Torneios | Rankings
Como funcionam os rankings masculinos
Atualizado em 22/12/2015
fiogf49gjkf0d

Para que vale
A Associação masculina (ATP) fez importante mudança no ranking a partir de 2012, determinando que agora sejam considerados os 18 principais torneios de cada jogador, independente da sua categoria, sendo respeitados no entanto os quatro Grand Slam e oito Masters 1000 como obrigatórios para os melhores do mundo.

O objetivo do ranking é indicar quais jogadores têm direito a disputar um campeonato (daí o termo "ranking de entradas") e para designar os cabeças de chave desses mesmos torneios.

Em torneios de nível ATP ou superior com 32 jogadores, 24 dos inscritos são selecionados para disputar o torneio de acordo com a ordem do ranking de entradas de 42 dias antes do evento. Em torneios de 64, entram diretamente 50 jogadores; em chaves de 128, entram diretamente 104 tenistas. Note: para os torneios challenger, a data válida de inscrição é de 21 dias antes; em caso de futures, de apenas 14 dias.

Também com base na lista de inscritos, são determinados os cabeças de chave, porém pela ordem do ranking da segunda-feira imediatamente anterior à do início da competição. Em torneios de 32, serão oito cabeças. Chaves até 64, incluindo os Masters 1000, sobem para 16. Os eventos de Grand Slam (128 participantes) têm 32 cabeças. Os Masters 1000 de 96 participantes indicam 32 cabeças.


O sistema de classificação
Cada torneio disputado por um jogador dá pontos a cada partida realizada pelos tenistas. A tabela varia conforme a categoria do evento. O ranking de cada jogador é basicamente formado pela soma de seus 18 principais resultados no período de 52 semanas (um ano).

Clique aqui para ver a tabela atualmente utilizada.

Os pontos são somados semanalmente, toda segunda-feira, conforme o desempenho do tenista na semana anterior (apenas os pontos de future são computados sete dias depois da final). Ao mesmo tempo, são descontados os pontos que o tenista somou em exatas 52 semanas anteriores, qualquer que seja a ordem do calendário (ou seja, coincida ou não com o mesmo torneio).

Desde o ano 2000, a ATP determinou que os principais jogadores disputem obrigatoriamente os quatro eventos de Grand Slam e os oito Masters 1000 (Monte Carlo é considerado Masters, porém não é obrigatório), portanto tornando esses 12 torneios permanentes no ranking. Caso um jogador que tenha ranking para tal não dispute um desses eventos obrigatórios, por qualquer motivo, receberá zero ponto.

A partir de 2012, não existe mais total permitido de torneios nível ATP 500 ou ATP 250 para completar os 18 permitidos, mas os tenistas mais bem classificados devem disputar ao menos um ATP 500 após o US Open para ter direito à premiação bonificada do final de temporada. A mesma regra obriga esses jogadores a disputar ao menos sete dos nove Masters.

Os tenistas que disputarem o ATP Tour Finals terão direito a somar um 19º resultado no seu ranking.


Duplas
O ranking de duplas é formado nos mesmos critérios e obedecendo a mesma tabela de pontos. No entanto, não existe obrigatoriedade de torneios. Por isso mesmo, são computados os 18 principais torneios disputados no período de 52 semanas independente da categoria (o ATP Tour Finals entra nessa lista de 18).

Para determinar as duplas que irão ao Finals, a ATP criou uma Ranking de Parcerias, que soma pontos ao longo da temporada para cada dupla fixa feita, baseados na mesma tabela de simples.

 

Regras especiais
- Meninos com idade inferior a 14 anos não terão pontos computados para o ranking de simples ou de duplas.
- Tenista que estreia diretamente na segunda rodada e é derrotado nesse jogo receberá ponto equivalente à primeira rodada.
- Em caso de empate no número de pontos no ranking semanal, o desempate se dará por: 1. Soma dos pontos obtidos em Grand Slam, Masters 1000 e ATP Finals; 2. Se persistir, menor número de torneios jogados;  3. Se persistir, o maior número de pontos em um único torneio.
- O desempate para duplas considera primeiro o número de torneios disputados e depois a soma de Slam, Masters 1000 e Finals. Se persistir, o maior número de pontos em um único torneio.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis