Notícias | Dia a dia
Djokovic evita desculpa e festeja o número 1
04/11/2018 às 16h38

Djokovic fez sua sexta final desde julho

Foto: ATP

Paris (França) - O sérvio Novak Djokovic não procurou motivos para sua derrota na final do Masters de Paris neste domingo para o russo Karen Khachanov. Ao contrário de argumentar sobre a gripe ou o enorme desgaste da semifinal de 3 horas frente a Roger Federer, preferiu falar do campeão:

"Não pude me recuperar, mas não quero falar disso. Prefiro falar sobre o quanto Khachanov jogou bem ao longo de toda a semana", enfatizou logo o dono de 32 troféus de Masters, que sofreu apenas a segunda derrota desde a conquista de Wimbledon.

"Ele claramente mereceu a vitória no jogo de hoje, tem todos os créditos", elogiou. "Ele é um tenista jovem que está em evolução, mas já é um tenista estabelecido no topo do circuito. Mostrou grande qualidade e mostrou por que existe muito futuro a sua frente".

O sérvio se mostrou satisfeito com sua campanha, que terá como maior recompensa a volta à liderança do ranking nesta segunda-feira. "Seria o número 1 amanhã. O que mais posso pedir? Ganhei mais de 20 jogos seguidos e tive incríveis últimos cinco meses".

O objetivo agora é se recuperar completamente para o Finals de Londres, que começa no próximo domingo e onde ele busca o sexto troféu.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis