Notícias | Dia a dia
Federer chega a 1000 semanas no top 100 da ATP
19/11/2018 às 14h34

Miami (EUA) - Ao aparecer na terceira colocação do ranking nesta segunda-feira, o suíço Roger Federer alcançou mais um feito na carreira: se tornou apenas no segundo jogador na história da ATP a conseguir pelo menos 1.000 semanas dentro do top 100.

O único até então a obter tal marca fora o norte-americano Andre Agassi, que encerrou a carreira depois de passar 1.019 semanas entre os 100 melhores do circuito masculino, sendo 101 delas como número 1, 443 como top 5 e 747 como top 10.

Federer tem tudo para ultrapassar Agassi e conquistar mais um recorde em sua carreira. O tenista da Basileia irá igualar a marca do norte-americano no dia 1º de abril de 2019 e irá ultrapassá-lo na segunda-feira seguinte.

Atualmente com 6.420 pontos no ranking, o suíço tem garantida sua presença no top 100 pelo menos até o Masters 1000 de Paris de 2019, podendo seguir nesta faixa de ranking mesmo sem jogar uma partida sequer durante este período.

Depois de Agassi e Federer, fecham o top 16 entre os que mais tempo conseguiram permanecer no top 100: o norte-americano Jimmy Connors, com 963 semanas, o francês Fabrice Santoro (943) e o russo Mikhail Youzhny (879).

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis