Notícias | Dia a dia | ATP Finals
Para Federer, jogar pressionado pode ter ajudado
15/11/2018 às 21h50

Depois de perder na estreia, Federer se recuperou e foi 1º no grupo

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Classificado para as semifinais do ATP Finals e em primeiro lugar de seu grupo, Roger Federer acredita que a pressão em que esteve depois de perder a partida de estreia para Kei Nishikori pode tê-lo ajudado a jogar seu melhor tênis nos dois jogos seguintes. O suíço se recuperou na competição derrotando Dominic Thiem e Kevin Anderson em sets diretos.

"Estou muito feliz. O primeiro jogo contra o Kei foi muito duro. E jogar com as costas contra a parede talvez tenha sido mais fácil para mim, não tenho certeza. Mas lutei muito", disse Federer depois de vencer Anderson por 6/4 e 6/3 nesta quinta-feira. "Acho que minha atitude foi boa hoje. Tive uma mentalidade de jogo agressiva, uma boa variação também com meu slice e acho que fiz uma boa partida".

Depois de conseguir a primeira quebra de serviço da partida ainda no sétimo game do set inicial, Federer perdeu o saque logo na sequência. O suíço também teve dificuldades de manter o serviço quando tentava fechar a primeira parcial, mas garante que os contratempos não afetaram seu foco e confiança.

"Infelizmente, tive um game de serviço muito ruim logo depois [da quebra conquistada], mas não deixei que isso me frustrasse ou me desapontasse. Eu continuei focado e continuei tentando", avaliou o número 3 do mundo. "No final, eu joguei um bom tênis hoje e estou muito feliz. Kevin teve um ano maravilhoso, assim como os outros dois caras. Foi um grupo divertido, com muitos tipos diferentes de adversários".

Federer entrou em quadra precisando de menos de um set para se classificar. Bastavam cinco games ou, no máximo seis se um dos sets chegasse ao empate por 5/5. Ainda assim, o suíço garante que o pensamento sempre foi apenas na vitória. "Eu queria ganhar a partida. Se eu fosse bem, ótimo, se eu não jogasse bem, eu não mereceria avançar e tudo bem também. Estou feliz que ainda estou vivo no torneio".

Classificado em primeiro do grupo, Federer provavelmente evita um confronto contra Novak Djokovic na semifinal. Já garantido entre os semifinalistas, o sérvio está invicto na outra chave e só perde a liderança do grupo se for derrotado por Marin Cilic e ver John Isner superar Alexander Zverev nesta sexta-feira. Os quatro jogadores do Grupo Guga Kuerten ainda tem chances de classificação, mas Cilic não tem como terminar em segundo lugar na chave e cruzar o caminho do suíço.

Vencedor de seis edições do Finals e dono de 99 títulos de ATP na carreira, Federer está a duas vitórias de conseguir o centésimo troféu, mas deixa a busca pela marca em segundo plano diante da difícil fase final em Londres. "Não estou pensando no título número 100, porque ainda há muito pela frente para chegar a esse número eu teria que vencer em duas partidas complicadas".

Comentários