Desumano
Por José Nilton Dalcim
18 de janeiro de 2018 às 11:45

O Australian Open decidiu colocar à prova a resistência e a paciência dos tenistas. Obrigados a entrar em quadra com 39 graus e 10% de umidade, a rodada desta quinta-feira foi quase desumana. Mesmo a fase noturna começou com 34 graus, embora claro protegida do sol. O pior é que gigantesco desgaste tão cedo na chave pode causar estragos irreparáveis lá na frente.

Novak Djokovic admitiu que estava “no limite” de suas condições físicas e mentais no meio de uma tarde infernal. E disparou críticas à organização, afirmando que o tênis virou mais um negócio. “Precisamos ter uma conversa racional sobre as regras e talvez impor coisas importantes”, disparou. Antes do torneio, ele já havia reclamado da premiação dada aos tenistas nos Grand Slam.

Na quadra, o jogo contra Gael Monfils foi sofrível. Os dois jogaram um primeiro set ruim, forrado de erros bobos, e Monfils cansou primeiro diante das condições extremas. “Foi um desafio para nós dois terminar a partida”, enfatizou Nole, que pouco a pouco impôs sua qualidade na precisão das trocas de fundo.

O hexacampeão admitiu que o cotovelo direito não está 100%, o que ficou evidente com as 11 duplas faltas cometidas. No sábado, vai encarar o consistente canhoto Albert Ramos, que não dá bolas de graça como Monfils mas perdeu todos os 10 sets disputados contra Nole.

O ponto mais frágil de Roger Federer foi o aproveitamento de primeiro saque: 56%, apesar dos 17 aces. Não é um índice relevante, mas ele se virou muito bem com o segundo, mesclando efeitos e direções, e com isso perdeu apenas 13 desses pontos. O alemão Jan-Lennard Struff não é ruim num piso tão veloz. Saca firme, vai para cima. Federer inteligentemente usou a devolução com slices muito baixos, porém ainda assim só conseguiu uma quebra em cada set. O suíço perdeu um serviço sem sentido e quase entregou o terceiro set. O próximo adversário é Richard Gasquet, um velho conhecido, que ganhou duas vezes no saibro e perdeu as últimas 11.

O atual campeão ainda pode comemorar a saída precoce de David Goffin, que levou virada do veterano Julien Benneteau, o que deixa Juan Martin del Potro com maior potencial de ser seu adversário de quartas. O argentino saiu morto de quadra e encara Tomas Berdych. Vi os dois jogos do tcheco e fiquei impressionado com o rapaz. Cuidado com ele.

A se lamentar a volta das dores no joelho operado de Stan Wawrinka, totalmente dominado por Tennys Sandgren. Quem parece perdido neste começo de temporada é Sam Querrey, muito abaixo de um padrão top 20. Dominic Thiem venceu num tremendo esforço e corre risco diante do canhoto Adrian Mannarino.

Os problemas físicos também vitimaram Garbiñe Muguruza, ainda que a queda para Su-Wei Hsieh tenha sido mais precoce do que o esperado. Aliás, Johanna Konta, Anastasija Sevastova e Elena Vesnina também se despediram. Excelente atuação de Maria Sharapova e o cruzamento com Angelique Kerber deve ser o ponto alto de toda a terceira rodada feminina. Simona Halep não sentiu a torção e atropelou Eugenie Bouchard.

Bia Haddad não se achou na quadra tão veloz. Karolina Pliskova impôs um ritmo alucinante e o erro da brasileira talvez tenha sido tentar jogar de igual para igual com a tcheca, o que apressou demais os erros e a partida de apenas 44 minutos. Mas, convenhamos, o peso da bola da ex-número 1 é grande para se tentar variações e foram raras as vezes em que Bia conseguiu encaixar uma paralela. O fato é que a canhota paulista ainda está distante do grupo de elite do tênis feminino. Tenhamos paciência.


Comentários
  1. sandro MG

    Dalcin, visivelmente Djkovic está incomodado com o novo movimento de saque. Você acha que isso pode pesar decisivamente sobre o futuro dele no AO? quando tempo demora para ele se adaptar? esses meses que ele ficou fora não seriam suficientes (na teoria)?

    abs

    Responder
  2. mario cesar rodrigues

    E não é que Federer vai jogar de novo a noite caraca,os jogadores a maioria vai dar piti,Rafa disse que não está nem ai ele foca apenas no seu jogo e não importa horário para ele,agora teria que ser consultado os outros jogadores ele tanto faz jogar de dia ou a noite,mas tem jogadores que não aguentam!Este torneio e o Federer não tem vergonha na cara então ele não irá jogar nem um dia de dia se passar do Gasquet?veremos!

    Responder
    1. Luiz Fernando

      Quem não tem vergonha na cara são os organizadores, Federer deve estar achando muito bom isso, não acha? Mas deve fruto do complô da KIA para favorecer Rafa kkk…

      Responder
  3. Luiz Fernando

    Nadal atropelou o bósnio no primeiro set, que foi tão rápido que eu pude assistir inteiro. Simplesmente voou na quadra, algo q eu não esperava face as incertezas da pré-temporada. Jogando desse jeito acho q só um Federer inspirado para tirar a taça do cara.

    Responder
  4. Marcos RJ

    Sobre o chororô a respeito do Maestro jogar a rodada noturna duas vezes seguidas, uma vez o genial Ayrton Senna saiu com essa tirada antológica: “aqui a coisa é pra valer e quem pode mais chora menos”. A explicação é simples e se encaixa peRFeitamente.
    O Goat, que é o atual campeão do AO e também é líder em popularidade, venda de ingressos, recordista de Slams, semanas na liderança, Finals (etc, etc…) pode muuuuito mais.
    Saudações para os apreciadores do Tênis-arte e meus pesares aos que andam chorando demais.

    Responder
    1. José Eduardo Pessanha

      Marcos, FedEx tem 10 vezes mais torcida em Melbourne do que o Nadal e umas 100 vezes a mais do que o Djokovic. Particularmente, eu prefiro que Federer jogue de dia, pois a bola anda muito mais. Além do mais, o cara tem residência em Dubai, onde costuma treinar antes dos torneios. E Dubai é bem mais quente do que a Austrália. Logo, o Craque não teria problemas para apresentar seu jogo vistoso e sua mecânica de golpes perfeitos no calor.

      Abs.

      Responder
      1. Marcos RJ

        Pessanha, concordo com tudo isso mas nesse caso o proprio Federer pediu para jogar a rodada noturna (conforme sua entrevista em quadra) alegando querer manter a consistência com as condições da ultima rodada. Tambem acredito que apesar de se dar bem com o calor, o craque nao quer jogar com temperatura extrema pois eh muito ruim para o corpo, conforme post do Dalcim.

        Responder
  5. Paulo Rossi

    Um dos meus maiores ídolos no esporte é o Rafael Nadal. Ele provou que a mente e o corpo humano possuem um enorme potencial, e basta apenas trabalho duro para desenvolver grandes habilidades e realizar grandes feitos.Abs!

    Responder
  6. Paulo Rossi

    Bailarina suíça:É difícil se preparar para isso de certa forma. Mas quando você vem para cá, sabe que isso pode acontecer. Claro, estou feliz por ter jogado durante a noite. Mas, como eu disse na quadra, eu também jogaria “DURANTE O DIA”.

    O que ele disse não é a expressão sincera de seus pensamentos, e sim ludibriações pra causar uma boa impressão no interlocutor.Não confundam personalidade cinematográfica com a pessoal real.

    Responder
    1. Sergio Ribeiro

      Na boa Paolo, depois que você marcou os três Gols contra o Brasil, sumiu….kkkkkkk Novak e Rafa não estão nem aí pra hora que seu Tio vai jogar. Estão putos e com muita razão, com os Organizadores. Estes mane’s parecem pensar que é este o Último ano do Vovô. Abs!

      Responder
  7. Sandra

    Dalcim, aonde é mais quente , na Austrália ou no Rio Open?? Desse jeito Monfis também não vai aguentar, é claro que ele tem razão , , ele e todos que estão sendo prejudicados, enquanto uns vão para o deserto de Saara outros ficam na boa jogando só de noite, Nadal já bateu pé e foi para de noite

    Responder
      1. sandra

        Acho que Nadal ficou com raiva do Rio, vira e mexe, ele critica o Rio, alias, o meu ingresso é para de noite, será que vai dar Kyrgios? Só tem um mais sortudo que ele Federer

        Responder
  8. André Barcellos

    Caramba! Como sacou esse alemão Struff. E acho que jogou bem também. Jogo perigoso.
    Engana-se quem acha que qualquer um passaria pelo alemão hoje.
    Quadra rápida, saque pesado, ousado…
    Quem falar o contrário não viu o jogo.
    Acho que o Back turbo do suíço não está ligado por contingência de jogo. Se a bola subir mais um palmo ali tenho certeza que ele despacharia o foguete.
    O mestre está afiado. Venha quem vier ele traça.

    Responder
    1. Chetnik

      Coloca dois a mais na conta do Federer, ou 2018 não conta? Na verdade, a diferença fica para as primeiras rodadas, já que esses caras, avançando, jogam sempre na quadra central, à noite. Ou seja, são poucos jogos pra fazer a diferença nos números. Por mais que haja um favorecimento, a diferença não seria de 10 jogos né…

      Outra, tirando 2018, Djoko sempre chegou no AUSO na ponta do ranking, ou em segundo. Federer, tirando esse ano, sempre chegou com ranking inferior. E ainda assim jogou mais vezes na rodada noturna. Há um óbvio favorecimento.

      PS: Djoko sempre sofreu debaixo do sol. Histórico.

      Responder
      1. José Eduardo Pessanha

        Chetnik,

        Federer está muito acima de ranking. Tantos anos e você ainda não percebeu isso ? rs Cotonete será eliminado rápido, mas se, por um acidente divino, ele chegar à semifinal, será entubado em grande estilo.

        Abs

        Responder
  9. Fernando Brack

    É uma pena essa situação relacionada ao calor, pois o AO vai se consolidando como o melhor dos Slams. Não o maior, evidentemente, mas o melhor e mais bem organizado de todos. É o que mais faz para agradar atletas e espectadores.

    Responder
  10. Fernando Brack

    Como o Ronildo comentou aí abaixo, o ideal, do ponto de vista do calendário tenístico, seria que o AO
    fosse a apoteose da temporada de quadras duras do início do ano. Isso significaria levar o Slam para
    o mês de Março, após os dois M1000 nos EUA. A rigor, os Masters deveriam ser antecipados para que
    os torneios preparatórios para o AO ficassem próximos do Slam como são hoje.
    Se houvesse essa flexibilidade com o AO, a temporada nas duras começaria nos EUA, passaria pela
    Europa e Oriente Médio e terminaria na Oceania.

    Responder
  11. Fernando Brack

    Infelizmente, os organizadores não vão abrir mão de realizar o AO em Jan, mês de férias na Austrália e pico do verão lá, quando o calor é infernal.
    Concordo com todos os que colocaram suas criticas, tanto pelo aspecto da integridade física dos atletas como pelo da qualidade do espetáculo.
    Parece uma total estultice manter essa situação.

    Responder
  12. Rafael Toffoli

    Dalcim, vc viu que numero interessantes, vi no site bola amarela :
    Encontros na Rod Laver Arena

    Roger Federer, 24
    Novak Djokovic, 23
    Rafael Nadal, 22
    Encontros em sessão noturna

    Roger Federer, 15
    Novak Djokovic, 14
    Rafael Nadal, 12

    Responder
  13. JERONIMO AVITO GONCALVES DE BRITO

    Caro Dalcim… Parabéns pela cobertura…. sensacional!
    acompanhava simultaneamente os jogos na madrugada entre Delpo x Kachanov e Djokovic x Monfils… Acredito que diferentes jogadores podem responder de maneira diferente ao estresse por calor….falo isso porque o jogo do Delpo estava bem mais intenso!
    Além dos jogadores…pode haver alguma diferença no ambiente das arenas (Margaret Court/Rod Lacerda/Hisense) que impacte na sensação térmica?

    Abraços.

    Responder
  14. José Eduardo Pessanha

    Dalcim, uma coisa que poderia ser pensada é estender o período de duração do AUS Open por uns 3 dias (talvez começando dois dias antes e terminando 1 depois do que normalmente acontece). Assim seria mais fácil jogar em horários mais propícios, privilegiando aqueles que sempre jogam nas quadras menores. Nesse aspecto, os torneios de Ackland e Brisbane poderiam ser prejudicados, mas acho que poderia se chegar a um denominador comum.
    Até hoje lembro da cena triste da linda Azarenka contra a Dulko.
    Abs.

    Responder
  15. Mauricio

    Dalcim, sobre a premiação do WTA Finals, qual a razão para que consiga ser superior à do ATP Finals? Imagino que a audiência do ATP seja superior e, portanto, as receitas publicitárias também deveriam ser. Então ou a WTA é muito melhor administrada, conseguindo receitas maiores com um produto não tão procurado, ou a WTA distribui um percentual maior de suas receitas às jogadoras. Você sabe o que exatamente acontece? O maioir sucesso americano na WTA faz com que as receitas possam ser até superiores?

    Responder
  16. Lincoln

    Desumo é com aqueles que vivem na faixa entre 40/150 do ranking. Se matam a jogar qualys e tudo quanto é torneio atrás de grana pra sobreviver.
    Estes medalhões bancam staff pra tudo quanto é tipo de especialidades e estão mais que acostumados com isso. Todo mundo sabe que na austrália é assim!!!
    Fizessem boicote e ficassem sentados no banco!

    Quanto aos jogos, as feras estão só aquecendo!

    Responder
  17. Sônia

    Os “alfas” rsrsrs não param de reclamar rsrsrs. Todo ano é assim, só tralalá, tralalá, até a mídia repete o mesmo tralalá afffffff. Tadinhos, que dó. Desumano?? E a situação do público que paga uma nota, fica aguardando um tempão no sol só para ver os reclamões (está muito preocupado com eles). Na minha opinião, o tenista que acha que tá calorzinho, não participa do torneio, simples assim, dessa forma proporciona a oportunidade de um outro tenista ganhar um excelente dindim. Os belezinhas querem ganhar “muita grana” sem um sofrimentozinho??? Me poupe. E os tenistas do passado, fico imaginando as condições que eles devem ter enfrentado, o quanto não devem ter sofrido para atingir vários recordes. E os tenistas do qualificatório desse ano que jogaram com um calor muuuuito pior e não soubemos de nenhuma reclamação. Australian Open sempre foi assim, calor forte, umidade baixa… até que esse ano está muuuuito melhor do que o ano passado. Inacreditável como esses “alfas” reclamam, o cotovelo deve estar doendo e muuuuito, afffffffffffffff. Imaginem o RioOpen esse ano? Será que irão reclamar também? Afffffffffff…

    Responder
    1. Roberto Rocha

      As condições climáticas de hoje são completamente diferentes das de 30 anos atrás. É absolutamente desumano expor os atletas a essas condições. Gostei da sugestão de ampliar em mais alguns dias o A.O. a fim de permitir que mesmo quem jogar mas quadras menores, possa ser beneficiado com um horário onde as condições não sejam tão extremas.

      Responder
    2. Rodrigo S. Cruz

      Perfeito, Sônia.

      Reclamar do calor e da não-disponibilidade de jogar à noite, tudo isto é perfeitamente normal.

      Agora, o Djokovic vir reclamar de premiação é um acinte.

      Esse sérvio, além de azedo, é um cara-de-pau!

      Responder
  18. Luciano Serafim

    Boa tarde Dalcim.
    Se não tiver nenhuma surpresa nas próximas rodadas, teremos ótimos jogos.
    Dimitrov vs kirgios, com Nadal ou Clclic na semi final
    Federer vs Del Potro, com Djokovic ou Zverev na semi final
    Bem equilabradas as chaves, não consigo apostar nos finalistas.
    Dalcim, quem vc acha q faz a final? abç

    Responder
  19. Marcelo Calmon

    Dalcim,

    A Bia jogou pessimamente, um horror, festival de erros. Na primeira vez que saca faz 2 DF e é quebrada de zero ??!!!! ? Tá na hora dela jogar bem contra as TOP. Várias meninas conseguiram incomodar e até eliminar as favoritas (Hsieh, Fett, Pera, etc).
    A Cepede (80ª do ranking) contra a Pliskova quase leva um set pro TB e perdeu de maneira digna. A Bia, como quase todos tenistas brasileiros (homens e mulheres) tem um péssimo jogo de pernas, é lenta, e na rede é um desastre !! A estreia já tinha sido bem fraca !! Mas espero que ela evolua, tempo tem para isso.
    Azar deu o Demoliner quando a dupla teve 2 bp para fechar o 1º set. No 1º a bola bateu na rede e encobriu os tenistas. Era a bola para fazer 1 x 0 !
    Como já havia dito em comentário sobre a 1ª rodada, a Muguruza não tá jogando nada.
    Outra que continua enganando e dando sorte (agora que ia cruzar com outra cabeça de chave, viu a Muguruza perder) é a Rad. Tomou uma sova no 1º set, depois fez 4 x 2 no segundo, viu a Tsurenko conseguiu reverter para 5 x 4 e sacar para o jogo !! Mas conseguiu a quebra e reverteu um 40/0 para fazer 7/5 !!

    Perfeito foi o 1º set da Sharapova !!! Até o saque tava afiado !!! Vai fazer um jogo bom de ver contra a Kerber que parece ter superado a má fase do final de 2017.

    Jogo do Melo não deu nem pra ficar nervoso, pelo que falaram o Misha só jogou as duplas, após ter abandonado as simples, para não deixar o Lorenzi na mão. Bela atitude.

    E o Goffin sempre que parece que vai engatar, entrega a rapadura !!

    Djoko e Federer cumpriram bem seus deveres sem grandes sustos. O Querrey seguiu o caminho dessa safra lamentável de tenistas americanos. Um ainda se salvou graças as péssimas condições do Waw !!

    Thiem se complicou demais contra um adversário sem expressão.
    Você não acha que ele deveria jogar mais dentro da quadra ? Sei que modificações na maneira de jogar nem sempre são fáceis, mas ele poderia tentar.

    abs

    Responder
  20. Django

    Já deixo minhas apostas pras semis.. Apesar de não ter visto ngm em um nivel realmente alto até o momento

    Nadal x Kyrgios / Federer x Zverev

    E ai Dalcim.. alguma projeção por ai? rs

    Abss

    Responder
  21. Chetnik

    Sharapova foi bem, mas a próxima rodada vai ser difícil.

    Bouchard já vazou, só faltam a Wozniacki e a Radwanska. Na ausência da Lazarenta e da Serena, esse é o eixo do mal da WTA rs.

    Responder
  22. Chetnik

    Esse Monfils é um fanfarrão. Parecia que ía desmaiar a qualquer momento e correu feito louco nos últimos dois sets…mas não que eu duvide do seu cansaço. Ele tem um péssimo preparo físico. Não sei porque tem “tantos” fãs. Pra mim é um palhaço.

    Temo mais um ano à laTodd Martin. Esse saque tá ridículo.

    De positiivo, só vejo a concentração e o foco. Preparo físico parece em dia também. Apesar do saque, não vem demonstrando sentir dores, pelo menos…

    Responder
    1. Chetnik

      Não aguentei o jogo inteiro do Federer, mas do que eu vi, no que se propunha a fazer, o alemão fazia direitinho.

      Federer tá com o saque em dia, o que é um bom sinal para quem tem o jogo baseado no saque.

      Responder
  23. Paulo Rossi

    Satan Wawrinka visivelmente acima do peso, é vergonhoso um atleta profissional aceitar ficar a cima do peso.

    Como diria a gloriosa Roberta Miranda: vá com Deus.

    Responder
  24. Lomeu Lima

    Federer penando pra ganhar de um ilustre desconhecido. Quero ver o suíço jogando a tarde, sentindo o sol escaldante do solo australiano. O temível Goffin já ficou pelo caminho, o que apenas ratifica o maior Mico de 2017 do N2 frente ao esforçado belga (Eliminação no FINALS sem os componentes do BIG four). NOLE chegando e deixando os idólatras preocupados. #NOLE13.

    Responder
    1. Leo

      Penando pra ganhar? Visse o mesmo jogo que eu? O alemão socando a bolinha, e o Federer (como sempre) se poupando e fazendo o mínimo de força pra ganhar dele. Deu uma escorregada no terceiro Set pq no final do segundo tava tão fácil q começou a inventar demais… E mico de 2017? Esse premio vai para o Djoko, sem duvidas. Ou vai dizer que perder pro Istomin na segunda rodada (e teoricamente no GS preferido do servio) é uma virtude? kkkk perder numa semifinal de Finals, aos 36 anos de idade, depois de um ano espetacular (mesmo que para um jogador mediano como o belga)… Eu queria passar esse “vexame” kkkkkk

      Chola mais kkk

      Responder
    2. Luiz Fernando

      Até agora só o “mestre” não encarou a tarde australiana e nesse particular Djoko jogou as 2 vezes nesse período e Rafa uma. Talvez seja um esquema de bastidores (kkkkkkkkkkkkkkkkk) p favorecer o suíço. Aguardemos o parecer da nossa especialista em bastidores kkkk…

      Responder
    3. Rodrigo S. Cruz

      (rs)

      Tá aí, um exemplo inexorável de post nolista fanático.

      Se foi mico perder de um bom tenista como Goffin,

      O Djokovic perder do Denis Istomin, e depois não ganhar de mais ninguém seria o que?

      Pagar um chimpanzé?

      E o Nadal ter perdido 4 vezes do suíço, apesar de estar na ponta. O que?

      Já sei.

      Um King Kong. Kkkkk

      Responder
    4. Barocos

      Olha Lomeu, com todo o respeito, estas reclamações de que os tenistas A, B, ou C foram prejudicados por causa dos queridinhos da mídia não se sustenta. As chaves são sorteadas e, com exceção do preenchimento pelos cabeças-de-chaves, que são estabelecidos pelo ranking, quase tudo o mais é função de SORTEIO.
      Claro, tem a parte de alocação das quadras, mas estas são determinadas em função da procura pelo PÚBLICO, se não poderiam ser sorteadas também (ou quase, claro, a infraestrutura disponível para transmissão e cobertura afeta os PATROCINADORES).
      Sou torcedor do Djoko, mas antes de tudo sou torcedor do bom tênis porquê, ainda que viva em um país onde o desprezo pelo que é justo em função dos interesses pessoais abunde, me recozijo sempre que a justiça é feita.
      O jogo entre o Djokovic e Monfils não foi bom mas, diante das circunstâncias, ero o que se tinha para o dia.
      Sigo na expectativa por mais um duelo de estilos de altíssimo nível que, com já disse algumas vezes, tenho em conta como o melhor da história.

      Responder
  25. Nando

    Vejo o pessoal falando sobre “fechar o teto” em dias de calor….aí eu pergunto: Como ficaria o pessoal q joga nas quadras sem teto? Seria justo com eles isso?

    Responder
      1. Chetnik

        É, mas as quadras menores são mais abertas. A Rod Laver deve parecer uma sauna. Sem contar que quando chove, quem jogo em quadra com teto tem vantagem…

        O mais relevante: injusto com os outros é só jogar o mais tarde possível – horário nobre -, enquanto os outros se matam durante o dia sob sol escaldante.

        Responder
      2. José R.

        Não concordo com a justificativa do “justo”…
        É justo num dia de chuva intermitente fechar o teto e o 1, 2, 3 do mundo terminar o jogo dele rapidinho enquanto o 30 tem que entrar em quadra, sair de quadra, aquecer, etc várias vezes por causa da chuva?
        A tecnologia está à serviço do homem…
        Se as condições são extremas o teto deveria ser fechado sim.

        Responder
    1. Barocos

      Seguindo o seu raciocínio, e os jogadores que jogam à noite? É justo com os outros?
      A quadra tem cobertura, está um calor de rachar coco, que seja utilizada. Se o calor for forte demais, que jogos de “menor” importância sejam adiados da mesma maneira que se faz quando chove e fica impossível jogar em quadras abertas.
      Na minha opinião foi um absurdo o que fizeram. Além do calor, está extremamente seco, resultado? Uma desgaste intenso do físico e do mental. E espero que a organização não tenha distribuído apenas água. Nesta situação a perda de eletrólitos é grande. Espero que a organização tenha colocado isotônicos à disposição dos atletas pois, nessas condições, a perda de desempenho é grande.

      Responder
  26. Chico

    Dalcim, já é possível fazer uma comparação do BH de Federer neste ano com o do ano passado? Li alguns comentários de internautas de que o BH do suíço está diferente este ano, que o apelidado “neo-backhand” não está sendo visto. O que você acha disso? Sumiu mesmo, está presente mas diferente ou é tática?
    Obrigado!

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Não está tão espetacular até agora, Chico. Mas está eficiente. Um erro ou outro, como qualquer tenista que bate de uma mão e joga muito perto da linha de base.

      Responder
      1. RICARDO

        Não colocaria Monfils na mesma vala de Djokovic, Goffin, Berdych, Delpotro, etc. Ele mais uma vez se comportou de modo displicente em quadra, desistindo de jogar sério no início do segundo set. Um deboche aos apreciadores do tênis, aliás como já havia acontecido na semi do Usopen de 2016, onde, também contra o Djokovic, protagonizou cenas de comédia pastelão em quadra. Em que pese uma certa boa vontade da imprensa, acho o comportamento dele deplorável para quem um dia foi considerado futuro número 1 do mundo.

        Responder
    2. Fernando Brack

      Não tá errático como já foi tantas vezes e por tanto tempo, mas tá longe daquele do AO passado. Aliás, depois daquilo, o tal neo BH nunca mais foi avistado. Federer tava com a macaca naquele torneio.

      Responder
      1. Nando

        Mestre, não são pois o facebook desses caras está “ativo” e um deles já foi do grupo do whats…e saiu após o jogo do Muller em WB, rsrs.

        Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Nando,

      Corrija-me, se eu estiver errado mas,

      Eu acabei de ler os comentários deles dois, o que eu constatei foi o seguinte:

      Eles têm uma certa má vontade contra o Federer, e também chamam os fãs do suíço de “federetes”.

      Ou seja, NADA DIFERENTE do que ocorre diuturnamente por aqui !

      Agora, xingamento, eu não vi nem um.

      Portanto, não vejo motivos para bloqueá-los…

      Abs.

      Responder
  27. Luis

    Dalcim Federer talvez pelo calor parece jogou o suficiente pra vencer com algumas grandes bolas tomara acerte as paralelas estavam muito bem ano passado,solto suíço pode chegar em uma semi e até repetir final,branco deu sorte que continuers

    Responder
  28. Cassio

    Além de ser desumano com jogadores, também prejudica a competição. Um jogador que jogue todas as partidas a noite, sem o sol rachando obviamente terá vantagens físicas contra um que jogou todos os jogos com sol rachando. Espero que o próximo jogo do Federer seja no sol e do Djokovic na sombra, para que eles possam chegar numa possível semifinal em condições justas.

    Responder
  29. Ernesto

    A respeito da reclamação de calor, Federer acabou de dar uma explicação fenomenal a respeito. Disse que em anos anteriores, lembra-se de os atletas terem de enfrentar quatro dias com 40 graus, e atualmente o normal são 02 dias com tal temperatura. Todos sabem que vão para a Austrália e enfrentarão esse tipo de dificuldade, peculiar ao primeiro Slam do ano. Na verdade, foi uma lição de aula técnica de tênis do circuito para os “reclamões”, que precisam inventar desculpas pelo decréscimo (ou estagnação) de qualidade técnica.

    Responder
  30. Rafael Brasiliense

    Me surpreendi com a declaração do Djokovic de que seu cotovelo não está 100%. Ele parou de jogar por 6 meses para curá-lo. O que podemos tirar dessa declaração, Dalcim? Será que apenas uma cirurgia resolveria, ou as dores que ele está sentindo são normais para quem está retornando?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Olha, Diego, ele jogou seu últimos Masters de Paris. Ele anunciou que iria parar em 2018, portanto acho que vai tentar ir até Roland Garros.

      Responder
  31. Renato

    Sobre pedir mais dinheiro, os jogadores ganham demais, ainda mais o sérvio reclamao e o siri-careca, dois jogadores com várias suspeitas em cima deles por diversos fatores, e ainda por cima não dão muito espetáculo com o jogo sonso, sem habilidade, sem chip and charge, saque e voleio……Sobre o calor, a reclamação procede, mas é preciso manter na quadra Central e no horário de pico o jogador que mais atraí público, mídia e que mais oferece para o espetáculo: Roger Federer!

    Responder
    1. Rodrigo S. Cruz

      Renato,

      Devido ao fator ” idade”, e aí sim levando em conta tanto público que o suíço atrai, até pelo fato de ser o atual campeão, a gente poderia até pensar num ligeiro (eu disse ligeiro) privilégio da organização para ele, o que não denotaria uma injustiça para os demais…

      Portanto, só o fator espetáculo não deveria ser o critério. O ponto é este.

      Agora, quanto ao que você escreveu sobre o Djokovic reclamar de premiação, aí você tem TODA razão.

      Esse cara só pode estar de brincadeira…

      Até bem recentemente , ele já havia faturado mais em prêmios do que qualquer outro tenista na história!

      Ou seja, com “apenas” 12 Grand Slams, já havia ultrapassado o Federer em dinheiro.

      Se tem alguém que não pode abrir a boca pra reclamar de premiação, este alguém é o Djokovic.

      Responder
      1. Sônia

        Prezado Rodrigo, o sérvio sabe que jamais conseguirá atingir os números DELE (alguns afirmaram que o sérvio conseguiria rsrsrsrsrs, que dó), então ele tenta pressionar o aumento da premiação para “talvez” conseguir ultrapassar em $$$$ recebidos. Esperto demais esse tenista, assim como “aquele que nunca se cansa”. Beijos.

        Responder
    2. Viana

      Renato, deixe seu fanatismo de lado… sem maldade!
      O falar q Nadal e Djoko não dão espetáculo é uma opinião sua, e convenhamos, o mundo do tênis não concorda com vc!
      Quanto ao dinheiro: Cada um pede o q quer!!! Se ele acha q ganha pouco… e lembremos que não é um pedido pessoal, mas da reunião dos jogadores!! Você está personalizando um desejo da maioria dos jogadores. O q eles pensam: Se nós somos os artistas, pq devemos ganhar bem menos que o torneio gera de lucro?
      Quanto ao favorecimento: Questão complexa, pois vc tem q conciliar a justiça esportiva (dando iguais condições aos postulantes ao título) com a grade de programação da TV e do próprio torneio (é óbvio que todos querem ver no horário principal os melhores jogadores: Federer, NAdal, Djoko, Dimitrov…)
      Se fizéssemos um sorteio, vc poderia ter um jogo fraco fechando a rodada…
      Se deixar só na mão da audiência (os 3 Fedex, Nadal e Djoko) serão sempre favorecidos em relação aos demais…
      É claro q a organização vai tentar revesar esses 3 ao máximo para q eles cheguem com mesmo número de jogos a noite!!!
      Nadal jogando bem, nada demais! Vai pegar um osso duro… baixinho argentino não desiste não!
      Federer jogando bem, nada demais!
      Djoko jogando bem, nada demais!
      QUE VENHAM GRANDES JOGOS E O TÊNIS AGRADECERÁ!!!

      Responder
      1. Luiz Fabriciano

        De tempos em tempos, como de forma cíclica, aparece nesse mavioso espaço para discussões sobre esse esporte, algum sem noção.
        Caro Viana, para mim és novato aqui e gostaria de elogiar seus argumentos e o seu texto bem escrito e embasado, mas respeitosamente, vejo uma perda de tempo em contra-argumentar um texto de quem, o que realmente quer, é denegrir uma personalidade, acima de qualquer coisa. A forma como é escrita e o emprego de certas palavras só denota isso.

        Responder
  32. Robson

    Que calor é esse na Austrália,40° dia e 34° noite e 69° no piso,meu Deus…
    Obviamente Monfils iria abrir o bico,pq tá na casa dos 30,vem de 5 jogos de ATP 250,e com segunda rodada em melhor de 5 sets,debaixo de um sol daqueles,deu a lógica,raquete sendo mais usada como bengala.
    Quanto a Novak,tá difícil a situação,o serviço tá muito frágil,o 2° então, aí na ânsia de evitar o 2°,está forçando muito o 1°,resultado,muitas duplas faltas e confiança indo pro ralo,tá complicado.
    Mas otimismo sempre, heheheeee,bora Novak,faltam 5….

    Responder
  33. JANAINA M. DIAS

    DJOKO e MONFILS tem toda razão em reclamar: é insano fazer os tenistas jogarem sob um calor de 39º C!

    Eu moro em uma cidade superquente, ontem fez 40º C aqui, com sensação de 42º C, não dá nem pra raciocinar,
    que dirá jogar tênis..um horror.
    Se a organização do AO não tomar providências, vão chover jogos ruins e desistências, estragando o todo o torneio…

    Responder
  34. Ronildo

    Desumano, esta é a palavra correta. Ao invés de Miami ser o último torneio de quadra dura desta fase do currículo, deveria ser o AO. Seria perfeito! Tanto pela preparação dos tenistas como pelo clima. Tanto no hemisfério sul como no norte. Afinal o inverno na Flórida e Califórnia são bem suaves.

    Responder
  35. Kelvio Lourenço

    Mestre Dalcim parabéns pela cobertura do Australian Open 2018.sou fã incondicional de Federer,porém,fico feliz com o retorno de Djokovic,pois o mesmo estava fazendo falta ao circuito.Mestre fiquei preocupado com Stan,será que ficaremos privados de seu Backhand mágico,o que você recomendaria pro staff de Stan nesse momento.abraços de uma pessoa que admira o seu trabalho como analista do esporte que amamos.Mestre tenho gêmeos e trabalho cedo,madrugadas de tênis e choro dos Bebês.rssssss.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Nossa, Kelvio! rsrs… Aguente firme. Stan precisaria evitar a quadra dura neste retorno. Que tal vir ao saibro sul-americano? Depois tentar Miami e já ir para o saibro europeu? Acharia mais sensato. Abs!

      Responder
  36. Mario César Rodrigues

    Bem,claro que o interesse dos organizadores é vender ingresso,a tv o melhor horário rola muita grana,é dificil para eles agradar a todos.O Federer pediu para jogar a noite se possivel todas para não sair doa zona de conforto.enfim é um pedido no ponto de vista para os Organizadores ótimos!Mas dúvido que ele não jogará a terceira partida a tarde sol a pino se isto é o mais sensato porque os jogadores vão dar bronca eu realmente acho que para Rafa é melhor de dia e se fosse ele pediria para jogar de dia..ele aguenta o tranco e os outros tem que ver..afinal Federer está em idade avançada!Mas não é justo mas o que é justo hoje neste mundo!

    Responder
    1. José Eduardo Pessanha

      MC, para o Federer também é bom jogar de dia, pois a bola corre mais. E como ele joga pontos curtos, não acho que o calor o afete tanto assim.

      Responder
    2. Ricardo

      É inacreditável o que fazem com o Djoko. Depois daquela palhaçada em Wimbledon com aquela desculpa esfarrapada da organização, pensei que as coisas mudariam um pouco para o sérvio, mas, infelizmente, não. Enquanto isso o nº 2 tá tranquilão jogando a hora que quer. Assim é fácil.

      Responder
      1. Carlos Reis

        kkk Chora mais… Segunda a SUA lógica fajuta, Federer pagou propina para jogar a noite… Vou te dar a real, o cara é o tenista que mais VENDE, é o PREFERIDO do PÚBLICO, é o ATUAL CAMPEÃO, além disso tudo, é o 2.jogador mais “velho” do Top 100, só o Karlovic é mais velho que ele. Baixa a tua bolinha que já DEU!

        Responder
        1. Ricardo

          Desculpe, mas lógica fajuta é a sua. Me mostre onde eu disse que o Federer “pagou propina para jogar à noite”? Que interpretação patética. Simplesmente frisei que a organização do torneio mais uma vez beneficia o suíço em detrimento de outros. Sei que tem muita coisa envolvida (dinheiro), mas o evento (ainda) é, acima de tudo, uma competição, portanto, pressupõe-se regras iguais para todos os jogadores independente de quem sejam. Se um joga na sessão diurna em uma rodada, tem o direito, na próxima, de jogar na noturna. Simples assim, não há mistério. Porém, como o próprio suíço admitiu, ele pede pra jogar à noite e a organização facilmente atende ao seu pedido. Repito: assim é fácil!

          Responder
  37. Ernesto

    Somente este ano calor? Acho que voltar “bichado” , dando uma série de desculpas , não pega bem. O atleta precisa se tocar quando perdeu o prestígio. Federer ficou seis meses parado , foi lá e venceu. Acabou a conversa. Djokovic : jogue mais e fale menos.

    Responder
    1. Thiago

      Tem-se aqui um gênio da fisiologia humana, hein! O famoso clubista e comentarista de sofá, em que tudo é fácil. Famoso comentário que é só para destilar o desprezo por um tenista. As condições a que muitos jogadores estão expostos podem atrapalhar o torneio gênio…vá lá jogar partidas seguidas com uma sensação de 60 graus.

      Responder
  38. Nattan Lobatto

    A organização pecou em não ter fechado o teto das quadras que dispõe dessa tecnologia e possibilidade. Expondo os jogadores a desgastes desnecessários e, assim, comprometendo o espetáculo. Um grande exemplo foi o jogo de Djoko vs Monfis, tenho certeza que o sérvio iria levar a vitória, mas vê-los extenuados ao fim da partida só reforça a certeza de que tal situação se deu por um capricho irresponsável dos organizadores do evento. Go Nole, faltam 5.

    Responder
  39. Renatinho

    Mesmo que a Bia tivesse jogado tudo que sabe ainda assim seria uma missão bastante complicada vencer a Pliskova, mas na minha opinião além da diferença de nível entre as duas jogadoras o que ocorreu também foi um jogo muito abaixo do seu melhor tênis por parte da BIa. A Bia tinha condições de dar mais trabalho. Jà vi jogadoras do mesmo nível ou até inferiores a Bia jogando muito melhor que a Bia contra tops . Dalcim, você acha também que a Bia teve uma atuação muito abaixo do seu melhor tênis ? Ela não só perdeu, como perdeu sem impor um mínimo de competitividade. Jà vi jogos muito mais competitivos da Bia. Final da Wta contra Ostapenko por exemplo. Contra a Venus jogou muito melhor também. O que vc acha ?

    Responder
  40. Mauricio

    Dalcim, qual a lógica do Brasil Open convidar logo o Rogerinho, que já tinha vaga assegurada? Isso não é desperdiçar um Wild Card? Eles não têm vontade de dar esse convite pra nenhum outro brasileiro??

    Responder
  41. Nelson Luis Freire

    Achei a Bia, antes de mais nada, muito nervosa. Sentiu demais, de novo. Falta experiência? O fato de carregar um país nas costas aumenta a responsabilidade. O que vc acha Dalcim?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Carregar um país nas costas? Ah, não acho que seja o caso, Nelson. Os tenistas jogam por si mesmos, talvez pelo treinador ou pela família, eventualmente patrocinadores. Nada além disso.

      Responder
      1. Nelson Luis Freire

        Bem Dalcim, não quero polemizar, mas discordo. Ser um atleta reconhecido é importante. Vejo que a Bia mereceu várias reportagens extensas como o Estadão, a TV, etc. Duvido que, por exemplo uma nova jogadora tcheca ou ucraniana, por exemplo, mereça este tipo de cobertura em seu país natal. Isso é “carregar um país nas costas” e, “pesa” na cabeça do atleta.

        Responder
        1. José Nilton Dalcim

          O tênis brasileiro não depende da Bia, nem em resultados, nem financeiramente. Então não há um motivo real para ela achar que suas vitórias serão a salvação do país, Nelson. Abs!

          Responder
      1. José Eduardo Pessanha

        Enquanto Isso, López vai caminhando a passos largos para alcançar o recorde de Slams consecutivos….mas o Verdasco está na cola dele.

        Abs

        Responder
  42. Rubens Leme

    O calor ainda é o ponto baixo deste Slam, que se tornou meu favorito. Realmente, jogar com essas condições é impossível. Claro que mudar a data seria impossível neste calendário tão apertado.

    Mas, Dalcim, tirando o uso do teto nas três quadras principais, quais seriam as medidas para amenizar o calor à disposição da organização se até de noite é mais quente? Começar bem mais tarde e entrar na madrugada?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Noite é mais quente, mas não tem sol, Leme. Acho que as rodadas para esses dias de calor extremo deveriam ser evitadas no período de 12h-18h locais

      Responder
      1. Rubens Leme

        Sim, seria a única opção, mas aí teria que entrar na madrugada né e isso faria perder dinheiro.

        A bronca de Djokovic, Nadal e Del Potro é perfeitamente justificável, mas aí tornaria o torneio comercialmente inviável e os prêmios menores (outra bronca de Djoko, Nadal, Federer, etc).

        O ideal mesmo seria não começar o ano lá e deixar os torneios da Oceania para o segundo semestre.

        Responder
        1. José Nilton Dalcim

          Eles tem 20 quadras no complexo, Leme. Para uma rodada de 16 jogos como ontem, era muito fácil colocar 4 em cada estádio principal e os outros somente na rodada noturna das quadras maiores. Aliás, hoje está previsto 42 graus. Então seria apenas exceções para dias fora do normal.

          Responder
          1. Rubens Leme

            Sim, isso seria o básico a fazer. O que acho que deveriam fazer nas primeiras roddas, por exemplo, é estender a programação até a madrugada nas demais quadras e nas 4 principais começar mais tarde. Muitas vezes, as mulheres são as mais prejudicadas porque sempre abrem o dia embaixo de um sol violento.

            Acho que, inclusive, jogos nestes horários deveria ter um acréscimo a mais na premiação, nem que fosse 5 mil dólares a mais a cada tenista. É irrisório para um top 10-30, mas ajudaria bem um acima de 70-80, por exemplo.

    1. Sérgio Ribeiro

      Que Austrália, Gabi rs A apenas 160 Km do Rio, Cabo Frio recebeu quase 700.000 DURISTAS neste Réveillon. Corre-se na Praia com uma brisa de dar inveja … Me põe nesta quadra Central de Melbourne que eu viro um Zumbi kkkkkkkk bjs!

      Responder
    2. Paulo Rossi

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Eu faço 30 e poucos por dia ,não acreditaram aí tive que passar pelo detector de mentiras para provar minha inocência. Eu só vou dizer isso: Eu passei no teste do polígrafo! E aí, destruí o cara que estava administrando o teste!

      Responder
  43. Luiz

    Dalcin
    Nao existe uma regra que possibilita o fechamento do teto em caso de calor extremo???
    Se na quadra a sensação era 60 graus…
    Achei que monfils ia ter um troço…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *