Notícias | Dia a dia
Zvonareva diz que a filha já a reconhece em quadra
31/01/2019 às 16h53

Zvonareva enfrentará Kasatkina nas quartas em São Petersburgo

Foto: Divulgação

São Petersburgo (Rússia) - Em uma nova fase de sua carreira, Vera Zvonareva é mais uma jogadora a conciliar a rotina do circuito com a vida de mãe. A russa de 34 anos conta que a filha Evelyn, nascida em 2016, já a reconhece em quadra e começa a ter algumas algumas noções sobre o tênis, embora ainda não tenha segurado uma raquete.

"Ela já percebeu que sua mãe é uma tenista. Se ela assistir tênis na TV, ela pergunta: 'Onde está a mamãe?'", disse Zvonareva, após a vitória sobre a alemã Julia Goerges por 4/6, 6/4 e 6/4 pelas oitavas de final do WTA Premier de São Petersburgo.

"Ela é muito voltada para esportes, mas ainda não segurou uma raquete. Acho que ainda é cedo demais. Se ela quiser, eu vou ensiná-la a jogar tênis, mas será sua própria decisão. Ela está interessada em outros tipos de esportes. Vamos ver o que ela escolhe", acrescentou a ex-número 2 do mundo, que aparece atualmente na 97ª posição do ranking.

Zvonareva conta que tem a companhia da filha na cidade, mas preferiu não levá-la para assistir seus jogos no torneio. "Minha filha está em São Petersburgo, mas ela não está aqui no estádio durante as partidas. Ela tem um horário para dormir e também dorme durante o dia. Nós tentamos manter essa programação".

Garantida nas quartas de final do torneio, Zvonareva enfrentará a jovem russa de 21 anos e número 12 do mundo Daria Kasatkina a partir das 13h30 (de Brasília) desta sexta-feira. "Vai ser um jogo muito difícil. Ela é uma grande jogadora, muito mais nova que eu, e nunca nos encontramos na quadra antes".

"É um desafio difícil para mim e vou tentar me preparar da melhor forma possível e vamos ver o que acontece", avaliou a russa, que tem gostado de enfrentar adversárias da nova geração nesta nova fase da carreira. "Não há adversárias fracas no torneio. Todas as meninas são muito experientes e boas jogadoras. Pessoalmente, é sempre interessante enfrentar novas jogadoras".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis