Notícias | Dia a dia | Australian Open
Djokovic exalta feito de superar Sampras em Slam
28/01/2019 às 10h52

Melbourne (Austrália) - Ao levantar a taça do Australian Open no último domingo, o sérvio Novak Djokovic se isolou como o terceiro maior vencedor de Grand Slam, somando 15 títulos, deixando para trás o norte-americano Pete Sampras, que ficou com suas 14, o que por muito tempo foi o recorde absoluto entre os homens.

O número 1 do mundo destacou a importância de ultrapassar um ídolo de infância na entrevista coletiva após a conquista. “Eu já disse isso antes, ele é alguém que admiro. Quando eu estava começando a jogar, uma das primeiras imagens do tênis é dele jogando em Wimbledon e ganhando acho que seu primeiro título lá. Eu era um menino pequeno em Kopaonik, um resort de montanha no sul da Sérvia”, contou o sérvio.

“Ninguém da minha família havia antes de mim em uma raquete de tênis e tampouco havia uma tradição esportiva. Por isso, vê-lo jogando foi definitivamente um sinal do destino para que então eu começasse a jogar tênis. Aspirava ser tão bom quanto Pete e agora superá-lo em títulos de Grand Slam me deixa sem palavras”, acrescentou Djokovic.

Após deixar para trás Sampras, o tenista de Belgrado só tem dois nomes a sua frente, o suíço Roger Federer com seu recorde de 20 títulos e o espanhol Rafael Nadal, que soma 17 troféus de Grand Slam. “Ainda não tive muito tempo para refletir sobre tudo o que aconteceu, mas estou planejando fazer isso”, finalizou o líder do ranking, já pensando na comemoração.

Comentários