Notícias | Outros
Fundação de Federer atende a 1 milhão de crianças
25/12/2018 às 09h39

Projeto social de Federer na África está completando 15 anos

Foto: Reprodução/Twitter

Dubai (Emirados Árabes) - No dia em que completa 15 anos do lançamento de sua Fundação, Roger Federer comemorou o cumprimento da meta de um milhão de crianças atendidas, especialmente em países africanos. Em entrevista à CNN, o suíço revelou o sonho de ter um reconhecimento maior por suas ações sociais que por sua carreira como tenista profissional.

"Meu sonho é ser um dia mais famoso por minhas ações filantrópicas que pelo tênis", disse Federer, que tinha apenas 22 anos quando iniciou os trabalhos de seu projeto social. "Minha carreira não pode ser tão longa, porque o corpo não pode suportar por tanto tempo, mas a Fundação pode ser para sempre e posso envolver meus filhos nela. Eu teria muito orgulho disso.

Vencedor de 20 títulos de Grand Slam e ex-número 1 do mundo, Federer conta que muitas crianças atendidas não o reconhecem como o ídolo do esporte, mas como alguém disposto a ajudar e ensinar. "A melhor coisa era estar lá com eles e ver seus rostos. As crianças não tinham ideia de quem eu era."

"Quando eu perguntei se eles sabiam o que era o tênis, um deles falou que era o jogo com raquete e mesa. Aí expliquei que aquele era o tênis de mesa, e que o nosso era diferente e que jogamos em quadras maiores. Esse é o ponto de partida. Lá não importa quem você, eu não sou um tenista aqui, mas sim um filantropo. Isso me toca e é incrível", comenta o atual terceiro colocado no ranking mundial.

"Quando eu tinha 20 anos, eu apenas queria ser um jogador de tênis e conquistar Wimbledon. Não esperava que eu poderia ter uma plataforma como essa, que pudesse dar educação para as crianças na África. Para mim, isso veio gradualmente e naturalmente, talvez inspirado pelo trabalho de outras pessoas pelo mundo".

Federer vem treinando forte em Dubai para a próxima temporada. O primeiro compromisso do suíço será a Copa Hopman, competição por equipes que começa no dia 29 de dezembro em Perth, no oeste australiano. Depois disso, ele segue para Melbourne e se prepara para o Australian Open, que dá a largada em 14 de janeiro.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis