Notícias | Dia a dia
Djokovic lidera reunião sobre futuro de Gimelstob
02/12/2018 às 11h29

Londres (Inglaterra) - Acusado de atacar um homem na noite de Halloween, o norte-americano Justin Gimelstob foi preso por agressão em Los Angeles. Membro do conselho da ATP, ele terá seu futuro na entidade definido na próxima semana, segundo informa o Daily Telegraph, em uma reunião que será comandada pelo sérvio Novak Djokovic.

O número 1 do mundo deve liderar uma teleconferência para discutir como lidar com as alegações de violência em torno de Gimelstob. A preocupação em torno do alegado comportamento do norte-americano se dá em função dele não ter se afastado de seu papel executivo na ATP.

Formado por 10 integrantes, o conselho presidido por ‘Nole’ precisa de uma maioria simples (6 a 4) para derrubá-lo em uma votação. O técnico australiano Roger Rasheed foi desligado no início deste mês, porque votou em um acordo salarial de 12 meses para a temporada de 2019 com o qual alguns membros, incluindo Djokovic, não concordaram.

Gimelstob responde o processo de agressão em liberdade depois de ter pago uma fiança de US$ 50 mil. Ele foi preso em 21 de novembro por um suposto ataque a Randall Kaplan, que afirma ter sido derrubado no chão e então sofrido uma tentativa de agressão na frente de mais de 50 testemunhas.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis