Notícias | Dia a dia
Dirigente russo crê em volta de Sharapova ao nº 1
05/12/2018 às 10h54

Sharapova não chegou sequer ao top 20 depois do doping

Foto: Arquivo

Moscou (Rússia) - Presidente da federação russa, Shamil Tarpischev mostrou ainda confiar na volta por cima da compatriota Maria Sharapova, que desde a suspensão por doping não conseguiu reencontrar a mesma forma no circuito. Para ele, a tenista de 31 anos tem capacidade de voltar ao top 10 e até mesmo retornar à liderança do ranking

“No tênis feminino atual não há uma líder definitiva e todas as 12 melhores podem vencer qualquer torneio. Se Maria mantiver a solidez no ano que vem ela poderá voltar ao top 10. E ela pode ser até a número 1”, afirmou o dirigente russo, que viu com bons olhos o fato de Sharapova ter resolvido entrar de férias mais cedo em 2018.

A atual 29 do mundo resolveu encerrar a temporada no meio de setembro, logo após a disputa do US Open, onde foi até as oitavas de final. “Terminar a temporada mais cedo e ter uma preparação mais longa é uma atitude correta, já que na sua idade os treinamentos são ainda mais fundamentais”, observou Tarpischev.

O dirigente russo afirmou ver a atleta motivada para os Jogos de 2020 e acredita na chance de medalha. “É claro que estamos muito felizes em ver Sharapova disposta a jogar as Olimpíadas de Tóquio, pois ela mostrou nível de top 5 quando não esteve machucada Se ela conseguir se manter saudável tem boas chances”, finalizou.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis