Notícias | Dia a dia
Diretor de Stuttgart reclama de cachê de Zverev
07/02/2019 às 15h55

Zverev é o atual número 3 do mundo

Foto: Arquivo

Stuttgart (Alemanha) - Diretor do ATP 250 de Stuttgart, Edwin Weindorfer alfineteou o cachê pedido pelo alemão Alexander Zverev para disputar a competição que abre a temporada de grama. Ele falou que pretende trazer o suíço Roger Federer novamente, mas que é inviável conseguir fazer com que os dois joguem a competição.

“Trazer Roger significa quase a totalidade do orçamento, por isso só podemos ter um dos dois (Roger ou Sascha), não podemos pagar os dois ao mesmo tempo. O cachê do Zverev é muito alto para seu status atual. A quantidade de dinheiro solicitada não se justifica”, afirmou o mandatário do torneio germânico para o Stuttgarter Zeitung.

Weindorfer vê com maior dificuldade a negociação com o tenista da Basileia por causa de mudança de calendário. Como Federer pretende voltar a jogar no saibro, se for longe em Roland Garros pode comprometer sua ida a um evento logo na semana seguinte.

“Vamos ter discussões intensas. O orçamento global é de 8 milhões de euros e um terço desse dinheiro destina-se unicamente a pagar a cachê de jogadores que participam da chave”, explicou o responsável por organizar o ATP 250 de Stuttgart.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis