Roland Garros é o pior dos Slam em ingressos vendidos
Por José Nilton Dalcim
22 de maio de 2013 às 23:02

rgr_ms_newStadiumO Aberto da França precisa correr atrás do prestígio que anda escorrendo pelo saibro de suas quadras na última década. Além de ser hoje o Grand Slam com mais baixa premiação dividida entre os tenistas, Roland Garros também está na rabeira quando o assunto é público.

Segundo dados oficiais dos organizadores, o recorde do US Open é de 721.059 ingressos vendidos, em 2007, com média bem próxima dos 700 mil nas mais recentes edições, que têm sofrido com o mau tempo. Logo atrás, e crescendo, até o Australian Open. A marca absoluta veio em 2012, com 686.006, apenas um pouquinho melhor do que a edição de 2013, que recebeu 684.457 visitantes.

Claro que esses dois Slam têm uma vantagem significativa: adotaram a inteligente rodada noturna, que obriga um pagamento diferenciado de ingressos por 12 dias para cerca de outros 23 a 25 mil espectadores. Sem teto retrátil, iluminação e Hawk-eye, o Aberto parisiense não tem perspectiva de melhoria até que se modernize o complexo.

O recorde de público em Roland Garros é de 2012, com 430.093 pagantes. No entanto, ele é o único dos Slam que adotou a fórmula de 15 dias de programação, dois a mais que Wimbledon, que ainda assim ganha longe. O tradicionalíssimo torneio britânico tem recorde de 476.711 (que atingiu na verdade 490.081 porque em 2001 houve uma rodada completa no chamado Mid-Sunday).

O projeto de ampliação em Porte d’Auteuli – a proposta de mudança para outra cidade foi felizmente rejeitada – deverá estar pronto apenas em 2018, já que sofreu por enquanto atraso de um ano, e tem como principal ideia um modelo que aumenta o tamanho do complexo durante o torneio. Quando estiver finalizado (veja arte acima), a quadra principal terá enfim teto retrátil e iluminação, permitindo a rodada noturna tão desejada, e 15 mil assentos confortáveis.

A reforma custará 340 milhões de euros, 95% desse total financiado pela Federação Francesa. A prefeitura de Paris entrará com ‘apenas’ 20 milhões de euros e, como proprietária do terreno, ficará responsável pela reurbanização da área. Só então, acredita-se que Roland Garros voltará a crescer. Tomara que não seja tarde demais.

Mais baixas – Conforme antecipado pela imprensa argentina, Juan Martin del Potro não vai mesmo a Paris. Ele voltou para casa após Roma com um problema respiratório. É a segunda grande baixa entre os top 10, após Andy Murray. O número 11 do ranking, Stan Wawrinka, deu a entender que sua chance de competir aumentou.

Para o tênis brasileiro, outra má notícia foi a desistência de Thomaz Bellucci. A contusão no abdôme, como eu já havia alertado, é uma das mais chatas do tênis e demanda tempo precioso de recuperação. Com dores, ele mal estava fazendo exercícios físicos. Espera se recuperar a tempo  de jogar algum preparativo para Wimbledon.

Claro que Bellucci jamais estaria no rol de favoritos, mas para um torneio que significa tanto para nós é muito ruim ver o número 1 de fora. Bellucci foi às oitavas em 2010, o que é seu melhor resultado em Slam até hoje, barrado somente por Rafael Nadal, a quem deu considerável trabalho. Assim, vamos de Rogerinho Silva, mas principalmente de Bruno Soares e Marcelo Melo, com seus parceiros estrangeiros.


Comentários
  1. Sergio Ribeiro

    Caro MC, a dois anos você repete que Federer nao passa por Ferrer em lugar nenhum, mais já esta 15 x 0 para o Suíço com direito a 5 x.0 no Saibro, e perda de apenas DOIS Sets nas 15 partidas. Mas para você relaxar , malharam tanto Federer, mas olha como anda a freguesia no Saibro : Rafa 13 x 2 Federer, Rafa 13 x 3 Novak e Rafa 15 x 1 no Especialista Ferrer. Abs !

    1. Fernando Brack

      Kkkk! Muito engraçado! As participações do Djoko e Monfils foram cruciais para o resultado.

  2. Rodrigo

    MARILIENSE antecipou sua despedida pois sabia da chave de RG. Nadal x Djoko na semi!!!
    O cidadão não iria aguentar a zoação com seu ídolo saindo sem o título e antes da final.
    Quanto a Federer, tem um bom caminho até as quartas, quando pode pegar Tsonga, que sempre lhe dá muito trabalho. Se passar encara Ferrer ou (Berdych ou Gulbis).
    Dimitrov terá djoko logo na terceira rodada… uma pena, pois em 3 sets acho difícil repetir o feito de Madri

  3. Fernando Brack

    A falta de noção já chegou ao BandSports. Por conta da transmissão exclusiva, seus jornalistas e comentaristas, incluindo os isentos e conceituados, estão chamando RG de Copa do Mundo de Tênis. E nenhum deles sequer fica corado com o evidente exagero, quando muito ficam um pouco sem jeito. Legítimos caras-de-pau, só porque são profissionais assalariados da emissora.

  4. MARIO CESAR RODRIGUES

    Dalcim..depois falam que chave é combinada hem..mas na boa o Nole pegou pedreira..Federer sinceramente não creio que chegue as quartas por uma série de motivos….se por acaso passar se confirmarem as previsões ele na semi não passa do Ferrer..e Nadal a chave em nomes não é difícil mas para o Espanhol todo jogo é difícil..mas tenho uma ligeira impressão que Rafa ganha este torneio…e quanto a Nole numa eventual final não vai se páreo para Rafa!

    1. Sergio Luiz

      É verdade, todo jogo do Nadal no saibro é difícil muito difícil, quase impossível…para os adversários, né ?! Esse MC é o que o Xará Gonçalves bem classifica como “piada pronta”. rsrs.

  5. Isabel

    Federer não pode reclamar dessa chave hein. Dois qualis nas 2 primeiras rodadas. Será que Jo estará inspirado como ano passado? Jogo perigoso nas 4ªs. Era melhor ter pegado um cabeça de chave, tipo o Tipsarevic, mas o Rogerinho foi cair na primeira rodada com o Gulbis… que azar. Uma ponta de pena de Nole e Rafa do mesmo lado da chave.

    Vika teve sorte e se safou da Serena e to vendo a Carol cair na primeira rodada contra a Laura Robson.

    1. Sergio Luiz

      Ô, minha cara Isabel, se queixar do Tsonga nas 4as, no SAIBRO ?! Só falta lamentar ter o Ferrer na semi! Aposto que o Djoko troca de chave com Federer, e ainda dá 1 set de vantagem se se cruzarem! rsrs. Abs.

  6. Sergio Luiz

    Os Franceses não perdoam! Djoko e Nadal se cruzam nas semis, e do outro lado uma chave molezinha pro Federer chegar a mais uma final de RG! rsrs.

    1. Rafael Wuthrich

      Hehe. Você sabe que eles adoram o suico, não tanto como o Guga, mas a milhares de anos-luz de Nadal.

  7. MARIO CESAR RODRIGUES

    Dalcim…nem ligo sobre os comentários..R.G é o mais importante GS…quantidade é bom mais qualidade é melhor…e outra uma pergunta o negócio lá é maisoumenos como o Brasil?vc já foi lá Dalcim eu já!Cambistas eles compram com 6 meses de antecedência se não sabe fica sabendo!

    1. José Nilton Dalcim

      O controle sobre cambistas é bem mais rigoroso lá fora, mas ainda assim o negócio existe e ganha muito dinheiro.

  8. Anti anti-jogo

    O coitado do Del Potro ousou ganhar um set de Dopalito, chorou (seriaa seu primeiro MAsters) e lá veio a maldição… crise respiratória.

    1. Leo

      Realmente. Quando vc colocou essa explicou essa maldição, tudo fez sentido. Ele tem pacto com o demo, só pode. É muita sorte para ele e infortúnio para quem endurece o jogo. O que dizer do caso Nole?:Depois das sete surras seguidas, o sérvio teve lesão, avô falece, chuva na final de R.G 2012 e depois pai internado com risco de perder vida. Eu, hein?!

    2. Brennda Lima

      Realmente desde de Indian delpo não consegue bons resultados,maldição ou não quero que acabe logo 😉

  9. jonas gomes

    Esse torneio de roland garros e a temporada de saibro e a maior ilusao que tem no tenis,quando acaba o nadal continua com aquelas desculpas velhas do joelhinho kkkkkkkk

    1. rudimar

      tens razao e depois nao joga os outros em quadras rapidas porque nao tem cacife para ganhar, essa e sua desculpa…

  10. Lomeu Lima

    Não sou corintiano, mas a maioria dos comentários aqui tratam o Nadal como o time de parque São Jorge. Odiado pela maioria, os chamados “anti”. Acompanho tenis desde a época dos lendários BORG, McENROE, AGASSI, SAMPRAS, entre outros, bem como essa geração com FEDERER, NADAL, DJOKO, e não entendo porque tanta inveja do espanhol. Ganhou todos os SLANS, maior vencedor de Master 1000, tem retrospecto favorável contra todos os expoentes da geração atual, o que falta mais? Caso ele fosse brasileiro, será que teria o mesmo tratamento/sentimento? Quem é torcedor do FEDERER deve lembrar que ele não tem OURO Olímpico, e nem por isso deixa de ser um dos maiores da história. Não gostar do estilo de jogo é respeitável, mas desmerecer o sucesso alcançado por um time/atleta é fruto de uma mente tacanha. Falta sinapse para alguns pseudo “tenistas” amadores.

    1. Bruno Guedes

      Ninguem esta desmerecendo, mas pra ser Maior ser inesquecivel, virar MITO tem que ser OTIMO em tudo, e o NADAL nao e bom como pessoa segundo relato de varios jornalista e inclusive de alguns de nossos amigos aqui do Blog.
      Procure um video de um jogo entre NADAL e Soderling, o Soderling da uma zuada vilolenta nessa mania de tirar a CUECA e cherar o dedo…So pra exemplificar SENNA e o SHUMI, o numeros sao do SHUMI, mas pergunta la quem foi o MAIOR.
      Assim e ROGER FEDERER…um MITO….

    2. Geonato-BH

      Vc foi feliz. Eu não gosto do estilo do Nadal, mas concordo que ele é um fenômeno de eficiência. O RF tem ouro nas duplas em Olimpíadas e Prata e Bronze individuais, o que não é pouco. Sai RF, entra, GD. Tomara!

    3. Paula

      Falou tudo,Lomeu Lima. Aqui,essas viuvas,preferem falar mal do Nadal,do que exaltar o tenista(no caso,95% deles são federetes) que torcem. Mas quanto mais eles xingam e falarm mal.,mais descontrolados estão. Esse povo deve sonhar com o toro todos os dias. rsrsrsrs

  11. Luiz Fernando

    Mariliense meu caro, fique, faço minhas as palavras do Saudoso e de outros blogueiros de mente sã. Alguns devem estar comemorando sua decisão, por razões obvias, mas creio q para a maioria absoluta vc fará falta, pois sempre se portou com dignidade e sem baixarias, atitude q alguns frequentadores nunca ouviram falar, pois vivem p postar ofensas disfarçadas e calunias. Alem disso, se vc, o verdadeiro chefe da torcida organizada do Rafa, se for, ficarei sozinho em meio as leoas federetes, desamparado kkk! Repense meu caro amigo, se houve qualquer situação q o magoou, de a volta por cima e siga em frente, vamos comemorar juntos as muitas vitorias do Rafa q virão, muito provavelmente dia 9 de Junho tem festa nadalina em Paris, regada a champagne e vinho!!!!!!!!

  12. André

    Da série “teorias da conspiração” em que falam de “punição disfarçada” ao Nadal – foram exatos 6 meses, o que dizer de Soderling se voltar em exatos 2 anos!? Eu não entendo nada de “mononucleose”, mas meus amigos que tiveram isso se curaram rapidamente e não foi nada grave…

    1. Sergio Luiz

      O Mario Ancic, excepcional tenista Croata, encerrou a carreira precocemente por conta da mononucleose. Quanto ao Soderling, a questão não é o tempo de parada, mas a forma (nos 2 sentidos) que voltará. Se voltar melhor técnica e fisicamente que quando parou, como se nunca tivesse parado, sem dúvidas será suspeito, muito suspeito! rsrs.

    2. Fernando Brack

      No caso do Soderling, pelo menos é comprovada a doença que ele tem. Seus amigos tiveram muita sorte, pois a mononucleose se manifesta em vários graus de gravidade. Um amigo meu sofreu bastante.

  13. O LÓGICO

    Vamos falar a verdade kkkkkkk RG e Robozinho, torneio chato e jogo feio, W e Fedex, torneio lindo e tênis lindo. Essas relações explicam os números kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk relações totalmente LÓGICAS kkkkkkkk.

    1. Paula

      UIII, E Fedex é lindo tb??vc acha??? quanto amor kkkkkkkk Já que o torneio é feio,vc não assista. rsrs

  14. Almir Neppi

    Não concordo que seja o pior, se formos considerar que no USOPEN na quadra central cabem 20.000 x 10 já quase dá a diferença de publico em Paris , claro que tem os problemas para a reforma do complexo, as chuvas, mas os jogos são legais. Claro que a superioridde do Nadal é notoria, só o Djokovic te jogar no limite ganha dele , pois em 5 sets, só se aparecer outro Soderling que ganhou em 04 sets e o quarto no tie-break se fosse para o quinto perderia.Mas não acho que esteja decandente neste formato não cabe mais publico .

    1. José Nilton Dalcim

      O fato não é quanto cabe no US Open, mas o fato de lá estar lotado todo dia. Isso é sucesso. Abs!

  15. Fernando Brack

    Dalcim, hoje cedo peguei a rebarba de uma entrevista do Lacerda para a ESPN dando sua interpretação do ‘mau uso’ de verbas públicas pela CBT. Ele reconhece que houve falhas técnicas na prestação de contas e diz que vai devolver o dinheiro, mas em contrapartida avisou que não pretende mais fazer uso da Lei de Incentivo ao Esporte. Não tenho condições de avaliar se é uma reação exagerada ou não, mas não duvido que ele esteja contrariado com razão, pois neste país muitas leis parecem feitas para atrapalhar a vida do cidadão e das empresas, atravancar a atividade econômica e consequentemente o progresso da nação. Vamos ver se a verdade sobre este episódio vem à tona logo.

    1. José Nilton Dalcim

      A Lei de Incentivo obriga um proponente sem fins lucrativos (Confederação, federação, ONGs) e a CBT acabou ‘dando aval’ a uma série de eventos. No caso, a entidade fica como a responsável por tudo e foi o que aconteceu nesse caso (assim como em outros, como o Brasil Open), em que as contas da promotora não foram aprovadas. Então acho que a CBT deveria mesmo ser mais cuidadosa quanto a isso. Fica a lição para todos. Abs!

  16. Fernando Brack

    Meu palpite é que Federer tem pouco (se é que tem algum) interesse real em levantar seu 2º caneco em RG. Ele sabe tanto quanto nós que para isso precisa bater tenistas super resistentes e de jogo ultra consistente. Evidente que tanto Nadal quanto Djoko elevaram o patamar do jogo no saibro a um nível que deixa os demais literalmente na poeira de argila. Ele nunca foi adepto deste estilo de jogo e não vai ser agora que ele fará um esforço hercúleo para tentar superá-los, com enorme probabilidade de fracassar. Eu acho que ele só vai a este RG por ser um Slam e por saber que pode ir longe no torneio, mas não acredito que vencê-lo seja uma prioridade, como já foi quando ele ainda tinha que vencer lá para ser considerado o maior de todos. Repito, na final de Roma, ele teria perdido de qualquer jeito. O que decepcionou muito foi sua total falta de empenho no jogo, quase desprezando Nadal.

    1. Fernando Brack

      Claro que ele também entra no torneio por saber que muita coisa pode acontecer numa competição tão longa e tão desgastante como essa, e sempre há a possibilidade de chegar à final com reais chances de faturar o título. 2009 foi um exemplo, com Nadal já entrando no torneio meio baleado depois de mais uma temporada de saibro em que ganhou quase tudo (aquela semi contra Djoko em Madri moeu o Ogro). Agora, este ano parece mágico pro Nadal, pois apesar dos sucessivos títulos, não dá o mínimo sinal de cansaço. E ainda tem o Djoko, que desde 2011 vem disputando com o espanhol os grandes troféus no piso. Tá meio difícil pro Mestre pensar em título.

      1. Bruno Vigne

        Algum interesse remoto ele até tem, mas sabe que se enfrentar Nadal ou Djoko suas chances são nulas. Ele deve estar rezando para Nadal ter dor de barriga e Djoko torcer o pé…

  17. Adriano Ponciano

    Dalcim, posso estar enganado, mas vejo como grande problema para o torneio a dificuldade para compra de ingressos, É IMPOSSÍVEL conseguir ingressos para RG sem ser cambistas e ou outros meios que não bilheterias, um absurdo!!! Fui para RG e para US, no primeiro foi uma dificuldade total fora o valor astronômico, fora que não há um bar bacana para sentar e tomar um drink entre os jogos, Já o US vc compra o ingresso pela internet preço oficial sem nenhuma dificuldade, e em que pese o charme de RG o us open é muito mais divertido como evento, acho que essa pode ser uma das principais razões!!! Um abraço

    1. Maria Flor

      Pode ser um ponto! este ano é a segunda vez que compro, e é uma verdadeira maratona conseguir um ingresso, sem contar que o 1 lote vai para a federação francesa, depois para sócios num sei o que, quando chega no grande publico já não há quase nada! 🙂

      1. Fernando Brack

        Oi Maria, aguardo seu report diário, direto das arquibancadas da Philippe Chatrier e Suzanne Lenglen. Abs

  18. Fernando Brack

    Dalcim, apesar de não compartilhar da opinião do Renatohk sobre o saibro (embora eu me divirta muito com a persistência dele em rebaixar o piso), vou aproveitar o gancho e perguntar a você (e me perdoe se isso estiver em seu livro, pois estou em dívida com você – e, obviamente, comigo mesmo – por ainda não tê-lo lido): quando e onde foi a origem do saibro como piso no tênis? Mesmo não tendo nada contra (ao contrário, gosto muito de jogar nele), acho estranho um esporte ter sido criado em um tipo de piso e depois ser adotado como opção (porque o original não foi descartado) algo totalmente diferente. Entendo o piso sintético, pelas questões de praticidade e economias de custo inicial e manutenção, mas não o saibro como alternativa à grama. Abs

  19. O Iletrado

    WOW! Rafael Nadal é o culpado da decadência de Roland Garros!

    E se algum outro alucinado do outro lado do muro também interpretasse que é o contrário, ou seja, que RG só ainda sobrevive por causa do Nadal? KKKKK

    O iletrado aqui leu outro texto! Deve ser a nova gramática! Ou então efeito do spim turbinado em Roma que ainda não passou! KKKKKKKKKKKK (efeito do SPIN = SPIN do efeito?). kkkkkkkkkkkk

  20. O Saudoso

    Fica Mariliense!… please!… Não se vá! Rolang Garros e o blog não podem sofrer mais esta baixa! Assim as “do mau” vão prevalecer mais uma vez. Já não basta o que fizeram com o Prada, Renata, entre outros, e até com a Steffany (uma das melhores aquisições do Blog, e consequentemente uma das maiores baixas, que foi literalmente abatida pelos “do mau”?).

    Lembra do dia do Fico? Reconsidere e faça o mesmo! – E não deixe os maus torcedores do melhor jogador do segundo semestre de todos os tempos acharem (na sua sapiência) que ganharam, mesmo porque vc, igual a um miúra, nunca deixou eles levarem nem umazinha (fregueseia total!), e não seria por eles que vc tomaria uma decisão como essa. KKKKKKKKKKK

  21. Arthur

    Dalcim, você não acha que o Bruno Soares e o Marcelo Melo poderiam conquistar grandes resultados se disputassem mais torneios juntos? Entendo a questão do entrosamento com seus respectivos parceiros estrangeiros, mas os dois brasileiros já mostraram que se entendem bem em quadra, talvez uma dupla com ambos disputando um GS pudesse trazer um grande feito pro Brasil

    1. José Nilton Dalcim

      Eles dizem que precisaram mudar de parceiro para buscar progresso técnico, mas nunca descartaram uma volta. Por enquanto, Bruno está muito bem e acho que deve ir mesmo em frente com o Peya. Abs!

      1. Weverson Pinheiro

        Com certeza Dalcim, o girafa não acompanha a qualidade técnica do Bruno, ele com o Peya forma uma dupla perigosissima. Acredito que o Brasil hoje pode contar apenas com o Bruno.

  22. Santos

    Se não houver contusão, os dois fortões de físico inesgotável, Serena e Nadal, já estão com uma mão e mais alguns dedos na taça e isso tira a vontade de assistir ao torneio. Sem falar das chuvas frequentes e interrupções das partidas. Sem dúvida hoje é o pior Slam para se assistir.

  23. Pedro Ivo

    Quero só ver o que o SUPER LÓGICO vai dizer dessakkkkk. Mas Dalcim, quero a sua imressão, é possível? Quais seriam as razões?

  24. Marcelo Costa

    Perigoso este momento do tenis, pois, RG em queda de público, torneio na grama só mesmo WB, pois, os outros servem de preparatório, extinção das quadras de carpete. Esse predomínio das quadras sintéticas não é bom, além de serem mais prejudiciais aos atletas, deixam monótono o circuito.

    1. José Nilton Dalcim

      Não é exatamente uma queda de público, Marcelo, mas uma estagnação. O torneio parou de crescer e isso já há algum tempinho. Nadal e Federer (e agora Djokovic) certamente salvam o torneio, que também não vê muito sucesso do seu tênis nacional. Abs!

          1. geraldo de carvalho

            esses torneios têm sucesso A DESPEITO dos países NÃO TEREM GDES TENISTAS EM AÇÃO. n acho razoável atribuir a queda de público na frança ao fato de q lá o tênis n ter ídolos nacionais com boa competitividade.

  25. Fernando Brack

    Estou vendo neste instante o Haas se desculpando com a torcida em Düsseldorf por abandonar o torneio. Não entendi direito o motivo, mas com certeza é alguma lesão. Mais uma baixa para RG à vista? Acho que daria uma ótima partida aí na Alemanha contra o finlandês Nieminen. O Haas é um daqueles que me convidam a ver tênis.

  26. renatohk

    Além disso tudo aí q o Dalcin falou, o torneio é no saibro, o piso que nivela por baixo.
    Aí não tem como fugir da pecha: O MENOR DOS SLAMS.

    1. Marcelo Costa

      Sabe o saibro, é um piso que eu não gosto, mas daí falar que nivela por baixo são outras coisas. Mas já pensou se Nadal fosse campeão tantas vezes na grama de WB, dai então a grama iria nivelar por baixo.

    2. Leo

      Assino embaixo. Ainda bem que a temporada no saibro está no fim e jogos melhores nos aguardam no segundo semestre.

  27. Brennda Lima

    É tão triste ver um torneio que nosso grande Guga imortalizou para nós brasileiros em decadência de público, infelizmente Bellucci não está mas como você disse vamos torcer por Rogerinho, Bruno e Marcelo. Não Nadalete nem Federete, mas acho que a soberania de Nadal atrapalha um pouco o torneio. 🙂

  28. Luiz Fabriciano

    Caro Dalcim bom dia.
    Saindo um pouco deste contexto e aproveitando os poucos comentários até o momento neste post, mas falando de Roland Garros, estou acompanhando pela BAND o De já vu Roland Garros, com a companhia de Chiquinho Leite e revi uma final entre Steffi Graf e Monica Seles e te pergunto: como que a alemã se tornou tão vencedora usando única e simplesmente o slice no seu backhand? Não me lembro de nenhum outro jogador que, por mais frágil que fosse seu backhand, não usasse o spin ao menos em determinados momentos, por mais escassos que fossem.
    Grande abraço.

    1. José Nilton Dalcim

      Mas ela batia o backhand sim, quando precisava das passadas Veja aos jogos entre Steffi e Navratilova, principalmente, em que a norte-americana sempre atacava o backhand, e você verá que a alemã também tinha essa capacidade. Abs!

  29. Marcia Bastos

    ENQUANTO A ATP MANTER O PISO EXTREMAMENTE LENTO, E O BOMBADÃO BALOEIRO FOR PATROCINADO PELA FORNECEDORA DE BOLINHAS DO TORNEIO…ESCOLHENDO INCLUSIVE O PESO DA MESMA…FICA DIFÍCIL DAR CREDIBILIDADE.

    1. Paula

      Como que sua credibilidade,fosse importante. E se é o Nadal que escolhe o piso,não vejo nada demais. Lá ele manda mesmo rs . Que não gosta,é só não assistir rs

  30. Alan

    Concordo com o amigo Luis. Por mais que a fase não ajude, descartar Federer de qualquer torneio ainda beira o absurdo. Lógico que idade e piso não são tão favoráveis, mas Federer é Federer e não conseguir vencer o Nadal no saibro não pode ser considerada nunca uma tarefa fácil. Quantos já conseguiram? Pouquíssimos. Os bicho-papões continuam sendo Nadal e Djoko, porém, se eles tiverem que se cruzar numa semi o cenário muda por completo e o Fedex pode, muito bem, “aprontar” no barro parisiense. A ver. Creio que o Dalcim também assim o pense. Federer é, para mim, a terceira força no torneio, mas está num patamar abaixo dos outros dois. Contudo, todavia, de Slam o cara entende e seus recordes estão aí para não me desmentir

  31. Leo

    É bacana ver que muita gente também não aprecia o jogo chato de maratonas no saibro, a ponto de vender pouco ingressos e dificuldades de venda de direitos de transmissão.
    Sem dúvidas, é o pior slam, mas não só em ingressos, mas por falta de iluminação, teto e demais condições. Não é a toa que vive sendo cogitado o rebaixamento do slam no complexo esportivo atual.

  32. Tomaz Teixeira

    Ainda podemos ter o Feijão e a Teliana , se eles furarem o qualifying. Feijão não terá vida fácil. Pega o espanhol Pablo Carreno, que está em ótima fase. A Teliana acaba de vencer a sua segunda partida e está a uma vitória da chave principal. Essa menina merece muito. O Feijão também, é claro.

  33. Glaucio Carley

    Sempre quando desejo saber as ultimas noticias do tenis, comentadas de forma agil, sensata e fundamentada venho ao seu site Dalcin. Aprecio sua imparcialidade ( mesmo sabendo que todos nos temos lá nossas preferencias….). Só acho que o seu blog deveria ter maior destaque na pagina principal do UOL ( sempre dominadda pelo futebol).

    Acredito que RG sem a força total do top 20 ficar ainda mais sem graça ( Dificil alguem tirar o titulo de Nadal , mesmo que Djokovic ainda possa estar novamente em um dia inspirado….).

    Como vários aqui estou um pouco desanimado com a má fase de Federer que parece meio protocolar em seus jogos, mesmo contra adversarios infinitamente inferiores e tambem com sua aparente falta de garra e perseverança contra jogadores de similar talento, mas espero que isso seja temporario e ele volte a produzir um tenis de altissimo nivel como de costume.

    Um grande abraço e parabens pelos posts.

    1. Carlos Reis

      Tu não volta mais aqui? Sério!? … se a resposta for “Não, não volto mais aqui.” = Obrigado!!! se for o contrário = Que pena.

    2. Fernando Brack

      Caramba, não tô entendendo os nadalzetes. Estão debandando (não sei se essa sua intenção, MC) justo quando seu ídolo está arrebentando o circuito. Será que vocês também andam desconfiados do milagre que ele não pára de realizar desde que voltou de sua misteriosa lesão? Você enjoou do que exatamente? Abraço e vá embora não.

      1. Leo

        Até entendo a debandada. É o último torneio da temporada de saibro e depois é só sacode no lombo gordo do espanhol. rsrs Em 10 anos como profissional, só levantou canecos em dois anos. 2008 e 2010. Com a maturidade do Nole e Murray, parece cada vez mais difícil para ele ganhar algo no segundo semestre.

      2. O LÓGICO

        Elas vão aparecer em forma de Fake.kkkkkkk o trio parada dura que vivia xingando os Fedex tá por aí. O campineiro na maior cara de pau veio falar de mim, o cara mais sincero e ingênuo do blog.kkkkkkk como se a gente não lembrasse o quanto ele xingou as pessoas por aqui…..baixaria total. No blog não há mais xingamento, graças ao INRI, o fake de Jejus, kkkkkkkk.

  34. Luis

    Parabens pelo Blog Dalcin. Há muito tempo que Roland Garros se tornou o slam mais chato. Apesar de indiscutivel, a soberania de Nadal prejudica o torneio. Apenas para comentar o post anterior, achei que Toni Nadal perdeu uma otima oprtunidade de ficar com a boca fechada. Quer dizer que a lista de favoritos em Roland Garros se resume aos que deram trabalho para Nadal nas ultimas semanas:. Ele pode até ter rrazao em se tratando de Ferrer, Dimitrov. Mas nao deveria nunca excluir Federer. Todos sabemos que Roland Garros nao faz parte das prioridades de Federer e que a fase atual não é boa. Contudo, o que ficou subentendido é que Federer não pode mais ameaçar Nadal. Isto é complicado de se afirmar por dois motivos. Primeiro, se chegar a semifinal, Federer pode submeter seu adversário a uma partida longa e desgastante, algo que Ferrer dificilmente fará com Nadal ou Djokovic no outro lado da chave. Sua atuação pode ser decisiva para o desfecho do torneio. Além disso, em 2011, em fase igualmente pouco inspirada, Federer eliminou Djokovic, algo que Nadal não conseguiu em Roma e Madri nas semanas anteriores. Por fim, gostaria que Toni Nadal fosse tão verdadeiro e franco na hora de analisar as chances de Nadal em outros torneios como no Finals de Londres. Abraço.

    1. Junior

      Luis também acho que o Federer pode ser decisivo em Paris, entretanto, acompanhei a entrevista inteira do Toni Nadal e ele tira o Federer dos favoritos porque acredita que o Federer não vai mais se esforçar tanto em Paris e que ele é grande favorito em torneios como US open e Londres por exemplo. A frase dele foi exatamente assim, “Um cara como ele que já ganhou tanto no saibro mesmo não sendo sua superfície predileta não está disposto a novos sacrifícios para vencer em Paris.

Comentários fechados.