Cabeças rolam
Por José Nilton Dalcim
13 de agosto de 2015 às 00:42

Somente quatro dos oito primeiros cabeças de chave passaram da estreia no piso sintético lento de Montréal. As oitavas de final não terão Stan Wawrinka, Tomas Berdych, Milos Raonic e Marin Cilic, ou seja, uma baixa e tanto. O destaque talvez vá para Nick Kyrgios. Ainda que ele tenha se favorecido do abandono de Wawrinka na metade do terceiro set, seu repertório de golpes e especialmente a postura determinada foram notáveis.

Kyrgios chegou a fazer reverência a um backhand espetacular do suíço, foi prejudicado pelo juiz de linha em pontos capitais, perdeu o tiebreak, jogou raquete, falou palavrão e levou advertência. Mas não saiu de jogo, nem mesmo quando Stan se dirigiu grosseiramente a ele logo no primeiro game. Ao contrário de um possível descontrole, voltou para o segundo set ainda mais forte e mesclou saque pesado e golpes na linha com deixadinhas humilhantes. Sacando à média de 198 km/h, ganhou todos os pontos em que acertou o primeiro serviço. Mesmo com domínio absoluto, ainda não deixou de falar e reclamar. Wawrinka se queixou de dores lombares e desistiu quando levava sonoros 4/0.

O australiano nem terá muito tempo para comemorar, porque já nesta quinta tem pela frente o saque corta físico de John Isner, que aliás mostra mesmo progressos com o jogo de rede e melhor movimentação. Teve bela vitória sobre Vasek Pospisil. O quadrante é completado por outros dois jogadores de potência e poucas trocas: Karlovic e Chardy.

Superado o bom teste diante de Stakhovsky, em que sacou muito bem e foi firme nas passadas e contra-ataques, Rafa Nadal é agora amplo favorito contra Mikhail Youzhny, sobre quem tem 12 a 4, mas principalmente nove vitórias seguidas desde a última longínqua derrota, em 2008. O russo, que já foi top 10, hoje ocupa mero 107º. Precisou furar o quali e chegou a Montréal com apenas seis vitórias em ATP ao longo da temporada.

Tudo indica que teremos nas quartas o aguardado duelo de Nadal contra Kei Nishikori. Tomara, porque a perspectiva seria de um grande jogo entre dois jogadores que ficam na base mas têm forma completamente diferente de atuar. Antes disso, o japonês tenta marcar seu terceiro triunfo seguido sobre David Goffin.

Também na parte inferior da chave, o atual campeão Jo-Wilfried Tsonga disparou 51 winners num duelo extremamente longo e exigente contra Roberto Bautista. Os dois disputaram nada menos que 206 pontos, cada um perdeu o saque três vezes. Seu adversário será o perigoso Bernard Tomic, que parou facilmente Marin Cilic em dois sets. O croata cederá assim o oitavo posto do ranking para Nadal. Seria tétrico para ele entrar para a defesa do US Open fora dos oito cabeças.

Outra boa surpresa do dia, o canhoto Gilles Muller praticou seu bonito estilo agressivo e tirou Gael Monfils. Quem não deve ter gostado foi Andy Murray. O escocês sofreu horrores para virar o duelo contra o luxemburguês na grama de Queen’s semanas atrás. A vitória do cabeça 2 sobre Tommy Robredo foi mais apertada e menos espetacular do que indica o placar de 6/4 e 7/5.

Por fim, muito bom ver alguma reação de Ernests Gulbis. Só o fato de ele encarar o quali já foi um bom sinal. Aí batalhou seis sets na chave principal e ganhou um considerável bônus, já que poderá ir às quartas diante de Don Young. O americano de tantos altos e baixos foi muito mais consistente do que Tomas Berdych e fez um segundo set bem acima da média.

Outro americano a brilhar é Jack Sock. Salvou dois match-points e prolongou a agonia de Grigor Dimitrov. Terá agora a primeira experiência de enfrentar o sérvio Novak Djokovic. Na teoria, tem poucas armas para incomodar o número 1. Vamos ver na prática.

A frase
Estou mais preocupado com a saúde do bebê do que com meu futuro nas quadras. Todos estamos muito felizes com isso, mas isso é um assunto pessoal, que gostaríamos que ficasse entre nossa família e amigos. Portanto, gostaria de responder só perguntas sobre tênis.
(Andy Murray)


Comentários
  1. Marcelo-Jacacity

    Execrar e apontar o dedo é fácil. Parecem que muitos aqui foram moldados à perfeição e nunca erraram em demasia na juventude.
    Não se esqueçam que o suíço errou primeiro, embora nada justifique a retaliação destemperada do jovem australiano.
    Contínuo a torcer para que Kyrgios tome jeito no comportamento, pois já é um grande jogador e só tende a evoluir.

    1. Rodrigo S. Cruz

      Concordo em gênero e grau!

      Falou uma babaquice sem tamanho, já foi multado, e parece que se mostrou arrependido. Enfim, bola pra frente.

      Não muda o fato de que o cara joga MUITO tênis, e duvido mesmo que algo assim se repita…

      1. Rafael

        Como já disse o Dalcim, e nem precisava dizer, a multa é uma piada; como alguém disse nos comments, idade não justifica mau-caratismo, e como eu digo agora, Hewitt foi um tremendo pentelho em sua época e não era querido por ninguém. Nunca primou pelo respeito ao adversário e era um p%%% arrogante. Não vejo em que ele “aconselhar” esse rapaz possa ajudar. (Se a ATP não fizer nada a respeito, estará validando o desrespeito de todas as regras por todos os tenistas).

        Todo mundo já errou, mas, Marcelo, quem nunca errou em demasia? Muita gente.

        Agora, uma coisa eu digo: Numa única frase, o cara obteve a proeza de fazer QUATRO mer%$%: 1) ofendeu o adversário; 2) ofendeu o público; 3) colocou o “amigão” em situação constrangedora; 4) o mesmo para a namorada do Wawrinka. Em tempo, para quem ainda o defende, coloque-se no lugar do Wawrinka na hora. Se ainda pensar da mesma forma, não tem sangue nas veias. Existem coisas que não se falam para um homem, nem para provocar. Isso mostra até o pouco grau de inteligência emocional do rapaz.

        Passar a mão na cabeça de alguém assim não adianta nada. Claro que com o tempo e sem reincidências ele deve ser perdoado, mas TEM que receber uma punição como uma suspensão, perda de alguns lugares no ranking ou coisa que o valha. Em certas vizinhanças, depois de falar uma coisa dessas, ele não estaria mais entre nós.

        Finalmente, a ATP, que pensa apenas no comércio e parece ser cheia de bundões é uma lástima. Queria ter visto o Kyrgios fazer o que fez em Wimbledon, que me passa um ar de muito mais seriedade.

        1. Marcelo-Jacacity

          Rafael,
          Concordo plenamente quanto ao teor da punição. Muito branda. Deveria, Kyrgios, ser suspenso por um período, não só pelo acontecido recentemente, mas pelo conjunto da obra.
          Entretanto, isso não quer dizer que ele deva ser crucificado como o abominável homem da neve.

  2. Marquinhos

    Pois é, enfiar o dedo no traseiro pra todo mundo ver(até crianças), desrespeitar as regras do esporte, usar dopping, simular contusões, esganar e xingar pegadores de bola, usar interpretes para passar informações………. Tudo isso é liberado, mas não é muito diferente da postura do australiano.

    1. Luiz Fernando

      Engraçado eu já penso num outro, um cara q tem fama de egoísta entre os tenistas mais jovens pois só se preocupa com o q ganha, esse mesmo cara tem uma esposa q tenta desestabilizar o adversário no final das partidas com o objetivo de ajudar o marido em apuros, também foi protagonista de uma das maiores farsas da história do esporte, inventando uma contusão nas costas na final do Finals 2014 (amarelou feio p Nole, a chamada paura de perder), e a contusão era tão grave q menos de uma semana depois voltou a quadra e jogou 3 dias seguidos na Davis. Pensando bem, quanto mau exemplo tem no esporte, perto de um cara desses, Kyrgios é até inocente e ingenuo…

      1. Maurício Di Pauli

        Luiz Fernando, o tenista que você diz ser o menos simpático por seus colegas mais jovens, é justamente os que eles mais admiram e gostam.

        Pergunte ao Thomaz Bellucci que o conhece pessoalmente.

        Gosto do Nadal, do Murray, mas o tal do “Nole”, este sim, (excelente jogador) mas é de uma arrogância e ambição sem limites.

  3. Gabriel

    Que mala sem alça esse kyrgios. Lamentável ver o que esse cara está se tornando, e ainda surgiu no esporte tênis. Torcerei contra sempre, até mesmo se do outro lado for o nadal. Idade não justifica o que ele fez; o problema está no caráter mesmo.

  4. Luiz Fernando

    Após a partida do Rafa ele mostrou o q é ser um grande campeão, ficando uns 10 min atendendo aos fãs, q não o deixavam sair. Sem duvida um diferencial entre jogadores comuns e grandes icones. Kyrgios deveria se espelhar nestes grandes nomes aos invés de se portar de forma mesquinha e baixa.

    1. Chetnik

      Luiz, o Nadal é um grande campeão e tem uma postura exemplar perante todos. Mas a zumbizada obcecada tá aproveitando a ocorrência do KYRGIOS para falar mal do NADAL.

      É uma troço doentio demais, eu fico até assustado. E ainda querem vir com superioridade moral para cima da gente quando a gente tira um sarrinho do “bode”.

  5. Rodrigo S. Cruz

    Que atitude bacana do Rafa depois do jogo com o russo, distribuindo uma infinidade de autógrafos na saída…

    1. Chetnik

      Rodrigo, o Nadal é um grande campeão é um verdadeiro exemplo. Eu demorei para enxergar isso, mas hoje percebo. Infelizmente os seus colegas de torcida nutrem um ódio doentio pelo cara, só pelo fato dele ter “ousado” surrar o Federer seguidamente.

      1. Rodrigo S. Cruz

        Então…Justamente por achar essas implicâncias, irracionais, eu já perdi a linha várias vezes aqui: com você, o LF e com outros. Pelos meus excessos, peço desculpas.

        Mas se cada um tentasse fazer a sua parte, ou pegasse mais leve, pelo menos. O nível do blog daria um salto.

  6. Luiz Fernando

    Sem duvida Rafa está melhor do q no primeiro semestre, mas ainda a leguas do seu melhor. Venceu o soldado sem grande dificuldade, mas também sem grande facilidade, o q não é bom frente a um quase ex-tenista. Amanhã creio q enfrentará o japa, q vem jogando muito, e aí será um divisor de aguas sobre sua condição real e, possivelmente, sobre suas perspectivas a curto/médio prazo. Se fosse apostar dinheiro cravaria no japa, mas como torcedor não custa ter fé…

  7. Luiz Fabriciano

    Prezado Dalcim, qual foi mesmo a grosseria que o Wawrinka fez ao Kyrgios no começo do jogo?
    Grande abraço.

    1. José Nilton Dalcim

      Foi no começo do segundo set, justamente anterior à frase infeliz. Ele reclamou diretamente ao australiano que ele estava falando muito e deveria jogar logo.

  8. Luiz Fernando

    Esse Kyrgios é um moleque mimado, estupido, não bastasse a baixaria de ontem, agora no final do jg contra Isner teve outra atitude infantil, batendo boca c torcedores, não admira q sua carreira não decola, não mantem o foco no q interessa. Agora o Wawrinka precisa de um banho de sal grosso, ano passado no Finals foi vitima das baixarias da Mirka tentando desestabiliza-lo, ontem foi vitima das baixarias do Kyrgios. Coincidencia ou não, perdeu ambas as partidas. Pra se ver como essa ATP só tem caras frouxos na direção, nada ocorreu c o cansadão a despeito das baixarias da moça enquanto o imbecil australiano foi multado. Situação clara de falta de coragem de peitar os grandes nomes, como já postei q fazem c Rafa há um bom tempo.

    1. O LÓGICO

      Sem guardar as devidas proporções, sintetizo tudo que o moleque falou e igualo à trombada que o robozinho deu AEROSOL em Wimbledon kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      1. Luiz Fernando

        Wimbledon, aquele torneio em q o Djockiller venceu seu adversário preferido na final kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk??????????????

  9. Leonardo Carvalho

    Gulbis conseguiu vencer 3 partidas em um mesmo torneio nesta temporada. Finalmente! O problema é que agora enfrentará o n1, mas de qualquer forma, pode representar o fim da péssima fase em que vive.

  10. El loco

    A etiqueta do tênis vai se degenrando ao longo do tempo.
    Logo mais, os Lords Federer e Nadal estão se aposentado e em seu lugar vêm Kyrgios e Rublev.
    Tomara que daqui 5 anos eu continue a amar esse esporte apesar dos pesares.

    1. José Nilton Dalcim

      Nem tanto. Felizmente, a maciça maioria dos tenistas profissionais, homens e mulheres, se respeitam e têm conduta correta.

      1. Paulo

        Boa noite Dalcim, basta ver esse jogaço entre o Nishi e o Goffin. Respeito absoluto, ambos jogando na boa, batendo na bolinha sem dó, sem grunhidos, soquinhos no ar, dentinhos raivosos, milongas, reclamações com o juiz, guinchos, … enfim, dá gosto em assistir. Nishi deu um lob sensacional com um grand willy e tudo bem, sem alardes. Abraço.

  11. Robson

    Lógico que ñ irá influenciar em nada minha torcida contra ou a favor, mas a partir de ontem vou torcer contra esse australiano kirgios em tudo que for jogo dele em qualquer lugar contra quem quer que seja.
    Um moleque esse australiano

  12. Luigi

    Dalcim, quanto ao bate boca do Kyrgios, você acha que foi uma resposta (de muito mal gosto) as provocações do Wawrinka ou alem de ter sido muito infeliz ele também começou a discussão?
    Qual é a punição cabível nesse caso?
    Obrigado

    1. José Nilton Dalcim

      Certamente foi uma reação à grosseria com que Stan se dirigiu a ele nesse exato primeiro game, porém não se justifica. A ATP multou o rapaz em US$ 10 mil, mas sinceramente achei pouco. O valor fará cócegas no bolso dele. Saudades do tempo em que o acúmulo de multas (e portanto de advertências) gerava suspensão automática do tenista.

      1. Marco Dias

        Stan se irritou com os trejeitos (ticks, na verdade) e demora entra os pontos no saque do australiano… talvez o suiço tenha exagerado um pouco também, mas nada que justifique a ação posterior de Kyrgios.

          1. lEvI sIlvA

            Dalcim, meu caro, o que a regra diz sobre isso? Digo, nesse caso o tenista deve se dirigir ao árbitro de cadeira e fazer sua queixa, não é? Nunca diretamente ao oponente, certo?

  13. Victor Rolemberg França

    Kyrgios está conseguindo ser o cara mais odiado do tênis atual, junto com Stakhovsky. O cara foi machista, colocou o amigo numa situação desconfortável e desrespeitou um colega de profissão. Dalcim, não que seja relevante a esta altura, mas sabe dizer se o lance envolvendo Kokkinakis e a Vekić ocorreu antes dela se envolver com Stan, ou foi traição mesmo? Porque o Thanasi e a Donna têm praticamente a mesma idade, podem ter se conhecido antes e tal…

    1. José Nilton Dalcim

      Não, não sei te dizer se foi antes, mas é bem possível. Triste colocar o Kokkinakis e a Vekic nessa situação.

  14. Sergio Cipriani

    Alô rapaziada! Que bafão!! Alguém sabe dizer aí se a “treta” do Kokkinakis com a namorada do Wawrinka era antes do suíço, ou rolou alguma coisa durante o namoro deles? Não sei… fiquei com a impressão de que pela maneira como o Kyrgios disse, principalmente o termo: “desculpa te dizer, companheiro”, se deveu a algum tipo de traição… Porque se fosse um rolo anterior, seria a coisa mais normal do mundo… MC, tu que sabe de tudo, o que achas?

  15. implicante

    Semana passada o Rafa usou do mesmo expediente para desestabilizar o Fognini e vencer a partida. Mas como sempre, passam a mão na cabeça do espanhol… E isso abre precedentes para outros usarem esse fator extra quadra pra vencer, assim como o Kyrgios.
    Tem que haver punição para o Rafa e Kyrgios. O jogo tem que ser na quadra.

  16. Weverson Pinheiro

    Mestre Dalcim,

    No seu texto sobre Kyrgios foi dado ênfase ao jogo do australiano que realmente incomodou o suíço, mas a minha sensação ao final do jogo foi que ele venceu detonando a cabeça do Stan, ridículo as caras e bocas e a maneira como ele desconcentra o oponente. Esse cara não vai a lugar nenhum, no máximo vai virar manchete de algum tabloide de vez em quando. Ele tenta recolocar a bola em jogo antes dos boleiros se posicionarem, antes dos juízes se posicionarem, o cara é perturbado demais. Não me surpreenderá hoje levar levar um 6×2 6×2 e entregar o jogo como fez com o gasquet, sem falar que perdeu seus jogos na Davis, se não me engano. Tênis é um esporte de garra, vibração, mas definitivamente tem que ser respeitoso com seu oponente. O cara falar da namorada do Stan foi horrível, se fosse comigo não apertava a mão, ia de voadora nele, kkkkkkkk brincadeira. Hoje sou Isner!!! 7×6 7×6, o rei dos tiebreaks!

  17. Sergio Ribeiro

    Os Bad Boys sempre existiram , mas perguntem a Connors se gostava de ver no vestiário a Foto da Coelhinha da Plaiboy ( colocada propositadamente para provoca-lo , ja’ que se tornou sua Mulher). Quando vi o mais jovem N1da historia ( Hewitt) , outro Expert em provocações , começar a orientar o Moleque, nada surpreende. Mas ATP nao pode deixar de pegar pesado. Talento sobra no rapaz. E como diminuiu muito os ENFS, passa a ser um Cara perigosissimo caso bote a cabeca no lugar. Como prevíamos nao daria para Cilic. Um MASTERS 1000 que parece querer demonstrar, que teremos mudanças radicais no TOP 10, Pós USOPEN. Como Murray esta a meia boca , grande oportunidade para Rafa Nadal tentar incomodar Novak e dar um salto. O jogo com o Samurai caso aconteça ,devera’ apontar caminhos. A conferir.Abs!

  18. Leonardo Carvalho

    Fica claro que Kyrgios tem potencial para ser um dos melhores jogadores do circuito nos próximos anos, mas resta saber o que ele pretende fazer com isso. Sua declaração de que não gosta de jogar tênis somada a suposta “entrega” da partida na Copa Davis e o episódio ocorrido ontem são bastante preocupantes. Sem paixão, seriedade e disciplina ele não irá muito longe, mas ainda é jovem e pode mudar de postura. Vamos ver qual será a escolha do australiano, mas a ATP não pode tomar outra decisão que não punir duramente Kyrgios pela atitude repugnante que teve ontem. Aguardemos.

  19. Renato

    Dalcim o kyrgios está me surpreendendo negativamente. Ele é nervoso exageradamente e desrespeitoso com os adversários. Até falar que a atual namorada do wawrinka tava tendo relações com outro falou ( conforme vi numa notícia). Que vergonhosa essa atitude. Nem o federer no inicio de carreira quando era nervosinho era assim. Espero que assim como federer amadureça e se torne uma outra pesosa. A escolha do Hewitt como técnico foi pensando nesse lado psicológico também? Para tentar por o kyrgios nos eixos?

    1. José Nilton Dalcim

      O mais curioso, Renato, é que o Kyrgios tem atitudes legais também. Em Wimbledon, do meu lado, eu vi ele agradecendo o pegador de bola por lhe trazer a toalha. Assim como aplaudiu adversários várias vezes. Aliás, ontem chegou a fazer reverência para reconhecer um backhand espetacular do Stan. Mas ao mesmo tempo perde a cabeça fácil, xinga juiz, público e adversário. Algo parece desconectado na sua cabeça e não sei se o Hewitt é o cara certo para isso. Lamento, porque tecnicamente eu acho o Kyrgios grande candidato até a um futuro número 1, assim como acho que sua descontração (quando positiva) agrada muito a torcida. Pena mesmo.

      1. Edu

        Acho que o Kyrgios é bipolar, Dalcim. É deveras bizarra a rapidez com que alterna momentos boa praça com atitudes deploráveis.

  20. Gustavo

    Dalcim, você saberia me dizer qual a opinião da ATP e dos jogadores sobre o Carlos Bernardes?? Uma última informação fora do contexto, Kafelnikov disse que Federer cobra 2 mi p/ jogar o ATP…esses valores entram naquele ranking de valores recebidos c/ publicidade ou não??

    1. José Nilton Dalcim

      Não sei te dizer a opinião, mas sei que Bernardes é muito respeitado no circuito. Claro que comete erros e não agrada a todos, como qualquer outro profissional do planeta. Não, esses valores não entram naquela conta.

      1. Sergio Landiosi

        Boa noite Dalcim! Essa grana não entra nos números de publicidade nem na premiação oficial? Então é Caixa 2? rsrsrs

        1. José Nilton Dalcim

          Sim, é o que chamamos de ‘cachê por participação’, o que antigamente era conhecido como ‘garantia’ e era proibido pela ATP.

  21. Leo Cabral

    Dalcim,com o seu conhecimento do circuito.Não é impossivel imaginar que tenha rolado uma briga no vestiario,não é mesmo?Claro,que pelo tamanho do Kyrgios,não sei se o Wawrinka teria chances.rsrsrsrsr

    1. José Nilton Dalcim

      Do jeito que a coisa ocorreu, parece que o Stan só foi informado do papelão do Kyrgios depois do jogo. Do jeito que ele é esquentado, não duvido que nada… rsrs

  22. André

    Dalcim, independentemente da postura do Kyrios e do que ele disse, quanto aos aspectos técnicos, acho que ele joga fazendo muita “firula”… vira e mexe tenta por mais efeito que o necessário e quer tentar um golpe mais plástico do que efetivo…. vc ve isso no jogo dele também?

    1. José Nilton Dalcim

      Não, no aspecto técnico eu acho o Kygios excelente. Sim, tem firula, mas isso é normal nos tenistas mais criativos.

  23. Rafael

    Aliás, não entendi alguém nos comments dizer que já se sabe que Wawrinka é um “bebê chorão”, emulando a provocação da Mirka, alguém que, por sinal, está sempre com cara de insatisfeita.

    Wawrinka não para de me surpreender: Não dá pra saber de detalhes, mas o próprio Djokovic elogiou sua postura ao perder o título de RG para ele, dizendo ser a primeira vez NA VIDA que foi tratado assim.

    E ontem, não teria ficado surpreso se, ao ouvir a frase do Kyrgios, ele tivesse pulado a rede para persegui-lo pelo estádio. Perderia toda a razão, mas dá a impressão que é do gênio dele.

    Parabéns ao Wawrinka pela maturidade. Parece que no passado ele falou algo infeliz sobre o Brasil, mas como não sei nem se foi nem o quê foi, não posso opinar.
    _____

    Em relação ao maior saibrista da história, e aproveitando a recente discussão entre “maior x melhor”, Nadal pode ser um multicampeão, mas pra mim nunca será um grande campeão. Um grande campeão ganha respeitando juízes (a autoridade do jogo) – um juiz pode ser questionado, não vetado por um jogador- , as regras (tempo de saque e falar com o técnico) e os oponentes (final contra Nishikori). Nesse sentido, entre muitos outros, Djokovic parece ter evoluído, também. Santo ninguém é, mas ninguém deveria estar acima da lei. Espero que entre os tantos motivos pra sorrir que ele cita não esteja saber que desrespeitou sistematicamente as regras em sua carreira e nunca foi punido adequadamente.

  24. Alvaro Armbrust

    Dalcim, grande mestre, depois de alguma rodada mais polêmica ou relevante, aguardo ainda com mais ansiedade o seu post! Apesar de ter deixado de comentar há bastante tempo, acompanho rigorosamente este blog e me divirto com as discussões eternas entre torcedores dos Tops.
    Mas não posso me furtar a comentar o ocorrido ontem, colocando um pouquinho mais de lenha nesta fogueira. Não é de hoje que os jogadores australianos tem se mostrado não só irreverentes, como polêmicos, abusados e até desrespeitosos e odiados dentro do circuito. Me lembro que no auge da sua carreira, Hewitt era insuportável, comemorava ostensivamente, fechava os punhos e olhava com cara feia para seus adversários. Não era um jogador popular entre seus pares, muito pelo contrário. Outro jogador bastante controverso era Mark Philipoussis, meio bad boy, envolvia-se o tempo todo em situações constragedoras fora do circuito. Hoje vemos Tomic fazendo lambanças todo o tempo e agora o garoto Kirgios resolveu adotar a mesma postura. O próprio Matosevic não é um cara muito simpático.
    Enfim, o que pode estar acontecendo com o tênis australiano? Porque tanta indisciplina e por consequência tantas carreiras desperdiçadas por falta de foco?
    Será falta de liderança na Associação, falta de disciplina na formação ou apenas coincidência?
    Forte abraço, parabéns pelo trabalho com que nos brinda todas as semanas.

    1. José Nilton Dalcim

      Muito bem observado, Alvaro. Realmente, parece um problema sistemático e aproveito para acrescentar o indigesto Pat Cash. Pelo menos, tivemos o Patrick Rafter… Mas tentando responder, acho que é mesmo uma questão de formação básica. Falta alguém para puxar a orelha da moçada e colocar as coisas no devido lugar. Se o Kyrgios tivesse sido enquadrado antes pelos dirigentes e treinadores, talvez estivesse mais maduro. Às vezes me parece existir receio de que, se apertar, o pessoal desistiria do tênis. Abs!

    2. Chetnik

      Cara, Australiano é um povo bem fanfarrão e alcoólatra. A torcida deles é sempre bem barulhenta e festeira. Talvez seja da personalidade deles.

      1. Alvaro Armbrust

        Caro Chetnik, é verdade em parte, já estive duas vezes lá e constatei: eles são bastante festeiros, já alcoólatras, não são diferentes dos ingleses, irlandeses, escoceses, alemães, russos e outros… Vou mais na teoria do mestre Dalcim, acho que a Austrália, apesar da abundância de recursos alocados para o tênis, não está conseguindo formar uma geração forte à altura da sua tradição. Então, para os poucos atletas que se destacam ou topam o desafio, o pessoal acaba se tornando extremamente tolerante, passa as mãos na cabeça, fecha os olhos e torce para que estes caras continuem a jogar, apesar de tudo. Acho que é realmente por aí, algo como “ruim com eles, pior sem eles”. O curioso também é que os atletas que hoje se destacam no tênis australiano, são invariavelmente filhos de imigrantes recentes, o que mostra que a população australiana apesar de apreciar o esporte não se interessa praticá-lo, pelo menos não no nível de dedicação necessário para tornar-se um tenista profissional.

        1. lEvI sIlvA

          Caro Alvaro, Lleyton Hewitt foi protagonista de uma das mais RIDÍCULAS cenas dentro do esporte em geral e do tênis profissional. Desde que soube da sua alegação de que um juíz de linha negro só poderia dar como boa, uma bola duvidosa para o americano James Blake, já que também era negro nunca levei em conta qualquer coisa que tivesse conquistado. Na verdade, desde então, sequer vi jogos em que atuava. Ou seja, se Hewitt é uma referência pra Kyrgios, infelizmente as coisas tendem a ir cada vez pior! É o que penso.

  25. Jana Hees

    Dalcim. O Nadal ontem apesar de estar muito bem nas passadas, continuou apresentando problemas para fechar set e jogo e devolveu duas quebras. Vc acha que isso foi ‘coisas do jogo’ ontem ou e ainda uma falha preocupante? E esse fato não colocaria Nishikori como um pouco mais favorito em um possível confronto? Obrigada!

    1. José Nilton Dalcim

      Verdade, Hana, ele perdeu serviços quando o set e o jogo pareciam dominados. Acho que isso demonstra bem que a confiança ainda não voltou por inteiro. E eu diria sim que Nishikori teria pequeno favoritismo.

  26. Rafael

    O Murray é um ser humano como qualquer outro, realmente é difícil agradar a todos, ainda bem que ele parece não se importar com isso.

    O Kyrgios é um jovem à beira da marginalidade, equilibrando-se entre a linha do caráter que separa o cafajeste do fora de série. Talvez uns meses fora do circuito, para ele pensar na vida, se quer mesmo jogar tênis ou basquete, lhe fizessem bem, mas não largado à toa; com a obrigação de pagar algum serviço na ATP, como dar clínicas para crianças (sob supervisão, claro), ou algo do gênero. Vai acabar levando uma surra feia qualquer dia desses, pelo tamanho de sua língua, inversamente proporcional ao de seu cérebro.

  27. Marco Dias

    Wawrinka, depois de 1 mês parado, me pareceu um tanto sem ritmo… Não sei se houve lesão, mas a movimentação estava bem ruim, ou era contusão ou desinteresse (no fim acho que desmoronou pelas palavras que Kyrgios dirigiu a ele)…

    Kyrgios tem jogo realmente, mas a sua postura em quadra irrita… e se ele disse o que estão comentando por aí, é um absurdo, até imoral, incompatível com o jogo de tênis… há limites para tudo.

  28. Marcão

    O mala Dias atrás, num divertido fórum de tênis, um debatedor esforçava-se em angariar pareceres favoráveis à tese de que Kyrgios seria o Gulbis do futuro. Fincava evidências com a determinação de um bate-estacas: ambos são malucos, ambos jogam muito tênis, ambos detestam treinar, ambos não gostam do tênis, ambos dizem o que pensam. E arrematava: ainda que sejam muito talentosos, o conjunto dessas características comuns os levaria a ser bem menos do que poderiam vir a ser. Mais para o mal do que para o bem, receio que não seja bem assim, Embora as particularidades acima sugiram afinidade, penso que Kyrgios e Gulbis sejam bem diferentes, inclusive, infelizmente, quanto ao lugar que ocuparão no museu do tênis. O letão é um sujeito do bem, um bom-vivant que brinca de jogar tênis, é fácil simpatizar com ele; o australiano é um cara do mal, um menino mimado que se diverte em cultivar grosserias, é fácil antipatizar com ele. (A frase desrespeitosa que o australiano disparou no jogo de ontem contra Wawrinka seria inadmissível até em pesagem de MMA.) Mas o que lamento de verdade são os maus presságios do futuro. Gulbis será lembrado como um dos muitos jogadores talentosos que não obtiveram o sucesso que deles se esperava; Kyrgios, favorecido, nessa ordem, pelo vácuo pós-big4, pela juventude e pelo talento, tem tudo para colecionar muitas glórias. De minha parte, só de imaginar o australiano perpetuando as digitais no troféu de Wimbledon, que um dia foi erguido pelo fab4, dá vontade de trocar a ensolarada manhã da final de Wimbledon por um acirrado campeonato de dominó com os velhinhos do Passeio Público.

  29. Leo Cabral

    E o titulo caiu nas maos do Djokovic com a derrota de Stan.Dos jogadores que sobraram,só vejo Kyrgios com condições de derrota-lo.Mas dificilmente o australiano chegue a semi. Nishikori e Murray,sem comentários.

  30. Bruno

    Kyrgios é ótimo jogador. mas há muito oba oba para cima dele. Não dá para esperar ao menos para ele se tornar um top 10? O tão criticado Nadal já tinha Grand Slam na idade dele, vale lembrar!

    Sobre seu “ gênio explosivo ” ser bom para o circuito…. bem isso é divertido para a mídia. para ele como jogador não ajuda em nada. O descontrolado do Marat Safin que o diga. A genial Martina Hingis teria chegado mais longe ainda em simples caso tivesse uma cabeça melhor. Em suma, esse comportamento infantil dele não vai ajudá-lo em nada.

  31. dos Anjos

    Rapaz, esse Kyrgios chegou ao fundo do poço ontem. Qual a necessidade daquilo? Que golpe baixo, muito baixo. Sim, sabemos que o Wawrinka é um bebe choram, mas, pô, o que o australiano fez passou e muito dos limites. Bem própria de sua personalidade infantil. Coisa de criança. Fez de forma deliberada e, pior, premeditada, para provocar mesmo. Tem gente que vai dizer que é bom pro tênis, por esporte, ter pessoas assim, desbocadas, menos certinhas. Até certo porto, concordo. Mas não posso concorda com aquilo, passou dos limites feio.

  32. Bimbo

    O Kyrgios dentro de quadra tem uma postura que me agrada: não se deixa se intimidar por qualquer adversário. O australiano sempre acha que pode vencer. Isso é bom. Mas extra quadra acho que o cara passa do ponto, de modo a tornar-se desrespeitoso. A provocação ao adversário faz parte do jogo, e acho até que ela deixa a partida mais legal de ser vista, porém o excesso há que sofrer represália, pena de se passar a contemporizar insultos cada vez mais graves.

  33. evaldo moreira

    Bom dia,

    Grande post Dalcim, esse australiano é meio doido, mas joga muito mesmo, o bom seria falar menos, e de preferência menos palavrão, aliás o juiz Carlos Bernarde deu uma nele, que o Kyrgios ficou mansim, mas outra coisa Dalcim, se isso influência no jogo, não sei, o que tem haver o Kyrgios falar que que Kokinakis, nome estranho, desculpe se estiver errado, estava..estava…de rolo com a namorada do suiço? O Wawrinka não ouviu, mas os microfones estavam pertos e as câmeras também, pra que isso, embora Stan foi grosseiro, essa rixa já não vem de hoje, via twiter ele foi duro e pede providências quanto a isso, e pra falar a verdade, o suiço não estava no seu dia ontem, não foi só dores lombares Dalcim.

    1. José Nilton Dalcim

      Eu só espero que a ATP dê uma punição exemplar ao Kyrgios, porque isso é inadmissível. Mancha o esporte como um todo, e está previsto na regra do Código de Conduta.

      1. Sônia

        Parabéns Dalcim, vim correndo ao seu blog para ler sua opinião e fiquei feliz. Por isso sou tua fã. O esporte tênis não merece esse cínico, aliás, deveria ir para o basquete. Esse tenista é vulgar demais e ainda “se acha”. Comentário acintoso. Concordando com vários colegas, ele jamais terá minha torcida, jamais. Já não gostava do Hewitt e agora essa nova safra de tenistas australianos que estão “se achando”, cruzes. Rod Laver, Rafter e muitos outros australianos sensacionais, o que estariam pensando agora? Beijos.

      2. Pieter

        Concordo plenamente! No tênis não deveria haver espaço tampouco tolerância para baixarias como essa do Kyrgios. Ele deve ser punido exemplarmente! Comportamento ridículo e lamentável o dele.

      3. evaldo moreira

        Boa tarde, Dalcim

        Saiu o comunicado do Kyrgios, pedindo desculpas, dizendo a nota, ele fez as desculpas no privado, e públicas.
        Sinceramente mestre, espero que ele aprenda, porque daqui a pouco, vai ter jogador que vai pular a rede ali da quadra e pegar esse australiano pelas golas, kkkk, não é caso de nem rir, mas o treinador do Stan, foi ainda mais duro nos comentários, é isso mestre e obrigado por me responder mais uma vez, e ahhhhhhhhhh, o Djkovic hein, 50 vitória no ano, aliás Dalcim, vou lhe perguntar de novo: esse é o recorde atual e/ou pessoal do sérvio, ou tem algum recorde de vitórias no ano, e que ainda não foi batido?

        1. José Nilton Dalcim

          Não, nem recorde pessoal, muito mais do circuito. O Vilas ganhou 134 partidas em 1977. Ilie Nastase e Ivan Lendl (duas vezes) também foram além das 100.

    2. Marco Dias

      Olha, acho que todo o mundo (literalmente) ouviu (Stan inclusive). Só se fala disso agora! Isto foi no segundo set, coincidência ou não, o desempenho do Wawrinka caiu drasticamente dali pra frente (para alguém com o mental já tão frágil!!). Stan não estava jogando bem, ganhou o primeiro set sofrendo, muitos ENF, movimentação ruim, 1 mês parado e, ainda, com dores lombares, mas tenho certeza que as palavras do australiano foi o que mais abalou o suíço.

      Kyrgios poderia vencer sem essa apelação… para falar a verdade, até agora não acredito que o garotão tenha feito algo tão baixo!

      Já pensou se a moda pega? Tenistas falando de namoradas, esposas e mães uns dos outros durante o jogo? (Sendo verdade ou não).

      Absurdo, inadmissível!!

  34. Alexandre Maciel

    Esse tal de Kyrgios é muito arrogante e sem noção. Mesmo que ganhe 25 Majors jamais terá minha simpatia ou minha torcida.

    1. evaldo moreira

      Alexandre,

      Concordo com você, esqueci de falar isso no comentário de agora, e petulante viu, pode ganhar algo ali e acolá, mas será sempre um fedelho. Jorge Mendonça, na coletiva, a imprensa bote ele na parede, e o cara foi cínico viu, se quer chamar atenção, que jogue muito e dê espetáculo, agora baixar o nível, pra quê?

  35. Jorge Mendonça

    Ninguem vai comentar sobre o que o Kyrgios falou pro Wawrinka em alto e bom som durante o jogo? Todo mundo no meio tenístico está comentando…”Kokkinakis banged your girlfriend”.

    1. dos Anjos

      Que ele errou no tom, não resta dúvida. E errou feio. Quis provocar e passou dos limites. Passou pq entrou na esfera pessoal do suíço. E não só ofendeu ao Wawrinka, como colocou no meio da confusão 2 pessoas que não deveriam nem ter sido citadas. Imagina o constrangimento da tal namorada agora. E o Kokkinakis? Se eu fosse ele, daria um chamada no suposto amigo. Ele entrou de gaiato na história sem nem ter sido convidado.
      Que todo mundo que um pouco de sal e tensão nas quadras, isso é obvio. Mas não nesse nível baixo e inconsequente. Nível futebolístico de ser.

      1. José Nilton Dalcim

        Atitude lamentável do australiano, que precisa ser exemplarmente punido pela ATP. A entidade aliás tem uma regra bem clara sobre conduta de um tenista que pode denegrir a imagem do esporte, o que é exatamente o caso. Vamos ser se desta vez a ATP não se finge de morta, já que o próprio Kyrgios admitiu a infeliz declaração.

  36. AURÉLIO NR.

    Prezado Dalcim e amigos.
    O Gulbis e o Youzhny deram sinal de vida. Imaginem quem ressuscitou o Donald Young? Ele, THOMAS BERDICH.
    Abraços.
    AURÉLIO NR.

  37. THIAGO

    Me surpreendeu foi a derrota do Berdych para o Young, acredito que hoje Nadal passará fácil pelo Youzhny, o grande teste será contra o Nishikori, claro isso se ele passar pelo Goffin, que ta crescendo muito nos últimos meses e pode sim aprontar uma zebra. jogo bom mesmo vai ser Isner x Kyrgios, será que o gigante Isner vai cair nas provocações do garotão ?

    Dalcim me tira uma Dúvida Isner x Kyrgios já se enfrentaram alguma vez, se já quanto foi o jogo ?

  38. FERNANDO

    Prezado Dalcim,
    Enquanto as cabeças rolam, um descontrolado Wawrinka volta ao circuito, imagino se esse cara tivesse a cabeça no lugar desde o inicio da carreira, sem dúvidas teria uma galeria de troféus bem mais extensa.
    Dalcim, na sua opinião até onde pode chegar esse canadense Vasek Pospisil? Tem um jogo bonito, é carismático e aguerrido. O Raonic já já perde o posto de queridinho daquele País, na minha opinião.
    Abraços, e o seu Palestra hein?? Que coisa!!! Pelo menos não tem o “apito amigo” do rival.

    1. José Nilton Dalcim

      Pospisil é um bom tenista, tem todos os golpes, joga bem duplas. Me parece no entanto sempre apressado e inseguro nos momentos mais delicados. Isso é fatal e precisa ser corrigido. E o Palmeiras consegue façanhas, é um Robin Hood.

  39. Juscelino Júnior

    Bom dia Dalcim!

    Professor, li a ótima matéria do TB sobre alguns treinadores e ex jogadores comentando sobre o mau momento do Nadal. Não pude deixar de rir ao ler que Larry Stefanki sugeriu A. Agassi como treinador pro Rafa. Concordo plenamente que Nadal precisa de um novo modelo tático, mas você também sugeriria Agassi como treinador? Ainda mais para alguém tão metódico como o Rafa??

    1. José Nilton Dalcim

      De jeito nenhum. Ainda mais que Agassi jamais treinou alguém. Sua única contribuição seria talvez seu vasto histórico na quadra dura.

  40. Marcelo-Jacacity

    Kyrgios joga demais! É marrento, abusado, não respeita ninguém, tem atitude. É ótimo ter um bad boy como futuro n.1.
    Abaixo o irritante e politicamente correto da maioria dos tenistas de hoje.
    Kyrgios deu deixadinhas fenomenais que deixaram Wawrinka furioso. O suíço até tentou jogar uma bola em cima do australiano. Kyrgios saiu sorrindo.
    Dalcim,
    Notei que o grego de nascimento estava mais paciente ao escolher o momento mais apropriado para desferir o winner. Parece que apesar de recente, os primeiros frutos da união com o lendário Hewitt já começaram a aparecer, não?

      1. Leo Cabral

        Marcelo

        Concordo que é bom ter um marrento que não respeita ninguém no circuito.Agora vamos combinar,entre homens,que falar da namorada é baixissimo.rsrsrsrsrs

        1. Marcelo-Jacacity

          Léo Cabral,
          Você também tem toda a razão. Nao consegui identificar essa fala ao vivo ontem.
          Kyrgios não pode avançar certas linhas, há um limite do razoável.

    1. Marcos Castillo

      De acordo com quase tudo,Marcelo. Mas essa de provocar o cara falando que o amigo já pegou a namorada dele é de lascar. Existe uma diferença entre ser irreverente/provocador e ser desrespeitoso/mala. Infelizmente o garoto está indo pro segundo caminho. E também não dá pra torcer pra alguém que declara não gostar deste esporte.Abs

      1. Marcelo-Jacacity

        Marcos,
        Para tudo há limites.
        E como todos erram, que Kyrgios aprenda e amadureça. Contínuo a torcer por ele.

  41. Rodrigo S. Cruz

    Nadal pegou a chave que pediu aos “deuses”, pois só pegou mamão com açúcar até agora…

    Primeiro, o Stakhovsky, e agora o inexpressivo (e praticamente acabado) Youzhny.

    O verdadeiro primeiro teste será mesmo contra Goffin ou Nishikori…

  42. Chetnik

    Não vi o jogo, então já comento admitindo a possibilidade de estar falando besteira, mas abandonar quando já está perdendo 0x4 no 3a set parece covardia para evitar um grande vexame. Por outro lado, se o jogo já está perdido não há motivos para prolongar e agravar uma lesão. Enfim, fiquei em cima do muro rs.

    Que frase boba do Murray, um cara inteligente é que dá as melhores entrevistas entre os top 4. Qualquer pessoa normal vai colocar um filho – ainda que não tenha nascido – à frente da sua profissão, mas dae ele enfatiza como o tênis é “secundário” na vida dele agora para em seguida aduzir que só quer falar sobre tênis…nada demais, mas achei que bateu uma confusão mental. No mais, tá certo, não tem que ficar abrindo a vida pessoal para esses abutres.

    Gostaria de uma final entre o Djoko e o Nadal. O touro tem que evoluir, é o único que faz frente ao Djoko. Seria muito legal se ele chegasse ao USO com alguma expectativa, ainda que como azarão.

    PS: Esse Berdych não vai sair nunca do top10? Não consigo entender isso…

  43. Ivan

    Dalcim,
    parece que o Kyrgios também falou umas boas para o Stan, mas no vídeo que circula pela rede não dá pra saber se foi em resposta ao suíço no primeiro set ou se ocorreu depois… Também não posso reproduzir aqui o que ele diz no vídeo… rs! Tecnicamente, o moleque é bom mesmo. Tem muito a aprender também. Não precisa ser politicamente correto o tempo todo, mas daí a aplaudir ironicamente o juiz de linha por um erro, é no mínimo desnecessário. Existe o Hawk Eye para isso, não é favor. Como educação vem do berço…

    O outro garoto, o Coric parace bom também, mas este sim, precisará ser tão dedicado quanto ao Djoko para chegar mais longe. É possível. É bom na linha de base, forehand e backhand razoáveis, como ele ainda tem 18 anos, pode melhorar, principalmente na rede. Por que é tão raro ver um desses novatos volear tão bem quanto o Kyrgios?
    Abraço!

    1. José Nilton Dalcim

      E olha que o Kyrgios tinha um voleio ruim até o ano passado. Treinou muito. Acho bem normal no circuito de hoje se dar ênfase quase total ao saque e ao jogo de base. Pena, mas é o fato.

  44. Isaque

    Só uma observação:
    Se o Murray não quer falar sobre seu lado pessoal era só esconder a gravidez, todos sabemos que é possível, agora vem com essa demagogia de que só quer falar sobre tenis.

Comentários fechados.