Notícias | Dia a dia
Soares e Murray confirmam presença no Rio Open
05/12/2018 às 11h39

Mineiro e britânico pararam na semi em 2018

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) - O Rio Open já tem a sua primeira dupla confirmada: a quarta melhor parceria de 2018 formada pelo mineiro Bruno Soares e pelo escocês Jamie Murray. Campeão de dois Grand Slams, Bruno tenta ser o primeiro brasileiro a vencer o torneio.

A dupla mineiro-britânica é uma das principais do circuito nos últimos anos com nove troféus juntos. Em 2018, alcançaram as semifinais do ATP Finals de Londres, torneio que reúne as oito melhores duplas do mundo.

"Foi uma temporada bem positiva. Terminamos mais uma vez entre os 10 melhores, fomos a quarta melhor dupla da temporada. Após Roland Garros, foi espetacular. Mais um título de Masters 1000 (Cincinnati), mais um ATP 500, final no Masters de Xangai, e no Finals passamos em primeiro no grupo, com três vitórias. Estou feliz com os resultados e podemos melhorar ainda mais ano que vem", comentou Soares.

“O Brasil é muito bem representado no circuito pelos duplistas e o Bruno tem grande parcela de todo esse sucesso. No Rio o público ele tem muito apoio e esperamos quem em 2019 um tenista do Brasil possa sair campeão em uma Quadra Guga Kuerten lotada de torcedores brasileiros,” disse Luiz Carvalho, diretor do Rio Open.

No Rio Open, Soares tentará quebrar um tabu: o mineiro parou nas semifinais nas cinco edições do torneio, com três parceiros diferentes. Duas com o austríaco Alexander Peya, uma com o conterrâneo Marcelo Melo e outras duas com Murray.

"O jogo de duplas geralmente é decidido nos detalhes, e infelizmente ainda não tive a chance de disputar uma final no Rio. Mas eu e o Jamie gostamos muito de jogar no caldeirão da Quadra 1 e estamos confiantes de que esse será o ano", afirmou o mineiro.

O Rio Open é o único torneio de saibro da primeira parte da temporada 2019 de Soares e Murray. A dupla começa o ano em Doha e depois vai a Sydney, antes do Australian Open. O próximo torneio já será o ATP 500 carioca, e depois eles partem para as quadras duras de Acapulco, Indian Wells e Miami.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis