Notícias | Dia a dia
Brasil Open 2019 vira grande ponto de interrogação
11/12/2018 às 11h59

São Paulo (SP) - Torneio mais tradicional do país, acontecendo desde 2001, o Brasil Open tem futuro incerto. Segundo matéria publicada nesta segunda-feira no UOL, o torneio ainda não teve aprovado o projeto de captação pela Lei de Incentivo, embora a organização garanta que o evento acontecerá, mas não dão mais detalhes.

“Antiga gigante do marketing esportivo, a Koch Tavares tem sofrido para manter seus eventos. Nos últimos anos, teve diversas vezes seus bens e contas bancárias bloqueados por decisões judiciais, o que chegou a incluir a bilheteria do Brasil Open. Ao mesmo tempo, não foram raras as ocasiões em que fornecedores do torneio reclamaram não terem recebido o acordado, o que já causou ao menos duas condenações na Justiça de São Paulo”, afirma a reportagem.

Segundo maior evento de tênis do Brasil, atrás apenas do Rio Open, a competição reservou o Ginásio do Ibirapuera entre os dias 5 de janeiro e 7 de março, sendo que muito pouco além disso se sabe. Enquanto outros torneios da temporada sul-americana de saibro já anunciam suas estrelas, o Brasil Open não fez um anúncio sequer. No site do evento, as notícias mais recentes são de 5 de março de 2018.

Também de acordo com a apuração do UOL, a principal doadora/patrocinadora do torneio, a Vivo (responsável por uma injeção de R$ 1,7 milhão na última edição), não garante que permanecerá para 2019, dizendo em nota que ainda avalia a parceria e aguarda a aprovação do projeto pelo Ministério dos Esportes. A Mapfre Seguros, que injetou R$ 880 mil, também não garantiu continuidade na próxima edição.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis