Notícias | Dia a dia
Após altos e baixos, Muguruza quer fechar bem o ano
01/11/2018 às 16h08

Em Zhuhai, Muguruza disputa seu último torneio na temporada

Foto: Divulgação

Zhuhai (China) - Pouco mais de um ano depois de ter alcançado a liderança do ranking mundial e de ter terminado as últimas três temporadas no top 10, Garbiñe Muguruza aparece atualmente apenas na 17ª posição. Ciente de que teve uma temporada abaixo de suas expectativas, a espanhola busca no WTA Elite Trophy terminar bem o ano de 2018.

"Eu sabia que em algum momento eu teria alguns altos e baixos, especialmente com o corpo", disse Muguruza, que venceu 32 jogos e perdeu 19 durante a atual temporada. "É muito difícil se manter por muitos anos no mesmo alto nível. Isso é meio complicado para todo mundo".

"Só estou tentando manter o entusiasmo. Sinto que sou uma pessoa muito competitiva, e por isso, mesmo que haja momentos difíceis ou eu esteja lesionada às vezes, sei que o trabalho duro dará resultado", acrescenta a vencedora de dois troféus de Grand Slam, que venceu só venceu um torneio no ano, em Monterrey.

"Então eu estou apenas tentando evoluir para que eu possa ser melhor na próxima temporada", avalia a jogadora de 25 anos, que atua no Elite Trophy pela primeira vez, depois de ter disputado três edições seguidas do WTA Finals, em Cingapura.

"Nunca estive aqui em Zhuhai. É emocionante porque o torneio tem um formato diferente", comenta a espanhola, que está no mesmo grupo que a chinesa Shuai Zhang e a letã Anastasija Sevastova. "Há muitas razões para eu estar feliz aqui jogando esste torneio e espero conseguir uma boa vitória e terminar o ano com boas sensações".

Muguruza estreou vencendo Zhang por 3/6, 6/3 e 6/2 na última quarta-feira. "Não comecei muito bem, não encontrei o meu ritmo. Eu estava dando a ela muitos pontos de graça. E ela estava jogando muito bem desde o começo", comenta. "Mas depois do primeiro set, eu não me importei com o resultado. Sabia que tinha outro set pela frente e foi um bom desafio procurar por algo mais e tentar mudar o jogo para ter a chance de vencer", complementa a ex-líder do ranking, que enfrentará Sevastova por volta das 6h (de Brasília) desta sexta-feira por vaga na semifinal.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis