Notícias | Dia a dia
Serena busca marca de US$ 100 milhões em 2019
21/12/2018 às 13h42

Serena pode ser a primeira mulher a superar os US$ 100 milhões em prêmios

Foto: Arquivo
Mário Sérgio Cruz

Além da incessante busca pelo 24º título de Grand Slam de sua carreira, Serena Williams persegue mais uma marca histórica na próxima temporada. A norte-americana pode se tornar a primeira mulher a acumular US$ 100 milhões em premiações de torneios.

Serena já lidera com folga a lista de jogadoras com maior premiação em dinheiro na história do tênis feminino. A jogadora de 37 anos acumula US$ 88.233.301 só com os valores oferecidos por suas vitórias no circuito.

Para chegar aos US$ 100 milhões, ela teria que receber mais de US$ 11,76 milhões em premiação, o valor é um pouco acima do que ela fez em 2015, quando conquistou três Grand Slam e terminou o ano com US$ 10,58 milhões a mais na conta bancária.

A segunda jogadora que mais recebeu premiações é Venus Williams, com mais de US$ 40,9 milhões. Ela é seguida de perto por Maria Sharapova, com US$ 38,3 milhões. Completam o top 10 Caroline Wozniacki, Victoria Azarenka, Agnieszka Radwanska, Simona Halep, Petra Kvitova, Angelique Kerber e Martina Hingis. Entre elas, apenas Radwanska e Hingis já encerraram suas carreiras profissionais no esporte.

Entre os homens, apenas três jogadores já superaram a marca dos US$ 100 milhões em prêmios. O recordista é Novak Djokovic, com US$ 125,7 milhões. O sérvio é seguido de perto pelo suíço Roger Federer, que recebeu US$ 120,5 milhões. Atrás deles está Rafael Nadal, que chegou aos três dígitos durante o ano de 2018 e acumula US$ 103,2 milhões.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis