Notícias | Dia a dia
Benneteau diz não ter nada pessoal contra Federer
14/11/2018 às 13h14

Lille (França) - A polêmica provocada pelas declarações do francês Julien Benneteau, que afirmou ver um tratamento especial dos grandes torneios para o suíço Roger Federer, além de acusá-lo de se envolver em conflitos de interesses, repercutiu bastante no mundo do tênis, com caras como o sérvio Novak Djokovic e o norte-americano John Isner saindo em defesa do atleta da Basileia.

Quem também se posicionou sobre o assunto foi o diretor do Australian Open, rebatendo as palavras do francês de 36, que envolveu o torneio em sua declaração. Depois dos comentários de jogadores e até de um diretor de torneio, Benneteau usou as redes sociais para tentar se explicar melhor.

O francês garantiu que em momento algum queria atacar ou ferir a imagem de Federer, afirmando que apenas quis destacar certos conflitos que há no circuito envolvendo o atual número 3 do mundo.

"Só para esclarecer as coisas, eu estou apenas dizendo que devemos evitar conflitos de interesse, tanto quanto possível, a fim de preservar alguma equidade esportiva, não há nada pessoal contra Roger Federer, porque eu sou o primeiro a dizer que ele é o maior (de todos os tempos) e ele fez e continua a fazer muito pelo nosso esporte ", escreveu Benneteau no Twitter.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis