Notícias | Dia a dia
'Isto significa o mundo para mim', diz Khachanov
04/11/2018 às 16h44

Khachanov conquistou seu terceiro título da temporada

Foto: ATP

Paris (França) - Apesar de sua evolução na temporada, o russo Karen Khachanov anotou em Paris uma das maiores surpresas do circuito masculino nos últimos anos, ao conquistar o título em cima de adversários de enorme gabarito, entre eles Novak Djokovic, a quem derrotou por 7/q5 e 6/4 na decisão deste domingo.

"Isto significa o mundo para mim", foi a primeira reação do russo de 22 anos, que jamais perdeu em quatro finais disputadas e conquistou um Masters logo na primeira decisão que disputa. "Não poderia estar mais feliz ao terminar uma temporada desta forma.

Assim como já havia eliminado jogadores do nível de John Isner, Alexander Zverev e Dominic Thiem, ele sempre optou por tomar iniciativa, mas admite que precisou dosar ainda mais contra o poder de contragolpe de Djokovic.

"Uma coisa que acontece contra Novak é que você não pode pensar em subir à rede em qualquer bola, porque tem tem inacraditáveis passadas. Então precisa preparar muito bem e escolher a hora certa", explicou.

"Claro que o melhor cenário quando conseguia cruzar as bolas era subir à rede com uma bola mais curta, porque às vezes isso é possível. Consegui fazê-lo muito bem. Tenho um tênis agressivo e preciso jogar mais dentro da quadra".

Khachanov é o sexto tenista a ganhar seu primeiro Masters nas duas últimas temporadas, juntando-se aos feitos de Zverev (Roma), Grigor Dimitrov (Cincinnati), Jack Sock (Paris), Juan Martin del Potro (Indian Wells) e John Isner (Miami). Ao mesmo tempo, como atual 18º colocado, se tornou o tenista de pior ranking a ganhar um Masters que Ivan Ljubicic levou Indian Wells em 2010 como 26º colocado.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis