Notícias | Copa Davis
Rogerinho é surpreendido e permite empate na Davis
01/02/2019 às 19h41

Esta é apenas a segunda vez que Rogerinho perde um jogo de Davis no saibro

Foto: Divulgação/CBT

Uberlândia (MG) - Depois de uma boa vitória de Thiago Monteiro nabertura do confronto entre Brasil e Bélgica pelo qualificatório mundial da Copa Davis, Rogério Dutra Silva tinha a chance de ampliar a vantagem brasileira em Uberlândia. Entretanto, o número 2 do Brasil e 139º do ranking foi surpreendido pelo 195º colocado Kimmer Coppejans, que marcou um duplo 6/4 em 1h44 de partida.

Com o resultado, Brasil e Bélgica terminam empatados o primeiro dia de disputas na quadra de saibro que foi instalada no Ginásio Sabiazinho. Com a reestruturação da Copa Davis, a rodada de sábado conta com até três jogos e começa às 14h (de Brasília) com os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares jogando duplas contra Sander Gille e Joran Vliegen. Na sequência, Monteiro e Coppejans fazem o quarto jogo da série e que pode definir o confronto.

Aos 34 anos, Rogerinho acumula seis vitórias e cinco derrotas na Copa Davis. Esta é apenas a segunda vez que ele perdeu uma partida no saibro, piso em que já venceu seis vezes. Já Coppejans, ex-líder do ranking mundial juvenil e campeão de Roland Garros na categoria em 2012, está com 24 anos e venceu seu segundo jogo de Davis na carreira.

Bem diferente da partida anterior, este duelo começa bem equilibrado, com os dois jogadores preocupados em encaixar o primeiro saque mas sem pressa nas trocas de bola. Ainda no início da partida, o belga deixava clara a estratégia de fugir do backhand para bater de forehand e pressionar o lado esquerdo do brasileiro.

Rogerinho salvou dois break points logo no terceiro game da partida, mas não escapou da quebra dois games mais tarde. A partida seguiu com dois games muito longos, em que os dois tentaram trabalhar os pontos o tempo inteiro, e não teria novas oportunidades de quebra até o fim do set. O belga foi firme em seu serviço na hora de sacar para fechar.

A situação ficou ainda mais difícil para Rogerinho depois que Coppejans conseguiu uma quebra logo na abertura do segundo set. O paulista fez uma dupla-falta quando estava em vantagem no game e depois cometeu erros que custaram-lhe a perda do saque. Por mais que os games seguissem longos e disputados, o experiente jogador de 34 anos não conseguia criar oportunidades de devolver a quebra. No máximo, Rogerinho salvou dois novos break points quando já perdia por 3/1 e confirmou o serviço saindo de 0-30 no momento em que o belga liderava por 5/3. Mais consistente, Coppejans seguiu confirmando o saque até o fim.

Comentários