Notícias | Dia a dia
Federer revela que mão voltou a doer no Finals
20/11/2018 às 09h12

Federer lamentou resultados no 2º semestre

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Assim como aconteceu no começo do segundo semestre, a mão direita do suíço Roger Federer voltou a incomodá-lo no ATP Finals. O número 3 do mundo conviveu com dores desde o início da temporada de grama até o US Open, chegou a melhorar depois do último Grand Slam do ano, mas no derradeiro torneio da temporada sentiu novo incômodo.

“Não quero falar muito de minha mão, não deveria ser uma desculpa, mas é fato que me tirou um pouco o ritmo. Isso é algo que pode te afetar nos momentos importantes, como frente a Anderson em Wimbledon. Senti dor durante muito tempo, inclusive aqui em Londres. Espero que as lesões sumam durante as férias”, revelou Federer em entrevista ao jornal suíço Tages Anzeiger.

O número 3 do mundo também fez uma análise de sua temporada. “Meu começo de ano foi ótimo e mal posso esperar para voltar à Austrália. Já a segunda parte poderia ter sido melhor, perdi várias partidas que mudariam bastante o panorama se tivesse vencido, como Paris ou Wimbledon. Tenho muitas expectativas sobre mim mesmo e por isso estou um pouco decepcionado”, observou.

“Não sou de me lamentar pelas oportunidades perdidas, a temporada é como é. Ter a chance de querer fazer ainda melhor me dá confiança para o próximo ano, principalmente porque tenho a sensação de poder jogar ainda melhor”, complementou o suíço, que fechou 2018 com quatro títulos, três vice-campeonatos e 48 vitórias em 58 partidas disputadas.

Para terminar, ao ser questionado sobre quais seriam os pontos que gostaria de jogar novamente nesta temporada se tivesse uma chance, o tenista da Basileia foi direto. "Uns match-points em Indian Wells ou em Wimbledon. Com a idade, as derrotas não doem muito mais, pois a família ajuda a superar esses momentos", finalizou.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis