Notícias | Dia a dia | ATP Finals
Para Djokovic, assegurar o nº 1 minimiza pressão
12/11/2018 às 21h56

Djokovic terminará o ano como número 1 do mundo

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Depois de marcar uma tranquila vitória em sua estreia no ATP Finals, Novak Djokovic avaliou que o fato de já ter assegurado a volta à liderança do ranking e a permanência na primeira posição até o fim do ano minimizam a pressão em Londres. O sérvio, entretanto, garante que não foi esse o motivo que o teria feito jogar tão bem nesta segunda-feira.

"Não acho que essa seja a razão por eu ter dominado o jogo, eu apenas me preparei bem para a partida e executei tudo muito bem", disse Djokovic depois de derrotar John Isner por 6/4 e 6/3. "Mas, de fato, a pressão diminuiu um pouco, por assim dizer, sabendo que eu cheguei ao torneio como número 1 do mundo".

Djokovic quebrou três vezes o saque de Isner, criou nove break points em cinco games diferentes e colocou 86% das devoluções em quadra. "Consegui três quebras de saque contra o John, o que às vezes é uma 'missão impossível', mas consegui estar no lugar certo na hora certa.

"Tive que sacar bem, joguei muito sólido e não lhe dei muitas oportunidades", avalia o sérvio, que não enfrentou break points na partida e cedeu apenas seis pontos em seus games de serviço. Esta foi a nona vitória de Djokovic em onze jogos contra Isner, para quem não perde desde 2013.

O número 1 do mundo agora terá um dia de descanso antes de enfrentar Alexander Zverev na próxima quarta-feira, pela segunda rodada do Grupo Guga Kuerten em Londres. "Estou me sentindo bem fisicamente e mentalmente. Obviamente, o bom deste torneio é que você tem um dia de folga entre os jogos, e é garantido que você faça três partidas no grupo."

"Obviamente, eu me coloco em uma posição muito boa com uma vitória em sets diretos. Agora jogo com Zverev, que também teve uma vitória em dois sets hoje. Deve ser um grande jogo, estou bastante ansioso. Ele não estava em sua melhor forma em Xangai e eu espero que ele seja melhor", completa Djokovic, que já enfrentou Zverev duas vezes, com uma vitória e uma derrota.

Comentários