Notícias | Dia a dia
Hewitt pede para Kyrgios não perder mais tempo
30/11/2018 às 10h45

Ex-número 1 aposta que Kyrgios ainda possa brilhar

Foto: Arquivo

Sydney (Austrália) - Aos 23 anos de idade, o australiano Nick Kyrgios já começa a ver jogadores de uma geração que veio depois da sua conseguir resultados mais expressivos do que os seus e dá sinais de que pode ficar mesmo para trás. Capitão da Austrália na Copa Davis, o ex-número 1 do mundo Lleyton Hewitt ainda acredita que o compatriota possa entrar nos eixos e assim atingir todo seu potencial

“Ainda há tempo, estou certo disso, mas ele passa muito rápido e de repente já há um novo grupo de jovens despontando, jogando bem e vencendo títulos como tem feito Zverev”, falou Hewitt em entrevista para o Sydney Morning Herald. “Dois anos atrás, Nick estava provavelmente à frente de Zverev em termos de potencial, mas o alemão fez absolutamente tudo certo. Ele é muito profissional e mostrou isso desde o primeiro dia no circuito”, acrescentou.

Hewitt não é o único que aposta em Kyrgios, indo ao encontro do que disse o norte-americano John McEnroe, que elogiou bastante o australiano de 23 anos, mas cobrou maior dedicação ao tênis. “Ele tem que recuperar sua motivação e cuidar bem do corpo, caso contrário o cenário será sempre o mesmo. Seu potencial e talento são grandes, mas é preciso aprender a usá-los”, complementou o capitão da Austrália na Davis.

Atual 35 do mundo, Kyrgios é o segundo melhor australiano do ranking, sendo ultrapassado pelo jovem Alex de Minaur, 31º do mundo aos 19 anos. Ele pode inclusive sair do top 50 se não defender o título conquistado na primeira semana do ano em Brisbane. “Foi apenas mais um ano frustrante, especialmente por não ter conseguido terminar bem como começou 2018”, opinou o veterano.

Outro que também se mostrou dividido é a lenda australiana John Newcombe, mais um a acreditar no compatriota e a cobrar maior dedicação. "Se ele conseguisse estar 100% bem fisicamente, deixaria de sofrer com tantas contusões. Isso seria um grande passo à frente", disse Newcombe.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis