Notícias | Dia a dia
Djokovic ganha prêmio como o retorno do ano
09/11/2018 às 09h04

Djokovic venceu dois Slam após voltar de lesão no cotovelo

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Atual número 1 do mundo e vencedor de dois títulos de Grand Slam na temporada, o sérvio Novak Djokovic levou o prêmio de retorno do ano na ATP por seu desempenho em 2018, dando a volta por cima depois de perder metade de 2017 por causa de uma lesão no cotovelo.

Djokovic chegou a aparecer fora do top 20, ocupando a 22ª colocação em junho, mas depois conseguiu uma série incrível de bons resultados, venceu 31 das 33 partidas que teve pela frente e levantou os títulos de Wimbledon, do US Open, dos Masters 1000 de Cincinnati e Xangai.

Com a conquista em Cincinnati, o sérvio se tornou o primeiro a obter o ‘Golden Masters’, completando a lista de títulos com todos os Masters 1000 em vigência. Ele também irá terminar o ano na liderança do ranking, repetindo algo que conseguiu em 2011, 2012, 2014 e 2015, empatando com Jimmy Connors e Roger Federer, que também fecharam cinco temporadas na ponta.

À frente deste trio aparece somente o nome do norte-americano Pete Sampras, o único até então a terminar seis anos como número 1 do mundo.

E não foi só ‘Nole’ que foi reconhecido na votação realizada pela ATP. Se ele foi escolhido pelos jogadores como o melhor retorno, seu técnico Marjan Vajda recebeu os votos dos companheiros de profissão e levou o prêmio de melhor técnico do ano.

O eslovaco de 53 anos, ex-tenista profissional que chegou a ser o 34º do ranking, retomou seu trabalho com Djokovic depois do rompimento em 2017. A reunião aconteceu às vésperas da temporada europeia de saibro e o treinador esteve ao lado do sérvio em todas as conquistas importantes da temporada.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis