Traiçoeira, grama faz primeiras vítimas
Por José Nilton Dalcim
12 de junho de 2014 às 20:07

Depois que o US Open trocou a grama pelo saibro verde, em 1974, o circuito nunca mais foi o mesmo. Pouco a pouco, o calendário de torneios sobre o piso natural do tênis foi recuando e o golpe final viria com a mudança do Australian Open, que fez seu último torneio sobre a grama em 1987. Wimbledon então ficou como o único Grand Slam a manter a tradicional superfície e o calendário se resumiu a poucos torneios de aquecimento disputados quase sempre na própria Grã-Bretanha (e depois na Alemanha e Holanda).

Esse breve histórico apenas ilustra como a grama se tornou uma exceção e um desafio para os profissionais. Para os então especialistas em saibro, espalhados na Europa e na América Latina, era uma tortura; até mesmo os americanos, com suas quadras rápidas sintéticas, sofreram para se adaptar aos desvios e deslizes que esse tipo de piso invariavelmente causa. Enquanto o voleio imperou, coisa de 20 anos atrás, ainda exista uma saída. Agora, que o tênis ficou centrado no fundo de quadra, um grande sacador ou um tenista de bolas muito planas tem sido a ‘zebra’ mais comum.

No ano passado, Wimbledon assistiu a uma sucessão de surpresas ainda em sua primeira semana, lista que incluiu campeões como Roger Federer e Rafael Nadal e sacadores como Jo-Wilfried Tsonga, John Isner e Milos Raonic. E um indício de que coisas novas poderão surgir também neste ano vêm de Halle e Queen´s, torneios que se tornarão ATP 500 na próxima temporada. Na grama alemã, Nadal e Raonic fizeram companhia para Janowicz, Gasquet e Youzhny e nem chegaram nas quartas. Até mesmo Federer fez uma estreia ruim nesta quinta-feira. No tradicional torneio britânico, Murray, Tsonga e Gulbis decepcionaram.

A derrota de Nadal, ainda que com placar elástico demais, não chega a ser um desastre. Afinal, ele chegou em cima da hora e ainda pegou Dustin Brown, que gosta de bater na bola. Não podemos no entanto esquecer que Rafa só ganhou dois jogos na grama desde o vice em Wimbledon de 2011. Federer, por sua vez, continuou desperdiçando break-points e por pouco não se enrolou com João Sousa. O suíço não pode alegar falta de tempo para se preparar. O sempre perigoso Yen-Hsun Lu é um bom teste nesta sexta e quem sabe aconteça o reencontro com Kei Nishikori na semi. É interessante dar uma olhada no que Federer irá produzir e o quanto o japonês terá evoluído na grama (ele só ganhou quatro partidas em Wimbledon até hoje) .

Murray é uma dor de cabeça real para seus súditos. Numa temporada de pouco brilho, terá agora de defender o troféu diante da mesma torcida que tanto o apoiou em 2013. Uma campanha desastrosa – e existe sempre chance para isso, daí a importância de um bom sorteio da chave – poderá jogar o escocês para fora do top 10. É uma considerável dose de pressão para a nova treinadora Amélie Mauresmo, que nunca foi um grande exemplo de frieza em quadra.

A boa notícia para o escocês é que, segundo cálculos do site The Tennis Space, ele será mesmo o cabeça 3 em Wimbledon, o que evitará duelo contra Nadal, Djokovic ou Federer antes da semi. Se chegar até as quartas, ele certamente será favorito contra Wawrinka, Berdych, Ferrer ou Raonic. O chamado ‘ranking da grama’ foi um sistema matemático introduzido pelo All England Club em 2001, que aposentou o antigo ‘Comitê dos Cabeças’, que avaliava de forma mais empírica quem deveria ou não ser bem cotado para Wimbledon.

Agora, o Club adiciona ao total de pontos do ranking (da próxima segunda-feira) 100% dos pontos que cada tenista anotou na última temporada de grama e mais 75% do que realizou na temporada anterior. Veja abaixo os totais calculados pelo site:

1. Novak Djokovic – 14.070 (adicionou 1.740 na grama)
2. Rafael Nadal – 12.543,75 (somou 43,75)
3. Andy Murray – 7.990 (3.150 a mais)
4. Roger Federer – 6.740 (mais 1.795)
5. Stan Wawrinka: 5.647.5 (inc 167.5)
6. Tomas Berdych – 5.088,75 (adicionou 408,75)
7. David Ferrer – 4.820 (com 630)
8. Milos Raonic – 3.323,75 (mais 78,75)

Os torneios em andamento não irão alterar mais a ordem, ainda que Federer, Wawrinka, Berdych ou Nishikori sejam campeões.


Comentários
  1. Foguetinha

    Até quando vão ficar com essa baboseira de comparar Federer e Nadal? Achei que tinha acabado isso,pelomenos aqui nesse blog.
    Federer e Nadal não devem ser comparados,não tem como! Devem ser assistidos,admirados,cada um com a sua técnica. Federer com seu jogo plástico,versátil,jogadas excepcionais. Nadal com a sua técnica extremamente peculiar,garra,capacidade de superação.
    Fedrer tem mais jogo para dura/grama…o circuito tem 3 desses pisos. E se fosse o contrário? E se fossem 2 no saibro, 1 na hard e outro na grama?! É relativo, e essas comparações são muiiitooo infantis.

    Ai que saco!

    Responder
  2. She

    O namorado da Sharapova ganhou suado do Lopez, um jogo que os três sites foram definidos no tie break..acho tão engraçado maioria dos sites se referirem ao Dimitrov assim, namorada da russa.
    Antes era baby Federer…só que ainda falta mt feijão e arroz para o rapaz.

    Responder
  3. Leonardo Carvalho

    Dalcim, o Federer venceu, mas… Te convenceu? Achei ele bem “para o gasto” nestes dois últimos jogos, com oscilações, alguns erros bobos… Neste ano ele teve mais tempo para treinar após a derrota em RG, então esperava mais dele visto o seu discurso de decepção após a queda e de que ia fazer uma boa preparação para Wimbledon, mas tenho dúvidas quanto a isso. Comparando com 2012 e 2013, como você avalia o tênis dele após o final do torneio? Em 2012 ele foi vice, mas faturou Wimbledon, enquanto no ano passado foi campeão, porém caiu na segunda rodada.

    Responder
  4. Renato

    Dalcim o legal que se você olhar o federer escreveu seu nome não só na grama, mas também na quadra dura . Tem uma ótima historia na quadra dura também, uma das melhores da história para mim juntamente com sampras e outros tenistas consagrados da quadra dura ( não esqueço da absurda sequência no Us Open e do recorde de títulos do atp finals e do grande número de títulos neste piso) O federer só não é consagrado no saibro, mas também pegou a geração do rei do saibro né e ainda conquistou um slam e tem o segundo melhor currículo do saibro na geração nadal , o que está de bom tamanho.

    Responder
  5. Stephanie Santos

    Um fato curioso é que o Nadal sempre venceu o Federer em qualquer piso, sendo os dois mais difíceis em WB e no ATP Finals. O problema do Nadal não ter chegado mais vezes nas finais fora do saibro não é culpa dele. Ele tentou melhorar e quando conseguiu, foi o Federer que deixou de chegar. O Nadal só tem um GS ao longo do ano como piso favorito, enquanto o Federer tem 3. Enquanto o Nadal teve que se esforçar herculeamente para adaptar seu jogo para tentar vencer nos outros GS, o Federer, que é nascido no saibro, sempre encontrou dificuldades para bater no Nadal em RG. Dalcim, porque muitos aqui não consideram o saibro como um torneio legítimo de tênis? O motivo maior seria o fato do Nadal ter vencido 9 vezes em RG? Todos os argumentos parecem ser os mesmos, o que torna o assunto enfadonho e sem fim: “se o Nadal não tivesse vencido tanto o Federer em RG”.

    Responder
    1. Carlos Martinez

      O problema do Nadal não ter chegado mais vezes nas finais fora do saibro não é culpa dele. ?????????????? É de quem ? Do bispo, do Papa ????????????/

      Responder
  6. Mario Cesar Rodrigues

    Galera olhem Rafa como a maioria dizem está numa temporada ruim fraca pois bem Ranking do Ano! 1-Rafael Nadal 6465.2-Nole o quebrador de raquete e outro chorão 5250.3-Stan 3645..4-Rogério o bonzão 3110.5-Berdych 2915.6-Ferrer2340.7-Gulbis 2220.8-Kei2135..e realmente Rafa não está em sua melhor temporada já imaginaram se estivessem prestem atenção quando falo que você tem que aprender muita coisa ainda acham ruim!

    Responder
  7. Maurício Luís

    Um pequeno recado para o Lógico: o Sr. Spock – o original – nunca dava risada. Mas, por mim, você pode rir à vontade. Às, vezes, melhor é rir pra não chorar.

    Responder
  8. Stephanie Santos

    Evandro, seu comentário de 15h17 está perfeito. Muito lúcido e sensato. Os números do Federer não mentem, assim como os do Nadal. Federer lidera a lista dos seus GS favorito, enquanto o Nadal a do seu. O Federer não tem culpa do formato do circuito lhe ser mais favorável em termos de predileção do que ao Nadal.

    Responder
    1. Sergio Ribeiro

      O Rei da Grama joga quantos Torneios ao ano em seu Piso predileto ? Temos TRÊS MASTER1000 em seqüência e depois Rolanga. Se toca amiga … Abs!

      Responder
  9. Cesar valeixo

    Dalcim, quando eu havia comentado que o USO e o AO pareciam torneios mais atrativos não só pelas rodadas noturnas mas tambem pelo maior numero de jogadores que podem vencer, você concorda agora que RG deixou um pouco a desejar?
    abs

    Responder
      1. Mario Cesar Rodrigues

        Então Federer ou melhor o Rogério e o lettão não foi um jogão eu achei.e a Final só não foi melhor porque Nole estava uma caca e iria perder de qualquer jeito!o inveja desgramada de Rafa o único que tem 9 torneios GS em um piso e cinco seguidos quem tem isto????????????por isto a inveja!

        Responder
  10. Ricardo - DF

    Dalcim, vi Federer x Nishi e fiquei preocupado com a quantidade de erros no Federer nas trocas de bolas. Muitas na rede, além dele não conseguir winners do fundo. O japa, ao contrário, estava afiado, com winners de FH e BH.

    Ainda bem que o suíço sacou e voleou muito bem. Mas essa falta de consistência no fundo, pode ser creditada à adaptação à grama ? No saibro ele tava bem mais consistente nas trocas de fundo de quadra. Halle é uma quadra bem rápida.

    O Roger ainda deve jogar outro torneio antes de Wimbledon ?

    Responder
  11. Henrique leal Vianna

    Todos esse pessoal que relativiza os feitos do Nadal fora do saibro devem considerar o Guga mediano.Afinal, o catarinense nunca passou das quartas de final de nenhum dos GS além de RG.

    Não custa lembrar que se não existisse RG e os outros torneios no saibro o Guga não teria somado pontos para disputar o ATP finals de Lisboa.

    Ainda, o Borg teria o mesmo número de títulos de GS que o espanhol e também não seria grande jogador?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sim, parte financeira é um motivo. Mas também existe o fato de a grama ser um piso de difícil adaptação. A grama sintética só tem a vantagem de não desviar tanto a bola, mas o jogo fica bem difícil.

      Responder
      1. paulo

        Eu falei em grama sintética por causa do custo mesmo, e por não se desgastar ao longo do torneio. Mas é muito dificil jogar nela?? Mais do que na natural?

        Responder
        1. José Nilton Dalcim

          Ele é mais padronizada, sem desvios, mas muito lisa, porque se mistura areia a ela. Eu diria que a dificuldade é quase a mesma.

          Responder
  12. Paulo

    Que maravilhosa atuação junto à rede do Federer, no jogo contra o Nishikori!! Foi de encher os olhos a perícia, o toque e a habilidade do genial suíço! Realmente encantador!! Claro que não vou falar do backhand, né? Senão aí teria que discorrer sobre perfeiçao, rsrs…

    Responder
  13. Edu

    Não entendo a lógico em fazer “””análises””” do tipo: “Ah, mas TIRANDO O SAIBRO o Nadal, blá blá blá…”
    É a mesma coisa que dizer falácias como: “Ah, mas TIRANDO O PELÉ, a Seleção só tem 2 Mundiais!” Parece doença isso aí.

    Responder
    1. She

      Né? E quando Nadal perde, falam que aquele piso é sagrado…que ali o baloeiro não ganham. Mas Nadal já ganhou duas vezes em Wimbledon, uma vez em Queen’s, uma vez AO e duas vezes no Us Open

      Responder
  14. Evandro

    Seguindo as comparações:

    Australia: Federer ganhou mais
    EUA: Federer ganhou mais
    Londres: Federer ganhou mais
    ATP Finals: Federer ganhou mais
    França: Nadal ganhou mais

    Logo, Federer é o maior, mas sem desmerecer o espanhol!

    Responder
    1. Lucas

      Concordo plenamente e acrescento q , ao invés do saibro, se ambos tivessem se enfrentado por 15 vezes na grama, o mágico FEDERER teria grande vantagem sobre o excepcional Nadal.
      Outra, o Dustin Brown, o jamaicano cabeludo radicado na Alemanha q venceu Nadal em Halle, jogou no Banana Ball aqui no Brasil lá na quadra 9 do Clube Pinheiros. O cara sacava muito e já era “mascarado” desde aquela época. Na época, ele não venceu o torneio, na verdade perdeu bem antes da final.

      Responder
  15. Eduardo Martins

    Qual o parâmetro para um rendimento desejável fora do saibro? Seriam 7 títulos de Wimbledon ou 5 no US Open? Porque uma pessoa que tem 2 WB, 2 US e 1 AO não é nada medíocre, muito pelo contrário para um jogador notoriamente vindo do saibro. Reconhecer o Federer é tão fácil quanto reconhecer o Nadal e o Djokovic. O que não dá pra entender são os parâmetros utilizados como base de argumentação. É realmente uma pena, mas fazer o que né (?), cada um com sua linha pensamento, independente de coerência e coesão.

    Responder
  16. Anti anti-jogo

    Caramba, os organizadores de Halle devem estar coçando a cabeça com a fria em que se meteram: fecharam contrato com um jogador Top que ano sim, ano não, não joga o torneio, e quando joga dança nas primeiras rodadas…

    A TV mostrava o desânimo do dono do evento na partida de Robolito contra Dustin Brown, pensando “Lá se foi minha final Robolito x Federer….”

    Responder
      1. Samuel

        O número um do mundo faz tudo ao contrário: os demais tenistas dão tudo de si em partidas de exibição e são desapegados do dinheiro.

        Responder
  17. Sergio Ribeiro

    O Sênior e o Baby nas Finais de Halle e Queen’s , surpresa.? Nao, Talento. Nishikori tentou aprontar, mas nao deu. Pois e’ , Brack , quem desdenhar das tais surpresas ( Dimi tirou WAWRINKA em Sets diretos) , tende a cair do cavalo. Como bem colocou o Dalcim, a tendência e’ mais um ano para algum deles fazer Final de Slam. . Abs!

    Responder
  18. Luiz Fernando

    Ta certo q o aposentado é hj até mais do q decadente, é decadente e meio, mas hj tambem demonstrou q a caduquice tá chegando, pois venceu e precisou ser avisado p alguem disso. Simplesmente comico kkk! Situações da idade, todos um dia passarão por isso. Por outro lado, não há como deixar de admirar seu jogo de rede, pois os voleios são de uma qualidade impar, o q é possibilitado pelo excelente serviço. Hj ele sacou com primor frente ao japa. Todavia, como seu jogo de fundo de quadra hj é mediocre, ele é absolutamente dependente de seu serviço, num dia q isso não estiver no seu melhor…

    Responder
      1. Fernando Brack

        O LF não perde a oportunidade de descer o malho no suíço.
        A inveja e a fixação no homem é uma coisa impressionante.
        Xará, vai ver o que o Nadal tá fazendo lá na esquina, vai.
        Disputando torneio eu sei que ele não tá.

        Responder
      2. ISAQUE

        Seria interessante que todos que escrevessem no blog fossem realmente fãs do esporte,não pessoas que simplesmente passeiam pelos sites a procura do ler para pode contrariar.Qualquer cidadão por mais leigo que seja a respeito do esporte, não falaria isso sobre o Federer nunca,só ser for uma pessoa que esteja precisando de auto afirmação ou querendo aparecer mesmo,só pode.

        Responder
    1. Paulo

      Tu és a inveja personificadas! Se o grande gênio suíço, mundialmente reconhecido e adorado, estivesse aposentado não estaria maravilhando o planeta, com o raro talento que ele tem. Mais respeito!!!

      Responder
    2. Samuel

      Realmente, foi engraçado Federer ir ao fundo da quadra, após o “game, set and match”, na expectativa de receber o serviço de seu adversário (?). Até mesmo o staff do suíço, incluindo Miroslava, viu a valer do episódio tragicômico.

      Responder
  19. Fernando Brack

    A grama pode ser o piso original do tênis e tal, e os ingleses jamais abrirão mão dela, mas eu considero
    a grama um piso anacrônico para este esporte. No nível de exigência do tênis, não só atualmente, acho
    totalmente inadmissível uma característica tão importante ao jogo se deteriorar ao longo do torneio.
    Vejam as bolas. Elas também se deterioram, mas são trocadas várias vezes durante as partidas. Já o piso
    está lá, sendo consumido e alterando as condições técnicas do jogo.
    Pode-se achar interessante que os jogadores tenham que se adaptar a isso, mas eu acho esdrúxulo.
    Bolas que não quicam ou quicam demais, bolas que desviam, etc. pra mim dão um caráter insólito a um
    jogo de tênis bem disputado.

    Responder
  20. Fernando Brack

    A grama de Halle é rápida? Tô vendo Fed x Japa com um monte de ponto longo.
    Opa! 2º set e Federer resolveu sacar e volear. Até que enfim. Demorô!

    Responder
  21. Stephanie Santos

    Marquinhos, para de dá chilique. Eu apenas falei que considero os títulos do Federer mais importantes que os do Nadal exatamente pela diferença entre WB e RG, mas nunca disse que RG é pequeno. Eu ainda havia frisado que minha opinião era independente desses GS serem hierarquicamente equivalentes. Eu também nunca disse que os maiores vencedores é só quem ganha WB, pois os maiores vencedores são os que vencem mais, agora sim, considerando os torneios hierarquicamente equivalentes (GS). E nesse ponto só faltam 3 pro Nadal chegar no Federer independente de que sejam 3 RG ou 3 US. O Nadal já tem 2 WB na conta, e para um saibrista nato e com muito pouca habilidade no início da carreira, convenhamos que ele já superou todas as expectativas há muito tempo. Nem o Federer conseguiu vencer 3 GS em pisos distintos consecutivamente. O Nadal foi o único nesse sentido. Nunca vou usar de insanidade mental ou conveniência para desmerecer o grande campeão que é o Federer. As comparações tendem a ser mais ácidas quando um tenista ou outro passa a ser paulatinamente injustiçado. Querer que o Nadal seja o maior de todos também é muita presunção da torcida do Nadal, mas achincalhá-lo constantemente também não me cheira nada racional. Mas quem sou eu para ficar dando lição de moral em marmanjo né, inclusive torcedores do Nadal?

    Responder
  22. Stephanie Santos

    Em GS no saibro, 9 do Nadal contra 1 do Federer.
    Em GS nas sintéticas, 9 do Federer contra 3 do Nadal.
    Aí vem a conveniência: Nadal atropela, Federer massacra. rs
    Qual a lógica disso? Minha pergunta foi retórica, não necessita de resposta.

    Responder
  23. Sergio Ribeiro

    Como e’ difícil perceberem que o físico do Espanhol já nao e’ o mesmo . O AOPEN e Rolanga 2014, fizeram o Titio revelar os problemas nos joelhos. Tem grandes dificuldades atualmente na Grama , pois a bolinha nao quica o suficiente. Antigamente compensava no Físico . Agora esta difícil se agachar e devolver as bolas planas pesadas dos Oponentes que nao teem mais medo neste piso. Ao contrario do que disseram Federer nao teve seu Serviço quebrado nos 3 Sets. Já caíram vários TOPS na grama de Quee’ns e Halle, e Nishikori( de novo ele) e Dimitrov nas Semis. Abs!

    Responder
    1. Foguetinha

      Querido, voce ta falando dum jogador que dos últimos GS chegou a todas as finais, com exceção a WB, e papou mais um há 1 semaninha. Quanto tempo faz que o Djokovic nao ganha um mesmo? Não sofra, a liga asiática demora mas chega.

      Responder
  24. Mario Cesar Rodrigues

    Não concordo de forma alguma alguém dizer que Rafa caiu bastante o rendimento na grama.esperem por favor falta um pouco só para começar.e não depende de chave nenhuma ele gosta de pegar cara sacadores e uma oportunidade uma só mesmo ele ganha o jogo..ele sabe o que terá que fazer ele quer mesmo este 15 GS e o 16 em USOPEN e o Décimo sétimo no AO e 18 em RG..e vai jogar só o que quiser e ganhar a medalha de ouro no Brasil..e vai para Manacor descansar e encerrar a carreira!

    Responder
    1. Sergio Ribeiro

      MC , os Fatos e’ que dizem. Se nao vence mais de duas partidas seguidas desde 2011, e’ porque o rendimento caiu. Esta inscrito em Halle, ao contrario do que diz o L.F. ( poucos Torneios se dão ao luxo de manter a dupla Fedal sob contrato) , porque tem dificuldades de adaptação. Ferrer vai jogar semana que vem pelo mesmo motivo. Abs!

      Responder
      1. Mario Cesar Rodrigues

        Caro Sérigio sem rasgação de seda vc é um dos caras mais sensatos aqui neste blog.mas tirando o fanatismo a cegueira minha que já me falaram isto.digo e penso mesmo Rafa estára bem em WB e é favorito não estou aqui desmerecendo ninguém..outra coisa nem sempre o que parece óbio o è?Rafa é um cara diferente de todos jogadores que já vi e não foram poucos.Ele depois de WB este ano voltaremos a conversar.abraço!

        Responder
    2. Ronildo

      Rafael Nadal nunca mais vai ganhar um grand slan. O fato dele ter cansado ao final de Roland Garros demonstra isso.É uma pena porque é um cara esforçado. Roger Federer cai ser campeão de Roland Garros 2015.

      Responder
      1. Mauro Amoedo

        De novo essas previsões aqui? Continuem! Daqui uns 3 ou 4 anos quem sabe acabam acertando…

        Agora essa de Federer ganhar RG em 2015…. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        Responder
  25. Fernando Brack

    E a maldição do Nadal se manifesta de novo. O cara ganha dele e tropeça em seguida.
    Esse pessoal tem que parar de achar que ganhar do ogro é a maior vitória da carreira.

    Sobre preparação, Nadal realmente precisa de mais jogos para calibrar seu jogo.
    A essas alturas, deve estar acendendo velas para ter boas rodadas iniciais em WB.

    Responder
    1. Mario Cesar Rodrigues

      Nadal é fraquinho mesmo ele é muito ruim jogador…tem toda razão..então todos acham que ele é um azarão em WB que bom…pensem assim mesmo.Talvez tenham razão..eu que sou muito fanático!qualquer um ganha dele se for enumerar aqui o restrpoecto que Federer tem dentre todos os jogadores você agora cai a ficha mas não vou perder meu tempo com Federer ele está em outra fase da vida e não joga como jogava no ano 2003 até 2007 normal.rafa nunca foi uma beleza de ver ele jogar digo plástica mas para mim fique bem claro Rafa é muito melhor do que Federer pelo todo o conjunto do tênis!E se Preparem Rafa vai ganhar os próximos quatro GS!

      Responder
      1. lEvI sIlvA

        Opa! SE for assim, que ele leva os próximos 4 GS, é melhor combinar antes com o Djokovic, né? Afinal, não tem sido mesmo contra Federer que Nadal vem disputando as finais! rsrsrs

        Responder
      2. Fernando Brack

        MC, não ponha palavras na minha boca. Onde eu disse que Nadal é fraquinho?
        Se você finalmente não quiser mais perder tempo com o Federer, eu vou adorar.

        Responder
        1. Mario Cesar Rodrigues

          Meu caro que isto você repito é um dos caras mais pomnderados aqui e não foi para vc…este LS que é intragável uma banda podre do Blog..que não torce para Djokovic torce para Federer e odeia o Nadal assim como o louco do Lógico e Carlos reis dignos de dó piegas mesmo!

          Responder
          1. lEvI sIlvA

            Caríssimo, MC, me parece que está equivocado e de novo! Torço pra quem quero, não pra quem você escolhe, se é que me entende. E veja só, Rafael Nadal é um tenista fabuloso, nunca tive dúvida, mas está alguns níveis abaixo de Federer. E já que tanto reclama de números, vamos a eles. Ele AINDA não tem mais GS que o suíço, pode ter é claro, mas também pode não superar, afinal de contas, o que conta é o que está ganho e no bolso, certo? Nadal corre o risco de encerrar a carreira sem um Finals, mas ele alega que a ATP não o deixa ganhar. Já que o eleva tanto e ele é um excelente estrategista, como não ganhou ainda? H2H não é convenção pra se estabelecer quem é maior, embora dê alguma idéia de quão competitivo seja um tenista. Não só você, mas alguns outros QUEREM que Federer se retire o mais rápido do circuito, mas olha só, pra que tanta pressa, afinal ele não esta “aposentado”?!? rsrsrs No mais, está muito claro agora, o domínio está estre Djoko e Nadal, falar em Federer entre os dois em GS, me parece utópico exceto talvez em WB. SE sou banda podre, meu caro, não creio que seja você quem decide. No mais, em nenhum momento fui rude ou mal educado com sua pessoa desde há muito. Apenas expressei minha opinião sobre assuntos e protagonistas do tênis. caso não tenha algum ARGUMENTO válido pra colocar, faça como eu, simplesmente deixe de comentar. Desejo a você um ótimo domingo e que vença o melhor, seja nadal ou Djoko nos próximos embates! rsrsrs

          2. O LÓGICO

            MC das farmácias kkkkkkk, gosto do Federer porque gosto do tênis arte kkkkkk YOU kkkk, gosta do tênis porque gosta do NADAL kkkkkkkk

  26. implicante

    Dalcim, nem chegamos na semi-final e já temos um punhado de ótimos jogos em Halle, ao contrário de Roland Garros. Nâo concorda? Pena que a temporada de grama é curtíssima. E sorte de quem acompanhou o tenis ,quando os outros slams eram na grama também.

    Responder
      1. Carlos Reis

        O Nishikori deu show durante um set e meio na final da Madri, para mim foi o maior desempenho de um jogador sobre o saibro em 2014, mas a criatura das vitórias impossíveis conseguiu vencer por causa da contusão do talentoso japonês…

        Responder
  27. Eduardo Martins

    Às vezes eu acho insano ter que ler coisas como o Federer já ganhou 78 títulos na carreira sendo 68 delas em seu piso favorito contra apenas 10 no saibro. Por esse pensamento, é justo que o Nadal ganhe tudo apenas no saibro, mas ao contrário, o Nadal ganhou coisas bem relevantes fora do saibro, umas 15 aproximadamente. O pior é querer que o Nadal vença 48 títulos fora do saibro até o final de sua carreira para igualar o número de títulos do Federer. Isso realmente é perturbador tanto para quem tem esse tipo de pensamento quanto para as pessoas com as quais esse pensamento é compartilhado. O Federer é tenista de grama e hard e o Nadal é tenista de saibro, a pessoa que não consegue entender isso de uma forma simples ou está alienada ou então está querendo se alienar. É como o Fabricio falou: parece que o saibro deixou de ser tênis e passou a ser outro esporte. A relatividade dos títulos conquistados pelos dois em seus pisos não favoritos é de 13% para o Federer no saibro e de 31% pro Nadal fora do saibro. Depois vou tentar ver se consigo calcular o percentual do Djokovic no saibro.

    Responder
    1. Sergio Ribeiro

      Ninguém nega que Rafa Nadal e’ o Rei do Saibro. Fora dele seu rendimento deixa a desejar, ao contrario de Borg ( antigo Rei do Saibro) que venceu apenas SEIS vezes Wimbledon . Ele perde em Titulos para Murray e Novak nos outros pisos. Para este perde ate em SLAMS. Isto e’ um fato que o Fanatismo tenta nao ver. Nao tem nada a ver com Federer. Simples assim.Abs!

      Responder
    2. Samuel

      Eduardo, você chacoalhou moita. Os números mais precisos a respeito dos títulos de Nadal nas simples são: 64 no total, dos quais 45 no saibro (sua especialidade) e 19 fora dele. De outro lado, Federer conquistou 78, dos quais 68 nas duras ou grama (ambas sua especialidade) e 10 no saibro.

      Em pisos nos quais cada qual não era especialista, o número um do mundo conquistou simplesmente o dobro de títulos em comparação ao número quatro. É uma informação contra a qual poderá haver melindre.

      Responder
      1. Mario Cesar Rodrigues

        Está vendo e olha que se for fazer uma lista aqui sai bem mais coisas o Saretta explicou tudo do modo dele depois que Rafa ganhou do Federer em 2004 olhem os números do Roger e até agora depois de 2004 comparem jogadores da época Roddick,Leyton mais quem?então eu sinceramente isto aqui não muda nunca eu nunca simpatizei com Federer talvez nem tanto pela pessoa dele e sim pela sua torcida!Ver ele perder em Rg este ano para o Lettão fiquei triste sério mesmo como o cara ve que a vaca está indo para o brejo a cara de choro dele é gritante..testemunhei isto não foi nenhuma vez nem uma nem duas a pior nem foi o AO foi em RG que eu vi quando tomou um peneu de Rafa na final sair chorando copiosamente da sala de imprenssa deu dó..ele é fraco mentalmente e emocionalmente.Mas para mim é o maior jogador que vi jogar em uma final de Grande Slam em WB contra Andy Roddick!e volto a dizer Rafa vai ganhar este ano WB,Usopen,e ano que vem AO!abraço!

        Responder
        1. lEvI sIlvA

          rsrsrs Como é que é MC? Quer dizer que, graças a torcida do Federer tu não vai com a cara dele, mesmo ele sendo Freguês do Nadal? Não vi lógica alguma aí, meu querido! Pô, cara, não seria melhor agradecer ao Suíço?!? rsrsrs Eu te pergunto , então, e se ele não fosse freguês? 🙂

          Responder
  28. Stephanie Santos

    Sei que ainda vão surgir mais argumentos convenientes confrontando os fatos, então vamos fazer um exercício mental de excluir hipoteticamente o saibro. Sendo assim, ninguém tem título no saibro. Os números atualizados serão:

    Nadal x Federer:
    AO: 3 a 0
    WB: 1 a 2
    US: 0 a 0
    Total: 4 a 2 pro Nadal

    Nadal x Djokovic:
    AO: 0 a 1
    WB: 1 a 1
    US: 2 a 1
    Total: 3 a 3

    Agora acho que com esses novos números fica mais fácil de compreender que os argumentos estão ficando cada vez mais convenientes. E não são só aqueles que acusam o Nadal de não vencer nada fora do saibro, como também daqueles que acusam o Federer de ter passado por um período de entressafra. Aceitem os números tanto do Federer que são valiosos, como também do Nadal que são expressivos.

    Responder
    1. Sergio Ribeiro

      Você já observou que Novak possui 6 x 5 em SLAMS fora do Saibro , meu anjo. O Sérvio e’ TETRA no AOPEN. O barro nao pode ser desmerecido. Lendl dizia que trocaria os seus por apenas UM em Wimbledon . Provavelmente porque BORG tenha levado SEIS. BJS!

      Responder
      1. edmundo j

        Dalcim
        Sou torcedor do Nadal. Mas a partir de hj serei fanático por ele. Pois sempre que ele perde o blog fica insuportável…..rsrsrs
        divirta-se com WB mais importante que RG, que é menos importante que USO e AO etc…. 4 AO (o torneio que ninguém queria jogar) mais um 1 USopen mais 1 WB é muito mais que 2 WB, 2USO 1 AO etc. Coitado do Federer, 17 títulos antes da aposentadoria, um fracassado
        que sono rsrsrsrsrs
        edmundo

        Responder
    2. ALEXPICELLI

      NUMEROS RIDICULOS,POIS USOU O HEADTOHEAD AFF.
      SE TIRAR OS TITULOS SAIBRO DO ROOBZINHO ESPANHOL, ELE FICA COM UNS 20 TITULÇOS SO, MAIS O MENOS, KKKKKKKKK, HORRIVEL!!!

      Responder
  29. Stephanie Santos

    Em GS, Nadal tem 4 vitórias em cima do Federer fora do saibro (3 AO e 1 WB) e tem muita gente que ainda acha isso um número pequeno (5 RG, piso favorável, contra 4 em piso não favorável). Os argumentos aqui chegam a ser hilários. Mas esses números não me iludem e eu continuo achando o Federer o melhor de todos e o Nadal um excepcional tenista que faz de suas limitações um desafio ainda maior. Enquanto que o Djokovic, considero ele o grande rival do Nadal, principalmente depois de 2011 quando ele começou a buscar todos os números que o Nadal lhe impôs. Há um equilíbrio entre eles, mas apesar do H2H ainda ser favorável ao Nadal, considero o Djokovic um tenista um pouco melhor do que o Nadal. Mas vamos aos números entre eles: Djokovic só não venceu ainda do Nadal em RG (0/6). Já Nadal só não venceu ainda o Djokovic no AO (0/1). Mas Nadal tem um H2H favorável no US (2 a 1) e empata em WB (1 a 1).

    Responder
    1. Leonardo

      Eu não acho que 4×2 seja um número pequeno.O que temos que considerar é que o Nadal não teria uma vantagem tão grande de 9×2 se ele não tivesse vencido em RG,onde ele é o rei.

      Responder
  30. Marquinhos

    Vamos parar com bláblábla e vamos aos fatos.

    Federer x Nadal

    Títulos de slam no saibro:

    Nadal: Nove

    Federer: Um

    Nadal atropela

    Títulos de slam no cimento:

    Federer: Nove

    Nadal: Três

    Federer massacra.

    Títulos de slam na grama:

    Nadal: Dois

    Federer: Sete

    Federer goleia.

    Conclusão: Além de ser mais técnico e habilidoso que o Espanhol, Roger é mais completo. É o maior e sempre será, pois, Rafa, jamais alcançará Roger em títulos de slam no cimento e grama. 2 x 1 para Roger. O Suiço é melhor porque dominou dois tipos de pisos, e ists, apesar da padronização das quadras.

    Alguém pode questionar: Mais Rafa leva vantagem no h2h na quadra de cimento. Eu respondo: Não adianta nada vencer Roger e depois perder para outros. O que importa no final das contas são os títulos.

    Os torcedores de Rafael terão que se contentar com os fatos. Rafael é o maior saibrista de todos os tempos, mas não está entre os maiores gramistas e nem entre os maiores jogadores de quadras duras. Roger Federer não está entre os maiores saibristas de todos os tempos, mas esta entre os maiores gramistas e jogadores de quadras duras de todos os tempos. Se não for o maior, pois, é o maior vencedor de slam na duras e na grama(junto com Sampras).

    Responder
  31. Marquinhos

    Declaração muito importante de uma torcedora do Nadal. Stephanie escreveu: Considero os títulos de Federer mais importantes que os de Nadal, pois Wimbledon é mais importante que Roland Garros. Aprendam Nadalzetes!!! Os maiores da História são necessariamente os MAIORES VENCEDORES DO SLAM NA GRAMA.
    Não se esqueçam que em Londres tem teto retrátil. O baloeiro se BORRA todo quando o teto fecha.

    Responder
  32. Foguetinha

    O Rafa já tem 2 títulos na grama,e um em cima do suíço, vale por 3 hahahaha. Poderia pular esse torneio já que é tão prejudicial pro seu físico, mesmo que seja tão tradicional,né.

    Responder
  33. O LÓGICO

    Verdade, O robozinho de software do mal perdeu? Sério? Em qual piso? No saibro? NÃOOOOO kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Respondam, nadalzetes, respondam, repondam, respondam kkkkkk, às pergunta do post anterior kkkkkkkkkkkkk

    Até o Guru insinua uma desculpa para o “Eu, robô” do tênis: faltou tempo para se adaptar, pois ele chegou em cima da hora kkkkkkk Eu digo: faltou tênis kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Aliás, essa palavra se “adaptar” é definitivamente esclarecedora: o animal do tênis, por ser unidimensional, leva tempo para se adaptar kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk e depende de razões acidentais kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Mas tem outro fato LÓGIGO kkkkkkkk que o GURU aponta no primeiro parágrafo e que explica exatamente a adaptação do siri na grama e piso rápidos, que não existem mais: “Agora, que o tênis ficou centrado no fundo de quadra, um grande sacador ou um tenista de bolas muito planas tem sido a ‘zebra’ mais comum”. Foi exatamente isso que eu falei no post passado: se a bolinha quicasse um pouquinho menos do que quica atualmente nas quadras sintéticas e na grama, não haveria adaptação para o robozinho porque toda a sua adaptação, que é cantada como algo assombro, uma façanha de um quase imortal, kkkkkkkkk, toda ela, dizia, estaria fadada ao fracasso, e como o robolóide não tem tênis para top 10,kkkkkkkkkk, seria um dinossauro no planeta na época em que o asteroide abalou todo ecossistema do planeta e aniquilou essa raça kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Resumindo: quando a bolinha chega rápida e baixa, o robozinho fica sem a oportunidade para disparar seu ganchão e seus balões: as duas coisas mais bizarras que o mundo do tênis já viu kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    RECEITA DE BOLO, DO LÓGICO, PARA GANHAR DO ESTRANHO DO TÊNIS: não permita o uso do balão e do ganchão. SÓ isso é suficiente kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Querem outra: tornem as quadras realmente rápidas kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
    1. Marcus

      Amigo, quem joga tênis para você?? O “robozinho” tem dois títulos na grama e outras três finais em WB (me corrijam se eu estiver errado e, com todo o respeito, você acha que isso é pouco?? Sua visão de tênis, de lógica, não tem nada. Sob sua “lógica” o Guga, então, que sempre se deu mal em WB, deve ser um péssimo jogador?? Convenhamos!!

      Responder
    2. Maurício Luís

      Espero que o Mr. Nadal cara de lobo mau não vá muito adiante em Wimbledon, senão acumulará pontos no ranking e se distanciará do Djoko.O sérvio tem uma cuia cheia de pontos pra defender do ano passado, o espanhol não.
      Mas, se continuar jogando desse jeito aí, não teremos muito com o que nos preocupar…
      Na grama verdinha, o baile pra ele geralmente acaba mais cedo.

      Responder
    3. Rene Rocha

      E mesmo assim vc perde seu tempo com isso! Vc fala mais do nadal do que qualquer outro jogador…Tô achando que vc é fã dele! kkkkkkk

      Responder
  34. Lupe

    Bem, se ao menos tivéssemos uns 2 meses de torneios de grama, com ATPs 500, um masters 1000 e Wimbledon, com certeza não veríamos a chatice de sempre de Nadal e Djokovic decidindo todos os títulos.

    Responder
    1. Samuel

      Nesse caso, talvez o espanhol e o sérvio não decidissem todos os títulos de grama um contra o outro. Mas cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém: ambos os tenistas desde 2008 têm dominado Wimbledon, Aberto dos EUA, Aberto da Austrália e Masters 1000 em quadras duras.

      Responder
    2. Robson

      E quem vc quer ver decidindo os principais Títulos se não os 2 melhores do mundo Nadal x Djokovic?
      Seria um Raonic da vida? Ou ainda um Dimitrov da vida? Ou seria um Dolgopolov x Fognini? AFFFFFFF…..

      Responder
  35. jorge luiz

    Dalcim,mudando um pouco de assunto,vc nao acha que a Paula Gonçalves joga poucos torneios,pq eu acho ela uma tenista promissora e se jogasse mais torneios tambem estaria disputando GS junto a Teliana.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sim, talvez ela precisasse jogar mais para ver até onde pode ir. Não acho que ela tenha a mesma qualidade da Teliana, mas ao menos nas duplas ela poderia sim ir longe.

      Responder
  36. Hélio Samary

    O Rafael deveria ter pulado este torneio, pois ganhando ou não, seria irrelevante para sua carreira. Pior que a adaptação ao piso verde é o cansaço, devido a sua “maratona” no saibro. Acredito, lembrando o passado que o espanhol terá problemas sérios até o final do ano.

    Responder
  37. Stephanie Santos

    A quantidade de pokerface que aparece neste espaço é gritante. Muitos alegam que o Nadal não pode ser considerado como grande porque seus títulos (a maioria) são conquistados no saibro. Oras, ele lidera com folga o H2H contra o Federer nas outdoors (8-2) e na grama conseguiu vencer o Federer em Wimbledon. Aí, nesse caso, vai vir a desculpa esfarrapada de que a grama virou outro saibro verde. Tem que haver uma decisão convicta se é grass quando o Federer vence por lá, como em 2012, ou se é green clay quando o Nadal vence, como em 2008. O Federer é o melhor de todos devido ao dom natural que ele possui aliado ao treino que ele pratica (mas hoje é visível que ele está em fim de carreira), mas foi sempre arrogante ao achar que isso bastava para vencer os caras. O Nadal com muito menos, encontrou soluções para dominar e destronar o Federer, mas, mesmo que ultrapasse qualquer recorde do Federer, nunca vai poder ou querer ser intitulado como o melhor de todos. Para ele fazer história é mais importante. Não é ele quem vai definir quem é o melhor ou maior, essa decisão ele não pode tomar. A única coisa que ele pode fazer é continuar tentando vencer. Sua humildade fala por si só. Claro que ele tem suas ambições e objetivos e um deles deve ser empatar ou ultrapassar o recorde de GS. Isso é escrever a história dentro das quadras e não fora delas como muitos tentam fazer aqui em argumentos convenientes. Eu reconheço que o Federer é o melhor, mas alguém, além do Brack, reconhece alguma qualidade tenística do Nadal? Os piores argumentos que são lidos aqui dizem que o Federer passou por uma entressafra. Mesmo que isso fosse verdade, ele deveria ter perdido as oportunidades que lhe apareceram? Ou ainda, o Nadal deveria ter perdido a oportunidade do Djokovic ter sofrido uma insolação e por pena ter entregue o título de bandeja (de taça, na verdade) para o Djokovic? Outro argumento totalmente insatisfatório é remeter o Nadal como um tenista que se beneficiou do saibro para ser grande. Ora bolas, é o piso natural dele, assim como o Federer na grama e nas hards e o Djokovic nas hards. E o pior, não existem dois GS no saibro, para igualar as coisas para o Nadal em relação aos outros dois, por isso ele foi lá e adaptou seu jogo para buscar outros tipos de GS e o conseguiu por 5 vezes, além de bater na trave algumas outras vezes. Já para o Federer e o Djokovic, se ficarem sem vencer no saibro tanto faz (claro que eles não pensam assim, pois querem muito vencer no saibro também), pois a quantidade de torneios dos quais eles dominam é infinitamente superior do que os que o Nadal domina. A injustiça, nos argumentos fracos (é claro), torna-se maior ao considerar que o Nadal, em 11 oportunidades (5 vezes o Federer e 6 vezes o Djokovic), jamais permitiu que seus principais adversários o vencessem em seu piso favorito, enquanto o Federer, em 6 oportunidades, venceu 2 WB, mas permitiu que o Nadal o vencesse 4 vezes (3 AO e 1 WB) e o Djokovic, em 4 oportunidades, venceu 1 AO e 1 US, mas permitiu que o Nadal empatasse com ele (2 US). Por enquanto estamos falando só daquilo que realmente importa que são os Grand Slams, mas podemos descer para o nível de Masters 1000 e veremos que esse números são parecidos em termos relativos, frisando que o Nadal tem praticamente apenas abril e maio como temporada favorita, sendo o resto do ano favorável ao Federer e ao Djokovic (com exceção da grama, em junho, para o sérvio).

    Responder
    1. Julio

      Meu caro, por favor não compare o Nadal com tenistas de talento.
      O sujeito tem preparo físico (suspeito) e balão na esquerda na terra apenas, em grama e piso duro é necessário técnica refinada e talento natural, tem de ter pulso e naturalidade para jogar e isto ele não tem.
      Não torço para nenhum tenista específico, torço para o bom tenis e neste quesito, o Nadal é um amador em mecânica e técnica.
      Como eu já disse, nunca vi alguém ganhar tanto com tão pouco, apenas um balão e preparo físico.
      É o baloeiro do barro, saiu dali acabou.

      Sinto muito pelas nadalzetes, mas isto é fato.

      Responder
    2. Marcel

      Perfeita Steph, gosto mais do Federer por sua plasticidade e variedade de adaptação aos pisos (um dos poucos que venceu Nadal nessa superficie, como em Madri). Existe maior variação nos titulos e finais que o federer disputou em diversos pisos (perdeu 3 RG pr Nadal, fora Roma, Madri e Monte CArlo). Mas o Nadal é um monstro em termos táticos, físicos e mentais, um tenista claramente com duficuldades técnicas que usa e abusa das sua virtudes e do treinamento tático e técnico. Como ele corrigiu suas deficiencias é um gesto de humildade e talento. Sampras não ganhou nenhum RG, máximo que fez foi semi e uma vez, mas na rápida e grama usava e abusava do sque-voleio. Poque ninguem critica o Sampras????? O bom debate é fundamental, mas o esporte tb vive de fanáticos, rsssss. Não demos bola pra eles…

      Responder
      1. Fernando Brack

        Marcel, acerte seu discurso. Nadal não tem dificuldade técnica.
        Sua técnica é diferente, não clássica e feia para alguns, apenas isso.
        Se ele tivesse dificuldade técnica, não venceria tanto.

        Responder
    3. Samuel

      Não dá para entender algumas coisas, como “O Nadal […] encontrou soluções para dominar e destronar o Federer, mas, mesmo que ultrapasse qualquer recorde do Federer, nunca vai poder ou querer ser intitulado como o melhor de todos.”

      Isso é contraditório, uma vez que dominar, destronar e ultrapassar recordes do oponente são informações objetivas para, na mais benevolente das hipóteses, um atleta (Nadal) ocupar o posto de melhor competidor do que o adversário que foi superado de todas as formas (Federer).

      Responder
    4. Eddy Beutter

      Querida Stephanie, lendo seu artigo, dá para ver que você não tem o menor conhecimento do Tennis em geral e do Federer em particular (ler estatisticas não significa conhecer!). Uma pena. Os dois so grades campiões, cada no jeito dele. Nadal não vai durar mais muito tempo, pelo simples fato que o tênis dele é muito “fisico” e ele vai pager isso logo, logo. Tratar Federer de “mas foi sempre arrogante ao achar que isso bastava para vencer os caras” demostre mais uma vez a sua ignorância. Quem foi eleito 6 vezes o esportivo mais simpatico, tanto pela imprensa que pelo publico? Você deve saber a resposta.

      Responder
    5. ALEXPICELLI

      OLHA QUERIDA, DISSE COISAS CERTAS, MAS SO UM DETALHE QUE LHE FALTOU COLOCAR, WB 2008, O REI FEDERER VEIO DE UMA INFECCÇÃO E SE ARRASTOU, CHEGANDO A FINAL UM POUCO SEM FISICO, E MESMO ASSIM JOGO FOI PRO 5 SET, NAO ESTOU AQUI DESMERECENDO O ROBO METIDO E GANANCIOSO DA ESPANHA (ASSIM COMO A SELEÇÃO ESPANHOLA), VOCE LEMBROU A FINAL QUE NOLE FICOU MAL DEVIDO AO CALOR, LEMBRO VOCE DESTE WB.
      AGORA REALMENTE NAO CONSIDERO NADAL MELHOR QUE O FEDERER, POIS PARA MIM FEDERER VENCEU E DOMINOU TODAS AS QUADRAS, E DEFENDEU AS 237 SEMANAS CONSECUTIVAS COMO NUMERO 1 QUANDO NADAL JA ESTAVA NO CIRCUITO, POR ISSO E PELOS FINALS QUE NADAL NAO GANHA E CHORA PARA MUDAR DE QUADRA, ISTO É, A INVEJA E DOR DE NAO TER OS FINALS QUE ATÉ NOLE , NALBADIAN TEM, E ELE NEM VAI TER, DAI CHORA E CHORA PRA MUDAREM O PISO.DETALHE QUATOS TORNEIOS TEMOS NA GRAMA?QUASE NENHUM EM COMPARAÇÃO AO SAIBRO, SE TIVESSEMOS MAIS TORNEIOS NA GRAMA, O HEADTOHEAD DO FEDAL SERIA MAIS EQUILIBRADO,POIS FEDERER PERDEU MUITO NO SAIBRO TAMBÉM PARA O NADAL.
      BOM ERA ISSO, MAS A ANCIA DOS ESPANHOIS EM QUERER FAZER DO NADAL O MELHOR DA HISTORIA E RIDICULA!!!

      Responder
  38. Rodrigo

    Vi os melhores momentos do jogo entre Nadal x Dustin Brown. Dá para perceber que o particular estilo de jogo do Dustin, de saque forte, subidas rápidas à rede, bons voleios combinou perfeitamente com o grama de Halle. Já o estilo de Nadal, de saque mais fraco e bem colocado e muito top spin de fundo de quadra não funcionou na grama. Apesar da bolinha andar rápido, o Dustin subia rápido à rede, e o Nadal ficava sufucado, com pouco tempo para fazer a passada corretamente. E pode perceber como a bolinha andava quando o Dustin voleava. Isso favorece demais quem joga na rede.

    Acho que o estilo do Raonic perfeito para essa grama. Já o Nadal, com esse saque e sem subir na rede, não tem chances na grama de Halle.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Acho que quem gosta de tênis vai acompanhar sim o torneio. A repercussão será menor nos jornais ou nos sites de notícias gerais.

      Responder
  39. Fonseca

    Em melhor de cinco sets, Rafael Nadal é um perigo até na areia ou no gelo.

    Mas realmente, está cada vez pior na grama. Ontem foi ridículo (tem o jogo inteiro no You Tube já, em boa qualidade de imagem). O Brown nem jogo tanto assim, ficou arriscando meio que tudo, alguns erros bisonhos. Mas o bacana foi a quantidade absurda de saques e voleios que fez, com voleios de drops incríveis, além de um bando de devolução winner.

    Se o jogo todo teve um rally com mais de cinco 8 bolas trocadas, foi muito….

    Responder
  40. Mário Fagundes

    Depois do nono título de Rafael Nadal em RG, quando muitos acreditavam que ele nem chegaria à final, nem ouso dizer que ele não irá bem em Wimbledon. Esse espanhol é um misto de Freddye Krueger e Jason Voorhees. Melhor mesmo ficar quieto e deixar as coisas acontecerem. Mas penso que dos quatro principais favorito ao título em Wimbledon, Federer pode levar vantagem nos quesitos adaptação ao piso e confiança, caso conquiste o título em Halle.

    Responder
  41. Renato

    Nadal tem 2 títulos nesse torneio e ainda vem gente dizendo que ele só joga no saibro. Até onde eu sei nem Djokovic e nem Murray tem mais títulos que ele na grama e nem no USOPen!

    Aquele Abraç9!!

    Responder
    1. Sergio Ribeiro

      Da pra notar parceiro, que normalmente ninguém LÊ os comentários de ninguém na maioria das vezes. Murray possui 5 Titulos na Grama ( Wimbledon , Ouro Olímpico e TRI de Queen’s ) . Novak estacionou em 1 ( Wimbledon ) e Rafa Nadal em 3 ( 2 Wimbledon e Queen’s). O Espanhol nao vence dois jogos na Grama desde 2011, como esta no Post. E Federer esta brigando pelo seu 14* Título em Halle. E’ a milésima vez que isto e’ contado…Abs!

      Responder
  42. Igor Menezes

    Eu não sei o porquê da alegria geral aqui no blog com a derrota de Rafa. O cenário ainda é extremamente favorável a ele pra Wimbledon… Olhem os seus rivais: Roger mesmo com esse tempo todo de preparação deixou set pra um cara como João Souza, que convenhamos, tem jogo zero pra grama… Ou seja, não está bem como devia. Andy tem a pressão pra defender o título, não está em seu nível de tênis mais alto desde que operou e ainda acaba de perder na primeira rodada de Queen’s… E Nole, acaba de ter frustrado seu objetivo principal pra temporada, não está participando de nenhum torneio preparatório e se cruzar com Andy ou Roger em uma das semis (cabeças 3 e 4), não chega pra final…. Rafa não está tão atrás de seus principais rivais… O que ele precisa é achar um jeito de se manter vivo enquanto vai ganhando horas de estrada… No final das contas, a melhor coisa que podia lhe acontecer, era ter apanhado do alemão mesmo. Tenho certeza de que Rafa vai tirar proveito da situação. Fez um jogo, vai treinar igual a um condenado buscando uma readaptação, sobreviver ao primeiro jogo, lutar duro no segundo, ter dificuldades no terceiro, ganhar fácil porém sem convencer nas oitavas, ganhar uma batalha jogando bem nas quartas, fechar a cara, socando o ar e vibrando insandecidamente enquanto se enche de moral e confiança e intimida o oponente… Se Rafa aparecer pra duelar com Roger ou Andy nas semis, pode ter certeza de que ele leva o troféu.

    Responder
  43. Anti anti-jogo

    O próprio Robolito se traiu uma vez em suas “brilhantes” entrevistas, quando disse (creio que ano passado, ou 2012): “O principal é estar bem agora para a temporada de saibro, que É O QUE IMPORTA”.

    É ridículo um número 1 fechar contrato para jogar na semana seguinte a um Grand Slam onde ele sabe que chegará à final, e ainda mais em um torneio de piso radicalmente diferente (ainda mais num jogo onde terminou sentindo cãimbras – bom, foi o que disseram….) A ganância$$$$ de Robolito, Tio Toni, Carlos Costa, Francisco Roig & Cia não tem limites.

    Queen’s e Halle (principalmente Queens) ainda são grama quase de verdade. Um apena que WImbledon virou mesmo. saibro verde…

    Responder
    1. implicante

      Foi burrada do diretor de Halle fazer contrato com o Rafa ,que não tem jogo para vencer mais de uma rodada na grama de verdade. Fora que ele nem jogou ano passado.

      Responder
  44. Marquinhos

    Alex Piccelli,

    Fique tranquilo, cara! Federer tem a preferencia de 90% dos ex-tenistas, especialistas e admiradores que o consideram o MAIOR DA HISTÓRIA. E ele é com folgas o maior da atual geração. Quantos as Nadalzetes dizerem que ele é o maior, respeite a opinião deles. Tenho um amigo, torcedor do Juventus da Mooca, que considera a Juve o MAIOR TIME DE FUTEBOL DO MUNDO. Entendeu a relação Juventus/Nadal?

    Responder
  45. ISAQUE

    Para min,o número 1 perder para o número 85 sempre será um desastre.Considerando que na grama, derrotas desse tipo para jogadores sem nenhuma expressão é algo recorrente na carreira do Nadal,o que falar das derrotas para Steve Darcis e Rosol? Nem que ele tivesse jogando aqui na rua da casa,sem nenhuma preparação para o asfalto esburacado e ondulações da rua,a derrota seria uma tragédia do mesmo jeito.
    Creio que em Wimbledon ele aprontará outra dessa,até porque até hoje não sei como ele ganhou duas vezes lá,a explicação mais lógica é que ele enfrentou na final dois jogadores que psicologicamente não aguentam o espanhol, e o Federer ainda teve a vitória na mão e perdeu.

    Responder
  46. Chetnik

    Dalcim,

    Você não acha que essa derrota é um mal sinal para WB? Veja, a gente sabe que o Nadal é diferente nos principais torneios, mas quando você analisa essa derrota com as últimas duas temporadas de grama dele, acho que é significante.

    Como eu disse aqui, não ficaria surpreso com uma nova saída prematura do Nadal em WB.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Eu acho que uma boa chave pode ser fundamental. Se ele não pegar grandes sacadores ou franco-atiradores nas primeiras rodadas, pegará ritmo e confiança.

      Responder
  47. Stephanie Santos

    Nem o Nadal nem o staff dele disseram em entrevista que ele estava bem fisicamente para ir a Halle. O que foi dito é que havia um contrato já assinado anteriormente. Além de que, pelo fato do Nadal ter ido mal em duas temporadas seguidas de Wimbledon, ele gostaria de tentar se preparar melhor para não fazer feio dessa vez, mas colocou a ressalva que se seu corpo doer, doeu, mas que pelo menos ele haveria tentado. Convenhamos que essa final de Roland Garros, devido ao clima quente e úmido, impôs um desgaste extenuante aos dois finalistas. Só vi o Nadal acusar seu físico em três oportunidades: final de Miami/11, final de AO/12 e final de RG/14, todas elas contra o Djokovic.

    Responder
      1. Stephanie Santos

        Acho que o Dalcim devia oferecer cursos grátis de interpretação de texto aos seus leitores em vez de mochilas da Babolat nas apostas dos vencedores dos torneios de GS. Acusar o físico = mostrar-se extenuado, muito cansado, o que é bem diferente de lesão que ele apresentou no AO/14.

        Responder
    1. Sergio Ribeiro

      Você ainda vai ver muito mais meu anjo. Ele atingiu os 28, idade prevista por muitos para a sua decadência em função do seu estilo de jogo. A longevidade de Federer que aos 33 ( agosto) ainda e’ um dos favoritos a Wimbledon 2014, segundo o seu próprio Titio Toni, muito improvável . Ter que se agachar na Grama já e’ um Fardo para o Espanhol.Abs!

      Responder
      1. Samuel

        Já faz 10 anos que diariamente tem sido previsto o fim da carreira de Nadal. Depois de 64 títulos, 14 grand slams e 1 medalha de ouro , uma hora alguém acerta.

        Responder
  48. nando

    Nadal perde na 1R de Halle tomando uma surra…é esse aí o tal maior de tds tão aclamado pelos seus torcedores após ganhar outro título no barro? Na boa, um cara q ganha seus títulos em sua GRANDE MAIORIA NO SAIBRO não pode jamais ser considerado o maior…tem q ser dominante em outro piso tbm né?
    Sabem qual o pensamento dos seus torcedores após a surra na grama? “” Ahhhhh se fosse no saibro…””
    kkkkkkkkk

    Responder
    1. Luiz Fernando

      Pelo nós podemos falar do barro, vcs não podem falar de piso nenhum kkk!!! Como os caras tão sofrendo , o Brown é o novo terceirizado kkkkkkkkkk!!!!!!!!!!!!!!

      Responder
    2. Rene Rocha

      O que nós pensamos do nadal é algo particular de torcedor, assim como vc pensa sobre seu jogador preferido…
      Pra nos ele é o melhor e é isso q importa e ponto! Nada do q vc o outro disser vai mudar isso,pelo menos não pra mim.
      Penso eu,q nós torcedores temos q parar de impor ao outro o q pensamos, apenas respeitar suas opiniões!

      Responder
  49. Diogo Pessoa

    Eu já sabia que você ia dizer que foi normal a derrota do Nadal e ia dar uma desculpa. Em cima da hora? No dia seguinte a RG estava lá ele treinando freneticamente na grama!

    Responder
  50. Eduardo Martins

    Rivalidade NADAL vs DJOKOVIC:
    • Total de partidas (42): Nadal (23 a 19)
    • Total de finais (22): Djokovic (12 a 10)

    Distribuição dos jogos:
    • Partidas de Grand Slam (12): Nadal (9 a 3)
    • Finais de Grand Slam (7): Nadal (4 a 3)
    • Partidas de ATP Finals (4): Empatado (2 a 2)
    • Finais de ATP Finals (1): Djokovic (1 a 0)
    • Partidas de Masters 1000 (22): Djokovic (13 a 9)
    • Finais de Masters 1000 (12): Djokovic (7 a 5)
    • Partidas de Copa Davis (1): Nadal (1 a 0)
    • Partidas de Jogos Olímpicos (1): Nadal (1 a 0)

    Números por superfície:
    • Saibro (18): Nadal (14 a 4)
    • Grama (3): Nadal (2 a 1)
    • Hard (21): Djokovic (14 a 7), das quais:
    − Outdoor (16): Djokovic (11 a 5)
    − Indoor (5): Djokovic (3 a 2)

    Responder
    1. petros

      Edu, os números mostram o que há tempos venho dizendo neste blog: A grande vantagem sobre os demais (Djoko e Federer) deve-se, sobretudo, a maior quantidade de embates no saibro, bem como o maior percentual de aproveitamento em jogos de 5 sets.
      A diferença entre eles em Slam (9 a 3) é exatamente as seis vitórias de Nadal sobre Nole em Rolang Garros!
      Mais, o comparativo monstra um empate entre os pisos: Nadal vence no saibro e na grama, enquanto Nole vence na hard outdoor e hard indoor!

      Responder
      1. geraldo de carvalho

        veja, eles , os 3, já ENCONTRARAM esta proporção de torneios em seus respectivos pisos. salvo mínimas mudanças, qdo ambos resolveram jogar tênis profissional, o circuito já estava dividido desta forma. considerando ESTA PROPORÇÃO, q existe p estes tenistas desde sempre, nadal tem se revelado o tenista mais completo.

        Responder
      2. Samuel

        O raciocínio não fecha. Nadal tem, sim, uma superioridade de 6 vitórias sobre Djokovic em slams, porém isso não se deve somente ao slam francês. Ocorre que, em majors, o número um tem sido imbatível no saibro (6×0 na França) e equilibra na grama (1×1 em Wimbledon) e no piso duro (2×1 no Aberto dos EUA e 0x1 no Aberto da Austrália).

        Responder
  51. Eduardo Martins

    Rivalidade NADAL vs FEDERER:
    • Total de partidas (33): Nadal (23 a 10)
    • Total de finais (20): Nadal (14 a 6)

    Distribuição dos jogos:
    • Partidas de Grand Slam (11): Nadal (9 a 2)
    • Finais de Grand Slam (8): Nadal (6 a 2)
    • Partidas de ATP Finals (5): Federer (4 a 1)
    • Finais de ATP Finals (1): Federer (1 a 0)
    • Partidas de Masters 1000 (16): Nadal (12 a 4)
    • Finais de Masters 1000 (10): Nadal (7 a 3)

    Números por superfície:
    • Saibro (15): Nadal (13 a 2)
    • Grama (3): Federer (2 a 1)
    • Hard (15): Nadal (9 a 6), dos quais:
    − Outdoor (10): Nadal (8 a 2)
    − Indoor (5): Federer (4 a 1)

    Responder
    1. Sergio Ribeiro

      Federer 5 anos mais Velho, 68 Titulos fora do Saibro contra 20 de Rafa Nadal que perde ate para Murray 28. O Rei do Saibro deita e rola no piso predileto , 9 SLANS. Federer vai tentar seu Decimo Quarto Título na grama , e Rafa empacou nos 3 pois já foi eliminado em Halle. Quem sabe o Espanhol nao consiga ate se aposentar 48 Titulos fora do Saibro. Federer deve ter parado nos seus 10( 1 Rolanga, 8 MASTER 1000, 1 ATP 250) . Abs!

      Responder
    2. petros

      O mesmo se aplica aqui Edu: Das nove vitórias de Nadal sobre Roger em Slam, 5 foram sobre o Saibro.
      Sem dúvidas aqui, independente do piso, Rafa leva grande vantagem sobre Roger em jogos de 05 sets!
      Mas o perfil é basicamente o mesmo: Rafa vence no saibro e na hard outdoor, enquanto que Roger vence na Grama e na hard Indoor!

      Responder
  52. Edilton

    O que tornava o tenis mais interessante a cada temporada era a forma como cada jogador se adaptava aos diferentes pisos e suas velocidades e irregularidades e as bolas e suas velocidades. Nos diversos pisos grama, grama sintética, saibro, cimento ou qualquer que seja o piso, surgiam sempre estilos diferentes e formas diferentes de adaptação do tenista. Hoje o jogo de fundo de quadra prevalece e aquele que está melhor preparado fisicamente, prevalece sobre quem tem melhor técnica. Você acha, Dalcim, que se voltasse a velocidade das bolas, dos pisos e suas peculiaridades poderíamos ter surpresas nos rankings masculino e feminino? Quais seriam essas surpresas? Gostaria de parabenizá-lo pelos posts e também pelo ótimo trabalho em RG e no Bandsports.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Puxa, Edilton, era o circuito como eu realmente gostava. Daí a diversidade maior de tenistas ganhando torneios e brigando pelo ranking, tentando se superar, como McEnroe, becker e Sampras lutando para ser bom no saibro, Lendl e Wilander na grama, Borg no sintético do US Open e por aí vai. Acho que isso premia o mais versátil, então talvez houvesse sim alguma mudança em relação ao ranking. Mas é apenas minha impressão, algo que jamais saberemos. E obrigado! Abs

      Responder
  53. Maurício Luís

    Dalcim, acredito que houve um engano. O último Australian Open sobre a grama foi em 1987, porque eu me lembro que a Hanna Mandlikova surpreendeu a então número 1 Martina Navratilova por 7/5 e 7/6 na final feminina. E o piso era de grama.

    Responder
  54. Fernando Brack

    Eis mais uma vez demonstrado o motivo do H2H entre Nadal e Federer ser tão favorável ao ogro.
    No saibro, Federer sempre chegou para o confronto. Fora dele, Nadal poucas vezes compareceu.

    Responder
    1. Igor Menezes

      Não, Brack. O problema de Nadal nesses pisos é a falta do talento nato. Se ele pegasse Roger nas primeiras rodadas, ele apanharia. O problema é que o jogo entre eles acontecia somente no final do torneio. E isso favorece o estilo do ogro de chegar ao pico somente no final de cada campeonato. Ele não chegava antes porque não tinha talento o suficiente pra se manter vivo nas primeiras rodadas, e aperfeiçoar o seu jogo da maneira que mais gosta, durante o torneio, com muitas horas em quadra e excessiva repetição de movimentos O esforço árduo é que vai moldando o jogo do espanhol. Se Rafa chegasse até a final, certamente estaria pronto para o duelo com Roger. Se você pegar as 3 primeiras partidas deles na quadra dura, terá Rafa já vencendo por 2 a 1 e ele nem 20 anos tinha ainda… Então, por incrível que pareça, penso que se Rafa chegasse com mais frequencia, a “surra” seria maior…

      Responder
    2. Mário Fagundes

      Exatamente, Brack! E isso só comprova o quanto Federer é genial inclusive no piso do “rei do saibro”. Se a temporada de grama fosse mais extensa e contasse com torneios de nível maior, certamente os números de Federer seriam ainda mais expressivos e esse H2H representaria um certo equilíbrio entre os dois.

      Responder
    3. Stephanie Santos

      Poxa, Fernando Brack, o Nadal chegou em 5 finais de WB e você ainda acha pouco? O Nadal não tem culpa se em duas delas quem não chegou foi o Federer, assim como o Federer conseguiu vencer RG sem a presença do Nadal na final (o suíço também não tem culpa). E o Nadal chegou em 3 finais no US e o Federer teve uma oportunidade contra o Djokovic, para então realizar o único GS que falta contra o Nadal, mas o espanhol também não tem culpa disso. E o Nadal nunca permitiu a vitória do Federer tanto RG (5 vezes) quanto no AO (3 vezes). Se for analisar as coisas apenas de um ponto de vista mais conveniente, a torcida chata do Nadal também poderá fazer o mesmo. Não é o meu caso, pois considero a maioria dos títulos do Federer como mais importantes do que a maioria dos títulos do Nadal, já que Wimbledon é mais importante que Roland Garros, independente de serem hierarquicamente equivalentes.

      Responder
  55. Fernando Brack

    Nadal foi esperto. Foi lá, marcou o ponto e caiu fora para se poupar.
    Poderíamos perguntar porque ele se inscreveu em Halle. Acho que ele não tinha certeza de que iria
    tão longe em RG. De qualquer forma, o prognóstico para WB não é muito animador.
    Nessas horas eu lembro do Borg, que jamais jogou um torneio preparatório para WB. Ele ia a uma
    quadra particular, treinava com algum amigo do circuito (em geral, Vitas Gerulaitis) e afinava o jogo
    para o Slam. Ganhou 5 vezes seguidas, sendo que em 3 delas veio do título em RG.
    Quanto a Federer, também parece que não está lá muito uma Brastemp.

    Responder
    1. Igor Menezes

      Boa, Brack. Faz sentido… Mas sabe de uma coisa… Penso que essa derrota foi boa pra Rafa… Uma derrota alarma qualquer jogador e mostra a ele o que precisa ser feito pra poder voltar a vencer. Muitas vezes, as vitórias mascaram seus erros e vícios. O que Nadal precisa é só reacostumar a jogar no piso. Depois que se adaptar, pega um ou dois jogos em um torneio da semana que vem, um saibrista típico na estréia do Slam e faz seu caminho até a final com muita luta, especialmente na primeira semana. A gente conhece Rafa, se chegar até às quartas, vai dar um jeito de estar em seu pico na hora que precisar.

      Responder
    1. ISAQUE

      É,pelo menos no H2H ele tá na frente,já que esse é o grande trunfo dos torcedores do Nadal ao afirmarem que ele é melhor que o Federer,quanta ignorância.Até acho que Nadal pode passar o suiço,mas por hora não,vai ter de esperar mais um pouco!!!!

      Responder
  56. Mario Cesar Rodrigues

    Gente prestem atenção mais uma vez vou ensinar a vocês Rafa tem contrato com Halle até 2016..então ele tem que ir se jogou bem ou mal e dai?perdeu agora aprendam wb vai chegar descansado e ai preparem o Décimo quinto torneio!abraços!

    Responder
    1. Renato Vieira

      Gente. Quero todo mundo prestando atenção ao Mario Cesar. Ele está nos ensinando um monte de coisas e vocês estão deixando passar.

      Responder
          1. lEvI sIlvA

            MC, meu caro, certo tu não estava, pois previu 3 Sets a zero com direito a pneu no 3º. E não foi bem assim, ou teve um jogo que só tu viu? Eu não tinha certeza que Novak levava, mas daí a dizer que, o jogador que mais dificultou pra Nadal nos últimos RG levava de lavada… e com direito a pneu no último Set, sei lá! rsrsrs O Novak ser “nojento”, só se deve ao único motivo, meu caro. Ele IMPEDIU Nadal de encostar em Federer. Mas olha, deixa eu te dizer uma coisa, meu querido MC! SE Nadal vai ou não PASSAR Federer em Slams, depende única e exclusivamente dele, viu? Caso isso não ocorra, dificilmente Federer pode impedir/aumentar a distância. E outra coisinha, levar mais 4 GS não é tão fácil assim, mesmo pra Nadal. Djokovic, Murray e por que não dizer Wawrinka ainda jogam e podem fazer algo neste sentido, ou seja, tirar algum GS do espanhol, não é mesmo? Abração!

  57. filhodedavid

    Boa Noite Dalcim, não sei não, mas acho que o Rafa não gostou nada de perder hoje, mesmo vindo de triunfo em Roland Garros. Sinto que ele quer chegar em mais títulos em Wimbledon, não que ele tenha tana dificuldade na grama, teve jogadas hoje que ele foi espetacular, pode está cedo para falar isso vai depender do sorteio das chaves, mas sinto que ele e Federer farão a final e será um jogo histórico ( espero que esse desejo se torne realidade, Federer não pode se aposentar, sem antes ter um último jogo histórico e dramático entre os dois). Como acho que alguns títulos em Roland Garros ainda estarão nas mão do Rafa, também acho que Wimbledon vai estar nas mãos de Nadal algumas vezes e não vão ser poucas.

    O que voçe acha? Merecemos um último jogo espetacular entre Roger e Rafa?

    Abraços.

    Responder
  58. implicante

    Já se sabia que o Rafa não tem intimidade com a grama, mas a coisa está ficando feia: perdeu os 3 últimos jogos nesse piso, sendo para adversários acima do top100 ou levemente abaixo do top100, como o Brown. A ultima vitória foi contra o Bellucci.
    Das 7 últimas partidas na grama, venceu só 2 jogos.
    Se a grama de Wimbledon não tivesse sido modificada para a bola perder velocidade e quicar mais alto, esses números estariam ainda piores.

    Responder
  59. Jonatã

    Dalcim

    Diria que Halle é o torneio mais rápido do circuito?.

    Eu Tenho essa impressão de Halle ser o torneio mais rápido do circuito ATP, além da bolinha andar bastante, o quique da bola é muito baixo. Acho sensacional esse torneio, é o que mais lembra “Wimbledon do passado.”

    Responder
      1. Renato Vieira

        Dalcim, vc disse que Halle e Queens vão se tornar ATP 500 ano que vem. Você sabe se as chaves ficarão maiores? Essa chave de Halle é muito pequena.

        Responder
  60. Foguetinha

    Dalcim,tira uma dúvida minha. O Rafa foi finalista de Wimbledom em 2007,2008,2010,2011. Pra você, de 2012 pra cá, qual o motivo pelas suas campanhas ruins?

    Responder
      1. Fernando Brack

        Já passou da hora de Nadal descartar pelo menos 1 dos torneios no saibro.
        A longa temporada, sempre culminando com título em RG, é muito desgastante.
        Se eu fosse de seu staff, recomendaria eliminar Monte Carlo, que é opcional, já
        que Barcelona é tão especial para ele.

        Responder
    1. ALEXPICELLI

      so corrigindo nadal foi vice em wimbledon em 2006/2007/2011 e campeao em 2008/2010, numeros errado belo!!!
      e o motivo simples, jogador baloeiro de saibro, e isso!!!!

      Responder
      1. edmundo j

        Sensacional!!!!
        Agora me diz: os seguintes não-baloeiros, mas campeões na grama sagrada, fizeram quantas finais de WB
        Ivanisevic
        Agassi
        Stich
        Edberg
        Cash
        Becker
        Mcenroe
        Connors
        Borg

        Responder
      2. Renato Vieira

        Jogador baloeiro de saibro é campeão duas vezes e vice outras três???

        Acho que eu vou tentar um WC lá em wimbledon, quem sabe eu ganho. Ou fico em segundo pelo menos.

        Responder
      3. Samuel

        Calma! Você corrigiu de forma equivocada. É mais do que óbvio que a pessoa utilizou o termo “finalista” para indicar que Nadal chegou à final de Wimbledon, independentemente de ser campeão ou vice-campeão. Qualquer um percebe que a usuária ficou interrogativa porque o número um do mundo teve excelente desempenho ao chegar a 5 finais consecutivas (2006, 2007, 2008, 2010 e 2011) e, depois, teve desempenho ruim ao ser eliminado em rodadas preliminares durante 2 anos seguidos (2012 e 2013). Se for corrigir, corrija bem.

        Responder
  61. ALEXPICELLI

    Bom aquilo que falo a todos tirando os 9 rolanga nadal ficaria so 5 gs, pouco para muitos dizerem ser o melhor tenista.
    E se tirar os master na terra ai cai muito, alias dos 65 se tiver errado corrijam, nadal deve ter uns 45 na terra, isso?
    e sobre halley o espanhol e tao mane que pensou ser mais facil ser campeao la porque tem federer como fregues dele, que se esqueceu dos outros e de quye nao sabe jogar na grama kkkkkk, dai o tio toni disse” pupilo mio vamos caminhar per la via roger federer” assim termina mais um capitulo do robo baloeiro jogador de saibro kkkkkkkkkkkkkk!!!!
    nao me levem a mal pelo amor de DEUS!!!

    Responder
    1. Marcio

      Amigo, esses raciocínios sobre tirar títulos de um piso ou outro não faz o menor sentido. Se tirar os 9 que o Federer ganhou na quadra dura, ele fica só com 8 Slans. Se tirar os 7 do Sampras da grama ou os 7 da quadra de cimento, ele fica só com metade do que ganhou. Se tirarmos os 5 da quadra dura do Nole, ele fica só com um. Ou seja, se tirar títulos de um determinado piso de qualquer tenista, nenhum seria excepcional, segundo seu critério. Ganhar Slam ou Master é difícil em qualquer piso. Por isso muitos tentam e poucos ganham.

      Responder
      1. ALEXPICELLI

        diferente belo, faz um calculo ai,federer tem 5 usopen/4 ausopen/7 wb e 1 rolanga nadal tem 9 rolanga/2wb/2usopen/1 ausopen, diferenca nekkkkkkkk e master piro ainda.
        so to dizendo que é pouco para um jogador, ganhar praticamente num tipo de quadra, essa é ideia, saco maninho!!!
        pouco demais ser jogador de um tipo de quadra, ele nao é como federer nunca !!!!!

        Responder
      2. Renato Vieira

        Pois é Márcio, é uma coisa bem esquisita isso que ficam fazendo.

        Todo mundo sabe que Nadal é saibrista de carteirinha. Então por algum motivo resolveram falar que saibro não é um terreno digno do esporte.
        Engraçado que ninguém fala aqui que se tirasse RG do Guga ele ficaria com…. nenhum Slam. Tipo, como se isso fizesse dele um tenista pior.
        É bem bizarro isso.

        Responder
        1. Renato Vieira

          Ah, isso sem contar que, até onde eu sei, foi o segundo piso a ser introduzido no tênis, depois da grama. Ou seja, é mais tradicional do que a quadra dura sintética.

          Além de ser o piso mais utilizado no mundo inteiro para treinamentos.

          Responder
        2. ALEXPICELLI

          tUDO COMEÇOU QUANDO O ESPANHOL, ALIAS VOCE VIU SELEÇÃO ESPANHOLA, COMO SAO SOBERBOR? NAO GOSTO DO NADAL PORQUE E SOBERBO, CARA SE MATA,LUTA COMO UM DEMENTE PARA QUEBRAR OS RECORDS DO FEDERER, ISSO NA MINHA OPINIAO, LE BEM, NA MINHA OPINIAO, E ARROGANCIA, CARA SOFRE DEMAIS, POIS PRECISA DO FISICO PARA VENCER, A TATICA, QUE O TITIO TONI ENSINOU NAO FUNCIONA NA GRAMA, BALOEIRO NAO SABE SACAR E VOLEAR, BALOEIRO NAO SABE DA DEIXADINHA.
          FEDERER CHEGOU EM MAIS FINAIS NO SAIBRO QUE NADAL NA GRAMA OU RAPIDAS, OS NUMEROS MOSTRAM.
          TUDO COMEÇOU COM MIMIMI DO NADAL DE FAZER UM FINALS NO SAIBRO, O MEDIOCRIOSIDADE AQUELE MIMIMI, FOSSE ASSIM, FEDERER IRIA CHORAR PRA FAZEREM MAIS TORNEIOS NA GRAMA, EXEMPLO SE TIVESSEMOS MASTER 1000 NA GRAMA GARANTO QUE O FEDERER TERIA MAIS MASTER QUE O NADAL KKKKKKKKKKK, SACA AI TEMOS HALLE/QUEENS E WB MIS POPULARES, SABE QTS O REI VENCEU SO NA GRAMA, 14 TITULOS DE GRAMA, SENDO SO 3 TORNEIOS, ABSURDO A SUPREMACIA, SE TIVESSE MASTER 1000 NA GRAMA AI SIM TU VERIA UM RECORD DE MASTER 1000, SERIA MAIS DE 30.XD

          Responder
      3. Felipe Pacheco

        Ótimo comentário, Márcio! Aliás, as tentativas que alguns aqui fazem para tirar os méritos dos feitos do Nadal são completamente descabidas e apelativas. Apenas aceitem os fatos. Qualquer grande esportista, e Nadal está entre eles, merece ser profundamente admirado.

        Responder
    2. Igor Menezes

      hsuashuahsuahsuhaush Bom ler comentários como os teus… hehehe Dependem de derrotas dos adversários em torneios de preparação… hehehe Mas não se esqueça, a hora certa de rir é depois de Wimbledon… rsrs Ou de chorar, parceiro! haha

      Responder
      1. O LÓGICO

        IGO, podes me responder uma pergunta? kkkkkkkkk Você ainda vai continuar a torcer pelo robozinho assassino do tênis arte quando ele ficar totalmente careca? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *