Notícias | Dia a dia
Khachanov bate terceiro top 10 e busca maior título
03/11/2018 às 11h26

Khachanov nunca perdeu uma final

Foto: ATP

Paris (França) - O russo Karen Khachanov fez outra partida de grande qualidade, derrotou o terceiro adversário de nível top 10 de forma sucessiva e com isso está na final do Masters 1000 de Paris. Para chegar ao momento mais importante de sua curta carreira, o tenista de 22 anos superou em dois sets o austríaco Dominic Thiem, por 6/4 e 6/1, e aguarda quem passar entre Novak Djokovic e Roger Federer.

Esta é a primeira vez que Khachanov consegue vencer três top 10 na mesma semana. Na verdade, ele chegou a Paris com apenas três vitorias em 19 jogos anteriores, mas conseguiu grande atuação diante de John Isner e Alexander Zverev. Ele já tem dois títulos nesta temporada, obtidos em Marselha e Moscou, e buscará o quarto da carreira.

Com os 600 pontos já garantidos em Paris, Khachanov garante o 12º lugar do ranking e fica muito perto do croata Borna Coric. Em caso de título, ele avança mais um posto e se torna candidato a ir ao Finals de Londres como reserva.

O primeiro set veio totalmente equilibrado, com amplo domínio dos sacadores, até Khachanov obter 0-40 e concretizar a quebra na terceira tentativa. Thiem ainda teve uma chance de reação, com dois break-points desperdiçados e um set-point evitado antes de o russo fechar a série com bons serviços.

A partir daí, Khachanov ficou confiante e cresceu muito na partida, explorando melhor o jogo de rede atrás do backhand do adversário. Thiem se mostrou um tanto apressado e isso gerou erros não forçados. Eles trocaram quebras sucessivas nos três primeiros games até que Khachanov abriu 4/1 com outro game de devolução muito bem jogado e disparou para a vitória.

A estatística mostra que os dois fizeram 13 winners no jogo, mas Khachanov errou muito menos (11 a 23), além de ter obtido 9 dos 10 lances que buscou junto à rede. Também decisivo foi o acerto de primeiro saque: enquanto o russo jogou com 74%, Thiem parou em 53%.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis