Notícias | Dia a dia
Rosset: 'Não podemos julgar Federer por 1 semana'
12/02/2019 às 15h30

Genebra (Suíça) - Apesar da eliminação d o suíço Roger Federer nas oitavas de final do Australian Open, seu único compromisso oficial na temporada, o compatriota e ex-top 10 Marc Rosset acredita que seja muito cedo para decretar qualquer coisa sobre a temporada do atual número 6 do mundo.

Em sua coluna no Le Temps, o ex-tenista profissional defendeu que é preciso ver mais de Federer em 2019. “Temos que ver como ele vai no resto da temporada, julgá-lo pelo que fizer nos próximos seis meses e não pelo que fez em apenas uma semana”, afirmou Rosset.

O suíço analisou a derrota de Federer em Melbourne e destacou a excelente apresentação que teve o jovem grego Stefanos Tsitsipas. “Os créditos da vitória foram todos de Tsitsipas, um jogador novo, mas que já conquistou grandes resultados”, analisou.

“Ele foi firme e manteve sua atitude em toda a partida. Vencer Federer é seu maior triunfo da carreira. Seu plano era atacar Federer o máximo possível, pegar a bola cedo e ir à rede. Conseguiu fazer tudo muito bem, sem ficar pensando muito, e foi consistente nos quatro sets”, completou o suíço.

Rosset ainda comparou o estilo de jogo do grego com o de Federer. “Falam muito que Dimitrov era o 'Baby Federer', mas vejo também muitas similaridades no jogo de Tsitsipas”, finalizou o suíço de 48 anos, que conquistou 15 títulos como profissional.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis