeito a sua opinião. Federer, se quiser esbanjar talento, pode fazer mais coisas do que o Kyrgios, mas ele se concentra mesmo em jogar sério, ficando o menos tempo em quadra possível.
    Abs

    Responder
    1. Fonseca

      Concordo… Basicamente, todos eles fazem o que quiserem com a raquete/bolinha. Vejam que o indiano Mansour Bahrami ganha a vida com eximições, e não foi um top player absoluto. Imagina se o Federer quiser “brincar” como o Kyrgios faz…

      Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      Então, Pessanha.

      O Kyrgios numa quadra rápida dessas, além da variação que tem o suíço, ele BATE FORTE DEMAIS.

      O Federer é muito habilidoso sim, mas nem ele consegue dar essas pancadas secas.

      Daí, a minha opinião…

      Claro que no CONJUNTO, o Federer sempre será mais jogador.

      Pois o mental, o tático, e os resultados do Federer, isos o Kyrgios nunca vai ter.

      Mas, se o Kyrgios fosse realmente ambicioso e dedicado, ele seria um dos maiores nomes da história.

      Quanto ao Nalbandian, também respeito a sua opinião, porém o acho muito inferior aos outros dois…

      Responder
      1. José Eduardo Pessanha

        Poxa, Nalba jogava demais. Esse foi o maior desperdício que vi no tênis. Não vou colocar Kyrgios como desperdício, pois ainda dá tempo de consertar a carreira, embora já tenha perdido muitas oportunidades nesses anos. Já o Nalba esteve gordo durante 80% da carreira, Federer era freguês dele no início da carreira de ambos. rs
        Abs

        Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Cara,

      Depois do que eu vi o Kyrgios fazer com o Nadal nesta madrugada, ele pode tomar até de BICICLETA, se ele quiser…

      Não vai mudar nada.

      Foi um SHOW!

      Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Gabi,

      A partir dos egundo set, foi uma das partidas mai espetaculares que eu já vi.

      Como eu ME DIVERTI!

      E á medida que o Kyrgios crescia e adquiria confiança, o Nadal foi perdendo a calma, e em alguns momentos parecia sem ação…

      Nunca vi NINGUÉM fazer isso com Rafael Nadal!

      Todas as vezes que vi o Nadal perder, ele perdeu de PÉ, de cabeça erguida.

      Mas desta vez, não foi assim.

      O Kyrgios tirou tudo dele.

      Só faltou deixá-lo de CUECA.

      Kkkkkkk

      Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          Sim.

          Mas com a diferença de que o Kyrgios foi mais ousado.

          Tentou até sacar por baixo.

          E o Nadal tomou aquele susto!

          kkkkk

          Foi um espetáculo…

          Responder
  49. Carlos

    Eu, particulamente, gostei desse canadense Auger-Aliassime. Apesar do nome difícil, joga tênis fácil. Talentoso.
    Dalcim, vc acha que o Wild tem mais jogo, ou melhor, maior possibilidade de desenvolver um melhor tênis que o Monteiro e o Rogerio Dutra? E com relação ao Belluci? Ele poderá ser melhor que o Bellucci? (pergunto assim considerando que Belluci tem um nível a mais na carreira – foi um tenista melhor no geral – que o Dutra Silva e o Monteiro).

    Responder
  50. Bruno Louzada

    torcedores do nadal irritados com o saque por baixo do Kyrgios insinuando que é desrespeito.

    Tipo, ficar a 5 metros da linha e mandr monte de balão de 3 metros de altura é super respeitos o né??? Não sei como esse saque por baixo não é mais usado do que deveria contra o nadal.

    Responder
      1. Miguel BsB

        Eu, se tô jogando contra um babaca igual o Kyrgios, chamo de filho da p… Tb!
        Espero que o Wawrinka mande um fils de pute dps de um winner de backhand hehe

        Responder
  51. Renato Toniol

    Bom dia, Dalcim
    Eu fiz um comentário no post anterior, lhe perguntando se haveria cobrança de ingressos para os jogos da quadra 1 no Brasil Open.
    Você não recebeu?
    Abs.

    Responder
  52. Bruno

    Dalcim,
    Infelizmente não assisti o jogo ontem do Nadal,mas ao assistir o mach point e o cumprimento entre os dois,lhe pergunto:
    Houve alguma provocação do australiano durante o jogo?

    Responder
      1. Gilvan

        É interessante, pois eu sempre achei o Kyrgios muito respeitoso com outros jogadores do topo, como Federer e Djokovic. Inclusive, contra o Federer ele sempre dá o seu melhor, sem as palhaçadinhas usuais.
        Acho que a questão entre ele e o Nadal é pessoal mesmo. Dificil gostar do Kyrgios, mas convenhamos que o Nadal não é flor que se cheire.

        Responder
    1. Sônia

      Provocação nenhuma, pelo contrário, foi muito desrespeitado argh argh, haja balão argh argh. Dá-lhe, dá-lhe Kyrgios, eu adooorei, que virada sensacional. Beijos.

      Responder
        1. Sônia

          “É nóis” Rodrigo, “é nóis” rsrsrs… Tennis Channel acabou de repetir o finalzinho do jogo, adivinha? Assisti de novo, ri muuuuuito de novo e… prestei muita atenção na “cara de bichinho que caiu do caminhão de mudança” do argh argh no final do jogo rsrsrsrs, hilário “por demais”, Kyrgios… EU TE AMO! Caba não mundão, caba não, rsrsrsrs. Beijos.

          Responder
  53. Arthur

    Será que joga bola esse Kyrgios, Dalcim? Kkkkk
    Aquele slice cruzado no segundo set foi de cinema.
    Pena que o australiano continua cabeça de mosquito, como sempre.
    Se pelo menos ele ajeitasse o mental dele, não duvidaria dele ganhando dos grandes nem mesmo em Roland Garros.

    Um abraço.

    Responder
        1. José Nilton Dalcim

          Não sei se entendi, mas eu já cansei de criticar as péssimas atitudes dele, da mesma forma que elogio sua indiscutível qualidade técnica. É quem em gente que não sabe separar as duas coisas.

          Responder
  54. Groff

    Caríssimo Dalcim, bom dia! Foi um enorme prazer conhecê-lo ontem (27.02.19) no Brasil Open, após a partida Cuevas x Auger-Aliassime! Grande jogo, aliás! Deixo abaixo um link com a foto que você gentilmente tirou com esse que vos fala. Grande abraço do Groff.
    https://imgur.com/a/hdU3coL

    Responder
  55. Paulo Sergio Carvalho Filho

    Dalcim, a vitória de Bellucci sobre Nishikori no Rio em 2017 não seria a última grande vitória do tenis Brasileiro? Na época, o japonês era 5º do mundo. Abraço

    Responder
      1. Neuton

        É intrigante essa situação do Bellucci, acho que parece com o que acontece com o Barrichello: apresar de ter conquistas, entrou para a história como uma piada. Tudo que se vê na internet é meme colocando o Barrichello como atrasado e perdedor. “hoje não, hoje não, hoje sim? hoje sim!”
        Bellucci teve algumas boas vitórias, mas perdeu tanto de formas tão “esdrúxulas” que virou chacota na net. Que pena!

        Responder
        1. Rodrigo S. Cruz

          Neuton,

          Você deveria se informar um pouco mais, antes de “passar recibos” como esse.

          A frase a que você se referiu:

          ” Hoje não, hoje não, hoje sim…”

          Esta frase foi uma IRONIA que o Cléber Machado fez não ao Barrichello, mas à FERRARI e ao Schumacher.

          Ora, é sabido que Barrichello vivia, por força de CONTRATO, uma subserviência absurda ao piloto alemão.

          E quando digo aqui que o alemão foi uma farsa, não me refiro à sua pilotagem, e sim aos seus resultados INFLADOS.

          Schumacher, foi o piloto mais beneficiado da história da F-1, fosse por ausência de bons adversários; fosse pelo tratamento ANTI-ESPORTIVO que recebia da Ferrari e da FIA.

          Naquele GP em questão: Áustria 2002, o alemão vinha liderando o campeonato com ampla margem, com um carro que humilhava a concorrência.

          O Barrichello, todavia, havia sido mais rápido do que ele, o fim de semana todo:

          No treino livre, na classificação,e até no warm-up…

          Liderava também de ponta-a-ponta, sendo mais rápido que o Schumacher, em quase todos o setores da pista.

          Mas recebeu uma ordem ( mais do que ordem, uma ameaça) para deixar o alemão ultrapassá-lo.

          E o Schumacher foi tão mau-caráter que nem se importou em passá-lo nos metros finais, com o Barrichello praticamente parando o carro para ele.

          Bizarro.

          Aquela cena foi das mais vergonhosas que já se viu.

          O público vaiou sonoramente, e ainda mostrou o DEDO MÉDIO…

          Aí, o alemão vendo o tanto que pegou mal aquilo tudo, fez um teatro ao Barrichello pro lugar mais alto do pódio, e fazendo carinha de triste…

          Sujeito FALSO!

          Uma tremenda palhaçada.

          Responder
          1. Neuton

            O assunto aqui é tenis, falar do Barrichello foi só para exemplificar. Esse piloto passou anos com um carro infinitamente superior aos demais e, mesmo assim, mal conseguia chegar em segundo. Quanto a ele ter entrado para história como uma piada, não critique a mim, critique aos milhões de memes que há na internet.

          2. Luiz Fabriciano

            Mas Rodrigo, o que o colega mostrou é que o Barrichello realmente, virou piada, não por esse fato isolado, muito bem relatado por você, mas pelo conjunto de sua carreira, inclusive o próprio ainda lucra com isso, vide comercial da VIVO. Talvez o Bellucci não venha a curtir seus revezes dessa maneira um dia.

  56. Fonseca

    Kyrgios foi Kyrgios como sempre… Correu em alguns pontos, mas usualmente definia na pancada/talento/imprevisibilidade. Nadal não foi quebrado nenhuma vez.

    Contudo, independente do resultado, como Nadal está correndo (e grunhindo no volume máximo). Cruzes. A estamina está no topo, a movimentação do cão, impressionante.

    Mal se falaram no “cumprimento” no final da partida.

    Responder
  57. Neuton

    Muito legal a vitória da Bia. Só para fazer o “papel de advogado do diabo”, o ruim é ver o quão insignificante é o tenis no Brasil, pois uma vitória dessas é festejada como se fosse um fato histórico em nível mundial. Tomara que vitórias como essa sejam rotineiras e dê orgulho ver que existe incentivo e condições para jovens brasileiros passar essa experiência.
    Fora isso, parabéns para a Bia, uma guerreira que superou diversas dificuldades e agora pode desfrutar conquistas como essa. Agora que ela, por conta própria, já “apareceu”, a CBT pode vir e dizer que incentiva o tenis no Brasil e que apoia a Bia.

    Responder
  58. Rafael

    Mestre,

    Achei o Thiago Wild superestimado. A devolução de saque dele é muito ruim. Jogo de pernas também muito fraco. Bem lento em quadra e, muitas vezes, parece não achar a distância correta pra bater a bola no backhand. Reclamamos sob Belucci, mas, tecnicamente, não tem outro tenista brasileiro que chegar próximo a ele após a aposentadoria do Guga. Onde vc acha que o Wild pode melhorar?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Puxa, pode melhorar em tudo. Tem apenas 18 anos, está jogando seus primeiros torneios num nível muito alto, então não se pode ser exigente demais. Vejamos os pontos positivos: saca bem, é ousado, bate firme dos dois lados, se mexe bem para a frente. Consistência é o objetivo mais importante.

      Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      Concordo, Rafael.

      Achei o Wild muito fraco também.

      Mesmo o Thiago Monteiro, eu acho bem melhor do que ele.

      Claro que pode melhorar, mas eu não apostaria muito alto nele.

      Responder
  59. Kleber Araujo

    Grande Bia!! Que os Deuses da saúde física a deixem ter um longo período em paz, para atingir o grande potencial que tem.

    Dalcim, uma pergunta sobre esse desafio de Acapulco.

    Achei muito legal a câmera que mostra o real quique da bola. Sabe se isso eh parte da tecnologia do desafio mesmo ou eh algo a parte?
    A única coisa eh que abre espaço pra polêmicas se não funcionar em conjunto. Ontem, sacando em 45 no 3°, o kyrgios deu um segundo saque “daqueles”. Muito perto da linha. Rafa desafiou, o desafio deu dentro, mas a bola pareceu ter ido fora pela câmera… seria uma DF pra 0 30 e poderia ter mudado o jogo. Rafa até riu e questionou o árbitro meio que ironicamente.

    Gostei da tecnologia, mas ainda parece precisar de evolução, não acha?

    Abs

    Responder
  60. Jonatas Bruno

    Grande vitória da nossa brasileirinha! (apesar da altura).
    A Stephens tem um jogo muito inteligente taticamente, tanto nas variações de direção, quanto em tirar e colocar peso na bola, na construção dos pontos.
    Mesmo sabendo que a americana fez um jogo irregular, é uma vitória para celebrar!.

    E o Nadal hein! Sentiu a pressão na hora H! Logo ele! Compreensível, no entanto é de chamar a atenção.
    O Kyrgios pelo visto só quer capitalizar em cima de concorrentes”Multinacionais”. Da displicência a excelência sem freio!
    Só pude assistir os últimos cinco pontos do jogo, mas esse se conhece muito bem a peça.
    A tendência é o “bad-service-boy” usar a mesma empolgação contra o Stan. Este jogo(na teoria) já está prometendo, hein! A conferir.

    Responder
  61. Nando

    Aê Lola (fake sim!), eu não ia, mas vou responder o seu estúpido comentário onde vc quis me ofender (vou responder só essa vez, ok?):
    1° – Babaca é vc, fake! Só aparece nas derrotas do Federer ou nas vitórias do cotonete.
    2° – Alguns frequentadores do blog já me viram e sabem quem sou (Rafael Wurthich, Robson do sítio, Marcio Souza são alguns exemplos…Dalcim tbm, pois até tirei foto com ele, o mestre, no BR Open do ano passado), interagimos tds os dias no grupo de whatsapp q o Tenisbrasil criou às vésperas de WB 2017…não sei quem é Renato ou Marquinhos, mas sei q é federista fanático e comenta aki (concordo e discordo de mtas coisas q ele diz). Já te adianto q vc provavelmente não teria vez no grupo, pois lá abominamos fakes! Fake!
    3° e última coisa: Sim, pelo nível das asneiras rancorosas q vc diz aki, é uma fanática (o) fake!
    Abs e vá se tratar. The end.

    Responder
    1. Lola

      O babaca, quem começou agrendido foi vc, fanático é tu e essa turminha leviana que te acompanha.
      Meu comentário não teve nenhuma agressão a ninguém pra vir respondendo daquela forma, imbecil.
      E não me dirija mais a palavra.

      Responder
  62. Luiz Fernando

    Se o destaque positivo ontem foi a Bia o negativo foi Rafa, não apenas pela derrota perdendo um festival de chances, mas acima de tudo pela postura. Assisti o primeiro set e ele estava respondendo os serviços bem mais atrás do q no AO; além disso, erros infantis em profusão, muitos em segundos serviços do australiano, alguns bisonhos. Seguramente involuiu do AO para agora, o q demonstra chances exíguas nos dois M1000 que se aproximam.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Mperitos totais do Kyrgios também deu um show, e ENTROU na cabeça dele!

      Quem diria, hein?

      Nunca vi ninguém entrando na cabeça do Nadal, dessa maneira!

      Surpreendeu, e irritou ao extremo…

      O que mostra que mesmo um grande campeão, também é humano.

      Você viu aquela cena do Nadal xingando o australiano, ao ganhar um ponto?

      Kkkkkk

      Eu, e fiz a leitura dos lábios do Nadal, e os narradores da Bandsports falaram segundos depois!

      Foi comédia.

      O Nadal estava muito puto!

      Responder
  63. João ando

    O pai do Tiago wild diz que ele e meio incompreendido devido a problemas emocionais que teve na infância e que isso algum dia Caio ser de conhecimento público
    …parece que so agora ele começa a convesar com os tenistas jovens da tennis route local onde ele treina e o pai de um conhecido meu me passou estas informações. ..acho que como esporte individual realmente o tenista tem que ter uma autoconfiança Grande mas não precisa ser tão marrento como esse wild é. ….não sei se estamos diante de uma esperança ou se é so fogo de palha….como foi por exemplo Nicolas Santos e tantos outros…..

    Responder
  64. Maurício Luís *

    Vixe, minha nossa… Bia derrubou a número 4 ? ! Vão sair todas as almas do purgatório, não vai sobrar UMA! O combalido tênis brasileiro bem que precisava. .. Tá na UTI. Ela é uma tenista grande e também uma grande tenista!
    E não me causou surpresa o Kyrgios derrubar o Nadal. Ele adora aprontar pra cima dos primeiros do ranking. Bye, Nadal! Já vai tarde.

    Responder
    1. Maurício Luís *

      …E faltou dizer que as mesmas ousadia e rebeldia que empurram o Kyrgios nessas vitórias isoladas sobre os líderes do ranking, também o puxam pra baixo na questão da regularidade, tão fundamental pra quem tem a pretensão de ser top ten.

      Responder
  65. Pieter

    Bem que o título do post também poderia ser “Brilhante Bia” pois foi inesquecível esse feito dela.
    E só um pequeno adendo: nossa linda Bia tem 1,85m (6’00”) segundo o site da WTA e não 1,84m.
    Parabéns a ela e que venham mais feitos históricos.

    Responder
  66. Marcos RJ

    Kyrgios é um fanfarrão, desleixado, preguiçoso, mal caráter e arrogante, mas tem um talento fora de série. Aplicou deixadinhas desconcertantes, aces em momentos difíceis e fez winners de todos os cantos, abusando dos efeitos. E vale lembrar que salvou todos os 9 breakpoints contra no segundo e terceiro set e se tivesse perdido qq um desses pontos perderia o jogo em sets diretos.
    Está desperdiçando esse potencial incrível e parece estar caindo aos pedaços aos 23 anos por puro desleixo.
    Acho difícil jogar em alto nível contra Waerinka e deve entregar à semi de bandeja, quem sabe até por w/o.
    Caso de hospício.

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Não sei porque alguém que simplesmente externa os seus sentimentos, pode ser tachado de mau-caráter…

      Nesse jogo, por exemplo, o Kyrgios não fez nada de reprovável, e só deu show.

      O Nadal, por outro lado, que sempre tem fama de “Sr. perfeição”, o xingou até de ” filho da puta”.

      E sem motivo, só porque estava apanhando em quadra…

      Responder
  67. Rodrigo S. Cruz

    O Nick Kyrgios hoje, tirou tudo de Rafael Nadal.

    Mesmo que o Touro tivesse vencido a partida (e ele teve 3 matchpoints para isso), o protagonismo foi todo do Kyrgios.

    Acho que nunca, em toda vida, eu vi uma vitória ter acabado nas mãos tão certas…

    O Nick tirou do Nadal:

    A paciência, o mental, os matchpoints, a vitória, e até a educação!

    O Nadal chegou ao ponto de fazer as duas coisas mais feias que já vi ele fazer:

    Primeiro: ao comemorar um ponto, ele chamou o Nick de FILHO DA PUTA. kkkkkkkkk

    Segundo: protagonizou um dos cumprimentos mais BIZARROS, que eu já vi na história do tênis…

    Responder
  68. Rodrigo S. Cruz

    Com o diz uma das meninas que comentam aqui

    “CABA NÃO, MUNDÃO”

    kkkkk

    Até a torcida, o Raafel Nadal conseguiu perder no jogo de hoje.

    Todo mundo gritando:

    ” Let’s go Kyrgios!

    kkkkk

    Responder
  69. Alexandre Monteiro

    Foi maravilhoso ver o jogo da Bia. Eu me lembro que fiquei super decepcionado quando achei que ela aprontaria para cima da Pliskova no Ausopen de 2018, quando acabou perdendo de uma forma bem dura. Lindo ver ela ditando muitos dos pontos a partir da segunda bola, mesmo com a Sloane no servico. Acompanho apenas de longe, mas acho que o trabalho tecnico e tatico feito por ela e seu time, transformaram, e a ainda vao melhorar muito o seu jogo. Queria te perguntar, Dalcim, quais os aspectos do jogo da Bia que vc ainda acha que precisam ser trabalhados? Um grande abraco e sempre parabens pelo seu fantastico trabalho.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Olha, ela pode melhorar o backhand, deslocamento lateral, segundo serviço. E isso é muito bom, porque mostra claramente seu potencial no circuito. E obrigado!

      Responder
  70. Alessandro Sartori

    uem ficou acordado não se arrependeu do grande jogo entre Nadal x Kyrgios, perdi as contas de quantas vezes o australiano saiu do buraco pra vencer o espanhol de virada, no mesmo estilo que nós já conhecemos, teve de tudo, bola por entre as pernas, saque por baixo e no final ao invés de cumprimentos a torcida, mão nas orelhas com a grande maioria da torcida vaiando e uma pequena aplaudindo rsrsrs.

    Responder
  71. Miguel Ângelo Pereira Delfes

    Nadal merecia ter ganho o jogo , na minha opinião..
    Sabe aquele jogo em q vc n final acha q o ganhador deveria ter perdido ??
    Fui conferir os pontos..Nadal 10 pontos a mais..
    Gde diferença se levarmos em conta q só n saque ele ficou c saldo negativo de 10 pontos..tal foi seu volume de jogo q mesmo assim fez 10 pontos a mais..
    Como n existe pontos corridos n tênis fica o lamento deste gigante q hj sucumbiu ao irreverente Kirgios..
    Concorda Dalcim ?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Não. Acho que Kyrgios jogou muito tênis, ainda que tenha comportamento controverso. Ele foi muito mais ofensivo e isso fez a diferença nos momentos críticos.

      Responder
  72. Fernando Pauli

    Olha valeu a pena ficar acordado para ver o jogo do Nadal e o australiano. Nadal perdeu o jogo no TB do terceiro set. Nadal teve 3 MP sendo um no seu saque. No 6 a 6 do TB comete DF. O mais gostoso é ver o Nadal cumprimentar no final do jogo. Chupa que é de uva!

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Cara, você viu aquilo?

      Muito bizarro!

      Fatos sobre o desempenho do Nadal, hoje:

      1.Tomou uma surra do Nick (não de placar), mas de BOLA, o jogo todo, praticamente.

      2 Perdeu 3 matchpoints, o último deles com dupla-falta.

      3. Perdeu a partida.

      4. Perdeu a EDUCAÇÃO!

      Kkkkk

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *