Notícias | Dia a dia
Ex-top 10 consegue última vaga direta no AO
05/12/2018 às 14h57

Vandeweghe foi semifinalista na Austrália em 2017 e aparece no 102º lugar

Foto: Arquivo

Melbourne (Austrália) - Depois de uma temporada muito aquém de suas expectativas, Coco Vandeweghe ganhou um motivo para sorrir na reta final de 2018. A ex-top 10 e atual 102ª colocada no ranking mundial conseguiu a última vaga direta no Australian Open de 2019.

Vandeweghe foi semifinalista do Grand Slam australiano em 2017, mas caiu ainda na primeira rodada este ano. A norte-americana conseguiu apenas dez vitórias em chaves principais de torneios em 2018, com destaque para o vice-campeonato no Premier de Stuttgart, no saibro.

O segundo semestre foi de maus resultados em simples para a jogadora de 26 anos. Vandeweghe sofreu oito eliminações seguidas em estreias e está sem vencer desde o WTA de 's-Hertogenbosch, ainda na temporada de grama. Entretanto, ela teve bons resultados nas duplas e foi campeã do US Open com a australiana Ashleigh Barty.

Dentro do atual top 100 no ranking mundial da WTA, apenas Agnieszka Radwanska não se inscreveu para o Australian Open. A polonesa de 29 anos, ex-número 2 e atual 74ª colocada, anunciou no último mês sua despedida do circuito. Por outro lado três jogadoras solicitaram o ranking protegido para entrar diretamente na chave, a suíça Timea Bacsinszky (23ª), a alemã Laura Siegemund (32ª) e a norte-americana Bethanie Mattek-Sands (90ª).

Além das 104 jogadoras já garantidas por meio do ranking, outras 14 vagas serão distribuídas entre convites e o qualificatório. A relação de jogadoras na lista de espera é encabeçada pela norte-americana Sachia Vickery, seguida pela luxemburguesa Mandy Minella e a suíça Viktorija Golubic. Na sequência, aparecem duas ex-top 10, a canhota tcheca Lucie Safarova e a italiana Sara Errani.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis