Notícias | Dia a dia
Nadal ganha votação de maior espírito esportivo
09/11/2018 às 10h44

Nadal levou o prêmio pela segunda vez

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Pela segunda vez na carreira, o espanhol Rafael Nadal venceu o prêmio de jogador com maior espírito esportivo do circuito, em votação realizada com seus pares pela ATP. Ele desbancou o suíço Roger Federer, que venceu em 13 dos últimos 14 anos, perdendo somente para o canhoto de Mallorca em 2010 e agora em 2018. 

O espanhol de 32 anos passou 36 semanas deste ano na liderança do ranking e venceu cinco títulos, com destaque para as conquistas de Roland Garros, do Masters 1000 de Monte Carlo, Roma e Toronto e do ATP 500 de Barcelona. Além de todas conquistas em quadra, Rafa também foi grande fora dela, ajudando pessoalmente a recuperar Mallorca após uma forte tempestade. 

Quem também não foi esquecido pela ATP foi o veterano espanhol Tommy Robredo, que levou o ‘Prêmio Humanitário Arthur Ashe’. Para honrar a memória de seu grande amigo Santi Silvas, ele lançou sua fundação e um torneio internacional de tênis sobre cadeira de rodas em 2009. A fundação de Robredo organiza atividades que incentivam o treinamento esportivo de pessoas com deficiência, especialmente tênis em cadeira de rodas. 

Tsitsipas e De Minaur brilham entre os jovens 

A votação realizada pelos jogadores da ATP também não deixou de premiar dois jovens atletas que se destacaram neste ano. O grego Stefanos Tsitsipas foi escolhido o tenista que mais evoluiu na temporada, ao passo que o australiano Alex de Minaur levou como o novato do ano. 

Com apenas 20 anos de idade, Tsitsipas se tornou o melhor grego na história do ranking, alcançando a 15ª colocação. Ele também foi o primeiro de seu país a conquistar um título no circuito ao levar para casa a taça do ATP 250 de Estocolmo, depois de ter ficado com os vices no ATP 500 de Barcelona e no Masters 1000 de Toronto. 

De Minaur começou a temporada fora do top 200 e chegou a ocupar o 31º posto neste ano. O australiano despontou para o mundo no ATP de Brisbane, onde fez semifinal, mantendo o embalo na semana seguinte em Sydney, disputando sua primeira decisão da carreira. O tenista de 19 anos também disputou a final do ATP 500 de Washington já em agosto.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis