Notícias | Dia a dia
Sharapova vê futuro promissor para rival de 17 anos
02/01/2019 às 15h31

Sharapova consolou a jovem rival, que desistiu enquanto vencia a partida

Foto: Divulgação

Shenzhen (China) - Garantida nas quartas de final do WTA de Shenzhen, Maria Sharapova comentou a atípica situação vivida nesta quarta-feira. A russa estava perdendo para a chinesa de 17 anos Xinyu Wang, mas contou com a desistência da rival que sofria com câimbras e não pôde continuar na partida.

"Obviamente, é uma situação difícil. Não é a maneira que qualquer uma de nós quer terminar a partida, ganhando ou perdendo", disse Sharapova, que havia perdido o set inicial por 7/6 (7-4) e liderava a parcial seguinte por 5/2 quando a partida foi encerrada. 

"Penso que Wang foi a jogadora dominante neste jogo e tinha todas as oportunidades para ganhar. Apesar disso, acho que consegui encontrar um bom ritmo, ficando um pouco mais perto da linha e sendo mais agressiva", avalia a russa, que começou o segundo set perdendo por 2/0 e venceu três games seguidos antes de Wang pedir um tempo médico para a perna esquerda. Na volta, a chinesa jogou apenas mais um ponto e caiu em quadra. Os dois últimos games a favor de Sharapova foram cedidos à russa, porque a jovem rival permanecia sentada ao lado da árbitra e não poderia mais pedir atendimento médico.

Sharapova acredita em um futuro promissor para a jovem jogadora de 17 anos e atual 309ª do ranking. "Ela tem todas as ferramentas para jogar bem e acho que ela mostrou isso hoje, mas obviamente foi uma maneira muito infeliz de terminar o jogo", comentou a vencedora de cinco títulos de Grand Slam.

A ex-líder do ranking e atual 29ª colocada também revelou o teor da conversa que teve com Wang após a desistência da chinesa. "Disse à ela que estar saudável é o mais importante, mas se ela continuar a jogar da maneira que fez hoje, acho que ela tem todas as ferramentas certas para ser uma campeã".

O próximo compromisso de Sharapova será por volta das 2h30 (de Brasília) desta quinta-feira. A russa encara a bielorrussa e principal cabeça de chave do torneio Aryna Sabalenka, jovem de 20 anos e número 13 do mundo. O único duelo anterior foi vencido pela ex-número 1 do mundo, na final do WTA de Tianjin em outubro de 2017.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis