Notícias | Dia a dia
Radwanska anuncia o fim da carreira aos 29 anos
14/11/2018 às 16h33

Maior título da carreira de Radwanska foi o Finals de 2015

Foto: Arquivo

Cracóvia (Polônia) - Chegou ao fim nesta quarta-feira profissional de Agnieszka Radwanska. Depois de sofrer com lesões ao longo da última temporada e não repetir os resultados que a levaram à vice-liderança do ranking mundial, a polonesa de 29 anos decidiu pendurar as raquetes e se aposentar do circuito.

"Eu gostaria de compartilhar com você uma das decisões mais importantes da minha vida. Hoje, depois de 13 anos jogando tênis de maneira competitiva, decidi encerrar minha carreira", escreveu Radwanska em suas redes sociais.

Esta não foi uma decisão fácil. Sou grata por ter tantas memórias especiais, incluindo 20 títulos da WTA, o WTA Championships (Finals) em Cingapura, uma final em Wimbledon e tantas outras", comentou a polonesa, ao elencar os principais feitos de sua carreira.

"Infelizmente eu não sou mais capaz de treinar e jogar da maneira que eu costumava fazer, e recentemente meu corpo não pode corresponder às minhas expectativas", explica, a ex-top 5, que sofreu com lesões nas costas este ano e aparece atualmente apenas no 75º lugar do ranking. "Levando em consideração a minha saúde e as pesadas cargas do tênis profissional, tenho que admitir que não sou capaz de empurrar o meu corpo para os limites necessários".

Radwanska foi a primeira jogadora de seu país a disputar uma final de Grand Slam, na grama de Wimbledon em 2012. Na ocasião, ela ficou a uma vitória de chegar à liderança do ranking mundial, mas perdeu para Serena Williams na decisão. Meses depois, a polonesa também tinha uma chance de alcançar o número 1 se fosse campeã no Premier de Montréal, mas caiu nas quartas de final do torneio canadense.

O maior título da carreira de Radwanska foi o WTA Finals de 2015 em Cingapura. Naquele ano, ela havia se classificado para as semifinais com uma improvável combinação de resultados, depois de ter vencido apenas um jogo na fase de grupos. A polonesa cresceu nas fases decisivas, superando Garbiñe Muguruza e Petra Kvitova para obter o troféu. Já a conquista mais recente veio em agosto de 2016, em New Haven.

Apelidada de 'La Professora' por suas colegas de circuito, Radwanska conseguia aliar muita mobilidade do fundo de quadra com uma enorme capacidade de improviso. O resultado eram os muitos pontos improváveis que ela acabava vencendo e que viralizavam nas redes sociais. Muito por conta disso, a polonesa ganhou seis vezes seguidas a eleição de tenita favorita dos fãs e suas jogadas eram frequentemente escolhidas como o 'Ponto do Mês' ou 'Ponto do Ano'.

"Estou pendurando as raquetes e me despeço do circuito profissional, mas não vou deixar o tênis, que é e sempre foi especial na minha vida. Mas agora é hora de novos desafios, novas ideias, tão excitantes quanto aqueles na quadra de tênis, eu espero", comenta a polonesa, que inaugurou recentemente um hotel temático em seu país, onde os hóspedes têm acesso a muitos objetos históricos de sua carreira.

"Durante toda a minha carreira, sempre fiz o meu melhor para representar o meu país da melhor maneira possível. Espero que minhas partidas de tênis tenham sido fonte de emoções e alegria para todos vocês. Seu apoio, as palavras calorosas e fé em mim estavam comigo em todos as partidas que eu joguei. Muito obrigada por cada noite sem dormir na frente da TV e todos os prêmios de favorita dos fãs, que são a maior honra e a melhor recompensa pelo meu trabalho duro. Sou muito grata por tr os melhores e mais fiéis fãs de todo o tênis".

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis