Notícias | Dia a dia
Serena diz que 2018 foi além de suas expectativas
23/12/2018 às 11h32

Serena disputou duas finais de Slam e terminou o ano como 16ª do ranking

Foto: Arquivo

Abu Dhabi (Emirados Árabes) - Afastada das competições desde a derrota na final do US Open, Serena Williams voltará às quadras na próxima quinta-feira para uma exibição contra sua irmã, Venus, em Abu Dhabi. Embora não tenha conquistado títulos em sua primeira temporada após o nascimento da filha Alexis Olympia, em setembro do ano passado, Serena acredita que 2018 foi um ano positivo para ela.

"Honestamente, não posso acreditar no ano que tive", disse Serena, em entrevista ao jornal The National, dos Emirados Árabes. "Eu sempre espero o melhor de mim mesma, mas chegar a duas finais de Grand Slam seguidas foi além das minhas expectativas", acrescenta a norte-americana, que disputou as finais de Wimbledon e do US Open e terminou o ano como número 16 do mundo, mesmo atuando em apenas sete torneios da WTA, além da Fed Cup.

Vencedora de 23 títulos de Grand Slam, Serena precisa de mais uma conquista para igualar a marca de 24 troféus da australiana Margaret Court, recordista de títulos de Grand Slam em todos os tempos. A veterana de 36 anos diz ter metas ambiciosas para a próxima temporada, mas prefere guardar segredo. "Eu sempre tenho metas grandes e loucas, mas prefiro guardá-las para mim mesma. Acho que guardar um pouco de segredo me ajuda a fazer o melhor que eu posso".

Serena também promoveu o duelo que fará com Venus, contra quem tem 18 vitórias e 12 derrotas em partidas oficiais do circuito em mais de vinte anos de rivalidade. "Nunca joguei contra alguém que eu respeite tanto e que me deixe mais cauteloso do que ela. Ano após ano, e agora posso dizer década após década, nós mostramos o melhor uma da outra".

Por sua vez, Venus teve uma temporada aquém de suas metas. Ela começou 2018 como número 5 do mundo, mas encerrou o ano apenas na 38ª posição do ranking mundial. A experiente jogadora de 38 anos aposta no bom retrospecto que tem nos Emirados Árabes, já que possui três títulos no Premier de Dubai, para começar bem a temporada. "Eu tive muito sucesso no Oriente Médio e é bom voltar a algum lugar em que você joga bem. Isso cria boas vibrações e dá confiança, então estou ansiosa para este jogo".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis