Notícias | Dia a dia
Técnico de Djoko revela dúvidas sobre volta por cima
01/12/2018 às 10h54

Vajda ajudou Djokovic a reencontrar caminho das vitórias

Foto: Arquivo

Zurique (Suíça) - Em entrevista para os suíços do Berner Zeitung, o treinador do sérvio Novak Djokovic relembrou o difícil processo pelo qual passaram neste ano para levá-lo de volta às grandes conquistas. O eslovaco Marjan Vajda revelou que quando voltou a trabalhar com o atual número 1 do mundo, às vésperas da temporada europeia de saibro, ele encontrou um tenista um pouco perdido e sem saber como encontrar as soluções.

“Novak estava cheio de dúvidas e então me chamou. Eu o conheço há muitos, muitos anos, mas foi como começar do zero novamente. Uma sensação estranha. A coisa mais difícil para ele foi a comparação com o jogador que já foi uma vez e frear esses pensamentos foi o meu maior desafio. No primeiro dia ele me perguntou: ‘Marjan, quanto tempo eu preciso para volta a ser como antes? Eu respondi que acabara de voltar, eu não era um mago”, falou o técnico.

Vajda reforçou então a importância de se passar pelo processo e explicou que era algo que ele mesmo não sabia quanto tempo levaria "Tive que acalmá-lo primeiro e como trabalhei com ele por onze anos, sabia como lidar. Lembrei que ele era um campeão, mas que o importante era reencontrar nossas rotinas diárias novamente”, pontuou o eslovaco.

O treinador fez ‘Nole’ entender que passariam por tempos difíceis, salientando que o fato de ter parado durante nove meses por causa da lesão era um agravante. “Fisicamente, algo estava faltando, ele estava bem preparado, mas não tinha o ritmo de jogo. O mais importante, porém, foi o mental. A grande questão era: quanto tempo ele aguentaria perder até retomar o caminho das vitórias”, declarou Vajda.

Um dos momentos mais delicados aconteceu após a derrota para Cecchinato em Roland Garros, dizendo na entrevista coletiva que não sabia se iria jogar na grama, o que depois foi contornado. “A dúvida então era se iria jogar Halle ou Queen's, nós escolhemos o Queen's, e quando andou pela primeira vez na grama ele esqueceu tudo o que havia acontecido antes”, disse o técnico de Djokovic.

Apesar de não ter conseguido conquistar o título no ATP 500 de Queen’s, perdendo a final para o croata Marin Cilic, a boa campanha no evento foi o suficiente para mudar o rumo da temporada. “Este torneio lhe deu muita confiança”, destacou Vajda, que ainda falou que a vitória sobre o espanhol Rafael Nadal nas semifinais de Wimbledon foi o que faltava para o pupilo: “Ele perdeu o medo de perder novamente”.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis