Maratona não afeta favoritos
Por José Nilton Dalcim
30 de junho de 2016 às 20:33

A tempestade provocada pelo preocupante atraso de jogos em Wimbledon parece ter passado. A menos que o mau tempo seja insuperável nos próximos dois dias, o torneio está salvo até as oitavas de final começarem. E, convenhamos, é a partir daí que qualquer Grand Slam esquenta para valer.

A sorte foi grande. Nomes importantes que estavam com grande atraso na programação completaram nesta quinta-feira seus jogos de estreia ou de segunda rodada sem esforço monumental. Casos de John Isner, que ainda estreava, ou de Kei Nishikori, Milos Raonic, Richard Gasquet, Marin Cilic e Bernard Tomic. Todos terão de estar novamente em quadra hoje para partidas muito mais difíceis.

Ainda assim é duro. Imaginem que, se Isner, Gasquet ou Jiri Vesely vencerem, terão de jogar de novo no sábado para tentar a vaga nas oitavas. Por enquanto, ninguém reclamou demais. Claro que entre os perdedores houve queixa, como Gilles Simon, que prometeu até processar o árbitro por ser forçado a jogar numa quadra que considerava lisa demais.

Para os britânicos, o que importa é que Andy Murray deu show, está na terceira rodada sem grande desgaste e terá o descanso normal para exercer no sábado seu amplo favoritismo diante de John Millman. Foi mesmo uma ótima atuação de Murray. Depois de sair atrás por 1/3, encurralou Yen Hsun-Lu e despachou todo seu rico arsenal: voleio cruzadinho, deixadas perfeitas, passadas na corrida, aces. E uma enorme vontade de correr atrás das bolas mais difíceis.

A grande surpresa ficou para Jiri Vesely, aquele que derrotou Novak Djokovic em Monte Carlo. Canhoto de golpes muito potentes, fez um duelo cheio de belos lances contra o então favorito Dominic Thiem, em partida de apenas uma quebra de serviço para cada lado e três tiebreaks sucessivos. Não à toa, Vesely ganhou o jogo com apenas três pontos a mais que o adversário (126 a 123). Aos 22 anos, o tcheco não é comumente citado entre os grandes potenciais da nova geração, mas já foi 35º do ranking e agora está bem perto de uma inédita presença em oitavas de Slam.

Na parte de cima, que deveria ter jogado ontem, valeu ver Grigor Dimitrov mais confiante e usando golpes bem apropriados para a grama, assim como preocuparam os altos e baixos de Kei Nishikori, que não se sente à vontade no piso natural do tênis. Todos estão no setor de Federer, e o suíço agradece. Raonic voltou a ter um primeiro set apertado e não empolgou em suas duas primeiras exibições.

Adiós, Garbiñe
Chacoalhada grande mesmo viveu a chave feminina, com a queda tão precoce de Garbiñe Muguruza. A campeã de Roland Garros e finalista de Wimbledon jogou muito mal, abrindo um buraco interessante que pode beneficiar Venus Williams, Lucie Safarova ou Sabine Lisicki.

Com problemas no punho – mais uma -, Belinda Bencic nem completou a segunda partida. A nota positiva cabe a Eugénie Bouchard, que passou por dois desafios e vai encarar Dominica Cibulkova. Quem ganhar, deve pegar Aga Radwanska, que bateu na trave e sofreu até 9/7 no terceiro set.

Sexta-feira
– Dois campeões de Slam não se cruzavam na segunda rodada de Wimbledon há oito anos. Daí os organizadores promoveram Wawrinka x Del Potro para abrir a Central e deslocaram Djokovic x Querrey para a Quadra 1.
– Nole tentará a 31ª vitória seguida de Slam, o que igualará o feito de Rod Laver na década de 60. Querrey ganhou 1 dos 9 duelos contra o sérvio, em Paris-Bercy de 2012.
– Federer fecha a Central contra outro britânico, Danel Evans, 91º do mundo. Nos últimos 47 Slam que disputou, o suíço só perdeu duas vezes antes das oitavas de final (Wimbledon-2013 e Austrália-2015).
– Olhos abertos, Nishikori, com esse Kuznetsov. O russo de 25 anos, campeão juvenil de Wimbledon em 2009, foi oitavas na Austrália e vem de vitórias sobre Cuevas e Muller.
– Kyrgios e Brown entram em quadra às 7h, mas quem puder deve tentar assistir. Dois jogadores habilitados para acrobacias, muito agressivos, adoram divertir o público. Aos 31 anos e 85º do ranking, Brown sequer tem treinador atualmente.


Comentários
  1. Rodrigo S. Cruz

    Djokovic OUT!

    Não poso acreditar. melhor notícia do ano…

    Só de saber que não vou ter de suportar aquela mela-cuequice do Róbson de ficar:

    “Faltam 6, faltam 5, falta só 1…”

    Kkkkkk

    1. Robson

      Acho seu comportamento tosco demais,vive policiando tudo,absolutamente tudo que é comentário que se faz,desde que não seja comentário sobre Federer.
      Sinceramente,aqui pra nós,numa boa,mesmo,eu não me preocupo nada,absolutamente nada com fãs de outros tenistas e nem com outros tenistas que não seja os que eu gosto de ver atuar.Meu maior ídolo foi eliminado,mereceu,não jogou absolutamente nada,más ainda está vivo no torneio tenistas que eu admiro,gosto mesmo e em falta de Novak,torço e muito por eles,Cilic e Kyrgios.

      1. Rodrigo S. Cruz

        Robson, eu quero mais é que o Federer SE EXPLODA!

        Já repeti aqui várias vezes que não torço por ele de forma incondicional.

        Eu torço é pelo inusitado, pelo surpreendente… Se for ele o campeão agora, ótimo. Tem muito tempo que ele não vence, certo?

        Por outro lado, assim como você, eu também gosto muito do Kyrgios, do Vesely, do Raonic (embora, em menor escala).

        O que eu quero, cara: É ver COMPETIÇÃO! É ver o circo PEGAR FOGO!

        Jogos emocionantes, com alternativas…

        Tava muito chato acompanhar qualquer Major, prevendo com quase 100% de chance o Djoko com o troféu, antes do torneio começar…

        Aquela final de Roland Garros mesmo:

        Eu té entendo que todo fã do Djokovic queria muito ver ele vencer.

        Mas, pelo amor de Deus. Foi uma das finais mais ridículas que eu já assisti.

        Até eu ganhava do Murray naquele dia… (rs).

  2. Leila

    Querer comparar o tenis feminino com o masculino é ridículo !!!! Querer ridicularizar SERENA WILLIAMS, uma das melhores de todos os tempos, é nojento e a maior amostra de que tais pessoas não respeitam o tenis em sua totalidade.

  3. Imparcial

    Gostei de ver o Murray jogando, deu um show de versatilidade e correria. Finalmente ele conseguiu reatar com o Lendl e espero ver ele melhorando mais e mais nos próximos meses, se continuar assim acho que vai voltar a dar trabalho para o Djoko.
    Quanto ao Sérvio, que sorte que ele deu! ainda bem que pararam o jogo. Amanha vai ser duro ganhar 3 sets seguidos, mas acho que ele consegue se estiver melhor do que hoje.
    Pena a Muguruza cair tão cedo, aconteceu o mesmo com a Kerber, ganhou um slam e logo depois perdeu fácil. Espero que elas consigam manter o alto nível.
    Dalcim, estou achando a Serena mais lenta, ou sei la o que, mas não tão boa quanto o habitual, você acha que algo mudou?

    Obrigado

    1. José Nilton Dalcim

      Bom, está um torneio todo complicado, difícil de jogar e se concentrar. Vamos ver daqui em diante.

  4. Rodrigo S. Cruz

    Quanto a derrota precoce do Wawrinka, acho que era já esperada.

    Se não tivesse sido pro Delpo, teria sido pra qualquer jogador “marromeno” especialista na grama.

    Convenhamos: o Stan não curte mesmo o capim…

  5. Luiz Fernando

    A chuva foi uma bênção p o Djoko, que inexplicavelmente se arrastava em quadra quando o jg foi suspenso, sendo superado até nos ralis pelo habitualmente errático Querrey. Fiquei c a clara impressão de q algo estava errado c o sérvio, pelas feições carregadas e pela falta completa de movimentação em quadra. Amanhã veremos se foi algo circunstancial. Já Federer depois de encarar um professor de tenis agora encarou um jogador de challengers, depois os bobos de sempre dirão q ele nunca é favorecido nos sorteios…

    1. Rodrigo S. Cruz

      Ah, não inventa.

      Nunca vi essa de falarem que Federer “nunca” é favorecido em sorteios.

      Obviamente, ele já foi favorecido em uma porrada…

      O fato é que o Djokovic este ano foi muito mais do que ele, até porque jogou muito mais.

      E não lembro você dedicando uma LINHA lacrimejante sobre o fato (rs).

      O seu chororô é sempre com o Federer…

  6. José Eduardo Pessanha

    Olha, Djokovic estava sendo detonado no jogo, mas há de se ressaltar o grande desempenho do Querrey. O cara acertou tudo e mais um pouco. Não sei como será amanhã, mas as coisas complicaram pra Djokovic. Quem passar desse jogo provavelmente enfrentará o Mahut, que está jogando um baita tênis na grama.

    1. Chetnik

      Eu tô preocupado com o resultado do jogo amanhã. Esse tipo de preocupação eu deixo para as cheerleaders do Federer, com seus pompons e superficialidade habituais.

  7. Fabio Feliz

    Dalcim e amigos, a interrupção da partida em função da chuva foi mais benéfica para Novak ou para Querrey? Fiquei assustado com o péssimo segundo set do sérvio, sequer lembro o último 6-1 que ele levou…

  8. Vial

    Quem diria.. Djokovic sendo despachado na terceira rodada.. Esse Sam também é um monstro no saque. O Grand slam vai ficar pra outra hora.

    1. Rafael Wuthrich

      Amanhã é outra história, mas se considerarmos que Querrey já viveu essa situação neste torneio contra o Bellucci sem abaixar nada a intensidade do saque no dia seguinte, diria que Djokovic terá sérios problemas se deixar o americano ganhar ritmo no saque e se prolongar no terceiro set.

  9. Carlos Reis

    Pelo visto os(as) Djokovetes sabem tudo sobre os números do “Nole”, mas de tênis sabem NADA…

  10. Leonardo Cabral

    Bom,para mim a parada foi boa para o Querrey. Dois a zero,e vai poder esfriar a cabeça no vestiario.Se ficasse em quadra,Djokovic podia crescer,desgasta-lo,empatar o jogo.
    Na volta,precisa vencer um set em 3.
    O que acha,Dalcim?

    1. José Nilton Dalcim

      Acho que o Querrey adoraria continuar a partida. Djokovic parecia estar lento no final do segundo set, até o saque ficou lento.

      1. Leonardo Cabral

        Ok,mas porque ele estava lento,Dalcim?Nao acredito em cansaço.
        Se for uma lesão,não cura em uma noite,
        De qualquer forma,para ele vencer,Querrey vai ter que tremer.2 a 0 na frente,e inadmissivel perder essa chance.

        1. José Nilton Dalcim

          Pode ser fraqueza, um mal estar repentino, queda de pressão, má digestão… Difícil dizer, teremos de esperar ele se manifestar.

      2. Rafael Wuthrich

        Você comentou no uol que o jogo parece muito com o do ano passado contra Anderson. Acho que a situação é bem pior, é a chuva ajudou. Acho que ele seria eliminado hoje se o jogo continuasse.

        1. José Nilton Dalcim

          Sim, sem dúvida. O ano passado ele vinha já na reação quando o adiou o quinto set. Desta vez é mais complicado, porém foi ótimo para o sérvio.

    2. Gildokson

      Essa teoria é sempre relativa, mas é quase certeza que um azarão desses iria preferir aproveitar aquela espécie de “apagão” logo enquanto ele esta acontecendo. Um cara com a cabeça desse Djokovic e com o staff que tem… provavelmente amanhã vai voltar de outro jeito, o que também não quer dizer que o grandão não posso vencer só mais um mísero set kkkkkkkk

      1. Rafael Wuthrich

        Também não sabemos a razão da queda de produção. Amanhã o primeiro jogo é o dele, então se for físico, poderá não ter tempo de recuperação.

  11. Luiz Fernando

    Que coisa, o estupendo, fenomenal e mágico Wawrinka perdeu de novo! Ao menos mostra grande regularidade, foi mal nos pisos duros do início do ano, mal no saibro e agora mal na grama. Estupendamente regular…

    1. Carlos Reis

      Dá nada, importante foi ele ganhar do espanholzinho no AO/14, o resto é papo sem importância…

  12. Rodrigo S. Cruz

    Dalcim, me tira uma dúvida.

    Eu me lembro que em 96 (salvo engano) , Wimbledon se tornou o mais chuvoso do século passado, com 1 semana sem ter jogos…

    Minha pergunta é: quantas vezes esta regra de não ter jogos no domingo foi quebrada?

    1. Carlos Reis

      Porque? O adversário dele jogou MUITO… E vocês acham que o desempenho do “Nole” é normal??? Coisa mais normal do mundo é PERDER no tênis, ainda mais na grama… Thiem é sim um grande jogador, mas querer que ele seja como Federer, Djokovic ou Nadal é um pouco demais, o desempenho dos 3 citados não é NORMAL…

    2. Chetnik

      Kkkkk. Pois é. Aí vem os analfabetos funcionais com as pedras na mão dizer que ele é jovem, que perder faz parte, que não é todo mundo que é um Djoko, um Nadal ou um Federer, bla bla bla. Primeiro deveriam entender o que eu falo.

      Não é questão de perder cedo em WB. É uma questão de atitude. Essa semana ele chamou as Olimpíadas de uma “exibição”. Ok, ele prefere ganhar pontos e dinheiro no circuito. Mas o que ele vai jogar ao invés das Olimpíadas? Los Cabos… LOS CABOS. O cara é TOP 8 (OITO). Tem que se dar ao respeito. Aliás, respeitar não só ele mesmo, mas o circuito.

      Ok, ele acabou de chegar no Top 10, é jovem e os inúmeros 250 o ajudaram a subir no ranking. Mas já deu né? Tá na hora de pensar grande. Ninguém vai respeitar e gostar de um Top 10 que se faz ganhando 250 e “foge” dos grandes torneios. O que passou passou, mas a partir de agora tem que pensar e agir como top 10. Pular as Olimpíadas para jogar LOS CABOS não dá né.

      1. Rodrigo S. Cruz

        É… Esta lógica é difícil contestar. (rs).

        Deixar de jogar as olimpíadas, evento máximo do esporte mundial que ocorre apenas a cada 4 anos, pra jogar isto daí que vc citou, é “prakabá” mesmo…

      2. Rod

        Concordo com o Thiem , tb acho Olimpíadas exibição. Nao acho q seja um torneio importante do calendário, na verdade nem acho que faça parte. Discordo de vc e acho o garoto com personalidade, saindo daquela hipocresia barata que os atletas conclamam aos sete ventos hoje em dia. Se vc perguntar a um tenista se ele prefere ganhar um grand slam ou uma olimpíada, nao tenho dúvidas da resposta.

  13. Rodrigo S. Cruz

    Grande Delpo!

    Fiquei feliz com a vitória, muito merecida.

    Vamos lá que agora acho que dá pra avançar pelo menos mais uma!

  14. José Eduardo Pessanha

    Mestre Dalcim, Murray deve estar rindo de orelha a orelha. Sua chave está escancarando: Kyrgios tem perdido sets no torneio, Wawrinka e Thiem estão fora, Federer e Raonic estão do outro lado. Uma chave que se mostrava quase dramática para o escocês está se transformando num mar de rosas. rs. Abs.

  15. José Eduardo Pessanha

    Da série Calado é um Poeta: Meligeni, ao comentar que todo mundo estava reclamando de passarem os jogos das Irmãs Williams, e não o jogo do Kyrgios com o Brown.
    “É divertido (o jogo de Kyrgios x Brown), mas interessante?….A Serena é número 1 do mundo…. O jogo (de Kyrgios x Brown) não tem ritmo nenhum, nenhuma troca, UMA BOLA OU OUTRA BONITA, um monte de briga…. mas gosto não se discute”
    kkkk
    Gosto do Meligeni, mas calado ele é um poeta. Nós gostamos de tênis arte, Meligeni. Não adianta espernear. rs

    1. Carlos Reis

      Pelo visto a frase “Calado é um poeta!” vale pra você também… Tu preferes ver a Serena que o Brown na grama!!!???

      1. Rodrigo S. Cruz

        Outro dia vc tava aqui me confundindo com os fãs do Djokovic.

        E agora mostra mais uma vez que NÃO SABE LER.

        O forista acima de você, escreveu exatamente o contrário!

      2. Chetnik

        Kkkk. Esse aí é inclusão digital total. Muita vergonha alheia. Quando tem que comentar além das frases de efeito de sempre se complica todo, kkkk.

      3. Rafael Wuthrich

        O jogo foi muito bom. 5 seus de excelentes jogadas e jogo de rede. Teve muito saque, mas a partida foi excelente. Kyrgios tem boas chances de quartas.

        1. Carlos Reis

          kkk É vdd, nessa Eu fui mal… Isso que dá não ler o comentário inteiro e com concentração… Que bom saber que alguns preferem o tênis arte do que o porrada na bola bol…

    2. Rodrigo S. Cruz

      KKkk, é simplesmente inacreditável!

      Esse ” encosto” chamado Serena tem vencido partidas praticamente idênticas a de hoje, e de forma previsível há quase 15 anos!

      Como que algo do tipo poderia ser mais interessante do que Kyrgios x Brown?

      Vai tomar um RIVOTRIL, vai Fininho…

      1. Gildokson

        Esse teclado de smartphone unido ao auge do expediente viu… quis dizer “considera” mas que bom que você entendeu. Também penso o mesmo, naquele período de 2009 à 2012 ali o Delpo se mostrou ser daqueles que tem a verdadeira sede de vencer, é só isso pra mim ja o faz melhor que o Wawrinka

  16. Felipe

    Mas que frustração com a programação da TV !!!! Cheguei em casa p/ almoçar, ligo a tv e vejo parte do 3º set entre kyrgios e brown !! Dois malucos !!!! Até que resolvem parar a transmissão do jogo para passar a serena???? e no outro canal a venus????? ahhhh parei…

  17. Nando

    E não q o Del Potro venceu, e sem bater de backhand? Sensacional, se ele não tivesse esses problemas tds ao longo dos últimos anos, sei não se ele não faria parte do “”big four”” no lugar do Murray…
    Dalcim, na minha opinião a chave está boa pro argentino chegar às semi, caso isso aconteça, ele entraria ao menos no top 80??

  18. Leonardo Cabral

    Dalcim,se a chuva persistir,eles nao vao deslocar o Djokovic para a Central,ne?Dai sim,o bicho pega.

  19. Pieter

    Maravilhosas notícias para o tênis brasileiro nesta sexta-feira! Parabéns à Patrícia Medrado que já ganhou nas duplas o Mundial de Seniores e está na final de simples, com boas chances de conquistar o penta. Ela merece!
    E o nosso Orlando Luz já está na final de um torneio de 25 mil dólares na República Tcheca, após vencer a semifinal em dois sets! Parabéns a ele também. Bem que ele já está merecendo um título para turbinar a confiança dele…
    Vamos torcer!

  20. Carlos André

    Dalcim, as duplas ontem foram em melhor de 3 sets, ao invés de melhor de 5. Já estava previsto esta mudança para 2016, ou foi por causa dos atrasos?

  21. Chetnik

    Thiem tem uma característica que não me agrada. É o que os gringos chamam de vulture – abutre. Ganha um monte de 250 sem importância, aproveitando a ausência dos tops, e não consegue nada nos torneios grandes. É bem verdade que fez semi de RG – beneficiado pela desistência do Nadal -, mas de resto só fez feio nos GS e nos MS.

    Agora que é número 8 do ranking, espero que honre a sua posição e pare de jogar toda semana um 250. Isso não é coisa de top 10.

    1. bruno

      O cara está no início de carreira,vc quer que ela já saia vencendo tudo.e por essas e outras que lhe consideram o maior passador de recibo do blog.

      1. Chetnik

        “bruno”, você é café com leite. É da turma dos que tem dificuldades de se expressar e entender os outros. Não adianta ficar tentando desenhar pra você.

    2. Fonseca

      Ninguém basicamente consegue “nada” (além do excelente dinheiro por chegar em quartas-de-final, semifinais, etc) nos torneios grandes (Grand Slam e Masters 1000) há 10 anos, desde o domínio Federer/Nadal/Djokovic/Murray… E Thiem pelo visto não será o último a não “conseguir nada”…

    3. Rodrigo S. Cruz

      E naquela semi contra o Djokovic, o Thiem jogou tão mal que chegou até a dar PENA.

      Acabou sendo o jogo mais “baba” pro sérvio em todo torneio…

    4. Sergio Ribeiro

      A Grande Maioria dos TOPs , terminarão a carreira sem bater Rafa Nadal no Saibro e Federer na Grama, o ” superestimado” ja’ o fez. O vencedor do ATP500 de Acapulco 2016, disputado nas Duras, foi um tal de Thiem. Abs!

    5. Rafael Wuthrich

      Concordo, até porque ele tem qualidade. Melhor que Tipsarevic, Isner e outros que ocuparam o top 10 de não saudosa memória. Mas ainda acho que Kyrgios é o melhor tenista desses mais novos. Se entender que o mental é fundamental e oscilar menos, acho que será o novo número 1 a médio prazo.

  22. Maurício JR

    A maior surpresa nessa relação olímpica é o Djoko se inscrever em duplas. Sua participação na Davis mostra que ele em duplas não traz resultados minimamente satisfatórios,. como ocorre com Murray e Federer. Ele vai se cansar e diminuir suas chances nas simples, sendo que a chance de sua dupla chegar na semifinal é mínima. Ganharia muito mais aproveitando o fato que Murray e Federer disputarão as duplas com mais chances e ficarão mais cansados para desafiá-lo nas simples. Aliás, ainda acho que na última hora ele desiste das duplas…

  23. Robson

    Bom,em primeiro lugar quero ressaltar aqui esse circuito feminino,impressionante como essas garotas não se firmam,Azarenka vence um grande torneio e some,Sharapova vence um grande torneio e some,Kivitova vence um grande torneio e some,Muguruza vence um grande torneio e some,Pennetta vence um grande torneio e se aposenta,o mesmo fez a chinesa Na Li,que me perdoem os que pensam diferente,más eu não gosto nada,nada desse revesamento exagerado.Eu tava apostando demais na Muguruza,fez um excelente RG,vinha de final do último Wimbledon,pensei chegará favoritíssima pra esse Wimbledon,que decepção.
    .
    Segundo lugar,quero falar que achei uma pena a chuva ter feito com que a organização modificasse os jogos de dupla,passando pra melhor de 3 sets os jogos,lamentável.
    E pra amanhã,acho que passa Federer,Novak,Wawrinka,Kyrgios e Nishikori,este se estiver 100% fisicamente,pq hoje ele acusou um probleminha físico.

    1. José Eduardo Pessanha

      Cara, a Venus Williams nem se mexe mais em quadra. Mesmo assim, não sai do top 10. Isso diz muita coisa. Tempos muito difíceis para o circuito feminino. Abs.

        1. José Eduardo Pessanha

          “Não sai de lá” é um modo de dizer, amigo. Ela, nos últimos 17 ou 18 anos, só saiu do top 10 por contusão ou doença. E só sairá de novo se for por motivo de contusão ou doença.

      1. Robson

        Exato,enquanto não surge uma ou mais tenista que se firme,as irmãs Williams vão nadando de braçada,uma fixa no top 10 e a outra fixa no degrau mais alto.

  24. Marcelo Calmon

    Dalcim,

    Boa a relação para as Olimpíadas, tirando alguns poucos ausentes, a nata do tênis estará presente no Rio. O que mais lamentei foi a ausência do Kyrgios.
    Melhor ainda é saber que o Big 4 também estará presente nas duplas, apesar de diminuir a chance da nossa dupla. Gostei também da presença do Rogerinho, grande batalhador. Aliás, ele merecia ter ganho do Almagro.

    Quanto aos jogos de Wimbledon, lamento a má sorte da Konjuh, que literalmente pisou na bola (tava dominando o jogo) e acabou perdendo para fraquíssima (para o ranking que possui) Radwanska, que a cada jogo que eu vejo menos entendo seu status de excelente jogadora !!

    Bellucci também deu pena no encerramento do seu jogo. Não conseguia trocar 3 bolas sem errar. Se não fosse pela generosa premiação, era melhor ele não participar de torneios na grama. Sofrível !
    Outro que lembra bem o estilo, de entregar e complicar jogos, do Bellucci é o Delbonis. Tem a capacidade (à la Bellucci) de alternar grandes jogadas com grandes asneiras, com predomínio das asneiras.

    Legal também o Bruno perguntando se podia desafiar o desafio. Eu não vi o lance, ele estava certo ? E bola que deu o match-point ao Ramos, foi boa na sua opinião ou o árbitro errou feio ?

    abs e parabéns pelo “novo” blog.

    1. José Nilton Dalcim

      Não vi o lance do Bruno. A bola do Ramos é muito difícil algo, rápida, muito perto da linha. Quanto ao Kyrgios, ele queria vir, mas a Federação Australiano não o inscreveu.

  25. Rodrigo S. Cruz

    Se eu tiver de apostar num outro nome da nova geração que não seja o do Kyrgios que brigará pelo primeiro posto do ranking no futuro, as minhas fichas irão pra esse Jiri Vesely.

    O cara foi um dos únicos jogadores de 2016 a derrotar com todo convencimento, o sérvio Novak Djokovic.

    E hoje, já mandou pra casa o SUPERESTIMADO (escutou essa, amiguinho? ) Dominic Thiem.

      1. Rodrigo S. Cruz

        Por que não. Vc já viu ele jogando?

        O cara é um jogador completo: tem potência, saca bem, tem toque e porra ganhou do Djokovic!

        Quer credencial melhor do que ganhar de um cara quase invencível como este, tendo apenas 22 anos?

        Acho que tem sim tecnicamente condições de brigar um dia pelo número 1.

    1. Sergio Ribeiro

      Ao contrario do Vaidoso amiguinho, Thiem esta’ pagando o preco da inexperiência . No TOP 10, ninguém disputa 11 Torneios ( 29 / 18) em relação ao N 1 em 12 meses , e nao paga um preco . Rafa Nadal , ja’ fez… Mas o amiguinho, nunca fez. Somente Kyrgios tem mais talento. Mas Zverev e Thiem devem ir mais longe. Somente uma opiniao, mas acredito nas certezas do amiguinho. Abs!

      1. Rodrigo S. Cruz

        Todos os 4 jovens que são dignos de nota: Thiem, Zverev, Kyrgios e Vesely.

        Se perguntarem pra mim qual tênis me agradou mais, considerando não só a parte técnica, mas todo o resto: o australiano e o tcheco.

    2. Marcelo Gomes

      Creio que esse vai ser um Berdych da vida, um nome consolidado no top 10, que não é pouca coisa, mas nunca será n1, pois não tem um tênis muito versátil para tal.

    3. Robson

      Jiri Vesely número 1 do mundo? Nem hoje,nem amanhã,nem nunca.
      Pra ele ser número 1 do mundo terá uma fila pra ele,e está a frente dele na fila: Thiem,Zverev,Kyrgios,Raonic,Nishikori,só pta citar alguns exemplos de tenistas de mesma geração,não creio que o Theco tenha Tênis o suficiente pra furar essa fila,pois se trata de um cara alá Isner,Anderson entre outros,ou seja,muito dependente do saque,se este fundamento falhar,um abraço.

      1. Rodrigo S. Cruz

        Nossa, Robson vc se supera a cada dia…

        Quando foi que vc viu o Anderson ter um jogo de fundo igual ao desse Vesely?

        Outra coisa: o Nishikori já tem 26 anos, já não é mais nenhum novato…

        1. Robson

          Ué,já que vc mexe e vira faz comparação de apenas 1 jogo,como nesse caso do Theco contra Novak com vitória do Theco,é só vc dar uma olhada de novo no jogo Anderson x Novak em Wimbledon 2015,Novak perdeu vários pontos em trocas de bola naquela oportunidade e se tivesse sido em melhor de 3 sets como foi na derrota de Novak para o Theco,Novak não seria o ATUAL campeão de Wimbledon,Please…
          Só que pra vc será bastante difícil essa missão de comprovar isso,pq vc não assistiu aquele confronto Novak x Anderson nem ao vivo naquela oportunidade,não a assistirá agora 1 ano depois em vt,não é mesmo.

          1. Rodrigo S. Cruz

            É, só que eu assisti aquele jogo sim…

            E afirmo que não tem nem cabimento comparar a solidez de fundo de quadra que o Vesely mostrou no SAIBRO (vencendo o Djoko), com a do Anderson que sequer o venceu, e na GRAMA!

            O Anderson sim, é um tenista dependente do saque. E o Isner que vc citou então, nem sem fala.

            Coisa que até uma criança consegue ver. Mas incrivelmente você, não…

      2. Robson

        Veja o que vc quiser ver meu caro colega de blog,só não queira que os outros “vejam” o mesmo que vc,eu não vejo nada no Theco citado por vc.

        1. Rodrigo S. Cruz

          O que queria que vc VISSE, você já viu:

          o seu amado, idolatrado, salve-salve levando um SABUGO.

          kkkk

Comentários fechados.