Sufoco e esperança
Por José Nilton Dalcim
5 de fevereiro de 2018 às 00:06

O tênis brasileiro sofre para valer quando sai para qualquer duelo da Copa Davis, ainda mais se for em quadra que não seja de saibro. A dificuldade para superar a desfalcada República Dominicana, com três jogadores de nível future, só acabou recompensada com a atuação de João Pedro Sorgi no quinto jogo.

Não que tenha sido um espetáculo técnico, mas o esforço e a dedicação do paulista de 24 anos depois de perder o primeiro set foram louváveis. Como Rogério Silva e Thomaz Bellucci não aceitaram a convocação, ele teve sua oportunidade como titular e não decepcionou, fazendo duas partidas de empenho numa superfície que claramente não é sua favorita.

Thiago Monteiro decepcionou. Venceu sua partida de sexta-feira com um tênis muito irregular e, apesar de ótimos lances e colocar até mais slice no seu backhand, voltou a mostrar pressa demasiada principalmente nos momentos de maior pressão. Fica a sensação preocupante de que Monteiro perdeu confiança, o que não é saudável num início de temporada.

Em abril, teremos de ir à Colômbia, que pode escolher a altitude e a quadra dura para nos atrapalhar. Daí precisaremos mesmo de Bellucci e quem sabe de João ‘Feijão’ Souza, que adoram jogar nessas condições. Rogerinho Silva demonstrou estar insatisfeito com o comando do time, ressentido pelo descaso que sofreu contra o Japão. De qualquer forma, não deveríamos temer Alejandro González e Daniel Galan. Ou devemos?

No Grupo Mundial, excelentes vitórias de Alemanha e Itália fora de casa. Com Nick Kyrgios outra vez ‘baleado’, Alexander Zverev deitou e rolou na partida decisiva. O encrenqueiro Fabio Fognini aprontou das suas, mas foi um herói e tanto: 14 sets e 12 horas em quadra para participar dos três pontos diante do Japão.

A Itália recebe agora a atual campeã França, que superou a Holanda com Adrian Mannarino e Richard Gasquet nas simples, e a Alemanha deve encarar o saibro depois que a Espanha avançou, mas com inesperado trabalho diante do time de novatos britânicos. Destaque para o canhoto Cameron Norrie, 22 anos e 114º do ranking, que marcou virada incrível sobre Roberto Bautista e deu sufoco em Albert Ramos.

A Croácia escolheu certinho o saibro para barrar o Canadá. O ponto decisivo foi uma aula de Borna Coric em cima de Denis Shapovalov. O número 3 Marin Cilic só jogou nas duplas e pode ajudar muito contra o Cazaquistão dentro de casa. Já a Bélgica contou novamente com David Goffin, muito firme mesmo na quadra dura. Esse aliás deve ser o piso escolhido pelos EUA para a rodada de 6 a 8 de abril. Sam Querrey e John Isner atropelaram a Sérvia como visitantes.

Por falar em tênis sérvio, o final da semana marcou a notícia já esperada da cirurgia de Novak Djokovic para tentar corrigir de vez o problema no cotovelo direito. Ficam dúvidas a se esclarecer: como ele ficou seis meses parado e em tratamento, e acabou por decidir enfim operar após três partidas em Melbourne? Que avaliação tão ruim teria sido essa de sua equipe médica ou física? Mais ainda: qual é a real extensão do problema e quanto tempo ele ainda terá de amargar fora do circuito? Me parece pouco provável que Nole volte no saibro europeu e seria temerário que jogasse na grama, o piso menos recomendado do mundo para quem tem problemas de cotovelo.


Comentários
  1. Fernando Pauli

    Dalcim!
    Em Federer ao ir para Roterdã, ele irá pular Dubai? Ou jogará os dois torneios? Não seria um pouco temerário essa sua decisão, mesmo com uma semana de folga entre os dois torneios?
    Abs!

  2. Renato

    Se Federer conseguir assumir a liderança na Holanda, é provável que não jogue em Miami. Se perder precocemente em Roterdã, pode ser que jogue Dubai.

  3. Renato

    Acho que as vezes precisamos desenhar as coisas…Claro que o número um é importante, tanto é que é um dos maiores feitos de Federer são suas semana na liderança. A diferença é que pra Dopadal é mais importante, pois ele pouco dominou o ranking.

  4. Luiz Fernando

    Numa demonstração de que o numero um significa muito, ao invés de ficar descansando 40 dias Federer ja jogará na semana q vem. Mas aqui os bobos de sempre não dizem que isso não significa nada? Que novidade, quando é com outros nada significa, mas se recuperar o posto na mesma hora virão aqui enaltecendo o feito kkkk…

    1. Fernando Pauli

      Não seja hipócrita Luiz Fernando, Federer só irá disputar esse torneio para tentar ser o número um mais velho da história do tênis e o mais longevo entre a primeira vez em 2004 e agora em 2018, quase 14 anos. Esses são os recordes que estão em jogo e não ser simplesmente o número um.
      Abs!

    1. Bruno Souza

      A bandsports comprou os direitos de transmissão dos ATP 500. Portanto, provavelmente o torneio passará no canal.

  5. Fernando Pauli

    E o Velhinho quer bater mais um recorde, ser o número um mais velho na história do tênis, para isso tem que chegar na semi em Roterdã e não vai ser tão fácil assim, pois estão inscritos no torneio Dimitrov, Zverev, Goffin, Kyrgios, Berdych, Wawrinka, Pouille e Tsonga!!
    GO FEDERER!!!

    1. Mario César Rodrigues

      Largou de jogar onde tem morada e vai jogar na Holanda ok seu canalha quer o número 1 ok e depois tu não esquenta com número 1 né safado..mas vai ser um numero 1 por duas semanas isto se não perder logo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk é um babaca!

      1. Fernando Pauli

        Suficiente para se tornar o número um mais velho da história e o mais longevo entre a 1° vez e agora. Coisa que o cuecudo e o abraçador de árvore nunca serão. O choro é livre!

    2. Renato

      Que saiba ele tem casa em Dubai, mas mora na Suíça. A Holanda é muito mais perto da Suíça do que Dubai, sabia? Minha sobrinha de 5 anos sabe.

    3. Kleiton

      Deixa eu ver se entendi: Federer é um canalha e babaca por jogar um torneio a mais pra buscar o número 1 do mundo? Sério que um fã do NADAL (o que cara que mais se estourou a carreira toda por não saber montar seus calendários) acha isso?

      Cara, vai se tratar, essa doença sua deve ter cura.

  6. André MÉXICO

    Boa tarde Dalcim,

    Eu tava aqui fazendo um exercício de futurologia com o calendário do Federer. O que acha ?
    – Dubai : 26 fev a 3 mar
    – Indian Wells : 11 a 18 mar
    – Madrid : 6 a 13 mai
    – RG : 27 mai a 10 jun
    – Halle : 18 jun a 24 jun
    – Wimbledon : 2 a 15 jul
    – Cinci : 12 a 18 ago
    – US OPEN : 27 ago a 9 set
    – Shanghai : 7 a 17 out
    – Basel : 22 a 28 out
    – Masters : meados de novembro

    Com isso ele brigaria pelo nro 1 ao menos até fim de março ( antes de Miami) , brigaria por RG Talvez pela última vez ( tendo em vista a instabilidade de Nadal e a ausência de Djokovic ) e tb obviamente Wimbledon e Us Open .
    De quebra com boa possibilidade de voltar ao nro 1 ao término da temporada de saibro e também ao Hermínio da temporada , deixando até margem para competir ou não no ATP de Paris , caso tenha chance real de ser o nro 1 ao final da temporada e caso não esteja sofrendo com as costas . O que achas ? Abraço

  7. Márcio Souza

    E segue a indefinição sobre Federerr jogar ou não em Dubai.

    Sinceramente gostaria que o Craque jogasse lá e tentasse buscar o 8° caneco nesse torneio que ele sempre gostou de jogar.

    A chance de alcançar o número 1 é real e como a participação dele em Miami ainda não confirmada, e defende 2000 pontos nesses 2 Masters americanos, acredito que seria conveniente ele jogar um torneio em quadra rápida que tanto lhe favorece, do que arriscar e perder cedo em Indian Wells e ter que jogar Miami pressionado porque perderia um caminhão de pontos.

    Como a participação no saibro ainda esta em análise, acho um erro ele não jogar Dubai que devido a chave esta mais fraca que Acapulco e onde ele poderia somar pontos e talvez até ganhar o 97° caneco no geral.

    Mas aguardemos, ainda tem tempo pro GOAT decidir.

  8. Kleber Araujo

    Dalcim, comentário totalmente fora do tópico, mas acho legal falar. Acredito que você tenha visto que a revista americana Tennis, está cometendo a “loucura” de rankear os 25+ homens e mulheres da era aberta. O tema é polêmico e gera sempre muita discussão… daí eu chamar de “loucura” a revista tomar partido. Os fãs de um ou outro podem cancelar as assinaturas rsrs.

    Brincadeira a parte, eles estão divulgando aos poucos, desde o final de janeiro.

    Sobre a lista masculina, até agora temos:
    19. Nastase / 20. Ashe / 21. Kuerten / 22. Hewitt / 23. Stan Smith / 24. Stan Wawrinka / 25. Roddick

    O que acha até o momento?

    Meu palpite para os demais, sem ordem: Federer, Nadal, Nole, Murray, Sampras, Agassi, Connors, Lendl, Wilander, Edberg, Villas, McEnroe, Becker, Borg, Courier, Laver, Newcombe e Rosewall (sendo que os 3 últimos pegaram a transição das eras). Acha que terei 100%?

    Abs e parabéns pelo blog!

  9. Pedro

    Dalcim, parece que a cirurgia do Djoko foi bem pequena. Ele já está treinando fisicamente. Assim, em pouco tempo ele voltará a jogar.

  10. André Borges

    Poxa Dalcim, você sabe dizer porque o André Sá vai parar?
    Cansaço? Dificuldade em arrumar parceria fixa?
    Porque apesar de já veterano ele tem nível pra se manter tranquilamente no top 50 de duplas.

  11. Rafael Wuthrich

    Que mistério hein Dalcim…Djokovic segue em um tratamento nebuloso, sem previsão de volta e um mistério total quanto à real gravidade da lesão e o que de fato foi esse procedimento. Acho que nem Nadal foi tão obscuro quanto ao seu tratamento…

  12. Luiz Fabriciano

    Vi um pouco do Monteiro e o Zeballos em Quito. No primeiro game do segundo set, o Zeballos não acertou nenhuma devolução, nem de segundo serviço. Na primeira devolução de saque do Monteiro, no game seguinte, arrancou o microfone do juiz de cadeira. Que nível!

  13. Fernando Paixão

    Dalcim, observando o desempenho espetacular do Estrella Burgos em Quito e a impressionante confiança com a qual ele joga naquele local, você acha que seria natural que até o Nadal encontrasse dificuldades para enfrentá-lo ali?

    1. José Nilton Dalcim

      Não, não vamos exagerar… rsrs… Mas o Estrella se adapta incrivelmente bem no saibro com altitude, Fernando.

  14. João ando

    Dalcim. Posso estar enganado .mas o Luiz Mattar tinha mais resultados que o belucci? Lembro dé uma taça Davis contra a alemnha de Becker que ele teve 5 matchs points e quase ganhou do Boris. ..em 1992

  15. marco reges pereira

    Dalcim…

    Quantos games a Serena Willians consegue fazer em um juvenil de bom nível,como por exemplo,um Igor Marcondes da vida.Faço essa pergunta,pois tenho colegas que insistem em dizer a Serena faria jogo duro com atletas no top 100,falam inclusive que ela equilibraria contra Rogerinho o que é insano aos meus olhos.Meu raciocínio é simples.Rogerinho ganhou de Monfils ano passado.Monfils já venceu Federer.Logo o nível de Rogerinho é muito acima do circuito WTA.Estou certo mestre??Abraço

  16. Mario César Rodrigues

    Parei com Bellucci tem tempo….já não acredito mais que tenha um bom saque,um bom jogo..enfim o cara parece ter nascido assim deve ter verme..agora vejo que o tempo que ficou parado porque há sei erro da Farmácia sei..está como um tal sérvio ninguém viu ninguém ver acho que antes de WB quando se retirou estava tomando suco de maracujá,e tem gente que acredita!

  17. Luiz Fernando

    Bellucci sempre foi medíocre e acomodado na quadra, mas essa derrota de ontem, a despeito de ser p um adversário fraquíssimo, tem seus atenuantes. Vi o primeiro set do jg pelo site, e ele estava claramente sem ritmo e claramente em desvantagem física, explicadas pela longa ausência das quadras e pelo fato de jogar na altitude complicada de Quito.

    1. José Nilton Dalcim

      Puxa, Luiz, acho que ‘fraquíssimo’ é bem exagerado. Veja as vitórias do Estrella em Quito, um piso muito veloz: Karlovic (era 18 do mundo) no ano passado e Feliciano López em 2015 (era 14 do ranking).

      1. Rodrigo S. Cruz

        Pois é, Dalcim.

        Mas o que me da raiva é que o LIXEIRA-BURGOS só joga bem em Quito!

        O resto da temporada é só tomando pau na primeira rodada.

        Vergonha, o Bellucci perder 4 vezes seguidas pra esse homem, que NEM PRIMEIRO SAQUE tem.

        Ok, desta vez, pesou mesmo a falta de ritmo.

        Mas o fato é que o Bellucic parece que só tem físico pra jogar o primeiro set dos jogos.

        No restante, ele cai demais de rendimento. Tanto físico, como mental.

        1. José Nilton Dalcim

          Não acho que Bellucci tenha jogado mal. Você viu o jogo todo? Bellucci vibrou nos pontos, mexeu bem as pernas para fugir do backhand, foi muitas vezes à rede. Não bastasse a falta de ritmo, jogar numa altitude tão grande é muito complicado. Você já jogou em Campos do Jordão? A bola voa. E Quito é 1.000 metros mais alto, duríssimo controlar o golpe.

          1. João ando

            Dalcim. Vc nao acha que o Thomaz deveria jogar mais duplas
            ..?daria uma variação maior de jogo e quem sabe podeira melhorar mas simples? Ou então como venho pregando ha um bom tempo migrar para as duplas definitivamente. ….eu ja não torço para o belucci desde que ele perdeu para um recém aposentado Nicolas lapenti e eu fui execrado aqui no seu blog…por uns leitores seus do seu blog

          2. José Nilton Dalcim

            Sim, jogar mais duplas ajudará na melhoria de vários detalhes, mas ainda é cedo para se dedicar somente às duplas.

      2. Luiz Fernando

        Dalcim permita-me discordar, mas a atuação dele no AO, há menos de um mês, comemorando com aquela ênfase um simples game conquistado, reforça minha visão, independentemente do piso.

  18. Sérgio Ribeiro

    Fugindo um pouco da Davis, mas vale o registro. Sem entrar no mérito de qual seja o Verdadeiro ” Esporte dos Reis ” ( tudo acaba começando mesmo com os Ingleses ) , o Brasileiro Jorge Antônio Ricardo , 15056 Dias após a sua estreia ( Nov /76 ) , atinge no dia 05/02/2018 , portanto 41 anos e 3 meses depois, a incrível Marca de 12884 Vitórias em Hipódromos Sul-Americanos e se iguala ao Canadense Russell Baze , no TOPO do Mundo neste Esporte. Baze , dominador nos Hipódromos Norte-Americanos , se aposentou aos 58 anos após sério acidente. Ricardinho aos 56 , venceu 30 Estatiscas anuais entre Brasil e Argentina, mesmo ficando mais de Ano parado para a cura de um Linfoma e várias Fraturas. Não montou no último páreo da Gávea , bara bater o Recorde amanhã em San Isidro, ao lado dos Hermanos. Por ironia do destino , o Brasil Open e’ disputado nas instalações do Jockey Clube Brasileiro. ABS!

    1. Sérgio Ribeiro

      Ps. Em 2014 , o gente boa Canadense ( pediu uma bolsa surprendentemente baixa ) , aceitou o ” Desafio dos Campeões ” num Hipódromo neutro. Escolhido o Hipódromo do Cristal em Porto Alegre, Ricardinho venceu Baze por apenas UM páreo. Abs!

  19. marco reges pereira

    3 são as certezas da vida.Federer é maior de todos os tempos.Estrella Burgos é imbatível em Quito.E o Palmeiras não tem mundial.

    1. Marcelo Araújo

      Vou acrescentar mais 3 certezas da vida:

      1 – Com Tite como técnico, o Palmeiras ganharia um mundial com um pé nas costas (o cara conseguiu o milagre de fazer o Timeco ganhar uma Libertadores).

      2 – O Corinthians não tinha mérito para disputar o ” Mundial” de 2000, tendo sido eliminado pelo Palmeiras na Libertadores de 1999 e posteriormente na de 2000.

      3 – O Internacional foi o campeão moral do brasileiro de 2005.

      3 –

  20. Luiz Fernando

    Gostaria apenas de citar q a resposta postada ao Rodrigo Cruz acerca do publicado neste item é a ultima do tópico, não sei como saiu em local errado. Não voltarei mais a esse assunto.

  21. João ando

    Dalcim. O tênis brasileiro tem esses preconceitos …ja anos atras segundo um grande primeira classe do Rio .ogivaldo Barbosa não foi convocado. O Rogério Dutra não foi convocado contra o Japão. …será que e por que ele vem de uma classe menos privilegiada
    ..não quero acreditar nisso. ..dalcim o que vc acha dessa briga do João zwestch e o Rogério Dutra que quer queira ou nao e o número um do Brasil….

  22. Guilherme Themistcocles Azevedo Neto

    Bem interessante as quartas de finais da Copa Davis e aposto em um grande confronto entre Espanha e Alemanha. Será que o Nadal jogará? Caso ele não jogue, a Espanha terá muito trabalho contra o Zverev que já ganhou Masters 1000 no saibro ano passado. Em relação aos EUA, eu escolheria o piso de grama se fosse eles contra a Bélgica. O Goffin vem em uma grande fase e acho que o piso de grama seria perfeito para os sacadores americanos. A Croácia é super favorita contra o Cazaquistão e a França é favorita contra a imprevisível Itália.

  23. Bruno Macedo

    O Gulbis furou o quali de Sofia. Queria que esse cara fosse um dos grandes. As declarações de Gulbis certamente esquentariam os bastidores e as quadras de tênis…rsrs

    1. Rodrigo S. Cruz

      Pois é.

      Tá aí um tenista que eu muito gostaria de ver recuperado das lesões.

      Não me esqueço que em 2015, e com o Djokovic VOANDO, o letão obteve 2 matchpoints contra ele, só sacando muito e mandando ver com o backhand.

    2. Renato

      Que desperdício de talento….Tem um outro que também sumiu. Alguém lembra de Janowicz, semi-finalista em Wimbledon?

  24. Ziggy Stardust

    ” Aliás, que tolice. Pois é sabido que o calendário dele é enxutíssimo, ele joga pontos muito curtos, e fica muito menos tempo em quadra.” (2x)

  25. Fonseca

    Mestre Dalcim!

    Uma pergunta: o Feijão não está conseguindo interromper a “hemorragia” no ranking. O negócio está feio. Tens alguma ideia se é problema físico, problema no staff, patrocínio, alguma coisa?

    Abraços

  26. Luis

    Dalcim sobre disse Nadal dos 20 slam talvez o espanhol e’ o que tem chance depois do Federer conseguir,mas não e’ fácil 4 slam,Federer praticamente ficou com recorde de Slam,o que acha?

  27. Luis

    Dalcim sobre comentário Nadal sobre os 20 slam talvez depois Federer e’ o que tem chance de alcançar mas também e’ difícil pro espanhol 4 Slam,o que acha? Talvez Federer garantiu recorde Slam

    1. Sérgio Ribeiro

      O que chamou mais atenção em sua declaração , Caro Luis, não foi o fato de se achar capaz de brigar pelos 20. Foi de afirmar que sente os Tenistas jovens com mais capacidade de se impor , como nunca antes. Abs!

      1. Mário Fagundes

        Concordo. Quando especularam a possibilidade de quebra do recorde de Federer (após USO 2017), não contavam que o suíço pudesse vencer o 20º slam. Doce ilusão.

  28. Renatinho

    Dalcim, Santiago Giraldo não vai jogar pela Colõmbia? É o tenista que mais temia do Brasil sofrer derrota em simples. Apesar de atualmente ser 245 do mundo, já foi 34 do mundo e até mesmo top 30 mundo, sem contar que é um tenista que tem uma grande experiência em torneios da elite da atp. Na verdade para mim só está em fase ruim .Nada impede de recuperar o seu verdadeiro tênis que é de mínimo top 100.

  29. marco reges pereira

    Dalcim.

    Se Murray voltar apenas em Wimbledon,seria necessário um convite, pois estaria fora dos 150 do mundo sem a defesa da gira de saibro.Drama semelhante sofre o Djokovic, com a cirurgia no cotovelo e a iminente pausa para recuperação.Vc acredita em Murray e Djokovic em excelente nível ainda em 2018? Abraço

  30. Rodrigues

    Nesse quesito de contusão, sinto que a falta de transparência dos tops ofende a inteligência das pessoas que acompanham o circuito!!. Mas no caso do Djoko a história está especialmente estranha!! De 2011 pra cá o sérvio é um dos que mais joga na temporada de saibro! Alcançou final ou semi em RG em todos os anos!. E Sempre fez a transição pra grama direto, sem competir antes de Wimbledon!!. E sempre chegou nas semi ou na final em Londres!! Portanto sair do saibro e ir pra grama não é problema pra ele!!. Ano passado, segundo ele já com o cotovelo machucado ele resolveu jogar em Nottingham, na semana imediatamente anterior à Wimbledon!! Ganhou lá e abandonou Wimbledon!! Ok, ele queria ganhar confiança, vá lá!!! Mas engolir essa história de que a contusão é de 2 anos pra cá é forçar muito a barra!! Federer fez lambança no final de 2012!! Se preparou mal e apanhou no ano de 2013 inteiro! A situação do sérvio me parece ser muito parecida

  31. Rodrigo S. Cruz

    ( Luiz Fernando):

    ” Se Nadal um dia for flagrado dopado virei aqui e direi o mesmo, o q duvido q vc e os alienados do seu grupinho fariam se ocorresse com o Federer, q aos 37 anos corre mais do q com 30, isso, claro, não é suspeito kkk? Com o Bello não existe suspeita, existe um fato q levou a uma suspensão, isso é inegável, ponto final. Mas talvez haja um complô de bastidores p prejudicar o grande tenista brasileiro”…

    Bom, eu vou tentar ser o mais educado possível…

    Primeiro. Alienado vírgula. Não sou eu que levo pro campo pessoal uma questão esportiva… Nadal x Federer. Primeiro, ponto.

    Segundo, eu não componho ” grupinho” nenhum, cara. Eu torço pelo Federer, na mesma medida que torço pra qualquer outro tenista de talento e que joga agressivamente: Fognini, Kyrgios, Shapovalov etc. Não me leve a mal, mas esta tática sem-vergonha de jogar uns contra os outros: negros contra brancos, gays contra héteros, federistas contra não-federistas… Isso é tática de petista. E como eu sei que você não é adepto deste partido, eu te aconselho a não se assemelhar a ele…

    Terceiro, tirando você e o Chetnik (e no caso dele é por galhofa pura), ninguém é tão desonesto de atacar a suposta ” correria” do Federer. Aliás, que tolice. Pois é sabido que o calendário dele é enxutíssimo, ele joga pontos muito curtos, e fica muito menos tempo em quadra.

    E por fim. Não, eu não acho que houve complô algum no caso Bellucci. Acho que o que houve foi azar dele. Diferente, por exemplo, do caso da Sharapova em que ela realmente sabia que não podia tomar a substância, e agiu com dolo. Ou seja, houve uma vontade de agir e uma escolha dela. Enquanto que o Bellucci simplesmente tomou um lote contaminado…

    1. Márcio Souza

      Boa Rodrigão, ótima resposta!

      Esse é o famoso tapa com luva de pelica.
      Eu comecei também responder ao nobre colega participante do Blog, mas desisti.

      Resolvi que seria bem melhor no próximo churras de comemoração de mais um título do Federer, ao invés de 1 eu dedique 2 minutos de silêncio antes de começar a assar as carnes em homenagem aos nossos colegas fanfarrões que insistem em escrever asneiras como essas.

      Enfim, segue o jogo.

      Abs.

    2. Mário Fagundes

      Coitado do LF! Poderia ter ficado sem essa. Mas complementaria comente uma coisa: os detratores de Federer o chamam de tudo. Ultimamente, tenho visto muito o termo “bailarina”. Ué? Esses ataques tem de ser mais coerentes! Bailarina não corre, LF! Logo, Federer não corre! Federer baila! rsrsrs

  32. Ulisses Gutierrez

    Dalcim,

    Sobre a operação do Djokovic. Considerando sua experiência Dalcim, vc acredita que ele esteja, pelo menos 100%, quando começar a temporada americana de quadra rápidas no mês de agosto? Quanto a recuperação vc acha que o Djoko vai conseguir voltar a velha forma (anos 2011, 2014 e 2015), ou aquele Djokovic somente veremos em vídeos do YouTube? O que acha mestre?

  33. Fernando Pauli

    Esse tio Toni é um canastrão. Ahh e ninguém me tira da cabeça que o Nadal simulou aquela contusão no AO para não passar vergonha. Como assim? Já vai voltar aos treinos nessa semana? É muito medo de perder o posto de número um pro GOAT! E se ver que vai tomar uma tundra seja de quem for em Acapulco ( acho difícil ) a contusão volta.

  34. diego bezerra

    Dalcim, agora tem diogo bezerra nos meus dados!!!!! É só comigo??? VC excluiu o comentário do Alessandro???
    Tô entendendo Nada!!!!
    É a Cynthia de novo!!!!!! Com outro Nome, de novo!!!!

  35. Sônia

    Não sei se são os olhos ou o nariz, mas o britânico canhoto me lembrou muito o Mannarino, gostei dele. Apostarei na Alemanha nesse ano como campeã da Davis. Na minha opinião, Colômbia derrota o Brasil. Beijos.

  36. Luiz Fabriciano

    Caro Mestre Dalcim, o time brasileiro pode e deve temer qualquer um. O Sorgi, como herói nacional hoje, estreou na competição aos 24 anos, idade que muitos do circuito estão sendo taxados de geração ultrapassada. E mais, como podemos almejar conquistas se só jogamos em um piso apenas?
    Quanto ao caso do Djokovic, vejo alarde demais em uma coisa simples, principalmente quando criticam seu time. Por mais que indiquem cirurgia, qualquer um tenta levar o tratamento alternativo até últimas instâncias. E foi o que ele fez, ao ver que na volta ao exercício que vale mesmo, ou seja, uma partida oficial, o alternativo não deu certo. E essa de mistério acerca de seu real problema, não é exclusividade do sérvio.
    Grande abraço.

  37. Luiz Fernando

    Dalcim, essa conduta do Djoko e do Murray de tentarem evitar cirurgia me pareceu correta, pois procedimentos cirúrgicos são praticamente sinônimo de afastamentos mais longos e de recuperações mais traumáticas. Ambos tentaram terapêuticas não cruentas que tinham potencial de dar certo, certamente orientadas por profissionais competentes, pois dinheiro não lhes falta, mas observaram a falha das mesmas e ficaram sem alternativas.

  38. Marcelo Calmon

    Dalcim,

    Acredito que essa seja a pior fase do tênis brasileiro, pelo menos desde que eu acompanho, isto é desde 74. Ver a entrevista do João dizendo que não há uma crise é ainda mais preocupante !! Na verdade o tênis brasileiro nunca foi de ponta, tivemos as exceções, Ester Bueno no feminino e Guga no masculino, mas é recorrente vermos “destaques” no juvenil sucumbirem no profissional (Romboli, Clezar, Feijão, Thiago Fernandes, etc etc).
    É impressionante a queda do Thiago Monteiro, vi só o segundo jogo, mas no primeiro li que ele perdeu o 1º set após fazer 5/2 !!! O último ponto caracterizou bem o que entendo ser uma pedra no sapato de qualquer tenista brasileiro: o jogo de rede.
    Acho uma temeridade apostar no Feijão mesmo num piso duro na altitude. Ele não passa nem em qualis de torneios pequenos !!! Sei que temos uma safra muito fraca, mas mesmo assim Feijão não !!!
    E você gostou do novo formato da Davis nos zonais ? Ficou meio cansativo para um jogador que precise atuar nas simples e nas duplas !!
    abs

  39. Evaldo Aparecido Moreira

    Bom dia, seis meses parado para tratar dessa lesão e o cara volta e depois de 3 partidas , sente de novo ?. Deve ser muito ruim mesmo essa equipe, mas que diacho , porque que o cara não operou logo ? , que tratamentos convencionais foi esse que usou?. Difícil Mestre, e agora, não teve jeito é entrou na cirurgia, Murray é outro cabeção, cabra teimoso viu, ele e toda sua equipe já deveriam saber que: com quadril não se brinca , fato. Nadal é outro , com os seus mistérios de lesões, aviso: joelho não se brinca , mas……se trata com seriedade e superação: vide Ronaldo fenômeno e Federer.

  40. Paulo

    Dalcim, não sei se contra a Colombia a coisa seria mais tranquila, pois além de dois adversários já num ‘nível challenger’, eles tem uma senhora dupla, E o Brasil, mesmo em épocas melhores, como da fase Mattar/Oncins ou Guga/Meligeni, sempre penou fora de casa.

  41. Eduardo Cantergi

    Olá Dalcim!! Em relação ao confronto com a Colômbia em abril, li a informação que Alejandro Falla se aposentou. E o Santiago Giraldo, tens notícias?
    Abraço

  42. Rubens Leme

    Não deu mesmo para entender porque ele e Murray só operaram este ano após perderem um semestre em 2017, como não dá para entender Nadal reclamar tanto da ATP e lotar seu calendário.

    Parece que o único consciente neste quesito do Big 4 é o Federer que parou, operou e agora tem um calendário racional.

    Murray e Djokvic não voltam antes da temporada dos Masters americanos. Cotovelo é muito delicado, assim como o quadril. É mais uma chance e tanto para que a nova geração (ou não tão nova assim) se sedimente. E não nos esqueçamos ainda de Raonic, Nishikori e Wawrinka, todos longe do ideal.

  43. Alessandro Sartori

    Acompanhei pouco os jogos da davis no fds e fugindo um pouco do post, Dalcim eu queria que vc me explicasse essa bizarrice do torneio challenger de San Francisco que teve na primeira rodada do quali um brasileiro de 32 anos e sem ranking enfrentando um americano de 12 anos de idade kkkkkk, o detalhe é que o brasileiro conseguiu perder um set vencendo por 2 a 1…

  44. PIETER

    Para mim resta evidente que já passa da hora de substituir o atual capitão brasileiro na Davis. Ele não agrega os jogadores, muito pelo contrário, e tem feito escolhas claramente equivocadas.
    E agora temos um excelente candidato a esse posto tão importante: André Sá!
    Até onde sei, ele é uma unanimidade entre os jogadores (brasileiros e estrangeiros) e tem muito prestígio internacional, um ativo sempre importante de se considerar.
    Não sei se ele aceitaria esse rabo de foguete mas é possível que sim, haja vista que já irá aposentar-se dos torneios.

  45. Pedro

    A falta de informações é algo normal porque os esportistas escondem as fraquezas para os adversários, e as pessoas que acompanham o esporte podem supor. É o caso do cotovelo do Djoko. Talvez nunca saibamos o que realmente aconteceu. Qual a lesão? Se fica 100%. Quanto tempo de tratamento? O motivo dela ter surgido? Seria importante até a nível educacional para poder evitar problemas em todos os que praticam o esporte.

  46. NEUTON COSTA BATISTA

    Não precisamos do Bellucci nem do Rogerinho, O primeiro não tem estabilidade mental para ser um atleta que mereça representar o Brasil. O segundo é muito esforçado e digno de ser representante, mas é tratado com falta de respeito pela FTB.
    O ideal é chamar os novatos e/ou juvenis e deixar que eles “se calejem” e evoluam. Assim, a derrotas terão algum sentido.
    Melhor perder tentando evoluir jogadores do que perder com jogadores desinteressados.

  47. Wagner Froes wanderley

    Boa noite Dalcim
    Oque você acha do Andre Sa treinar ó Bellucci ele pode acrescentar algo ao jogo do Bellucci, vi também que ele anunciou a sua aposentadoria.

  48. Sérgio Ribeiro

    Espero que o ” Espírito de Copa Davis ” de João Pedro e dos Duplistas ( sempre ) contagiem de uma vez por todas o Resto da Equipe. Que Bello e CIA entendam que já passou da hora de nos constranger como Monteiro ontem. É bater a Colômbia ( dupla excepcional) e tentar voltar. O Post não deixou dúvidas quanto a maciça presença das estrelas. Até Fognini se desdobrando. À prova maior de que tudo e’ possível na grande competição foram os garotos Britânicos dando sufoco na Armada. E Kyrgios tendo que botar a mão em tudo que é lugar ( a lá Romário) pra justificar a derrota em casa para uma renovada Alemanha de Zverev. A Bélgica de Goffin fez duas Finais em 3 anos e já está de novo nas quartas. Incrível. Essa história de Novak Djokovic para mim não terminou. Deixou as de Rafa Nadal longe…Abs!

  49. valdriano

    o timeco do brasil deve sim temer os colombianos, se passou sufoco contra os dominicanos não acredito que terá vida mais fácil na colômbia.
    Djokovic não deu pra entender, levou esse tempo todo pra chegar a conclusão que deve fazer a cirurgia, realmente sem nexo.

  50. Fernando Paixão

    Cabal/Farah vs Melo/Soares… acho que o jogo mais esperado desse confronto entre Brasil x Colômbia, de longe, será o das duplas.

    1. Luiz Fernando

      Rodrigo, não tenho nenhum interesse em polemizar com vc, que sempre é provocador e gosta de dar a palavra final, como já inclusive postou. Não ofendi ninguém , se o fizesse o Dalcim não liberaria o post, vc é q é sempre melindroso, pois gosta de provocar mas fica tenso quando é contestado, a ponto de há um tempo atrás ter se mostrado tão ofendido com uma postagem corriqueira q disse q não postaria mais aqui. Eu inclusive fui um dos q expôs q vc não deveria tomar tal atitude, pois não havia nada q justificasse isso. Reitero, um segmento da torcida do Federer, uma minoria, daí o termo “grupinho”, de fato é “alienado”, ou seja, vive fora da realidade, pois quando o adversário vence e se destaca sempre se encontra algo p denegri-lo, ao invés de um simples elogio tipo “jogou melhor”, “mereceu vencer”, “se esforçou” etc. Ao contrário, essas pessoas, vivem aqui atribuindo os bons momentos de Nadal e Djoko a doping, esquemas de bastidores, esquema de KIA como nesse ultimo AO, sorteios dirigidos e outras bobagens. Vc normalmente não age assim, embora viva provocando a torcida do Nadal com insinuações de doping e pra vc ver como a vida dá voltas, quem foi pego dopado foi seu queridinho. Repito, não vou polemizar com vc, isso não agrega nada p ninguém, poste quantas respostas quiser, não voltarei a esse assunto, mas não esqueça: o mesmo pau q bate em Chico bate em Francisco.

Comentários fechados.