Notícias | Dia a dia
Federer se emociona ao lembrar técnico já falecido
07/01/2019 às 16h20

Para o suíço, perda do técnico despertou ainda mais vontade de treinar

Foto: Reprodução/CNN

Dubai (Emirados Árabes) - Em novo trecho da entrevista de Roger Federer para a CNN, realizada durante a pré-temporada do jogador em Dubai, o suíço lembrou o início de sua carreira e se emocionou ao falar da perda do antigo treinador Peter Carter, falecido aos 37 anos, durante acidente de carro na África do Sul em 2002, um ano antes do primeiro título de Grand Slam de Federer. 

Federer conhecia Carter desde a infância, já que começou a treinar com o australiano quando tinha apenas nove anos, e foi às lágrimas ao recordar o amigo. "Sinto muito a falta dele. Peter foi uma pessoa muito importante na minha vida e posso dizer que grande parte da minha técnica eu devo a ele".

"Ele não queria que eu desperdiçasse o meu talento. Então, quando ele faleceu, aquilo despertou algo em mim e eu comecei a treinar muito duro", recorda o suíço, vencedor de 20 títulos de Grand Slam. "Espero que ele esteja orgulhoso em ver tudo o que conquistei".

Um trecho anterior da entrevista de Federer à CNN foi ao ar na semana do Natal, quando o suíço comemorava os 15 anos do lançamento de sua Fundação. O projeto social de Federer apoia iniciativas educacionais em países africanos e atende a mais de um milhão de crianças.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis