Notícias | Dia a dia
Na Li: 'China terá nova campeã de Slam em 5 anos'
05/02/2019 às 14h50

Na Li conquistou dois títulos de Grand Slam em sua carreira

Foto: Arquivo

Pequim (China) - Indicada ao Hall da Fama do Tênis e responsável pelos dois títulos de Grand Slam da China em simples, Roland Garros em 2011 e Australian Open em 2014, Na Li aposta em um futuro promissor para o tênis em seu país. Atualmente com 36 anos, a ex-jogadora profissional acredita que a China poderá ter uma nova campeã de Slam nas próximas cinco temporadas.

"Acho que em cinco anos possamos ver outra garota ou menino chinês ganhar um Grand Slam, e não apenas no juvenil", disse Li, em entrevista ao site da WTA. "Acho que há pelo menos três jovens jogadoras muito boas", acrescentou a ex-número 2 do mundo, que destacou especialmente a canhota de 17 anos e 197ª do ranking Xiyu Wang.

"Uma delas ganhou o US Open no ano passado, a canhota. Acho que ela tem boas chances de subir no ranking. Ela tem um técnico ocidental e uma equipe muito grande em torno dela. São poucas jogadoras dessa idade que têm essa chance", comentou a vencedora de dois títulos.

Além de Xiyu Wang, as duas jogadoras de maior destaque da nova geração chinesa foram Shilin Xu e Xinyu Wang. Atualmente, Xu está com 21 anos e ocupa o 210º lugar no ranking da WTA. Ela foi número 1 do mundo como juvenil e medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude em 2014. Por sua vez, Xinyu Wang tem 17 anos e ocupa o 302º lugar na WTA e foi número 2 do mundo como juvenil, além de vencer dois Grand Slam em duplas.

As principais chinesas no ranking da WTA são jogadoras experientes. Qiang Wang, de 27 anos, vive a melhor fase da carreira e aparece no 18º lugar, enquanto Shuai Zhang tem 30 anos e é a 40ª colocada. Outras duas chinesas, ambas com 24 anos, aparecem no top 100: Saisai Zheng é 42 do mundo, enquanto Yafan Wang aparece na 62ª colocação.

Li também aprova a mudança do WTA Finals, que depois de cinco edições em Cingapura será levado para Shenzhen. "Eu acho que é muito bom para os fãs ter um grande torneio em Shenzhen, para que eles possam ver de perto as melhores jogadoras. Também é bom para as jovens jogadoras, porque talvez elas possam ter a chance de treinar com as melhores do mundo".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis