Notícias | Dia a dia
Djokovic leva virada e cai para Bautista na semi
04/01/2019 às 16h16

Esta é a segunda vez que Bautista derrota Djokovic no circuito

Foto: Divulgação

Doha (Qatar) - A ótima semana de Roberto Bautista Agut no ATP 250 de Doha ganhou mais um capítulo importante nesta sexta-feira. Um dia depois de eliminar Stan Wawrinka da competição, o experiente espanhol de 30 anos e 24º do ranking derrubou o número 1 do mundo Novak Djokovic na semifinal, buscando a virada diante do sérvio com parciais de 3/6, 7/6 (7-4) e 6/4 em 2h33 de partida.

Esta é apenas a segunda vez que Bautista Agut consegue derrotar Djokovic. O espanhol já havia levado a melhor na semifinal do Masters 1000 de Xangai em 2016, enquanto o sérvio ganhou os outros sete encontros entre eles. Vencedor de oito títulos de ATP, o jogador de 30 anos jogará sua 16ª final da carreira. Ele agora espera pela outra semifinal, entre o italiano Marco Cecchinato e o tcheco Tomas Berdych.

Bicampeão em Doha nos anos de 2016 e 2017, Djokovic não havia disputado a edição passada por lesão no cotovelo. Como o torneio não dá folga na primeira rodada aos cabeças de chave e termina já neste sábado, o sérvio precisou fazer quatro partidas em dias seguidos. Ele estreou na última terça-feira vencendo o bósnio Damir Dzumhur em apenas 55 minutos, mas nas rodadas seguintes precisou de três sets contra o húngaro Marton Fucsovics e o georgiano Nikoloz Basilashvili antes do duelo com Bautista Agut.

Em um tranquilo set inicial, Djokovic conseguiu a quebra logo de cara para já abrir 3/0 e não teve o saque ameaçado. O sérvio cedeu apenas seis pontos em seus games de serviço, sendo apenas quatro com o primeiro saque em quadra. O líder do ranking, que ainda teria uma nova chance de quebra quando vencia por 5/2, liderou a contagem de winners da parcial por 14 a 6, o que compensou um número maior de erros, 11 contra 6 de Bautista Agut.

O segundo set começou um pouco mais equilibrado, muito por conta do bom desempenho no saque do espanhol, que só havia perdido quatro pontos em seus três primeiros games de serviço. Por outro lado, o sérvio já havia escapado de dois break points até o empate por 3/3. No sétimo game da parcial, com Bautista-Agut no serviço, Djokovic venceu um longo rali de 28 trocas de bola logo no primeiro ponto e manteve a tônica nos próximos pontos. O sérvio sustentou as trocas de bola do fundo e esperou pelos erros do adversário, que aconteceram e possibilitaram a quebra.

Quando a vitória parecia encaminhada ao sérvio, Bautista Agut elevou seu nível tênis, venceu disputas importantes na rede e devolveu a quebra. Irritado, Djokovic destruiu uma de suas raquetes depois de permitir o empate por 4/4. O líder do ranking voltaria a ter o saque ameaçado dois games mais tarde, mas salvou um set point com ace. Dois games mais tarde, outros dois set points foram salvos, um deles graças a um displicente drop shot do espanhol. Dominado pelos sacadores, o tiebreak foi decidido por margens mínimas. Djokovic cometeu um erro quando o placar estava empatado por 5-5 e cedeu outro set point a Bautista Agut, mas agrediu na devolução e mandou no ponto para igualar a disputa. Mas pouco depois, o espanhol conseguiria fechar o set e empatar a partida na quinta chance que teve.

Uma quebra logo na abertura do terceiro set colocou Bautista Agut em vantagem. Aos poucos, o sérvio reencontrou um bom ritmo no saque e não enfrentaria novos break points no jogo, mas o espanhol foi muito firme na parcial decisiva, ao ceder apenas seis pontos em seus games de serviço e não oferecer chances para que Djokovic buscasse o empate. Com o 24º do ranking sacando para o jogo, o número 1 do mundo até salvou um match point, mas não evitou a derrota na sequência.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis