Notícias | Dia a dia
Bia leva a virada em duelo de três horas pela Fed
08/02/2019 às 18h35

Bia sofreu sua segunda derrota seguida pela Fed Cup

Foto: Sergio Llamera/ITF

Medellín (Colômbia) - Com a chance de fechar o confronto entre Brasil e Argentina e confirmar a classificação brasileira para a final do Zonal Americano I da Fed Cup, Beatriz Haddad Maia sofreu uma dura derrota nesta sexta-feira. A número 1 do Brasil e 172 do mundo caiu diante da argentina Victoria Bosio, apenas 317ª colocada, com parciais de 6/7 (3-7), 7/5 e 7/6 (7-4) em 2h53 de partida.

A série foi aberta com uma vitória Carolina Meligeni Alves, que marcou um duplo 6/4. Ainda está previsto para esta sexta-feira um jogo de duplas, com Bia e a paulista Luisa Stefani contra Pella e Bosio. O time brasileiro em Medellín ainda tem Luisa Stefani e Gabriela Cé à disposição. A capitã é a experiente treinadora Roberta Burzagli, que assume o cargo a partir desta temporada.

O Brasil começou a rodada desta sexta-feira na liderança do Grupo B do Zonal, disputado no saibro de Medellín, na Colômbia. A equipe nacional estreou vecendo o Chile por 3 a 0 no Chile, e depois superou Porto Rico por 2 a 1. Também nesta sexta-feira, as chilenas venceram os três jogos do duelo contra as porto-riquenhas. Caso o Brasil confirme a classificação para a final do Zonal, enfretará no sábado o líder do Grupo A, formado pela anfitriã Colômbia, além de Paraguai, México e Equador.

Aos 22 anos, Beatriz Haddad Maia acumula nove vitórias em 15 jogos de simples pela Fed Cup na carreira. Nesta semana, ela venceu a chilena Daniela Seguel e perdeu para a porto-riquenha Monica Puig, número 58 do mundo e atual campeã olímpica. Somando os jogos de simples e duplas, Bia acumula 16 vitórias e oito derrotas pela competição. A canhota paulista venceu dois jogos ao lado de Luisa Stefani na edição deste ano do torneio.

A partida desta sexta-feira começou muito tranquila para Bia Haddad Maia, que conseguiu as duas primeiras quebras do jogo para liderar o set inicial por 5/1. A paulistana não aproveitou as duas chances que teve de sacar para fechar e nem mesmo os dois set points que teve no serviço da aversária quando já vencia por 6/5, mas conseguiu definir a parcial no tiebreak.

O segundo set seguia inteiramente sem quebras e Bia não aproveitou as três chances que teve, uma com o placar empatado por 3/3 e outra no 4/4. Já no último game da parcial, a brasileira acabou sofrendo a única quebra do set e permitiu que a rival levasse o jogo para o set decisivo.

A situação ficou ainda mais difícil para a número 1 do Brasil no terceiro set. Bia sofreu uma quebra no início da parcial e permitiu que a argentina vencesse três games seguidos e liderasse por 4/1. A reação da canhota paulista aconteceu justamente quando a rival vencia por 5/3 e sacava para o jogo. Embora tenha forçado o tiebreak, Bia não conseguiu se manter à frente no placar em nenhum momento e amargou a dura derrota.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis