Notícias | Dia a dia
Dois franceses são presos por fraudar partidas
16/01/2019 às 23h20

Mick Lescure foi um dos presos nesta segunda-feira

Foto: Divulgação

Bressuire (França) - Os franceses Jules Okala e Mick Lescure foram presos na segunda-feira, pouco antes de participar do future de Bressuire, por suposto envolvimento em uma rede internacional de manipulação de resultados.

Atual número 500 do mundo, Okala tem 21 anos de idade e chegou a ocupar a 381ª colocação no ranking da ATP em julho do ano passado. Lescure tem 25 anos, não aparece mais no ranking, mas chegou a ser o 487º do mundo em agosto de 2018.

De acordo com reportagem do Marca, o diretor-geral da Federação Francesa de Tênis, Jean-François Vilotte, explicou na quarta-feira, em entrevista à emissora France Info, que eles faziam parte de uma rede de origem belga.

Vilotte considerou que a operação policial “é uma boa notícia” porque mostra que a luta contra a manipulação de resultados “se tornou uma prioridade criminal e judicial”. As prisões foram parte de um procedimento internacional envolvendo dezenas de jogadores e centenas de jogos desde 2014.

Acredita-se que o centro das operações seja um grego de origem armênia, Grigor S., chamado internamente de ‘Mestre’, que desde junho está preso na Bélgica, acusado de vários crimes, como corrupção, lavagem de dinheiro, falsificação e violação da legislação sobre jogos de azar.

Fontes da investigação citadas pela France Info declararam que estariam envolvidos nesse caso jogadores entre as posições 200 e 800 do ranking mundial e que não há suspeita sobre tenistas de primeira linha.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis